PplWare Mobile

Rimac Concept One – O melhor carro eléctrico do mundo


Daniel Jesus

Curioso desde cedo por tecnologia, procuro aprender e partilhar um pouco mais a cada dia que passa.

Destaques PPLWARE

69 Respostas

  1. Rui says:

    O ENORME problema é o custo/manutenção das baterias. Conheço o caso de alguém que comprou uma moto eléctrica que tinha uma autonomia de 80km e passados alguns meses fazia 40Km!!!!!!

  2. L_730 says:

    Qual a autonomia? O Tesla com a nova bateria de 100kwh pode fazer mais de 600 km com uma carga.

    • PF says:

      Segundo os padrões dos testes. Só em cidade, a velocidades menores que 70 ou 80 km/h até faz bem mais kilometros devido à travagem regenerativa.

  3. zeca baleiro says:

    o toroidion dá-lhe uma abada!

  4. Just some guy says:

    Realmente a comparação com o Tesla podia ter sido feita com o novo pack de baterias que supostamente faz com que o Tesla faça dos 0-100km em 2.5s que é melhor que os 2.6s anunciados neste.
    Claro que isso é tudo números que ás vezes não se refletem na realidade, mas ainda assim não lhe podem chamar o melhor se realmente não o testam contra o melhor…

  5. RF says:

    Pois… falam que é o melhor carro do mundo.. (um CONCEPT) mas depois só falam em potência! Ora.. tanta potência deve consumir muito kwh……. dá ao menos para dar uma volta no Autódromo do Estoril? Ai ai… venha de lá um Tesla S ou X.. que pelo menos são reais (podemos comprar) e podem ser conduzidos no dia-a-dia…

    • KitKat says:

      Se tivessem ido à página oficial do Concept One, podia ter lido as especificações. Enfim… deve dar trabalho

      — Power output: 1088 hp
      — Torque: 1600 Nm from 0 to 6500 rpm
      — Acceleration: 0-100 km/h (0-62 mph) 2,6 sec
      — Top speed: 355 km/h
      — Range: up to 330 km
      — Braking distance: 31.5m (100-0 km/h)
      — 22 kW on-board charging
      — Weight-to-power ratio: 1.7 kg/hp
      — Weight distribution: 44% front, 56% rear

  6. Filipe Teixeira says:

    Autonomia: 500km
    Preço: $980,000

  7. Helder Monteiro says:

    A minha opinião sobre este carro e este teste.
    1 – Comparar uma berlina com um super-desportivo fala já por si.
    2 – O Tesla pesa mais 400 kg que este Rimac (Tesla 2250 kg vs Rimac 1850 kg)
    3 – A bateria do Rimac é de 82 kWh contra 90 kWh do Tesla, quero com isto dizer, que a autonomia deste Rimac não deve ser grande coisa, contribuindo muito para isso o facto de ter dois motores com quase o dobro da potencia do Tesla.
    4 – Os carros eléctricos são muito rápidos no arranque (binário todo disponível) mas a partir dos 200 km/h (mais ou menos) são ultrapassados sem do nem piedade pelos carros a gasolina. Ficou por mostrar esse teste!!! até onde aguenta com o La Ferrari.
    5 – Gostava de ver o tempo deste Rimac em Nürburgring (é aqui que se vê quem sabe fazer desportivos).

    Comparar este carro com Ferrari’s , Lambo’s e Porches, numa ideia de mostrar o potencial dos carros eléctricos acho lógico, com o Tesla model S, não!
    A Tesla, e falando do model S em concreto é para competir com Mercedes, BMW’s e Audi’s.

    • Anyway says:

      O la ferrari comia esse em longas distancias… tipo o bugatti é dos piores carros do mundo no arranque, mas quando os dois passam os 200km/h ai ai… toda gente sabe o que acontece

      • Helder Monteiro says:

        +1

      • Quack says:

        ” tipo o bugatti é dos piores carros do mundo no arranque”

        2.5 segundos e é dos piores, imaginem se fosse dos melhores… Mas pronto, até tem lá um vídeo mas nem assim.

