Quantcast
PplWare Mobile

Regras para evitar “apagões” nos Datacenters

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Miguel Chaves says:

    Que artigo top!!

    Muito bem escrito e elucidativo.

  2. Gerardo says:

    Algum dos colaboradores da PT que por aqui passam pode partilhar qual o Tier do datacenter da Covilhã?

  3. M Gomes says:

    O Data Center PT na Covilhã é certificado Uptime Tier III (Design e Facility) 😉

    cloud.ptempresas.pt/Pages/Content/Default.aspx?key=premios

  4. Fernandes says:

    O Data Center da Covilhã é Tier III.

  5. Boas,

    adorei a explicação dos detalhes relacionados com um datacenter.
    Gerardo, será que vão partilhar? 🙂

  6. Nuno says:

    Pessoal da PT bem podia ler este artigo.

    • Jaquim says:

      LOL. Secalhar foi alguém da PT que o escreveu… “sapo”… “PT”… 😀

    • zeze says:

      O data center da PT não tem o Tier IV porque não lhes compensa financeiramente.
      Já fiz lá uma visita e acredita que o data center esta muito bem construído e muito bem pensado.
      Pensaram tão bem ao ponto de só utilizarem energia para arrefecer os servidores nos meses mais quentes do ano.
      O data center da PT consegue aguentar 4 ou 5 dias sem energia.

      • Pedro Pinto says:

        Também já passei por lá e o DC está fabuloso!

      • Rui Costa says:

        Que eu saiba, um computador não funciona sem energia, logo um datacenter funcionar 4 ou 5 dias sem energia é um milagre.

        • AM says:

          4 ou 5 dias sem energia??
          hhuummmmm…..ou sao 4 ou 5 dias?
          sem energia quer dizer que é abastecido pelos geradores…pois!!!!
          quantos litros de gasoleo leva o deposito do DC da PT na Covilhã?
          sei que depende muito dos grupos geradores, mas ha geradores que consomen 300ltrs/hora para suportar 1,25MW
          quanto consome em MW o DC da PT na covilhã?
          e depois façam as contas para o tamanhão do deposito do gasóleo….. para suportar, Servidores, Havacs, Iluminarias, etc….

        • JCR says:

          Sem energia da fornecedora de electricidade, bem entendido. A energia em caso de corte eléctrico é garantida através de baterias e geradores a combustível.
          A propósito existem 2 contratos paralelos com fornecedores diferentes de combustível com níveis de SLA estipulados para o caso de ter que reabastecer os tanques de combustível.

        • Rui Moreira says:

          Existem umas coisas chamadas “Geradores” se calhar ja ouviste falar nao ?

  7. Claudio Domingos says:

    Excelente artigo, os meus parabéns para o autor e para o pplware.

  8. Cenerentola says:

    Mto Bom!
    João Pimentel, obrigado pelo conteúdo, gostei muito.

    Sou picuinhas nisto… Se no ponto 1 fala de Datacenter e no 2.1 se refere á estrutura e topologia deste, pq numeração 2.1???

  9. Bruno Marques says:

    Excelente..Parabéns pela partilha de conhecimento

  10. Ricardo Oliveira says:

    Bom artigo colega Pimentel.
    Continua a escrever.
    Cumprimentos

  11. Andre Alves says:

    Parabéns pelo artigo. Fantastico!

  12. M3mn0t says:

    Ai…vejo alguns comentários aqui tristes….O pessoal da PT precisa de ler o artigo?Bem..mesmo sabendo muito desta área não deixei de ler o artigo..o que não significa que tem utilidade,apesar de estar muito bom. Antes de comentarem pensem nisto: As ideias e inovações nós PORTUGUESES até temos, poder executa-las..é outra história! Obrigado pelo artigo!

    • Joao Maria Sesifredo Pimentel says:

      Ao escrever o artigo pretendi mostrar que existem regras que podem ajudar à gestao da continuidade, nada disto é inovador, simplesmente existem metodos que ajudam a melhorar a disponibilidade dos serviços, agora cada um tem que jogar com o orçamento que tem. O artigo foi baseado em recolhas , conforme indicado nas referencias. Em relação à utilidade do mesmo poderá ser simplesmente usado para conhecimento de como funcionam ou poderiam funcionar. Muito Obrigado pela opinião

      • M3mn0t says:

        João, não veja o meu comentário como critica negativa ao seu artigo!!Pelo contrário!
        Apenas existe pessoas que vão ao google 3 min e depois passam cá a falar como “Experts” na matéria.

        Obrigado uma vez mais!

  13. AM says:

    Parabens pelo artigo

  14. AM says:

    hoje em dia, todos estamos Energia-ó-dependentes e Web-ó-dependentes.
    Cada um deve saber gerir a sua criticidade, quanto à sustentabilidade do negócio, da sua empresa.
    E deve ser questionado o seguinte:
    – Quanto tempo posso estar parado?
    – Quanto tempo demora o negocio a estar no “ar” ?

    Depois da resposta a estas 2 perguntas, a partir daí os €€€€ mandam, para um DC interno ou externo.

    Housing? Cloud? Hosting? Managed Services? Storage? Backups? redundancia de Conectividade?

    Para um IT Manager, tudo isto se resume, a ter menos dores de cabeça.

  15. PGR says:

    Muito bom. Continua…
    abç

  16. Nuno Silva says:

    Muito bom artigo caro amigo João Pimentel.

    Continua com este tipo de artigos.

  17. panhonhas says:

    i . imgur . com
    /eLktxmi.png
    Censura.

  18. Hugo Rodrigues says:

    Excelente artigo!

    Sugestão:
    O próximo pode ser sobre sustentabilidade, uma vez que acaba por ser uma das tendências mundiais.

    O referido data center da PT na Covilhã está orientado para LEED Gold, o que para uma unidade classificada como ‘industrial’ é muito bom.

    Com o futuro aí à porta, a eficiência de redes e armazenamento de dados será tão importante quanto servidores. Os automóveis do futuro (Autonomous automobile) vão liderar a elevação de requisitos para os Data Centers. Mais ainda do que o esperado para IoT.

  19. João Saragoça says:

    Parabéns amigo Pimentel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.