PplWare Mobile

Recriação do Big Bang pelo CERN


Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

  1. chicosoft says:

    A ver se não é o Big Bang de vez… lol

  2. Pedro Pinto says:

    Boa notícia Marisa. Eu não me lembrava disto 🙂

    • Lourenço says:

      “E hoje está a preparar-se para recriar o Big Bang que foi a criação de todo o Universo.”

      sendo eu o céptico que sou, n deixa de me fazer confusão a forma como foi afirmado que a criação do universo foi absolutamente da responsabilidade do big bang…

      queria só enfatizar que o big bang n passa de uma teoria e n uma certeza!…,

      • Tagus says:

        És mais do tipo que acredita que viemos do Adão e Eva e que o universo foi criado por Deus? Sem querer ofender ninguém é claro, mas acho que de todas as teorias esta é a mais forte.

        • dethos says:

          Mas não quer dizer que seja a correcta. de tão pouco que conhecemos o universo… é bem possível que a teoria não esteja correcta… ( e antes do big bang o k havia?)

          cumps

          • Sigma says:

            Essa pergunta não tem sentido. O Big Bang também foi o início do tempo. Não existe “antes” antes do Big Bang.

          • AL says:

            concordo com o dethos qdo pergunta: “e antes do big bang o k havia?”, e dizer q esta pergunta n faz sentido é que não faz sentido. tudo tem um início, e se não conhecem o início do “tal” Big Bag como podem dizer q não existia nd antes?

          • a Friend® says:

            @Sigma

            Portanto, Nada versus Nada colide, faz uma explosão enorme e gera-se vida, planetas, inteligência, tempo, espaço, matéria… etc…

            Acho que ainda estamos longe de compreender a origem… a teoria do bigbang é apenas isso.. uma teoria, mas não tem fundamentos sólidos. A vida é mais complexa que isso, e se nós, ainda nem descobrimos todos os poderes do nosso planeta, do ser humano, nem tão pouco descodificamos o nosso cerebro, ainda estamos LONGE de descobrir a origem de tudo.

            Aquilo que se acredita e se chama Universo, na realidade poderá ser um Multiverso…

            Não tirando crédito ao CERN, sou da opinião que o dinheiro gasto poderia ter sido usado em coisas mais importantes como saude, qualidade de vida, preservação do nosso planeta, investigação ciêntifica para doenças, etc..etc..

          • Sigma says:

            O problema é que muita pouca gente consegue imaginar algo “sem tempo”. O tempo começou no Big Bang. Não se pode perguntar o que “existiu” antes do Big Bang porque sem tempo a pergunta não faz sentido. Eu sei que é difícil imaginar uma situação sem um “antes”, porque os nossos cérebros precisam de tempo para poder pensar, mas a natureza nem sempre é tão intuitiva como gostaríamos que fosse…

          • teo says:

            Os cientistas não tem dúvidas acerca do big bang.Existe o big crunch? É muito confuso.

          • AL says:

            sinceramente, a criatividade humana é msm algo muito à frente! do nada gerar algo, então o nada por si só é nada, como poderia gerar algo, isto é a mesma coisa que dizer aquele cão é um gato, ou seja, contradição!!!

          • Tagus says:

            A meu ver e pelo pco que eu sei (q é quase nada, apenas li o livro Cosmos) diria que antes do Big Bang existia o “nada”, “vazio” com partículas soltas e ao chocarem deu o que tds já sabem. Antes do Big Bang o “universo” era uma escuridão imensa é como olharem para o céu e não verem nada senão o preto (vazio). Claro que esta é a MINHA teoria dps de ter lido 1 livro. lolol

          • Tagus says:

            @dethos não digo que seja correcta. Por isso é que disse que de tds as teorias a do big bang é a mais forte, fiavel, com mais sentido… Agora acreditarmos que viemos de uma mão divina (no máx um E.T. lolol aki a imaginação pode ser mto vasta)… também pode ser possivel, no entanto voltamos sempre ao mesmo, e essa mão divina (E.T.) quem a criou, donde veio?
            Não me lembro ao certo das palavras mas já dizia o outro.. “…viemos da poeira…”. cmps

          • dethos says:

            Então vamos lá ver … sabes me explicar de onde veio a energia/matéria, etc … que originou o big bang (aquilo que constituía aquele concentrado que depois explodio)?
            é que é muito fácil e básico pensar ” ah e tal já la estava tudo … mal o tempo começa PUmMm … big bang”.
            Não me cheira, até agora é a teoria mais aceite … mas provavelemente para amanha surge outra e passa a ser a mais aceite.

          • dethos says:

            a pergunta era para o sigma.
            Eu como a maior parte, aceito a teoria do big bang, mas que há muito que a teoria não explica há! e a probabilidade de esta estar errada é muito elevada.

          • Tagus says:

            Ok, não digo que não, nem digo que as coisas são exactamente assim, mas é assim eu também não sou a melhor pessoa para explicar tal coisa, muitos aqui perguntam para que serve esta experiência e uma das possíveis respostas podia ser as tuas duvidas, como é que tudo apareceu, de onde viemos..etc etc. As pessoas não podem esquecer que estamos a falar de uma forma de dar vida ou obter vida, sim pq a vida vem dos planetas, do sol etc. Se calhar esta experiência pode ser a solução para muita coisa que um hospital não consegue dar, uma propaganda ou qq invenção para reduzir a poluição não consegue dar, etc etc.Podemos estar a falar aqui de coisas imagináveis.Não sei se me fiz entender.

          • Sigma says:

            @dethos

            Mas só porque não te cheira não a torna errada. A mim não me cheira que a Terra ande à volta do Sol: eu olho para cima e eu vejo o Sol a andar à minha volta, logo não me cheira que não possa ser como eu penso. Se calhar Newton, Copérnico e Einstein estão errados e “provavelemente para amanha surge outra e passa a ser a mais aceite.”

          • a Friend® says:

            Problema é que todos nós acreditamos num inicio e num fim… e é essa mentalidade que nos faz acreditar no BigBang.

            Onde encaixa na perfeição esta frase celebre:

            “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”

            Não houve um inicio, não haverá um fim… tudo é feito de ciclos…

            Exemplo de uma esfera, não se pode definir um inicio, nem um fim… 😉

            É apenas a teoria que para mim mais faz sentido e acredito 😉

          • Tagus says:

            @Sigma
            esse coisa do sol rodar á volta da terra foi apenas um exemplo para explicares que cada um tem o seu ponto de visto,certo? Ou acreditas mesmo no que dizes? É que só faltavas dizer-me que a terra não é redonda pq tu nunca ficas de cabeça para baixo ou algo do género. lolol

          • Merlin says:

            sinceramente, estou totalmente de acordo com o “a Friend®”.

            Todo este dinheiro poderia ser muito melhor aplicado.

            e quanto a teoria do Big Bang – não me espanta nada que esta seja, eventualmente, refutada! A ciência é isso mesmo – evolução, adaptação, descoberta. O que hoje é, amanhã descobre-se que afinal não é!

            Quanto ao Multiverso, na minha opinião, este iria solucionar bastantes questões! Mas a prova da existência deste, acredito, estar ainda a uns séculos de distância… se lá chegarmos 😉

          • Sigma says:

            @Tagus:

            lol! Claro que não acredito nisso.. Estava só a dar um exemplo. 😉

            @dethos: “mas que há muito que a teoria não explica há! e a probabilidade de esta estar errada é muito elevada.”

            Mas não é suposto ela explicar tudo (para isso tem SuperStringTheory), só como o universo começou, porque é como é e para onde vai. E como todas as teorias cientificas, está incompleta. Mas pelo menos é a única que explica como o universo começou e porque é como é já para não falar que tem passado os milhares de testes que centenas de cientistas têm feito para a falsificar e está de acordo com o observamos e medimos. E extremamente provável que esteja correcta.

          • jose says:

            Não conhecemos muito nem pouco se calhar só 0,0…0001 %.
            Temos a mania que conhecemos .

        • Merlin says:

          LOL

          desculpa, mas tenho de fazer um comment em relação ao Adão!

          Atenção, não é que eu acredite no Adão e Eva… Apenas gosto de manter a mente tão aberta quanto possível!

          Lê este artigo – não fala propriamente do big-bang mas não deixa de ser interessante (em inglês):

          http://web.archive.org/web/20071219011656/http://www.squidoo.com/evolution-problems

          O blog está offline, mas recorrendo ao webarchive conseguimos ver na mesma.

          Antes de ir… faz uns minutos de meditação e abre BEM a mente hehehehe

        • Nuno José says:

          O problema é que não sabes o que quer dizer teoria, pensas que quer dizer hipótese. Em ciência nada está certo, não há dogmas, tudo é teorizado isto é, faz-se um modelo da realidade isto é faz-se uma HISTÒRIA simplificada da realidade. Uma teoria é uma hipótese confirmada com dados e testes que pode estar errada. A electricidade é outra teoria, A SIDA é outra teoria etc etc etc.

          Quanto aos buracos negros que possam ser gerados, são tão ínfimos que se perdem, o que se está a fazer é recriar os primeiros tempos de Big Bang e não recriar o Big Bang que é diferente. Mais uma vez o que se procura descobrir são modelos da realidade.

          • Tagus says:

            Então temos uma hipótese. O big bang não passa de uma hipótese é isso que queres dizer? Não percebi onde queres chegar! Ou o objectivo foi explicar a diferença entre teoria e hipótese?Acho que o que se tem falado aqui é só sobre teorias e não hipóteses, existem vários livros onde comprovam ser uma teoria.Até pq acho que n é necessário haver uma experiência para ser uma teoria. lol isto faz-me lembrar a minha aula de introdução à investigação onde falamos disso tudo e acabamos na filosofia, claro. Mas já agora gostava de saber a tua opinião em relação ao big bang quer seja uma teoria ou uma hipótese.

          • dajosova says:

            Hipótese é aquela que vcs estão a dar à teoria para que seja um facto.

            Mentira repetida tantas vezes passa a ser “verdade” na cabeça de muitos.

        • dajosova says:

          Mais forte em quê?
          Queres milhares de anos, eventos, textos e lógica para provar que a teoria do Big Bang é apenas invenção da imaginação?

