Quantcast
PplWare Mobile

Samsung processada nos EUA por Note7 ter explodido

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. miguel goncalves says:

    Se foi antes do aviso oficial acho que deve indemnizar.

  2. O Gajo says:

    Apenas mais um dia na Samsung.

  3. JonnyKid says:

    Ha 3 dias comentei num outro artigo onde as pessoas mesmo depois do alerta, Galaxy Note7 continuam a ser usados – disse que seria caça às indemnizações: cá está, já começou

    • Trend says:

      Quer dizer que este processo só pode ser por caça a indemnizações?

      • JonnyKid says:

        Não sou nenhum entendido na matéria e nem sei os pormenores da coisa. Apenas dei minha opinião tendo por base o que li na noticia original da Reuters.
        O fulano teve o acidente no dia 9 de setembro, ou seja 9 dias após o anuncio do recall, onde prontamente as operadores americanas e a lojas efectuaram contacto com os seus clientes. Aparentemente o fulano fez ouvidos de mercador e quis ficar com o aparelho. No entanto teve o “azar” daquilo explodir no bolso. Segundo a matéria, o fulano que ser indemnizado por tudo e mais alguma coisa: “The lawsuit seeks unspecified damages for medical bills, lost wages, pain and suffering, and other alleged injuries.” – Ou seja, danos directos ( o que é normal), mas também outros indirectos – e agora tudo depende da imaginação do seu advogado e daquilo que o tribunal permitir….

        • Trend says:

          És capaz de indicar informação que confirme o “prontamente as operadores americanas e a lojas efectuaram contacto com os seus clientes”
          O recall foi um grande confusão durante vários dias e foi preciso esperar até ao dia 10 para a Samsung declarar que as pessoas deveriam deixar de usar os aparelhos, e só nesta semana que passou é que finalmente coordenou com as autoridades o recall, como pelos vistos a legislação obriga.

          • JonnyKid says:

            Não tenho informações concreto de nenhum facto. Apenas estou a fazer o filme da coisa, conforme apresentado na matéria:
            – é feito o recall oficial no dia 1/9
            – 9 dias depois da-se o acidente
            – 7 dias depois do acidente entra-se com o processo nos tribunais
            – Pede indemnização pelos danos directos do acidente e também outros que não se sabe bem o quê ou o que mais irão alegar.

            O problema não é o acidente em si. É o suposto aproveitamento do sucedido para tentar tirar o maior partido possível – aí está a tal caça à indemnização.

          • Trend says:

            JonnyKid, o dito recall oficial apenas dizia que nas próximas semanas a Samsung iria disponibilizar aparelhos para troca de forma voluntária, não disse às pessoas que deveriam deixar de usar e fazer troca imediatamente de forma a tomarem consciência da gravidade, foi preciso mais 1 semana para a Samsung dar essa informação.

          • JonnyKid says:

            @Trend: Certo. Mas não pus em causa o que comentaste. Todo meu argumento não é para questão dos timings de recall ou sobre a questão das pessoas terem sido ou não alertadas a tempo. A situação da explosões é de facto grave e Samsung poderia ter conduzido melhor este problema. Todavia gerou-se uma boa oportunidade para que pessoas mesquinhas possam aproveitar deste “Note7 Battery-Gate”.
            Não sei os contornos legais da situação descrita no artigo, porém a dedução que tirei ao ler a noticia da Reuters é que parece que o sujeito acidentado deve pedir compensações um pouco exageradas, aproveitando o mediatismo do problema É por isso que mencionei a caça às indemnizações.

          • Trend says:

            JonnyKid, mas a questão é que houve pessoas que não foram avisadas a tempo pela Samsung. A primeira vez que a Samsung falou em recall nunca deu a entender a gravidade do problema, o perigo para as pessoas que já tinham comprado. Será que vais dizer que a Samsung não tem responsabilidades por acidentes que possam ter acontecido por má informação prestada?
            O tipo de compensações pedidas são o normal para acidentes por responsabilidade de outrém. O homem foi parar ao hospital, não é alguém que se está a queixar por comprar algo perigoso. Achas que ele decidiu explodir o note no bolso das calças? Não teve despesas médicas? Não perdeu uma parte do salário? Não teve ferimentos e dor? Achas que é uma experiência agradável?