        • Marco says:

          Penso que ele queria dizer naquelas corridas de 1 milha, em que vemos muitos lamborghinis, r8s e GTRs de +1500cv a serem mais rápidos (alterados claro)

          • Quack says:

            Sim, se uma pessoa falar em carros alterados, tudo pode acontecer. Carros de origem é outra coisa.

            Como ele disse o que disse referente ao arranque e o Bugatti ainda é dos mais rápidos no arranque, é que não faz grande sentido.

        • Anyway says:

          eu digo na gama dele…. estou a falar de o bugatti ser dos piores na gama de super desportivos… o gtr custa quase 200mil€ e mete o bugatti no bolso no arranque… sem SER ALTERADO!!!

          • Quack says:

            Fui pesquisar e o GTR Nismo dos 0-100 faz 2.7seg já sem launch control (com launch control 3.2seg).

            Acho que 2.5 continua a ser inferior que 2.7.

          • rui says:

            Quack. Não digas que não nem inventes. É verdade. De que importa chegar mais rápido aos 100 se não mantém esse nível de aumento de velocidade? Veyron é para meninos mimados, filhos de papás ricos. Ponto. Até um supra que leve uma preparação básica mete o veyron num bolso apesar de o veyron chegar mais depressa aos 100 km/h. E esses valores de chegar aos 100 são irrelevantes e meio que a arranjar desculpas para tentar provar a tua opinião e explico porquê: se tiveres um carro desses não queres saber dos 100km/h para nada. Queres mais.

          • Quack says:

            Rui, tu é que pareces saber muito. Uma vez mais – e pela última vez – lá me dei ao trabalho de ir pesquisar por vocês.

            Nissan GTR R35:
            0-100km/h – 2.8 segundos (até é mais do que anteriormente referi);
            0-200km/h – 10.6 segundos;
            0-300km/h – 35.7 segundos.

            Bugatti Veyron SS:
            0-100km/h – 2.5 segundos;
            0-200km/h – 6.7 segundos;
            0-300km/h – 14.6 segundos.

            Não sei que raio querem mais. Se me vêm falar de Supras mexidos, então vou buscar o meu jacto mexido também. Se querem falar, falem de carros de origem, tal como quando saem de fábrica. Posto isso, e não querendo dizer que o Veyron é o melhor porque não é, o Veyron continua a ser dos carros mais rápidos em termos de arranque e velocidade máxima.

            Para terminar a discussão, eu não preciso de desculpa para provar nada, o que eu refiro não é a minha opinião, são os números produzidos por esses mesmos carros. Não tenho qualquer intuito em defender uma marca em detrimento de outra e muito menos insinuar infantilidades como o caro Rui fez. Fico-me por aqui e bom resto de semana. 🙂

    • Filipe Teixeira says:

      Olá, podia explicar melhor isso do “binário todo disponível”, gostava de saber mais. Obrigado

      • Tiago says:

        100% Potencia instantânea

        • kingboy says:

          Potência 100% não existe, aprende-se no 7º ano, chama-se Lei da Conservação de energia. Pode dar essa sensação, mas se disserem alguma vez 100% estão errados.

      • Hugo Silva says:

        Basicamente, quando tens um carro a gasolina com mudanças (mesmo que automáticas), sentes que o carro vai ganhando aquela “pujança” conforme a mudança que colocas. No caso dos carros elétricos, é como se essa “pujança” estivesse toda lá mal carregas no acelerador, não precisas de estar a colocar mudanças nem precisas de um controlo na caixa de velocidades porque os elétricos não têm motor de combustão, logo não precisam disso. Daí que nos arranques, consigam dar uma abada descomunal(e é por isso que um Model S tem um tempo fantástico dos 0-100 para um sedan, mas depois não se aguenta tão bem acima dos 200 km/h como foi dito mais acima.