          TEORIA!!!
          Ciência é o conhecimento obtido através do estudo ou prática presenciada.

          Já que acreditam tanto na ciência, ponham em prática alguma metodologia científica e comecem a fazer o trabalhinho de casa.

      • Tiago says:

        Então diz-me lá que certeza existe para a criação do universo? Que eu saiba nenhuma!

        • Alien69 says:

          Isto é tudo como aquela historia da Galinha !

          quem é que veio primeiro o OVO ou a Galinha !

          hehehe

          • Merlin says:

            essa é básica: foi o Ovo!!!

            e como sei que agora vem já a pergunta “e quem é que pôs o ovo?” aproveito e respondo:

            Foi o Lagarto! Porque muito antes de existirem galinhas, já existiam lagartos que punham ovos

            heheheheheheheheh :p

            Ora toma lá hehehehehe já aprendeste mais uma heheheheheheheh :p

      • Bem existem várias teorias…

        A do Big Bang;

        Outra teoria é de que como o nosso universo está em constante expansão, chegará a um momento em que atinge o máximo e começará a encolher concentrando a matéria de tal forma que surgirá uma nova explosão e recomeça tudo novamente;

        Existem muitas mais, que podem procurar se tiverem curiosidade, estas são as mais conhecidas…

        Fernando Massa

        • xxx says:

          Caro senhor:

          Como em 99% dos posts aqui, este é mais um sinal de confusão.
          Não sou cosmólogo nem trabalho em cordas, mas estudei alguma coisa e agora faço electromagnetismo junto de limites (portanto QED).
          Está a confundir as hipóteses de Friedmann com a origem do Universo.
          As hipoteses são as possibilidades (no caso descritas pelas eq. de Friedmann) de comportamento do Universo depois do Big Bang. Evidentemente na altura (inicio do sec. XX) não se fala de tal, mas já se “advinhava” o futuro.
          Espero ter ajudado a clarificar.

        • dajosova says:

          Eu conheço bem próximo de mim algo que estica e encolhe.. e te garanto que não é teoria!!! 😀

  3. Ribas says:

    Hoje nem consegui dormir em condições…
    Com tanto entusiasmo!
    Espero que se façam muitos progressos, e que tudo corra bem!
    Força CERN!

  4. Weasel says:

    Não estou a ver que é que isto vai contribuir seja pro que for…a sério, tanto dinheiro que se investiu naquilo, qual vai ser o proveito REAL da coisa?

    • chicosoft says:

      LOL…. só podes estar a gozar…

      Investigação.. é dai que nasce a cura para doenças, é assim que se descobrem novas partículas, inovações… etc

      Tanto dinheiro que se gastou a ir ao espaço e a manter uma estação lá, mas com isso descobriram que há matérias que só se formam em gravidade zero

      • Joao Santos says:

        Muito bem dito!!

        É deste tipo de investigaçao que nascem novos tipos de materiais e energias!

        Imagina que se descobre uma maneira mais simples e barata de se fazer anti-matéria, por exemplo, seria uma fonte de energia ilimitada e limpa. E isto não é ficção cientifica é fisíca.

        E senão se esperasse que destas investigações saíssem novas fontes de rendimentos, acredita que isto não teria ido para a frente.

        • Vozoff says:

          No fundo, isto nao passa de negócio. Já não me lembro onde vi isso, mas o CERN é responsável por uma boa percentagem das patentes a nível mundial…

          Quanto a utilizar anti-matéria para produção de energia, o problema disso é que também precisas de matéria para isso. O que escolherias para reagir com antimatéria?

        • MiguelR says:

          @Joao Santos

          Não te iludas, ninguém neste mundo está a gastar rios de dinheiro para dar algo gratuito a sociedade, andam é a procura de novas formas de explorar a sociedade.

          Falando das fontes de energias limpas e ilimitadas de que falas, posso-te dizer que já a coisa de 100 anos que se inventou algo que cria energia e que dura até décadas sem qualquer manutenção ou gastos sequer, mas como não interessa a quem explora mercados como o do petróleo, esses sistemas foram comprados, patenteados e enfiados na “gaveta”.

          Era bom que tivesse-mos no pplware artigos acerca disto.

      • dajosova says:

        O problema é que isso não adianta muito quando usam o poder/dinheiro para ter mais proveito próprio do que para ajudar os outros.

        Se o teu pai for dono de uma farmácia então o mais provável é teres aí um belo exemplo do que acabo de dizer.

    • Ter factos concretos e práticos sobre o inicio do nosso universo e de tudo aquilo que conhecemos deste, que antes eram apenas teoria, não é proveitoso?!

      • AL says:

        sem ofensa, mas para mim acreditar em algo como q o universo foi criado por um choque de partículas, não passa de muita imaginação… vamos gastar “rios” de dinheiro que podia ser investido em áreas como a saúde, educação, etc, e estamos a gastar em algo q a meu ver vai levar à velha teoria de “quem nasceu primeiro? o ovo ou a galinha?”. Mas pronto, isto é só a minha opinião.

        • Nuno José says:

          Mas o Bing Bang não tem nada a ver com choque de partículas, o que se tá a fazer é recriar os primeiros momentos do Big Bang a para isso está-se a chocar particulas, as pessoas têm de ter cuidado com o que lêem e não devem opinar sem perguntar. O big Bang deu lugar a imensos choques de partículas mas o objctivo desta experiência em contracto é descobrir partículas ainda não descobertas colidindo protões. Volto a frisar é uma recriação dos momentos SEGUINTES ao Big Bang.

  5. Tobito says:

    É hoje? Não ouvi nada nas notícias!

  6. a says:

    Vou para a rua gritar: “o fim do mundo é hoje, não vamos morrer virgens….. quem quer vir para o meu quarto???” heheheh 😛

  7. Jorge Barreto says:

    Vamos ser sugados!! :medo:

  8. nunocabral says:

    sabiam que toda a energia eléctrica que o CERN recebe é monitorizada e da responsabilidade de uma empresa portuguesa? a Efacec, são 14 sub-estações! 🙂

  9. Até que enfim 😀
    da teoria à prática!!
    Assim é que eu gosto!

  10. Fontes says:

    Eu pensava que o acelerador de partículas era para criar Anti-materia

    • chicosoft says:

      Isso é directo dos anjos e demónios lol, mas sim tens razão, ao chocar com electrões, protões etc.. podes gerar partículas de matéria, ou o inverso ou seja antimatéria…

      • Fontes says:

        Por acaso é um livro que ando ha muito para ler, mas nao, nao é daí xD Vi na net ha ja muito tempo quando o Pplware fez um post sobre o cern, andei em pesquisas xD

  11. Frigo says:

    sucesso!!!!!!!!!!

    e sobrevivemos 😀

    grande dia para a ciência

  12. Hugo Cura says:

    Com um bocado de sorte vamos todos ter um FlashForward ^^

    • NazgulTuga says:

      Isso é que era! xD

      E íamos todos depois para o “facebook” criar vacas e casinhas, porque todos vimos que iríamos ser ricos. 😀
      Ou coisa parecida… xD

      Já foi explicado num documentário como é que o CERN funcionava.
      E é impossível criar um “buraco negro”, porque teríamos de fazer andar várias partículas à velocidade da luz, o que é impossível.
      E mesmo se fosse possível, era improvável criar-se um por andar a tamanha velocidade.
      Os buracos negros criam-se de explosões gigantescas, como a morte de uma estrela e… cá não temos estrelas. xD

      Antes de existir o universo, poderia como já disseram, partículas a “boiar”, e depois colidiram e criaram este universo.
      Já que cada um expõe a sua ideia, acho que…
      se nos afastarmos deste… universo, à medida que o fazemos, veremos um ponto muito brilhante formar-se e a tornar-se pequeno.
      Ora, o que existe em volta deste ponto (universo)?
      Talvez outros universos, ou simplesmente vazio, e partículas. Um infinito.

      Mas.. este infinito está onde?
      Tem de existir algo ainda “mais” infinito que isto não?
      Será como nos jogos? Que por muito que nos queiramos aproximar da imagem de fundo, continuamos a não conseguir alcança-la?

  13. Tipsy says:

    fora de brincadeiras, eu ainda pensei que aconteceria algo tipo “blackout” como na série Flashforward…estas experiências são muito bonitas porque podem revelar muita coisa e ajudar muito na investigação, mas e se corre mal e acontecia algo que não tinham previsto??

    bem ao menos correu tudo bem..na 1ª

    bom post 😉

    • Aptenodytes Tuxus says:

      Fora de brincadeiras e falas em blackouts de séries sci-fi? 😛

    • chicosoft says:

      Tens noção, que é mais de 1 década de estudos e previsões… estamos a falar das melhores mentes do mundo todas a trabalhar para o mesmo… se é em alguem que confio são neles… Tenho mais medo dos Russos a gerir o parque nuclear deles, ou os EUA a fazerem as experiências secretas deles…

      • Tipsy says:

        sim, mas outras grandes mentes científicas não concordavam com esta experiência…e também concordo com essa dos Russos e EUA, talvez seja o facto de esta ser feita em “praça pública” que tenha feito despoletar o medo ou receio com o resultado da experiência…

      • dajosova says:

        Muitas das mentes brilhantes que temos/tivemos se tivessem um espírito bíblico teriam trabalhado verdadeiramente em prol da humanidade e não da ganância.

        Se calhar, alguns deles até o fizeram mas por detrás há sempre outros motivos para alcançar poder.

  14. Jose says:

    Não gosto desta máquina. Mas não vai dar barraca.

    Porque ainda temos 2 anos de vida :b

    • Nelson N says:

      Concordo mas faço uma pequena correcção: quase dois anos; e mesmo assim, não quer dizer que morremos todos!

      • Jose says:

        Não vão morrer todos… Mas não vamos estar longe da extinção.

        O que tem acontecido em 2010 de desastres, é o que vai acontecer em 2012, mas vai ser mundial e com mais gravidade.

        Mas claro, vai haver sempre alguém que se safa.

        • Fontes says:

          E em 2000 tambem se devia ter dado o fim do mundo, em 1114 em 1533, 1666, 1914, 1975 e muitas mais datas.

