PplWare Mobile

‘Tide Pod Challenge’: O desafio para comer cápsulas de detergente


Marisa Pinto

Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

62 Respostas

  1. Zinco says:

    Fazem muito bem. É para ficarem lavadinhos por dentro, assim já não é necessário manda-los lamber sabão.

  2. Segurança says:

    Assim como o universo, a estupidez humana não tem limites…e não estou tão seguro em relação ao primeiro.

  3. rodrigo says:

    comentarios a dizer que esta geração esta perdida em 3…2…1…

  4. Mario Jorge says:

    Acho bem que continuem com estes desafios. Assim a raça humana consegue evoluir muito mais depressa

  5. Celso says:

    Eu acho é que os jovens que fazem isso têem é tide na cabeça em vez de cérebro. Com tanta informação hoje em dia, fazem cada vez mais parvoíces.

    • AiOGajo says:

      Antigamente também se fazia… não era tão publicitado ou exposto porque hoje somos uma aldeia global.
      Então e os desafios do “medricas” com carros a acelerar contra um penhasco sendo que o último a travar era o perdedor.
      E a roleta russa? Colocar apenas uma bala na câmara para ver se era o dia de sorte.
      E o desafio da faca entre os dedos? Estender a mão numa mesa e ver se consegue acertar no espaço entre os dedos.

      Entre muitas outras…

      • AiOGajo says:

        1) Game of chicken (origem em 1950) embora fosse uma ideia com origem num filme.
        2) Russian Roulette (origem em 1840) embora fosse uma ideia com origem num livro.
        3) Knife game (origem em 1930) embora fosse uma ideia com origem num filme/livro.

        Hoje as ideias estúpidas tem origem por alguém na internet e são propagadas dessa forma. O método de propagação e origem destas ideias é hoje só mais rápido e mais exposto, mas que havia, havia…

  6. Spoky says:

    Deixa-los comer, são gente sem cabeça. Diria cambada de burros (não há outro nome para os identificar) se morrerem, será por puro Darwinismo aka Seleção Natural.

    Não tenho pena deste tipo de pessoas, muito menos me preocupo ao ponto de gastar o meu tempo nas redes sociais indignado! A questão é, para quê ficar indignado? Se eles não sabem que não devem comer, porque raio comem e ingerem? É por vontade própria, sendo assim.

    Eu nem me preocupo, nem entendo as pessoas que ficam preocupadas com esse desafio. Tal como disse, é a seleção natural, não tenho pena nenhuma dessas pessoas. A educação vem de casa, se não tiveram educação e disciplina para saberem os perigos existentes e inexistentes, é problema dos pais que os educam.

    O que chateia e inerva, é ver pessoas a PERDEREM O SEU TEMPO ÚTIL preocupados com estes desafios! Para quê? Com medo que chegue aos vossos filhos? É tão simples, em vez de se preocuparem com isso. Vão falar com os vossos filhos, avisar-los e alertar-los e consequentemente vigiar-los mais e controlar as horas que passam no youtube (Existe controlo parental) recomendo um router que bloqueie determinado X de horas no youtube (existem vários que fazem isso!)

    Mas agora, triste? Chateado? Indignado? Frustrado? Por quem publica e come isso? Então era isso! Que se matem! Problema deles (e isto não é ser frio, é ser realista!)

    • Spoky says:

      Acrescento, e os mídia ajudam nisto. Quanto mais divulgarem o desafio mais chega a boca de pessoas. Quando menos divulgarem melhor.

      Ao divulgar estão a ajudar e a alertar para o perigo? Obvio que sim, mas assim ainda tornam o desafio mais conhecido. Por vezes, faz parte ignorar estes desafios. Estão na Internet? Sim.

      Façam como se não tivesse, e nem publiquem nada do assunto. Tal como disso problema deles, que se matem, que comam e que ingiram logo o darwinismo acaba por resolver o problema, se der para o torto.

      • Marisa Pinto says:

        Não é pelos media que as pessoas sabem disto… e aqui há uma função muito importante pois ao divulgar está-se a alertar e prevenir.

        • kekes says:

          Concordo, mas a realidade é que isto ganhou o impacto que tem depois de se alertar para os cuidados a ter com o facto destas pastilhas serem atractivas para os menores, desde então o consumo de pastilhas disparou.

          Deixo um extracto de uma noticia:

          A spokesperson for the American Association of Poison Control Centers told us that in the first 11 days of 2018, there had been 40 reported exposures to liquid laundry detergent pods by 13- to 19-year-olds. That figure represents 20 percent of the total number of similar incidents in all of 2017

          Conclusão, as pessoas começam a consumir detergente quando se começa a falar nos meios de comunicação do problema. Concluindo, por vezes é melhor não tocar no assunto.

          • Marisa Pinto says:

            Isso é discutível, por essa lógica não se falava de nada, nem violência doméstica, por exemplo :/

            Importante é a forma como se aborda o assunto e a intenção/finalidade da mesma.