        Tentei explicar sem muitos termos técnicos 😉

  8. Number5 says:

    Por ser mais rápido faz dele o melhor do mundo! Vamos colocar as coisas desta fora:
    – Que carro tens?
    – Eu tenho um Rimac, e tu?
    – Eu tenho um Ferrari.
    É quase como um ter um Datsun e o outro ter um Porsche!
    O Datsun até pode ser mais rápido, mas o outro tem um Porsche!

  9. Alvega says:

    Pois, pois com este preço devem vender para ai um ror deles.
    Tretas e mais tretas, nao passa disso.
    Enquanto nao resolverem o problema da autonomia, esqueçam, e logo que o resolval vem o ESTADO e carrega com impostos, eu espero estar cá para verificar isso mesmo, infelizmente para o povo, a electricidade nos carros nao é viavel a curto prazo, se assim nao fosse as GUERRAS no medio oriente acabavam podem querer.

  10. Marco says:

    Alguém já teve contacto com o Golf GTE?

  11. lmx says:

    Sendo Europeu, so por si como o Tesla sem grande stress.
    Em Relação ao Ferrari, ficou muito por explicar..
    Nota-se que o Ferrari não puxa a fundo tipo nos primeiros 100 metros, so depois começa a desenvolver..

    É certo que o Ferrari não tem a potencia toda disponível no arranque, mas tendo em conta que tem um motor eléctrico, do mesmo tipo dos usados na Formula 1, deveria ter uma performance idêntica ou superior, não se percebe os dois arranques do ferrari quase sem puxar pelo carro.

    Nota-se que foi um anuncio feito para promover o Rimac, o que até certo ponto axo correcto, cada um promove o que é seu!
    Mas gostava de ver um “macho” ao volante desse Ferrari, contra o macho que estava ao volante to Rimac…

  12. May says:

    Antes um La Ferrari que uma duzia de Ranhocas ou lá o que é…

    • L_730 says:

      +1000. Só o roncar daquele motor

      • Ricardo says:

        Comentários de quem nunca conduziu um veículo eléctrico no dia-a-dia… Pois quem os experimentou, já não quis voltar aos de combustão…

        Daqui a 20 anos, vão estar a coçar a cabeça interrogando-se como é possível que já tenham preferido carros barulhentos e com cheiro a gases e fumos, em vez dos silenciosos e limpos carros eléctricos. Aliás, já pensaram que se todos os veículos fossem eléctricos, não precisavam de fechar os vidros para não intoxicarem com as fumaças dos carros/camiões da frente, nem para ouvirem melhor o som do CD/MP3 no auto-rádio?

        • Filipe Teixeira says:

          Nem mais.

        • rui says:

          Os eletricos podem ser limpos. Ok. Tens razão nesse ponto. Mas como é fabricada a energia para eles? Como são fabricados os componentes? E fico só por aqui. Pois. Não é do ar nem por milagres, de certeza. Haha

          • Hugo Silva says:

            Entre um elétrico e um carro a combustão, a nível de componentes a única diferença é que num tens um kit motor (mais pequeno) + baterias e no outro tens um motor a combustão. Um elétrico em portugal gasta energia da rede que é 40% renovável mais 60% de combustíveis fósseis (dos quais apenas 20% podem ser equiparados à gasolina/gasóleo já que o resto é gás natural). Para além disso leva um motor mais pequeno (menos componentes), tendo como única desvantagem as baterias que são tóxicas, havendo já contudo empresas que estão a usar baterias de outras indústrias para utilizar em elétricos low cost, porque é algo fácil de fazer. Num carro a combustão, TODO o processo é poluente e bastante mais já que a eficiência de um motor é miserável em comparação com um elétrico, para além de que o combustível usado é extremamente poluente. Daí não perceber o que queres dizer com “E fico só por aqui”, porque não há mais por onde pegar e aquilo que dizes é facilmente desmistificado.