          Acreditar em mais uma “profecia” nao é algo muito inteligente.

          La porque tem havido desgraças este ano nao quer dizer que seja daqui a 2 anos isso a acabar o mundo –‘

          E para mim, quando acabar vais ser com os “ventos” semeados pela sociedade.

          voltando ao CERN…
          Vamos a ver o fruto que esta experiencia nos trará 😀

        • a Friend® says:

          lol.. até parece que catastofres naturais nunca aconteceram e são coisas do presente! 😀

          Desde que a Terra é Terra, há sismos diariamente, em todas as partes do mundo. Grande parte delas são no meio do oceano, em falhas geográficas.

          Fala-se da Madeira agora, associam logo ao fim do Mundo… parece que não têm conhecimento de História e não sabem do terramoto (ou maremoto) que abalou Lisboa em 1755…

          Fala-se do Haiti, e do sismo, quando a maior catastofre nesse caso é mesmo as fracas condições desse país e não propriamente o sismo que ocorreu. Na america do sul houve um de magnitude 8 e não fez tantos estragos…

          Enfim, deixem-se de paranoias… o mundo se um dia acabar, é por causa da ambição e ignorância humana, de se auto-destruir.

        • dajosova says:

          Lê antes os livros da carochinha que te fazem melhor à mona 😉

  15. N says:

    Embora as partículas sejam aceleradas a grandes velocidades não implica que haja energia no sistema para criar um buraco negro estável LOL é rídiculo sequer pensar nessa possibilidade…

    Sim claro pode-se formar um buraco negro durante uns picosegundos com energia suficiente para absorver 1 ou 2 partículas… Se bem me lembro a terra é constituida por mais do que 2 partículas.

  16. aver says:

    Deus, quando criou o universo, trabalhava mais barato 😉
    Orçamento do CERN para 2009: 580 milhões de euros. Portugal contribuía com 8,2 milhões.

    Ainda por cima a porcaria do Large Hadron Collider passa a maior parte do tempo avariado.

    Ver aqui.

    • Vítor M. says:

      Eu de facto neste campo ainda sou verdinho. Bem leio, percebo a ideia no geral, mas na prática não consigo vislumbrar resultados práticos e úteis para a sociedade em geral.

      Estou como o aver, aquilo além de passar a vida avariado, teve um custo astronómico e Portugal ainda investiu… mas OK temos que estar ao lado dos mais ricos e poderosos, faz parte.

  17. Sigma says:

    “colisão de feixes de protões à velocidade da luz.” Andam lá perto, mas não é à velocidade da luz.
    “Esta colisão, será controlada pelos laboratórios da CERN, CMS, LHCb, ATLAS e ALICE.”
    O CMS, LHCb, ATLAS e ALICE não são laboratórios, são detectores de partículas.

    • Marisa Pinto says:

      @Sigma
      Não é à velocidade da luz, Faltam, para isso, só 0,00000002%. 🙂

      CMS, LHCb, ATLAS e ALICE são sim detectores, faltou ali a palavra-chave.

      Cumprimentos,
      Marisa Pinto

      • teo says:

        0,00000002% aparece um numero tão pequeno mas deve fazer muita diferença.

        • Sigma says:

          E tens razão: é uma enorme diferença. Eu só apontei o erro, porque é impossível acelerar um protão (ou qualquer coisa com massa) até à velocidade da luz. Ou seja, a diferença entre 0,00000002% e “impossível” é muito, mas muito grande…

  18. Straider says:

    Bem quando é que ira chegar ao objectivo principal?? ou ja chegou??

  19. Xyon says:

    Alguem sabe de um site onde se possa ver info da experiencias que estão a decorrer.

  20. Andre says:

    Ate esta experiencia foi classificada como “fim do mundo”

    Isso nao passa de uma tactica para meter a populaçao a viver em constante medo sendo mais faceis de controlar e prever.

    O que ira acontecer em 2012(alinhamento galactico ou whatever) ja aconteceu varias vezes durante a historia (penso que e de 26 em 26mil anos.. e a terra continua por ca tal como a humanidade 😛

    Se queres saber mesmo de perigos reais ha um cometa que pode atingir a terra em 2025 se nao me engano mas que ja esta a ser preparado a sua deflacçao
    Isto tb nao ira destruir a terra (caso atinja) mas podera criar tsunamis e destruir o equivalente a um pequeno estado americano.

    Ontopic:

    Espero que consigam fazer grandes descobertas a curto prazo e as apliquem na medicina e na evoluçao tecnologica em geral.

    • dajosova says:

      Para vos ser sincero não acredito que a Terra tenha esse tempo todo ( 26 mil anos ).
      Pois, na verdade, existem muitas teorias e todas elas nalgum aspecto colidem umas com as outras. Ou seja, não há provas IRREFUTÁVEIS que a Terra tenha milhões de anos!

      Quem quiser investir ou perder tempo a discutir isto comigo, basta adicionar o meu “nick”@gmail.com no MSN e perceberá o meu ponto de vista.

  21. Alexsandro says:

    Que cena maradissima 😛

    Estão aqui tentos conceitos fisicos que so com um mestrado ou doutorado e que chegava lá…

    Mas pronto, com tanto investimento, tempo e neuronios gastos, que essas investigaçoes tenham alguma resposta…

  22. Luis Leite says:

    O inicio dos tempos tem muitas variareis até porque há crenças religiosas que falam no inicio do mundo…
    São opiniões.

    Relativamente ao LHC nunca gostei da idéia de tentarmos criar o big bang, ou até mesmo um buraco negro.

    De facto quando houve a 1ª e a 2ª falha fiquei feliz, e agora que voltei a acompanhar a stream vi que tinham conseguido e tudo correu bem. Ainda bem.

    Bom artigo Marisa.
    Cumprimentos

  23. Bónus says:

    “A small step for man, a giant step for mankind”.
    Fabuloso!
    Não sabia que era hoje…

    • dajosova says:

      A tua frase seria apropriada se, por ex., tivesse visto nas notícias que o Barack Obama iria parar com a guerra…

      para mim faria muito mais sentido.

  24. Tony Silva says:

    Somos constantemente bombardeados por raios cósmicos com energias que variam entre os 10^6 eV e os 10^21 eV, ou seja mais que no CERN, que acho que o máximo será 17 TeV. Ou seja uma pequena fracção dos raios cósmicos.

  25. DreamWave says:

    eiiinaa tanto geek junto !

    LoL

    Podemos meter o “Zé trocas-te” lá dentro ??? :EVIL

  26. João Campos says:

    Que bom, não houve nem Big Bag maiorzito, nem buracos negros, nem blackout (tipo FlashForward xD).

  27. João Campos says:

    Que bom! Não houve nem Big Bang dos grandes, nem buracos negros, nem “blackout” tipo FlashForward… Wait esta última era interessante :p

  28. Lokier says:

    Claro que é uma questão deveras intrigante. Mas penso que nunca responderá ao que havia antes.

    A resposta ao que deu o clique (se é que existiu) continua sem responder, o NADA não cria nada, a própria ciência afirma tal conceito.
    E por outro lado se olharmos para a história da ciência e para as suas próprias contradições, podemos dizer que é uma teoria sinceramente tão credível como tantas outras.

    Quanto ao LHC espero que eles descubram o que tanto incessantemente procuram.

  29. Berserker says:

    E desta experiência o nosso próprio universo foi criado =)

    e ficaria tudo explicado… =P

  30. Emanuelson110 says:

    Fascinante..

  31. Marisa Pinto says:

    Bem, e com isto, aconselho-vos a verem a série The Big Bang Theory. 🙂

  32. Jap says:

    Como visitante assíduo deste espaço, que muito me agrada, constato que não deve ter havido alguma vez algum post do qual eu tenha percebido menos… Incluindo os comentários!!
    🙂

  33. Tysher says:

    Estou completamente de acordo com o Merlin, o Universo (ou se quisermos Multiverso) quanto a mim deve ser cíclico (embora os últimos dados apontem para uma velocidade de expansão crescente o que em parte contraria esta teoria).
    Cíclico no sentido de ao longo do tempo existirem sequências de Big Bangs e Big Crunches alternados que obliteram e reconstroem o(s) Universo(s).

    Temos de pôr de parte as nossas noções “limitadas” em relação ao que conhecemos (onde TUDO tem um início e fim) quando tentamos entender algo muito superior ao nosso nível de conhecimento.

    A meu ver o tempo é tão infinito como o próprio espaço, visto serem apenas 2 diferentes dimensões da mesma coisa, logo não faz sentido tentar provar o que veio primeiro.

    BTW a “galinha” veio primeiro =P

    • a Friend® says:

      A minha ideia é que, o complexo das coisas não está nelas proprias mas sim na nossa forma de pensar…

      É como o exemplo daquilo que vemos e daquilo que acreditamos. Muitos vêm o sol girar à volta da terra, quando afinal é o contrario.

      A teoria diz que o universo não é infinito mas está em expansão…

      Mas esperem lá um pouco, se o universo é finito como dizem, onde é que ele está a arranjar espaço para expandir?!… a “matéria” de nome Universo está a “comer” o nada para expandir?!…

    • DreamWave says:

      E a galinha veio do ovo, logo, o ovo veio primeiro :=

      • a Friend® says:

        lol.. o segredo dessa teoria está no Galo! 😀

        Galinha não pôe ovo se não houver um galo! 😀

        Ou seja, nada de forma sozinho, do nada.. é preciso duas forças.

        Positivo/Negativo, Homem/Mulher, Materia/Antimateria, Alpha/Omega 😀

        Ps. Este tópico vai fritar a ervilha a muita gente.. tou mesmo a ver…

      • Bruno Ferreira says:

        A galinha comum que conhecemos hoje em dia, não veio necessariamente do ovo. Pode descender de uma espécie qualquer que não punha ovos, e devido à sua evolução natural começou a dar ovos.