          • kekes says:

            Falar da violencia domestica é pegar num tema que existe e falar do problema que é. A violencia domestica não existe para fazer videos no youtube.

            O problema é que uma noticia a dizer “nova moda, videos de pessoas a comer detergente”, faz com que as pessoas o façam para tentarem ganhar protagonismo na rede, e incentiva este comportamento.

            Não te culpo a ti pelo post, pois agora não se pode fazer mais nada que divulgar o problema e os problemas que cria, mas critico alguns meios que tentam arranjar clicks faceis, motivando estes comportamentos. Digo isto porque li em muitos jornais internacionais a falarem sobre isto como “coisa engraçada”.

            Sabemos que o ser humano adora o protagonismo, não há que alimentar esses comportamentos…

        • Luis says:

          Não foi por acaso que houve um ano em que as notícias sobre incêndios foram proibidas e houverem menos incêndios.

          • Marisa Pinto says:

            E podes correlacionar as coisas assim? Não..

          • JJ says:

            De certa forma sim!

            Por exemplo, os meios noticiosos raramente falam de suicídios. Por dois motivos: para proteger os familiares; e para evitar estímulos para outros suicidarem.

            Os próprios psicólogos, dizem que não é bom quem tem tendências suicidas falar ou conviver com outros que também tenham. Os jornalistas por ética profissional, não fazem noticias dessas, para evitar estimular ou alimentar ideias suicidas a quem já as tem.

            Este verão, alguns especialistas alertaram para o facto do fogo estar a ter um tempo de antena elevado nos media, e que poderia estimular piromaníacos a causar mais incêndios. Até porque o estimulo deste tipo de pessoas é verem fogo… as TVs exibirem os incêndios em grande escala, esta a estimula-los.

            Infelizmente quem tem problemas psicológicos, pode ficar afectados facilmente com o que ouve ou veem, principalmente nos mídia.

            Em relação a este tipo de casos, a ideia até pode ser boa em informar os pais que está acontecer este tipo de desafios, mas infelizmente acaba por causar uma onda entre os jovens que não conheciam o caso a procurem mais informações e eventualmente até querem estimular. Por isso, noticiar ou não, acaba por ser um pau de dois bicos…

            Qualquer das formas, uma criança ser tentada a realizar este tipo de “desafio”, claramente mente será uma criança/jovem com fraco acompanhamento parental e uma alto estima extremamente baixa, talvez por sofrer bulling por exemplo.

          • Luis says:

            Exatamente JJ

    • Antonio says:

      Só o tempo q o levou a escrever tamanho texto, define a sua indignação. Está tal como a juventude q desafia a morte nestes jogos

  7. kekes says:

    No outro dia li uma noticia que se estava a estudar medidas para se tornar este tipo de productos menos atractivos para as crianças. No dia a seguir saiu uma estatistica que a maior parte das pessoas que comiam detergente era maiores de idade e adolescentes, não há medidas contra a estupidez.

  8. Jeba says:

    santa deficiência

  9. Pedro Pinheiro says:

    Natural selection!

  10. André R. says:

    Estou neste momento a comer duas pastilhas dessas, envolvidas em pão de forma integral, para não fazer mal à “linha”, e a beber Soflan Classic para ajudar a empurrar o pão, pois é muito indigesto…
    Escusado será dizer que amanhã o quarto vai cheirar bem melhor 🙂

  11. Bruno Mota says:

    Desculpem o desabafo, mas só alguém com graves problemas psiquiátricos é que comete um acto destes!
    Engolir detergente? Santa estupidez!

  12. Bruno Mota says:

    Eu bem costumo dizer, se tenho optado por estudar psiquiatria, já esaria podre de rico com tanto louco que existe! lol

  13. Hugo Gomes says:

    E assim se cria a nossa sociedade estamos aqui a reclamar do quê, somos todos culpados disto tudo. Todos nós

    • Hefesto,o Grande says:

      “Culpados” ?? Culpados de quê ?? Fale por si,homessa !! Tivesse eu um filho que fizesse uma aberração destas !! Estava bem *odido comigo !! Caramba,no meu tempo bastava eu sair da linha que levava logo no focinho.Mas era logo.Desta maneira me fiz homem !! Isto é estupidez e o querer chamar a atenção !! Bem diz o Bruno Mota mais acima,se eu também fosse hoje um psiquiatra,estaria rico !! Com estas novas gerações de jumentos e a quantidade de dromedários que por aí já andam,meu Deus do céu !! É que só fazem asneiras atrás de asneiras !! Vocês já leram hoje na internet(notícias),que foram detidos e identificados mais de 1000 e tal jovens na Dinamarca por difundirem um vídeo e imagens de uma relação sexual entre um casal de namorados com 15 anos ?? Eu até fiquei tolo !! Mas andam todos doidos ou quê ?? Só pensam em pornografia,drogas,o sair à noite,entre outras besteiras !! Eu nem digo mais nada que já estou enervado pra caraças…

      • Hugo Gomes says:

        Entao o homessa pergunta se querem atenção a culpa é de quem? Nao é caso para se enervar entendo que pelo que se lê aqui muitos se enervam, e acredito que no nosso tempo levava se porrada muitas vezes por tudo e por nada, mas nao foi por causa disso que todos nos torna-mos HOMENS e MULHERES. Quantos pais trabalham e trabalham e nao dao atenção aos filhos quando sao pequenos ora mais tarde isso tem percursoes, muitos não tem o direito de ser pais derivado a nossa sociedade que nos educou de temos de nos levantar cedo para irmos trabalhar, para ganhar, para sobreviver. Entendo mas onde esta aquela vontade de “hoje é segunda feira um belo dia para começad a semana” quantos estao a espera ja de sexta feira para chegar o fim de semana. Nos todos estamos formatados para certas coisas desde novos. 99.95% das pessoas não sabem para o que vieram a este mundo, nao sabem o que sao. Quando se sabe a razao e para que viemos a este mundo a coisa torna se mais fácil. Todos temos um numero, o nosso dia de nascimento e um nome essa é a nossa verdadeira identidade que nos da aquilo que somos

  14. Hefesto,o Grande says:

    Que nojo,pá.Que estupidez !! No meu tempo se fizéssemos uma destas levávamos um estalo como um tiro,e era bem dado !! Estas novas gerações são burras como uma porta !! Que bando de asnos !! E elas não lhe ficam atrás,muita atenção !!

  15. Daniel says:

    Selecção natural. Deixem pf.

  16. JM says:

    Nas instruções das embalagens do Tide deveria dizer:
    “MANTER FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS E DOS ENERGÚMENOS”

  17. JM says:

    e·ner·gú·me·no
    (grego energoúmenos, particípio presente de energéô, estar em acção, sofrer uma acção sobrenatural)
    substantivo masculino
    1. [Antigo] Pessoa dominada pelo demónio. = POSSESSO
    2. [Figurado] Pessoa que, dominada pela paixão, tem atitudes ou comportamentos excessivos.
    3. [Figurado] Fanático intolerante.
    4. [Pejorativo] Pessoa considerada ignorante ou muito básica. = BOÇAL

    “energúmeno”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013

  18. Santa Ignorância says:

    Aqui está um desafio difícil de engolir!

  19. Me and me says:

    O meu filho com 5 anos sabe que não deve comer isto…
    Para mim não passa de selecção natural…

  20. Márioo says:

    Vejo tantas críticas mas a verdade é que isto não faz mal nenhum. Também há vegans, vegetarianos, quem coma vidro, etc…Que eu saiba somos omnívoros logo podemos comer de tudo, sempre comi a comida do meu cão e por vezes sabe melhor que muita que servem na cantina do IST

  21. Elsa says:

    Desafio estupido. Putos estupidos. Youtube. Orgãos de comunicacão social a divulgarem todos os disparates.
    É uma mistura explosiva.

    Se nng ligar a estes putos eles morrem de depressão, por isso preferem morrer a fazer coisas estupidas.
    Eu proponho o desafio de comerem uma sandes de cócó… assim ajudavam a reciclar pois tudo o que entra tb sai e no fundo estariam a comer o almoco ao jantar. Imaginem comerem Sushi ao almoco que é carissimo, assim comiam os restos ao jantar e ainda faziam um video sobre isso.

  22. Nelson Costa says:

    Darwin previu este challenge tb 😉

  23. poiou says:

    Só para relembrar que possivelmente os que fazem/vêm/gostam disto devem ser os mesmos que crucificaram a Ana Galvão e o Nuno Markl por se “revoltarem” com o Want por causa de ensinar que quando a mãe nos acorda e não nos queremos levantar,a podemos mandar para um certo e determinado sitio

  24. AS says:

    Natural selection
    I love it !

  25. Luís says:

    Estes putos da nova geração a são mesmo uns idiotas qualquer coisinha vira moda, não pensam nas consequências e depois admirem… enfim tristes…

  26. Ze says:

    “Quando a tecnologia ultrapassar o ser humano, estaremos numa geração de Idiotas!”
    Fonte: Albert Einstein

    E não é que tinha razão…!

  27. Vitor Correia says:

    Mandem sandochas de Tide para o DAESH no Iraque e na Libia, saia mais barato que misseis AR-Terra

    • AiOGajo says:

      Olha que em 2014 devido a uma falta de detergente Tide no mercado, os contrabandistas estavam a utilizar este produto como moeda de troca… e não deixava rasto.

  28. Geração Futura says:

    “Quando a tecnologia ultrapassar o ser humano, estaremos numa geração de Idiotas!” Vamos andar tomos a beber WD40, para lubrificar os circuitos.

  29. António Mendes says:

    Será que não sabem que isso é tóxico e altamente cancerígeno? Aposto que na máquina colocam pastilha elástica a ver se lava…

  30. sandrosfc says:

    Darwin aprova.

  31. Arkan says:

    que besteira, deveriam era ajudar ongs, iriam ter mais likes que tudo!

  32. Caramelo voador says:

    Natural selection…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.