  4. Sergio J says:

    Acho que são indemnizações normais. Uma coisa é um acidente, que mesmo assim seria expectável que essas pessoas pedissem um inseminação. Outra é verificarem que não se trata de acidente mas mesmo de mau produto. A isso se chama responsabilidade do Produtor. Todos os paises tem legislação sobre isso.
    Não podemos agora culpar os consumidores por não terem lido os blogs (e outros meios) de tecnologia.
    Claro que haverá quem se queira aproveitar da situação, mas serão meia dúzia. Acho que uma pessoa normal e que esteja informada do caso não quer que o telemóvel incendeia durante a noite e morra sufocado, so para tentar caçar uma indemnização. Malucos haverá, mas não serão assim tantos. Depois é preciso que haja a probabilidade de lhes calhar a eles. Claro que poderá haver aqueles que tentem forçar a explosão, mas aí já é um caso de polícia.
    Mas centrando outra vez nas pessoas normais, acho absolutamente normal o pedido de indemnização.

  5. Carlos V. says:

    Normal. Tudo o que tiver ocorrido antes do aviso oficial, não me merece grandes dúvidas. O que ocorre depois do aviso oficial é que é já para esgrima de advogados.

  6. Paul says:

    A Samsung precisa de um controle que qualidade melhorado, antes era a stylus que encravava se um utilizador fosse distraido, partinho o sensor. Agora são baterias que explodem?..

    Isso não se justifica em nenhum aparelho mas menos ainda num que custa quase 900€.

    • rommel says:

      900€???? Entao nao sao so os IPhones que sao caros???

      • Paul says:

        Claro que são caros. Eu estou a falar do contole de qualidade…

      • Portimão says:

        Só os iPhones é que não podem ter problemas, os outros podem.
        O Alpha passa a vida nos artigos da Apple a protestar, mas quando comentaram mais acima que é inadmissível haver este tipo de problemas a personagem respondeu “Tens dor do quê”.
        O jogo virou. Quando é a Apple fazem o maior escândalo, mas quando é uma das marquinhas que usa Android já são os outros que têm dor. LOL

  7. judas iscariotes says:

    e apple na Europa?

  8. José Pereira says:

    Aqui na zona da Covilhã ardeu um carro, porque o proprietário deixou um bicho destes a carregar dentro do mesmo.

  9. Omega says:

    Bom dia para todos. Depois de ler o artigo exposto acima, parece-me estranho de facto, a maneira como é relatado o incidente; visto que sempre tenho observado até agora que o problema com o Note 7, ocorria aquando do seu carregamento e nunca como é descrito acima neste caso, no bolso das calças da pessoa lesada. É no mínimo estranho, não acham?

    • k says:

      Pode até ser um problema que não tem nada a ver com o actual mas com o mesmo efeito, a bateria rebentar. Ou seja, pode o aparelho ter explodido por outra causa qualquer e ser uma coincidência com o caso que está a decorrer.
      Ou o gajo podia estar a jogar pokemon Go e ter o telefone ligado a um powerbank no bolso lol. É uma piada mas hoje em dia carregar telefones no bolso até é normal. Vejo todos os dias uma quantidade enorme de miúdos/adolescentes (eu trabalho perto de uma escola) a passar com os telemóveis ligados a powerbanks… podia arriscar que quase todos tem um.

  10. Sam says:

    As baterias são feitas na China?

  11. Pedro Antunes says:

    Estou à espera da substituição do meu. Melhor smartphone de sempre. Não estou para andar com um fiozinho pendurado só para ligar os meus phones que mais parece o fio de um tampão.

  12. aurea says:

    O meu e j1 e está esquentando.o devo fazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.