        Simples…

    • dajosova says:

      Deus fez os animais.
      Logo a galinha veio primeiro.
      É simples! 🙂

      • Merlin says:

        Sim, mas inicialmente houve problemas hehehehehe

        tantos que a galinha decidiu falar com Deus dizendo-lhe que “ou fazia o Ovo mais pequeno ou fazia o ** maior heheheheheheheh :p

        @ a Friend®

        Concordo contigo quando dizes que já deve haver por ai muitas ervilhas cozidas hehehe

        e é mesmo melhor nem trazermos à baila a Teoria M (que alguns esperam vir a ser a “Teoria de Tudo”) senão então a ervilha arde hehehe

  34. Dusac says:

    O futuro da raça humana começa hoje! Nada será como dantes…nada mesmo.

  35. João says:

    A energia total do Universo é 0. Universo é constituido por particulas que anulam outras particulas. Logo nada está a ser criado nem destruido, apenas transformado. ( vazio em particulas e anti-particulas).

    Faz sentido haver vários universos com características diferentes uns dos outros, o nosso calhou ter as características necessárias para haver matéria, galaxias, planetas, vida etc, se ele não tivesse essas características não havia ninguém para colocar as questões também.

    Tudo indica que o nosso universo se vai expandir para o infinito, até que todas as particulas atinjam o zero absoluto.

    Aproveitem a vida pois não vão ter outra.

    • dajosova says:

      Observação:

      ao acreditares no pequeno erro na palavra “calhou” pode fazer com que só venhas a descobrir o significado da tua última frase tardiamente… ou não.

  36. Eradication says:

    Gostava que essa gente e todos aqueles que gastaram milhoes para fazer essa estupidez fossem ao dafur ver o big bang diario que existe lá.
    Tristeza.

    • Marisa Pinto says:

      @Eradication
      Quem te disse que não “vão”?
      Há que não esquecer que sem se experimentar, não se sabe nada, não se conhece o mundo.
      E também é importante que se diga que o CERN, com esta simulação, pode não só angariar excelentes descobertas físicas e respostas a perguntas existenciais, como também uma porta se abre ao mundo da medicina, e outras ciências da saúde.
      Pessoalmente acho estas experiências, este eventos, maravilhosos. Perigosos, mas absolutamente extraordinários.

      Marisa Pinto

      • dajosova says:

        Marisa:

        o teu comentário só não é totalmente fútil porque dá origem ao meu:

        – os problemas existenciais estão precisamente onde o “Eradication” disse; i.e., em sítios como o Darfur.

        – Não. Não acredito que aqueles cientistas tenham experimentado o nível muito abaixo da dignidade humana que crianças famintas, entre outros, “experimentam” todos os dias até ao dia da sua morte.

        – a maravilha e excentricidade destes eventos tornam-nos egoístas. Qual o objectivo desta merda afinal? Não vai encher a barriga de ninguém que realmente precise. Hipocrisia.

          • dajosova says:

            exactamente. Precisamente porque considero mais importante o que escrevi. Precisamente para dar relevo àquilo que tem sido ogrande problema da humanidade.

            Não sei que idade tens, mas independentemente disso, esta nova geração, para além de todos os aspectos positivos, vive numa zona de conforto bem afastada dalgumas realidades.
            Por isso, não discordando na totalidade do que disseste, prefiro contrariar-te mas vincar o cerne da questão.

          • Marisa Pinto says:

            @dajosova
            Não te preocupes com a minha idade, mas uma coisa é certa… se há coisa que sei bem, é quais são os problemas da humanidade. Basta estares atento a alguns dos meus artigos.
            Não sejas preconceituoso ao dizer que “nova geração”, “vive numa zona de conforto”, isso não quer dizer nada. Há que viva em zonas ricas e seja novo e ajude quem precisa. Há famosos que fazem mais pelos pobres que o próprio governo destes.
            Simplesmente acho que tudo o que seja feito para se descobrir mais, é bom. Quem sabe que não será, o resultado desta experiência, a cura para muitos males?

            Cumprimentos,
            Marisa Pinto

          • dajosova says:

            Marisa, p.f. lê com mais atenção:

            “Não sei que idade tens, mas independentemente disso, esta nova geração, para além de todos os aspectos positivos, vive numa zona de conforto bem afastada dalgumas realidades.”

            Partiste do pressuposto/preconceito que eu achava que eras nova, quando na realidade sublinhei que não sabia a tua idade e que, independentemente da tua idade (seja ela qual for), esta nova geração vive numa zona de conforto.
            Mais uma vez levaste à letra. Eu explico; costuma-se usar a expressão “zona de conforto” para categorizar aquelas pessoas que estão habituadas a determinados hábitos, ritmos que não as levam ao próprio desenvolvimento. Estão acomodadas porque acham que o que têm é suficiente. E não me refiro só em termos materiais, refiro-me não só mas também em termos de intelectuais.

            Mais uma vez sublinho e repito: “para além de todos os aspectos POSITIVOS” esta nova geração está bem afastada da realidade. Não todos, mas muitos. Entenda-se como nova geração, e leia-se nas entrelinhas, a geração dos SMS… para bom entendedor SMS basta. E só enfia a carapuça quem quiser;)

            [em jeito de síntese]
            Ainda ontem ou anteontem o Miguel Sousa Tavares falava acerca de uma geração que tem muita informação mas desenvolve menos o raciocínio. Cabe a nós todos, evitar que isso aconteça. Por isso estamos aqui a trocar ideias 😉

            Agora, no final desta conversa o que mais importa dizer:

            Não sou contra a ciência e tecnologia, antes pelo contrário: adoro!
            Sou é contra a MENTIRA.

          • Marisa Pinto says:

            @dajosova
            Eu li com atenção, como faço com todos os comentários.
            Quem falou em idade foste tu, logo, eu comentei.
            Zonas de conforto, isso para mim, sinceramente… é irrelevante. Há crianças/jovens, que podem ter acesso a tudo e mesmo assim preocuparem-se com questões sociais, como também há quem viva em bairros [ou cidades] e não tenha nada, mas também viva bem só a fazer o mal. Há de tudo.
            E, como há esta geração que, segundo o Sr. Miguel Sousa Tavares (que gosto de ouvir falar, mas penso que muitas vezes não sabe o que diz), é lenta de raciocínio, também há, por exemplo, os pedófilos e violadores de 60 e 70 anos. E sinceramente.. não sei quem tem o raciocínio menos desenvolvido. Mas isso já é outra questão, no entanto, é apenas comentário à tua opinião.

            Cumprimentos, mais uma vez
            Marisa Pinto

          • dajosova says:

            Pela última vez vou-me repetir:

            se quiseres pegar à letra tudo o que digo então tens um problema de interpretação.

            1º Era justamente para não assumires que eu estava a falar do teu comentário tendo por base a tua idade, que escrevi a a frase “independentemente da tua idade”. OK!? Percebeste agora ? 😉

            2º Se para ti “zona de conforto” é irrelevante, então não reforces o meu comentário. Mais uma vez não percebeste o significado de “zona de conforto”. Mas desta vez não vou explicar. Alguém explicará por mim aqui:
            http://recantodasletras.uol.com.br/ensaios/112992

            3º Não gosto de generalizar; por isso espero que não te incluas neste grupo de dimensão desconhecida. Acredito sinceramente que não.

            Com o devido respeito,

            atentamente.

            P.S.: Para que não hajam dúvidas… as minhas críticas não incidem sobre a ciência em si mas sobre a teoria Big Bang que é tida por muitos como um facto. Só isso.

          • TiagoKito says:

            Concordo plenamente!

            “Quem sabe que não será, o resultado desta experiência, a cura para muitos males?”

            Essa frase diz precisamente o porquê de existir investigação, e não gastar esse dinheiro directamente em outros fins!

            Se não fosse a ciência nem existiria o pplware, por isso não digam mal da investigação 😛

          • dajosova says:

            Qual cura para muitos males qual carapuça!! Haja bom senso.
            Estamos aqui a discutir no campo das ideias, porque factos são 0, ZERO, Bola.

            E meu caro Tiago, focaliza: o objectivo que querem tornar visível aqui é só um! Não é arranjar cura para nada.
            Para isso existem outras áreas da ciência, também elas muito sofisticadas e nas quais se investem biliões.

            A ciência sempre existiu. O método científico há muito tem sido constantemente alterado, aperfeiçoado… chamem-lhe como quiserem mas duma coisa é certa, a ciência tem provado por ela mesmo que é falível. Daí a contínua busca…

            …é bom que assim continue? NIM.

            Nem SIM, nem Não. Depende apenas do propósito. É disso que estamos a discutir.

            Acho que ninguém aqui é verdadeiramente contra a ciência. Isso não faz sentido e prova-se por A+B, ok?
            😉

          • Bónus says:

            Não separes as coisas. Está tudo interligado. Os avanços que se têm feito na descoberta do universo têm contribuído muito para o avanço da medicina!
            Estes senhores não andam a brincar às colisões!
            Os astronautas que estão na ISS não estão lá a passar férias, nem a brincar.

          • dajosova says:

            Ninguém disse o contrário, mas de boas intenções está o inferno cheio.
            Claro que não sou pessimista e fico contente e grato pela ciência; infelizmente o homem é que corrompe e mente.

            Já agora, um pouco mais radical e aparentemente fora de contexto:

            “Matariam uma pessoa para salvar 100?”

          • dajosova says:

            Obs.: a apresentação das respostas aos comentários estão fora de sítio… Que grande confusão.

          • fulano de tal says:

            some a confusão e divida por ZERO, nem precisaremos do CERN … XD

          • dajosova says:

            boa observação, eheh 🙂

          • pfbatista says:

            Exactamente Marisa…

            A experiencia e investigação cientifica são, no fundo, uma incerteza. Pode dar frutos como não dar.

            Se não existissem experiências, se não se apostasse no risco, hoje ainda andavamos de tanga e pau na mão.

            Temos muitos exemplos…

            Vou só citar um exemplo que originou grandes melhorias na qualidade de vida dos humanos:

            A 1ª viagem ao espaço, alguém consegue imaginar o dinheiro e tempo dispendido pelas várias nações na corrida ao espaço? Muita gente, nessa altura, pensou que estava tudo maluco… para quê tentar mandar foguetões lá pra cima, pra quê por um macaco ou uma cadela dentro dum objecto e atira-lo para o espaço.
            Conseguem imaginar, hoje, se não se tivesse “gasto” balúrdios para isso?
            Satélites…
            experiências efectuadas em ambiente de gravidade 0…
            Um quantidade infindável de soluções para o nosso dia-a-dia.

