PplWare Mobile

Uber apresentou o seu primeiro carro autónomo


Autor: Pedro Simões


  1. Henrique says:

    O que eu estou a ver é que toda a gente tem o seu carro autónomo, menos a Google.

    Esse aí parece aqueles carros de rally do grupo B, com as luzes de iluminação em cima 😀

  2. XxX says:

    Olha-me esta… Agora em quem é que os taxista irão dar porrada?

  3. J.C.Lopes says:

    E depois os taxistas vão bater em quem?

  4. luislelis says:

    No cliente

  5. Márcio says:

    Pelo o que parece a profissão taxista está prestes a desaparecer, mais uns no fundo de desemprego. Nao me interpretem mal até gosto de evolução tecnológica fico fascinado e ao mesmo tempo assustado, parece me que nós humanos estamos a tornar-nos desnecessários apenas ficam os que forem úteis no desenvolvimento da tecnologia que ainda assim serão facilmente descartáveis quando já não forem necessários.

    • JM says:

      O problema não é a tecnologia mas sim como é feita a distribuição da riqueza (cada vez maior) criada, questão essa que existe desde milénios desde que vivemos em sociedade e que já provocou várias revoluções ao longo dos tempos.

      Sobre estarmos a tornar-nos desnecessários não sabia que existíamos por necessidade, até nem sei para que serve o planeta Saturno, não serve para nada 😉

      • NT says:

        +1
        “O problema não é a tecnologia mas sim como é feita a distribuição da riqueza …”
        Continuo a achar que não faz qualquer sentido existirem 2 epidemias! A obesidade num continente e noutro a morrerem aos milhares à fome…

  6. Silvio Corrêa says:

    Desculpem-me a ignorância, mas em que estes veículos diferem dos da Tesla (americana), me parece que eles estão bem avançados nesse ponto, inclusive podemos ver diversos vídeos no YouTube mostrando a performance e atuação. Não seria simples o Uber adotar uma tecnologia que já está bem legal?

  7. OscarAlho says:

    E é isto o que nos espera meus caros. A tecnologia evoluirá cada vez mais, o desemprego vai subir ainda mais, ora porque não há necessidade em manter 20 pessoas se a máquina faz o trabalho das 20 pessoas ou porque estas mesmas empresas não terão sustento para eventuais tecnologias.
    Haverão poucas empresas cada vez mais, que tentarão de tudo para ganhar clientes umas das outras até que a empresa não tenha mais lucro e se junte a tantas outras na miséria.
    No final, haverá só uma empresa, que vai dominar o mundo e os governos, e seremos todos seus escravos.

  8. Sergio J says:

    O carro da Google é para onde caminharmos daqui a uns 20 anos. Primeiro passaremos por um estágio de condução semi autónoma. Algo género o que o Tesla já faz. A progressão será gradual até atingirmos o conceito que a Google propõe. É assim que a indústria automóvel se está a mover.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.