        • May says:

          Comentários de adivinhadores do que os outros já fizeram ou não… Comentários de quem não gosta de carros na sua essência. Alguém disse que era melhor ou pior? É claro que eu acho positivo a evolução para os elétricos, sobretudo para os outros, que assim não respiro o fumo deles e para ir de A a B, mas para conduzir por prazer, tem de ter barulho e aí há poucos como a Ferrari, com um som daqueles caga no autorádio!
          Tens é de entender do que se está a falar, como não tenho os teus poderes de adivinhação não sei dos teus gostos, talvez gostes de futebol, e eu podia dizer que um dia vais olhar para trás e perceber como podes desperdiçar tempo a ver uns quantos tipos a correr atrás de uma boal

        • Anyway says:

          Ve como sao feitas as baterias….

          Mas em grande parte tens razao.

    • AlexX says:

      Concordo, é um carro lindíssimo. E super-desportivo que se preze deve ser a combustão, mesmo sendo mais lento é precisamente o ruído do motor que dá tusa e vontade de levá-lo aos limites num autódromo.

  13. rui says:

    Os veículos elétricos para particulares não nada mais do que como os produtos da apple: ostentação. Têm muito que evoluir, desde a fabricação ao desempenho final. São a maior fantochada para as empresas que os fabricam ganharem dinheiro à custa do gigantesco “hype” que se forma à volta deles. E conseguem, infelizmente. O ser humano vai sempre ficar completamente cego por coisas novas.

  14. AlexX says:

    Preferia dar 1 milhão por um Detroit Electric. 1/10 da velocidade de ponta mas praticamente a mesma autonomia e muito mais estilo.

  15. Kendimen says:

    Adoro ver toda esta tecnologia ao serviço do sector automóvel! Só me aborrece que a nível de design as coisas não sejam tão inovadoras! Refiro-me principalmente ao modelo da Tesla que foi uma desilusão para mim, mas este RIMAC também não me espantou 😛

  16. toni says:

    Koenigsegg 0-400 km 20 s

    o bom dos carros eléctricos é andar muito e gastar quase nada

    nos outros é por um filtro k&n e um escape preto tipo polinni
    para os que acham que andam pouco ( pois os vossos devem ser super jatos f1 ) enfim…

  17. CMatomic says:

    Eu não quero carros de machão , quero sim um veiculo com autonomia razoável , acessível , e não poluente , pois são os machões deste mundo , que mais mal causam a este mundo , o carros eléctricos não precisão de provar nada para demonstrar a o sua superioridade em relação aos carros de combustão , quanto a autonomia todos os carros de combustão tem sua autonomia por isso precisão ser abastecidos , assim é como os carros eléctricos precisam de ser abastecidos , por isso uma boa rede de carregamento rápido se precisa para que os carros eléctricos tenham mais autonomia .

    Não venham com desculpa dos componentes utilizados carros eléctricos , bla bla bla iscas saquetas , pois em comparação os carros de combustão nem se fala .

  18. guuu says:

    Avaliar um carro como o melhor do mundo só pela velocidade é a mesma coisa que avaliar uma mulher para casar pelo número do sutiã que ela usa!

    • Vítor M. says:

      Boa alusão… mas então porque razão não é o melhor sutiã, carro digo?

      Dizer “aaaa e tal avaliar um carro como o melhor do mundo só pela velocidade…” isto é pouco, podes explicar sff?

      • guuu says:

        Além da velocidade, não é referido nem uma vez nem no artigo nem no vídeo algo em que o Rimac seja melhor que o Tesla ou qqr outro carro eléctrico!

  19. nobre says:

    Amigos e amigas…

    Vejam no Google : Bmw i3 fraude

    E ajudem a partilhar….
    O objectivo desta palhaçada é de informar o quanto é perigoso (pode sair muito caro!), comprar um carro destes…

    Não deveríamos permitir que a Bmw engane ou tente enganar os clientes , amanhã pode ser o SR. e depois não gostaria de ter a colaboração!!!…

    Amigo a união faz a força….

    Tirando meia dúzia de “palermas” que não sabem o que dizem…que para além de invejosos ! , pois nunca na vida iram ter um carro deste género, só em sonhos…. os restantes aplaudem.
    Pensem nisto!.

    Pausa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.