            Se pegarmos num dos resultados disso, o simples lançamento de satélites para a órbita terrestre, e vissemos os bons resultados: GPS, televisão, comunicação de dados à larga escala (o que possibilita todo o mundo tecnológico)

            Para acabar, resumindo e concluíndo, toda a investigação cientifica é bem vinda… desde que bem aproveitada… e esta investigação que o CERN está a realizar, há 12 anos, pode trazer-nos, quem sabe, até uma nova forma de energia, ou até ajudar a compreender muitas outras questões sem explicação.

            Isto tudo leva-nos, como seres humanos, a evoluir.

            Só um conservador não vê isto.

            1 bem haja, e viva à evolução e progresso, que é isso que temos feito desde o momento em que aprendemos a pegar em objectos.

          • dajosova says:

            A ciência tem um “preço, certo”?

            Na vossa opinião, quanto?

        • Bónus says:

          E se não se fizesse esta experiência, o problema do Darfur era resolvido?
          Devemos parar a evolução cientifica, enquanto não estiverem resolvidos todos os problemas do mundo?

          • dajosova says:

            Não “Bónus”, não era resolvido… mas aqui ninguém disse que seria resolvido se não se efectuasse a experiência, correcto!? [pergunta de retórica]

            Agora, já estávamos a discutir ao nível das ideias e não dos eventos… íamos um bocadinho mais à frente.

    • BlinZk says:

      Criticar, é tão fácil, não é?
      Com certeza, muitos falam de Dafur, etc… mas também tem um telemóvel de ultima geração, um carro xpto, uma casa confortável, etc… então onde está a moral?

      • dajosova says:

        A moral começa na nossa cabeça e termina nos nossos actos.

        P.f. não confundas ter moral com ter dinheiro.

        Talvez o que querias dizer é que quem tem muito dinheiro e não ajuda não deve ter grande moral. Aí concordo.

        Agora, de forma isolada dizeres que quem tem dinheiro não tem moral? Ou… onde está a moral? A moral está nos actos.

        Pegando nas tuas palavras… onde está a moral deste projecto megalómano? O que eles querem é provar que Deus não existe, ahah. Mesmo que não o admitam. Ou já se esqueceram do que é a teoria do Big Bang há muito refutada?? Dói-lhes o crédito… pois tem de se agarrar a alguma coisa quando se lhes falta a fé. O Homem é assim.

        Eu prefiro através da ciência encontrar a resposta para outras coisas. Noutras ainda, nem a ciência saberá explicar.

        • pfbatista says:

          Meu caro, acredita em deus quem quer acreditar, e quem não acredita não vai atacar a fé de quem acredita.

          Pelas tuas declarações, dá para entender que és profundamente católico… bastante crente. Fazes bem em acreditar, mas fazes mal em atacar quem não acredita.

          A tua atitude, faz-me lembrar o que a igreja católica fez durante a inquisição, atacou tudo e todos que contradiziam a palavra deles.

          O que vale é que já não é possível ires por esse caminho, já que a lei impede que se mate e queime na cruz quem, simplesmente não acredita no Deus todo-poderoso.

          Lembra-te duma coisa. Hoje em dia, qualquer instituto é livre de gastar o seu dinheiro da forma que pretender, e é de louvar que o faça no sentido de nos ajudar a evoluir.

          Ao contrário disso, se a Igreja conseguisse o que pretendia, hoje em dia continuavamos todos na ignorância, e se não beijassemos a cruz, morriamos.

          Tens de aceitar que alguem investigue, o dinheiro não é teu, os recursos não são teus… e um dia, quem sabe, tu vais usufruir desses avanços tecnológicos.

          Deixa de ser conservador…

          Continua a acreditar na cambada de pedófilos e incrédulos que estão à frente da igreja católica, esses sim, não acreditam e conseguem fazer os outros acreditar, granda campanha de marketing 🙂

          • dajosova says:

            pfbatista:

            não digas asneiras ou então pensa antes de escrever.

            Em 1º lugar não ataquei ninguém. Atacar estás tu com a tua ignorância a misturar erros de pessoas na igreja católica com o resto.

            2º, NÃO SOU CATÓLICO. Sou crente.
            3º Não sou perfeito. Mas o que escrevi escrevi com convicção. E não disse nenhum absurdo, pois se leres os meus comentários, verás que há uma lógica no que digo. Não sou dono da verdade nem ninguém é. Mas tb não vim para aqui discutir pessoas. Discuti o evento em si. Ainda assim gosto de discutir ao nível das ideias, mas não o farei contigo, está descansado.

            4º Não ignores o facto de que os governos (órgãos de soberania que governam) do teu e outros países governam o teu/nosso dinheiro. Se gastam-no bem ou mal, tenho direito a, no mínimo, uma opinião. Consegues concordar neste ponto comigo? Ou vais-me dizer que aquele dinheiro todo é proveninente donde? caído do céu?

            5º Caso não saibas qual a origem da Igreja Católica Romana, relembro-te que foram os romanos que com a sua lei perseguiram Jesus e os cristãos e o mataram na cruz por crerem em Deus. E sim, ainda hoje matam por acreditarem e não acreditarem. Mas nem um nem outro são exemplo. Não confundas as coisas.

            Por último, mas não menos importante, beijar a cruz é um acto simbólico, mas eu próprio não o faço porque a isso chama-se idolatria. Lê a Bíblia. Tens certamente mais a ganhar do que a perder e verás que a ciência fará mais sentido se procurares perceber as coisas, mas de um outro prisma. E assim, já não me chamarás de conservador 😉
            Fica bem.

          • pfbatista says:

            Podes ter a certeza, eu não ataco, tu é que atacas e, tentas, de forma encapsulada, insultar.

            Toda a investigação cientifica é bem vinda.
            É necessária para a nossa evolução.
            Fazem-nos divergir de caminhos.
            Fazem-nos superar certas dificuldades.

            No fundo… torna possível ir mais além…

            Ignorância?! de minha parte, nenhuma.

            Aliás, tenho um lema…

            …quanto maior a crença, maior a ignorância…

            É necessário manter um nível “saudável” de crença. Acreditar sem ferir.

            Não vale a pena continuarmos a conversa, sim, é conversa, não é troca de ideias e pontos de vista.

            Um bem haja para ti e boa páscoa.

          • dajosova says:

            De facto não ataquei, nem de forma encapsulada como tu dizes nem encapuzada.

            Ignorância é precisamente seguir um lema desses como afirmas, porque afastas outros caminhos.

            Eu não me afasto da ciência, apenas rejeito os motivos de algumas experiências. Podes não compreender mas acredita que há coisas que é preferível não sabermos.

            Crença é uma coisa, racionalidade é outra. Agora acreditar em meias crenças, isso é um disparate. Ou se acredita ou não se acredita.

            E, finalmente, concordo contigo, não adianta alimentarmos mais esta conversa. Só espero que me tenhas desejado uma boa Páscoa de forma sincera e não “encapuzada”.

          • Mário says:

            Meus bons amigos,

            Não tenho intenções de por mais lenha na fogueira, mas nestas coisas tenho realmente de me manifestar!

            Antes de mais vou referir que Sou Católico!

            Quanto ao dinheiro da experiência, não só temos o direito de nos manifestar como também de reclamar, visto que o estado é suposto ser “o povo” e dai estarem a mexer com o meu dinheiro (aquele que dou nos impostos e nas demais coisas).

            De qualquer forma surge aqui novamente a ideia de que a Igreja é contra a ciência. Isto não é verdade! A Igreja, apesar de ter cometido erros (visto que os seus dirigentes são seres humanos), apenas procura a verdade!

            Aliás, pegando no assunto da inquisição: para começar um pouco de história não faria mal. E não me refiro só à que vem nos livros da escola.

            Abreviando: O ponto mais forte da Inquisição (que realmente existiu e que provocou a morte injusta de muitas pessoas) foi em Espanha e não se pode dizer que aqui fosse exactamente a Igreja que estava a controlar a Inquisição. Note-se que não estou a defender a Igreja, estou a citar Factos históricos. E não desminto que nos outros locais em que a Igreja estava a controlar não houve mortes inocentes (provavelmente quase todas…).

            outro facto é que a cada vez que se menciona a inquisição… uns milhões de mortos são somados… pesquisem: não foram assim tantos!

            Outro facto é que foi graças à inquisição que hoje existem tribunais… mas já me estou a desviar do assunto.

            Na verdade eu concordo que se faça progresso cientifico, mas com peso e medida – façam-se progressos científicos para melhorar a saúde das pessoas, para encontrar formas naturais de aumentar os recursos alimentares ou combater males existentes. Agora isto, na minha humilde opinião, não vem fazer nada de bom à sociedade – é como disse o “dajosova”: é apenas uma tentativa de provar que Deus não existe (se bem que o caminho também não é por ai, visto que isto não provaria a inexistência de Deus)

            Agora sim, houve certos tempos da história em que a Igreja cometeu erros e tentou impedir o avanço ciêntifico (ex: quando o papa queria por forças que o mundo fosse plano – apesar de mesmo a Biblia dizer o contrário). E isto sim – foi um erro!

            Mas aqueles que seguem a ciência com tanto fervor e que acusam os religiosos (90% das pessoas do mundo) de serem retrogradas lembrem-se do que define um culto (de forma resumida): Poucos controlam a forma de pensar de muitos! Quero com isto dizer que a Ciência é apenas mais uma religião! (pronto, disse-o! É agora que o circo vai pegar fogo LOL).

            mas porque digo eu isto! Todas as religiões afirmam que as outras estão (total ou parcialmente) erradas. Todas possuem afirmações que não conseguem provar mas que defendem FERVOROSAMENTE (exemplo: o evolucionismo é uma teoria que AINDA NÃO ESTA provada! Com isto, amanhã sou crucificado pelo povo – mais ou menos o que aconteceu na inquisição – ah esperem… crucificado não, mas vão rir de mim até caírem de costas! Mas isto vem da ignorância do facto de que a MacroEvolução – em que se baseia a evolução – não estar provada).

            NOTEM: referi AINDA NÃO ESTA PROVADA – não estou a afirmar que está errada!

            e, pfbatista, isto é especialmente para ti por referires “Toda a investigação cientifica é bem vinda.” – sabias que os atentados de Hiroshima foi uma forma de os estados unidos investigarem os efeitos reais da BA numa civilização?! Sim, também lhes deu jeito estrategicamente… mas os cientistas estavam em pulgas para recolher dados!!!

            Não é só a Igreja que erra. A ciência também. O segredo aqui é tentar fazer tudo com peso e medida! Não ser “ferranho”! A ciência já cometeu tantos ou mais actos maléficos que a igreja… e se era para morrer tanta gente com a BA… mais valia termos ficado na santa ignorância!

            mas… isto são só as minhas ideias…

        • Ynham says:

          @dajosova “O que eles querem é provar que Deus não existe” oh amigo não entres por aí.Não podes negar que não é fácil de perceber que Deus existe, pq o ser humano é desconfiado por natureza, e se não há nada que prove que ele existe, então a desconfiança existe naqueles que não se deixam fiar por suposições. O ser humano exige que haja provas das coisas e para tal existe duas maneiras de isso acontecer, ou se vê ou se prova “cientificamente”…. Não tornes a ciencia numa luta contra a religião. A Ciência é precisa quando bem usada, tal como a religião, ou acham que a religião não é tão “fatal” qto a ciência? O acreditar cegamente leva as pessoas a tomarem actos inimagináveis, tal como na ciência, se esta não for bem usada pode ser fatal (ex: Bomba Atomica). Por isso, acho que ambas são necessárias, mas nunca para o lado mau. E quanto à moral, a merd* está em todo o lado, pq senão podíamos falar do Vaticano e na riqueza que gera e nunca mais nos calávamos, tal como com quem lucra com a ciência (mas este ultimo não segue a palavra do senhor, para ajudar os que mais necessitam, etc etc). Porque falam muito do dinheiro que se está a gastar nesta experiência mas nninguém fala do dinheiro que o vaticano tem e dá pouca ajuda a quem necessita. Sempre ouvi dizer que o dinheiro do vaticano dava para matar a fome em África. Não era mais do que bem investido esse dinheiro?!!

          • Mário says:

            Aplaudo o teu comment!!! Em todos os aspectos!

            deixa-me, no entanto, dar a conhecer que existem uma ordem religiosa ligada à Igreja (salvo erro tem algo a ver com Francisco de Asis) na qual os padres possuem apenas o mínimo indispensável para sobreviver, doando tudo aquilo que possuem – é um verdadeiro voto de pobreza. Era esta ordem que a Igreja deveria seguir maioritariamente.

            No entanto, também há tanto ou mais dinheiro mal gasto por parte da Ciência e que, sejamos honestos, não beneficia ninguém!

          • pfbatista says:

            São os custos do conhecimento e da evolução humana….

            Ao contrário…

            Quem sabe, se os “funcionários” todos da igreja católica pagassem impostos, dava para ajudas de custo na evolução.

            ó Mário… diz-me sinceramente, criticas tanto o investimento/gasto em ciências, que acredito vivamente que não tenhas telemóvel, nem carro… se calhar até vives numa cabana 🙂

            Já agora… acerca do comment anterior, se dizes que o papel da igreja católica no assunto da inquisição foi assim tão resumido… e que até nem morreu assim tanta gente como dizes…

            …qual é a tua opinião: na altura dos “descobrimentos”, ao qual prefiro chamar “conquistas”, quem não se ajoelhava e beijava cruz… morria… quantos e quantos morriam assim… e quem não morria era escravizado.

            Acredito na fé em Deus…. mas repudio a igreja católica…

          • Mário says:

            Epá, também não é bem assim! Naturalmente que não és obrigado a ler os post’s todos, mas mais acima referi:

            “Na verdade eu concordo que se faça progresso cientifico, mas com peso e medida – façam-se progressos científicos para melhorar a saúde das pessoas, para encontrar formas naturais de aumentar os recursos alimentares ou combater males existentes.”

            e é isso mesmo! Eu não sou contra o gasto nas ciências! Aliás, há excelentes descobertas sem as quais nem sei onde estaríamos! Descobertas que ajudaram imenso na vida de pessoas! Agora que há investigações relativas as quais acho que é um desperdício de dinheiro, há! E esta é uma delas!!!

            Não quer dizer que amanha não venha a admitir que estava errado e que até foi bom… Mas tenho grandes dúvidas que se possa tirar algo de proveitoso daqui.

            Relativamente à Igreja, como disse: houve erros! Sem dúvida que houve! Aliás, peguemos nos jornais actuais que referem os casos de pedofilia! Isto é um nojo!

            Mas tem de haver uma consciência que distinga entre a ideia e a realidade!

            A ideia do que é a igreja é boa, infelizmente a realidade de muitas das pessoas que a compõem é má! Estes “padres” deviam ser expulsos (e sei lá que mais!).
            Assim como aqueles que mataram em nome da Igreja (pegando no que referiste de beijar a cruz). Um dos mandamentos (alicerces) que servem de base é: “Não matarás!”. E sem dúvida que aqueles que o fizeram não estava de acordo com isto!

            Não deviam por isso ser reconhecidos como parte da Igreja. (Tal como os “católicos não praticantes” – Ou se é católico (que implica a prática) ou não se é!)

            É claro que a tudo isto se deve juntar o facto de que os padres são seres humanos, com defeitos tal como todos nós (embora isto não seja desculpa para “certas” coisas)!

            Quanto à escravidão, se bem me lembro, não era prática da igreja. Aliás houve padres contra essa prática!

            E finalmente sobre o salário (que é referido dentro da Igreja como “Ajuda de custo” ou meio de subsistência), caso não saibas é um mito o de que os padres são os trabalhadores mais bem pagos! Efectivamente, estes não efectuam descontos nem nada do género, mas a verdade é que lhes é atribuído apenas o essencial para a sobrevivência!
            É claro que existe, e até com bastante frequência, o que chamo de padres-chulos que exigem dinheiro nas mais determinadas situações! Um exemplo: se mandares rezar uma missa existe um valor DE REFERÊNCIA caso pretendas “pagar” a missa: 7,50€. Porém, apesar de haver por ai muito chulo que exige o dinheiro, NINGUÉM É OBRIGADO A DÁ-LO! E, pelas regras, se não quiseres pagar não precisas). Das pessoas que pagam missas, é atribuído por norma, por cada missa celebrada, ao sacerdote, apenas o valor de uma intenção: 7,50€!

            E apesar de ainda existem bastantes sacerdotes a cumprirem as normas – o que provoca com que muitos vivam no limiar da pobreza! (apesar de as sé’s lhes atribuírem, por exemplo, carros para os deslocamentos), eu acho que deveria haver uma Limpeza a Fundo!!! Porém isso iria provocar muitas revoltas – (embora que o cumprimento das normas à risca fosse silenciar muitos “atacantes da igreja”).

            Quanto ao facto de repudiares da Igreja, conheço as razões quase todas que te levam a esse sentimento, mas acho que devias ler as “regras” desta e repudiares apenas aqueles que não as cumprem!

  37. Veritas says:

    O princípio do Universo… ninguém aqui, nem em lado algum sabe explicar e nem daqui a 100 anos se conseguirão fazer avanços para se saber, mesmo com tecnologia de ponta, simplesmente porque o criador não permite, a vida material é assim, este plano é feito desta forma, aqui é a escola, uma preparação para outros mundos, nada mais.
    Contudo, existem ateus, agnósticos, católicos, hindus, muçulmanos, ortodoxos e outras seitas e religiões, conspiradores de toda a espécie e feitio e nem mesmo os espíritas conseguem dar resposta, simplesmente meus amigos, porque nem mesmo os espíritos que já partiram desde plano sabem. Cada um sente e vê aquilo que cada um sabe, apenas somos médiuns, uns com mais ou menos mediunidade do que outros, outros mais sépticos, outros com certo grau de espiritualidade, mas todos humanos fundamentalmente. Atentamente 🙂

  38. vis says:

    Esta experiência provavelmente tem como principal intenção descobrir partículas muito pequenas e também descobrirem melhor os bosões, se assim se chamam, ou seja partículas que são responsáveis por campos(electromagnéticos, gravitacionais, etc). Também há uma teoria que afirmava que a massa é provocada por um campo composto por bosões, também chamados partículas de deus. Eles queriam ver se isto confirma-se e clarificar mais estas partes bem como descobrir algumas novidades… Agora falta espera que eles analisem os resultados, e actualizem os conhecimentos actuais… Aí é que veremos a verdadeira utilidade deste projecto único…

  39. Paulo says:

    Espectacular!! 😀

  40. NoFait says:

    Os cientistas são uns nabos do caraças! A criação do universo deve-se ao impacto de duas partículas supostamente à velocidade da luz, dizem eles certo? ….. Eh pá… Mas…. Se não existia RIGOROSAMENTE NADA… De onde vieram essas duas fenomenais partículas?

    Contínuo a achar importante este tipo de experiências para o avanço da Humanidade, mas convém que os Srs que trabalham no CERN não se esqueçam dos “limites” e procedam com toda a segurança! Há sempre azares, e estão a querer abrir uma porta para o desconhecido… O embate destas duas partículas gerou 200mil “eventos” no ambiente controlado que eles possuem, só me questiono quantos “eventos” mais vai gerar quando aumentarem a velocidade das partículas.

    Eu preferia ficar no desconhecido… Mas sou só eu! Tenho que morrer um dia como todos nós, por isso, que se f..lixe! 🙂

  41. Nuno José says:

    Bem como são tantas as alavirdades aqui reproduzidas fica alguns URLs (desculpem a linguagem mas por favor antes de tecer comentários aprendam e depois sim ponham em causa que é esse o espírito da ciência não existir dogmas)

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Big_Bang (brasileiro por isso bilhoes = mil milhoes)

    http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9todo_cient%C3%ADfico

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Grande_Colisor_de_H%C3%A1drons

    • Tagus says:

      @Nuno José
      lolol tou farto de me rir com os teus comentários! Estás mesmo chateado com o pessoal. Já percebi que para ti a diferença entre a ciência e a hipótese é muito séria, e a meu ver seria se não estivéssemos a (des)conversar o assunto que a Marisa Pinto trouxe com este Post.
      Já deu para perceber que sabes a diferença entre os 2 conceitos mas acho que n é isso que interessa aqui, não desprezando o teu conhecimento e a tua vontade de quereres “ensinar”. Só peço é que não sejas tão duro com o pessoal.
      Tu na verdade fazes-me lembrar e muito uma cadeira que tive no 1º semestre da faculdade que tinha o nome de introdução a investigação. Onde falávamos exactamente de hipóteses, teorias, experiência, do pragmatismo,relativismo, etc etc. Mas acho que o que conta aqui é a mente aberta de cada um e o que esta experiência nos pode trazer!
      Gostaria mesmo era de saber a tua opinião sobre o que esta experiência nos pode trazer. 🙂

    • Nuno José says:

      E pá não estou nada chateado 😛 eu nem sou de ciências sou de gestão vê lá mas quem entra no meu escritório pensa que sou de ciências (um cientista falhado :P)

      E pá esta exp pode ser muito frutífera e também pode não dar nada é um grande risco económico. Isto normalmente quando de se descobre qq coisa de teórica em fisica demora um tempo até de dar uso mas depois qd se começa a dar uiii. O laser qd foi inventado não servia pra nada. Eu só acho parvo é o pessoal dar uso a argumentos completamente descabidos e normalmente vindo de pessoas que têm medo de perder o poder por causa do desenvolvimento do conhecimentos Humano.

      Eu por norma gosto de contar a História da Teoria da Gravidade assim por alto para o pessoal perceber como uma teoria com falhas tem uma relevância extrema.

      Assim Newton não descobriu nenhum gravidade, ele teorizou-a ou seja fez as primeiras e quase precisas formulas para o movimentos dos corpos e gravidade. Ele diz que a massa dos corpos faz com que estes se atraem. Para isso teria de haver uma partícula chamada gravitão que nunca se viu nem parece sequer existir. Então vamos descartar uma Teoria com falhas???? Não vamos usa-la em nosso beneficio pois ela é um MODELO da realidade e chega perfeitamente para por o Homem na lua.

      Entretanto apareceu um senhor chamado Einstein e revolucionou a maneira de ver a gravidade. Ele diz que a massa distorce o espaço o que faz com que as coisas caem nesse espaço distorcido. As GRANDES teorias da relatividades geral e restrita têm erros e o próprio Einstein passou o resto da sua vida a tentar corrigi-los e principalmente a unificar a sua teoria com a da mecânica quântica que explica as coisas muito muito pequenas. Sem estas teorias da relatividade não tinhas nem energia atómica nem GPS.

      O acelerador do CERN vem trazer mais alguns dados, e serão precisos imensas colisões para talvez se conseguir detectar então as partículas que se anda à procura e que na teoria TÊM de existir. Elas são muito importante pois podem esclarecer alguns dos pormenores das forças envolvidas. O objectivo não é fazer um Big Bang mas imitar o que poderá ter acontecido milésimos de segundo depois do Big Bang. Depois logo se vê o que se pode fazer com o conhecimento daí advindo.

      • Tagus says:

        Agora sim senhor Nuno, gostei de ler. :p E concordo consigo a 100%. Vamos ver o que sai daqui, espero que seja algo de útil e que se descubra muito mais coisas porque nós sabemos NADA do universo. Para tal teremos que esperar uns aninhos porque, imagino eu, levará uns aninhos para analisar esta experiência.
        Cumprimentos.

  42. Ricardo Correia says:

    Porque é que em vez de gastarem 7 mil milhões como ouvi na televisão a tentar recriar o big bang não o usam para tentar curar doenças talvez fosse melhor digo eu não sei, acho que existem coisas que não se devem tentar recriar e o big bang tipo o nome diz tudo não se deve recriar imaginem que isso cria um enorme buraco negro na terra e lá vamos nós todos po badagaio.

    • dajosova says:

      Porque a sede do poder e conhecimento é para estes homens mais forte do que outras acções.

    • Bónus says:

      Também se gastam milhões na a tentar curar doenças! Uma coisa não impede a outra.
      E muitos avanços da medicina têm origem em experiências no espaço. Os astronautas que estão na estação orbital, não estão lá a passar férias. Entre outras coisas, estão a fazer grandes descobertas na área da medicina!
      Devemos evoluir em todos as áreas, pois estão todas ligadas!

  43. joão says:

    Bom, ainda não li os comentários todos mas deu para reparar que quase toda a gente partilha da mesma opinião. Pois bem… acho extraordinário o quão a avançada tecnologia pode mostrar, mas será essa tecnologia útil e bem empregue?! Pelos vistos ate hoje nada nem ninguém foi capaz de explicar a teoria e nem mesmos a religião católica consegue comprovar a existência de um Deus “criador”. Mas e se chegarem a conclusão que nenhuma destas possibilidades faz sentido? Que reacção terão as pessoas cristãs e de outras religiões, os cientistas etc etc?!? o que quero dizer com isto é que… porque é que só aprofundam este tipos de teorias. porque é que não aceitam outras mais. acho eticamente incorrecto. Isto pode parecer um pouco neurótico e ate me podem chamar tolo mas a questão é que… e se esta realidade que vivemos não é apenas uma simulação? e se a verdadeira realidade esta noutro universo ou noutro sitio qualquer!? quem nos garante a nos que tudo o que vemos é aquilo que realmente é ?

    Citando Max Planck: There is no matter as such. All matter originates and exists only by virtue of a force wich brings the particle of atom to vibration and holds this most minute solar system of the atom together. We must assume behind this force the existence of conscious and intelligent mind. This mind is the matrix of all matter.

    Isto não é teoria, é física quântica.

    Captando informação de vários entendidos.. tudo o que nos rodeia é energia ou frequências. O nosso cérebro funciona por estímulos eléctricos/frequências. ou seja tudo aquilo que os nossos olhos vêm é a realidade que nos criamos e não a realidade standart.

    Acho que quase que obrigam as pessoas a acreditar em informação que as pessoas que as fundamentam acreditam. Cada um deve ser livre de pensar e fazer aquilo que quiser sem discriminação.

    • Nuno José says:

      Mais uma vez alguém que não sabe o que TEORIA quer dizer

      Da Wikipedia

      “Equívocos sobre teorias científicas

      Muitas vezes as pessoas se confundem sobre a definição de uma teoria. Nossos dicionários trazem o significado que corresponde a uma visão popular de uma teoria, o que seria equivalente a uma hipótese, ou definindo de uma forma ainda melhor, uma especulação. No entanto, na Ciência, uma hipótese não é o mesmo que teoria.

      Há também uma confusão quando se quer analisar o grau de confiabilidade que uma teoria apresenta. Muitas pessoas acreditam que uma lei científica possuiria um grau maior de comprovação que uma teoria, mas não é isso que ocorre. Teorias e leis segundo a ciência são conceitos distintos, de natureza diferente, e logo tratam de coisas diferentes. Entre elas não existe nenhum tipo de hierarquia, sendo comum que muitas teorias de fato expliquem leis – de certa forma, sendo as teorias mais abrangentes.

      Outra confusão frequente é o equívoco entre fato e teoria. Teoria é o que explica o fato, e portanto uma teoria deve ser construída a partir de um fato.

      Qual seria então o papel do fato face à teoria? Ele inicia a teoria. O fato reformula e rejeita a teoria, na medida em que qualquer teoria é passível de modificação; ele redefine e esclarece a teoria, melhorando os conceitos por ela propostos.

      Não se pode afirmar que uma teoria é um fato. Pode ocorrer que leis científicas possuam o mesmo “nome” que teorias. E há fatos que são também reconhecidos pelo mesmo nome de uma teoria.

      Uma teoria jamais é uma expressão perfeita da realidade, mas um modelo pelo qual essa realidade pode ser descrita e compreendida.”

      • Tagus says:

        lololol eu sei esta… “Qual seria então o papel do fato face à teoria?”… Embelezar a teoria! ahahah é para isso que serve os fatos, para dar um ar mais requintado a uma pessoa (presumo q a teoria seja uma pessoa :p) lolol tou a brincar! Mas esta cena do pt-br dá vontade de rir!
        Mais uma x Nuno te digo que tens razão no que dizes em relação ao facto, teoria, experiência, etc. Mas isso é uma questão mais filosófica e existe vários primas sobre cada uma definição para os dogmatas, empiristas, relativistas, etc. Onde cada um tem uma definição diferente para cada palavra mencionada acima.
        Se não me falha a memoria, pq sinceramente nunca me interessei mto por filosofia. :p

  44. dajosova says:

    3,2,1 PUM

  45. Hugo says:

    Não percam o próximo episódio de Flash Forward

  46. Bónus says:

    Para os que acham absurdo gastar dinheiro neste tipo de experiências, na se esqueçam de uma coisa:
    Nós somos filhos das estrelas!
    Os elementos vitais presentes nos nossos corpos, como o carbono, ferro, magnésio, etc., são fabricados no núcleo das estrelas!
    Se queremos conhecer a fundo o corpo humano e a sua origem, temos que conhecer as estrelas e a sua origem.
    Se queremos conhecer a origem das estrelas, então este tipo de experiências fazem todo o sentido!
    Se queremos evoluir na área da medicina, então estas experiências fazem todo o sentido!
    Não separem as coisas. Tudo está interligado.

    E agora a minha frase favorita:
    ISTO ESTÁ TUDO MUITO BEM FEITO! 🙂

    • dajosova says:

      Em primeiro lugar, quero que fique bem claro e que todo o mundo “ouça” que não concordo contigo:

      Eu sou filho dos meus pais, ok 😉 tenho aqui o B.I. para comprovar, ah… e a informação genética !!!
      (por isso vê lá o que andas para aí a dizer que ainda sou deserdado 😀 )

      Em segundo, está tudo muito bem feito com equilíbrio, pelo que não concebo nem faz sentido tão pouco que isto tudo tenha vindo do ZERO, do caos. Capice.

      P.S.: O “resto”, para quem não sabe, conhece ou sente está na hora de abrir a pestana…. ou talvez o coração.

  47. Fabio says:

    O que penso sobre o que existia antes do big bang seria um espaço com vazio com particulas, entretanto algo deverá ter acontecido que fez com que todas essas particulas se unisem, com toda a pressão das particulas juntas criou a tal explosão de particulas/tempo, libertando algo com X distancias, que será o nascimento do que chamamos TEMPO (afinal sem distancia o TEMPO não existe), nessa explosão com as colisões provenientes disso criou X materiais, com o passar do tempo essas mesmas particulas comecaram a criar novos elementos e materiais, sem o big bang nao existiria espaço/TEMPO.

    por exemplo imaginem um Rebuçado, deem lhe com o martelo a pressão das particulas soltam-se criando bocadinhos uns maiores outros mais pequenos, com isso tambem obtem o açucar em pó e outros componentes dele.

    hmmm Teorias, hahaha tudo invenção blarghh

    • dajosova says:

      ehehe. gostei da tua teoria do rebuçado!

      E os ingredientes do rebuçado vieram donde?

      ui… isso foi há milhões e milhões de anos….. não é assim que os “cientistas teóricos” (descrição antagónica) descrevem a evolução das coisas no tempo… Ui ui, já foi há muito tempo; logo uma teoria qualquer serve para sustentarmos o que não conseguimos explicar. Vá continuem tentando e esqueçam o resto que é só o mais importante. sim, porque enquanto quem pode e tem poder andar entretido com isto e algo do género a civilização continua como está. “espectáculo paulito”.

  48. manito says:

    Boas tardes, eu sou de opiniao que a humanidade deve evoluir para irmos mais longe em todas as direcções, agora nao me venham dizer que o que se anda ali a testar não tem nada de potencialmente perigoso…. o homem entrou na era do atomo e parece querer dar passos maiores que as suas pernas, pode cair assim, existem muitas coisas que hoje em dia nos ultrapassam, por isso devemos avançar com cautela… convenhamos tentar simular um big bang??? wtf?? onde esta a certeza que essa teoria esta exacta ao ponto de ser considerada ponto assente? nao existe…. ainda nao percebi porque á força tentam passar e assentar teorias sempre com 1 principio meio e fim…mesmo á maneira e condição finita dos seres humanos…. acho que podemos evoluir muito é nas relaçoes interpessoais entre povos, paises, minimizar as diferenças entre a pobreza e a riqueza, o sul e o norte etc em vez de andar mos a perseguir mais 1 santo graal. Metam na cabeça 1 coisa o ser humano nunca irá compreender o universo e a sua dinamica, a sua multiplexidade caotica…. o nosso cerebro é muito limitado, temo que nunca iremos chegar a esse patamar de plenitude.

    • Tysher says:

      Antes demais como já foi constatado aqui não existe perigo nenhum para a Humanidade com as experiências a serem desenvolvidas neste momento no CERN. O perigo poderá estar é na aplicação futura do que for descoberto, basta vermos a história do senhor Nobel para perceber que a ciência sempre foi uma espada de dois gumes. E como já foi referido ninguém está a tentar recriar o Big Bang, isso está completamente fora do nosso alcance actualmente. Quanto a copos dos deuses, como já foi dito, quantos mais perseguirmos melhor, pois existem inúmeras semelhanças entre teorias que à primeira vista nada têm em comum. Se pararmos de explorar novas ideias nunca chegaremos a lado nehum.

      Acho que estás a menosprezar demasiado o potencial da raça humana. Estamos a criar materiais e métodos e a entender causas e efeitos a um ritmo cada vez maior em variadíssimos campos simultaneamente. É certo que a cada resposta que encontramos nos deparamos com mais questões mas estamos progressivamente mais preparados para lidar com quantidades de informação maiores e a para criar nova informação.

      Podemos ser insignificantes em relação ao Universo, mas isso não quer dizer que nunca o venhamos a compreender nem “dominar”. Não deixem nunca que o que conhecemos hoje nos tolde a vista do que dantes (e infelizmente ainda hoje) chamávamos milagres ou divino.

      • Tagus says:

        Boas concordo ctg Tysher. Acho que o manito está a desprezar a raça humana. E como disseste e bem, aqui não se está a recriar o big bang, mas sim momentos seguidos do big bang.Acho que a raça humana tem um potencial enorme, senão vejamos o passado e o presente da mesma. E como devem perceber, a tendência é para as descobertas serem mais fascinantes e importantes do que as do passado por várias razões, desde ser muito mais gente a pensar um problema até termos mais tecnologias para a descoberta.
        O grande problema da raça humana a meu ver é a ganancia e ter uma maneira de pensar ainda muito selvagem (não viéssemos nós do macaco) o que nos torna uma raça perigosa até para nós próprios.
        Agora que esta experiência não vale nada, ou que existe coisas mais importantes (com certeza que existe mas esta experiência pode ser a solução que nem um hospital consegue trazer, etc) tenham respeito. Uma das grandes vantagens dos chamados “cabeças” do nosso mundo é terem uma mente aberta qdo vão à procura de novas descobertas.
        Daqui a uns 10 aninhos vamos ver no que isto vai dar. Se calhar até não vai dar em nada, ou pior, pode dar em algo que em vez de fazer o bem faz o mal, mas isso já são outras coisas.

  49. Ricardo Correia says:

    Provavelmente o primeiro uso que darão á dita cuja “tecnologia” será algum tipo de arma de protões ou algo do género visto que cada vez que fazemos, e quando digo fazemos falo da raça humana gostamos sempre de aplicar para fins militares, daqui a uns anitos ou menos veremos se tenho razão ou não.

  50. BlinZk says:

    É só “treinadores de bancada”, neste país lol

    Eu acredito na ciência e há que ter coragem para promover eventos do género deste. Sem testes laboratoriais não se conseguem provas para “comprovar” teorias e por isso, estas experiências tem que existir! Sem elas, nunca se conseguirá avançar no conhecimento.
    Claro que são sempre um risco. Claro que podem falhar. Mas só experimentando, é que se podem obter respostas às muitas dúvidas levantadas pela comunidade cientifica.

    Obrigado Marisa pelo bom post e acima de tudo, por não teres deixado passar “em claro” aqui no pplware este acontecimento histórico, que mesmo muitos não entendam, trará com certeza muitos resultados interessantes e úteis para a humanidade.

    • dajosova says:

      Sim… isto está repleto disso mesmo: “Treinadores de bancada”. Uns dum lado e outros doutro.
      Mas no final é que se verá o resultado do jogo.

  51. manito says:

    Por acaso as grandes descobertas da humanidade teem sido feitas por acasos e sem grandes investimentos, o que me da vontade para rir quando vejo rios de dinheiro gastos para fazer estas experiencias, que provalvelmente, como alguem aqui ja o disse, sera aproveitado para alguma arma de destruiçao mais inovadora e devastadora…parab variar. Eu nao desprezo a raça humana, simplesmente sei do que ela é capaz do bem e do mal… e continuo a dizer somos muito minusculos para essa tarefa de entender este universo ou mesmo esta galaxia ou mesmo este sistema solar ou mesmo este nosso planeta…entendes?? vamos entender as coisas pela ordem normal…1 a terra ( e temos muita coisa aqui para perceber e resolver=remediar=remendar )depois logo se ve, se disseres que estas experiençias servirao para dominarmos o processo de criaçao de energia como ocorre no nosso sol, ok optimo sera bemvindo, agora recriar o BIG BANG, recriar algo que nao sabes que aconteceu, recriar algo que se aconteceu e que podera ser extremamente perigoso recriar = desperdicio de recursos e energia.

    • dajosova says:

      @Manito

      Concordo pleanmente contigo.
      Também concordo com o pessoal que tem criticado os meus comentário mas no sentido de que a ciência deve continuar a existir e deverá avançar em simultâneo. Uma coisa não impede a outra num sentido mais lato. Porque, na realidade, isso não acontece bem assim… ou seja, o esforço e determinação dispendidos nestas descobertas não vejo serem canalizados para resolver os problemas actuais. Mesmo organizações rotuladas para o efeito padecem de um mal chamado corrupção.

      Felizmente, como disseste e bem, o ser humano quando quer pode muito bem mostrar o valor e o poder de fazer o bem.

      É mais nesse sentido que queria fazer passar a minha mensagem, ainda que por vezes não o façamos da melhor maneira escrevendo. Pois a percepção que tenho, mesmo tendo noção de que é limitada, é simples de entender. E a grandeza do desperdício dos actos humanos ao longo da História faz com que desaproveitemos o que temos aqui no nosso planeta.

      Concluindo, a vida podia ser bem melhor se quem tem o poder não ambicionasse tanto (no sentido pejurativo) mas partilhasse mais e procurasse entender as coisas um pouco mais além (que afinal está aqui tão perto).

  52. natacha says:

    Our whole universe was in a hot dense state,
    Then nearly fourteen billion years ago expansion started. Wait…
    The Earth began to cool,
    The autotrophs began to drool,
    Neanderthals developed tools,
    We built a wall (we built the pyramids),
    Math, science, history, unraveling the mysteries,
    That all started with the big bang!

    “Since the dawn of man” is really not that long,
    As every galaxy was formed in less time than it takes to sing this song.
    A fraction of a second and the elements were made.
    The bipeds stood up straight,
    The dinosaurs all met their fate,
    They tried to leap but they were late
    And they all died (they froze their asses off)
    The oceans and pangea
    See ya, wouldn’t wanna be ya
    Set in motion by the same big bang!

    It all started with the big BANG!

    It’s expanding ever outward but one day
    It will cause the stars to go the other way,
    Collapsing ever inward, we won’t be here, it wont be hurt
    Our best and brightest figure that it’ll make an even bigger bang!

    Australopithecus would really have been sick of us
    Debating out while here they’re catching deer (we’re catching viruses)
    Religion or astronomy, Encarta, Deuteronomy
    It all started with the big bang!

    Music and mythology, Einstein and astrology
    It all started with the big bang!
    It all started with the big BANG!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.