Quantcast
PplWare Mobile

Erdogan afirma que as redes sociais são uma ameaça à sociedade

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. DeusMaior says:

    Desde já convido-te para irmos os dois para a Turquia andar aos beijos pelas ruas da Capital! 🙂

  2. Acho que os protestos se devem manter! Visto que a força policial não consegue mover a população, que se aguentem mais um pouco e pode ser que o PM mude de ideias. Em relação ao que o PM Turco disse, bem.. talvez por ser turco ande um bocado “turcado” das ideias

    • SexOnaSal says:

      Pois pois.. a policia que entre com armas de fogo (que não dúvido nada) quero ver se não conseguem mover a população..

      Infelizmente é o mundo que vivemos, coloca-mos os macacos no poleiro, e depois, basicamente eles mandam em nós..

      • André Meireles says:

        Por acaso a informação que tenho (de amigos turcos que estão a viver de perto a situação) é que muitos polícias estão já a resignar ao “cargo” e o exército estará do lado da população, caso tenha que intervir!

        E atenção que todos eles referem que isto não é a “Primavera” deles, essa revolução já aconteceu há muitos anos..

  3. David Campos says:

    Primeiro, o título é algo confuso “Erdogan afirma que as redes sociais são uma ameaça sociedade”?
    Quanto à opinião do senhor, de facto sim, é uma ameaça para o tipo de sociedade que ele conhece. O povo ter algum tipo de poder para eles deve ser assustador.

  4. Tiroliro says:

    As redes sociais não são uma ameaça à sociedade. A verdadeira ameaça à sociedade são pessoas deste calibre que chegam ao poder. Por cá é a mesma coisa!

  5. Tiroliro says:

    Se rapasses o bigode nas bordas e o pplware colocasse a foto a preto e branco, chamava-te Hitler!

  6. Asdrubal says:

    A minha opinião é que ainda falta a primavera portuguesa.

    • JJ says:

      Realmente… após a Primavera ter começado o tempo não fui muito famoso… frio e chuva. Mas parece que agora o tempo vai ficar mais adequado a época. Por isso já temos novamente a Primavera.

  7. Rui Jesus says:

    As redes sociais são uma ameça sim, mas aos regimes ditadoriais…, ops!!! desculpem democráticos com restrições à liberdade de cada um.

  8. Dr.Estranho says:

    É uma boa pergunta. Pode ser que o Passos Coelho venha aqui deixar uma opinião acerca deste ser já que lhe andou a pagar almoços não vai muito tempo. Os mesmos almoços que vão faltando a alguns de nós.
    Na minha opinião as redes sociais são uma faca de 2 gumes, sendo bem utilizados em prol de questões pertinentes como é no caso turco torna-se uma arma ao serviço das populações, sendo mal utilizado, que é a norma, torna-se uma arma dos poderosos, serve para manter o rebanho coeso. Quem ganha é o pastor e os cães que giram em volta.
    Passem bem.

  9. Tomás says:

    A religião desde a sua criação foi sempre uma forma de controlar as massas/povo, …agora, quando qualquer um pode expor os podres da política ou religião, obviamente que as redes sociais são uma ameaça a estes poderes, quanto mais não seja porque algumas pessoas sempre vão abrindo a pestana.

  10. Pedro Pinto says:

    Directamente da Turquia : onde estou, a cerca de 5 kms da praça onde acontecem os protestos, esta tudo pacifico. As tvs nao param de informar..o clima esta pesado nesse local

  11. Ainda bem says:

    Ainda bem que é assim. Esta sociedade já cheira mal, precisa mesmo de ser ameaçaca

  12. fernando marques martini says:

    se vc quer dominar, e teme a liberade, a expressao de pensar, e quer transfomar o paos em ditadura militar, realmente reses sociais seriam prejudiciais ao sistema

  13. Carlos says:

    Para esses senhores e outros como eles, tal como o passado coelho, a democracia é uma ameaça à sociedade deles.

  14. Rui says:

    Vários pontos numa só notícia.
    Também concordo que as redes sociais são prejudiciais à sociedade (por isso não uso facebook, nem qualquer outra rede social), mas o direito à liberdade deve prevalecer, mesmo quando as redes sociais são utilizadas por radicais de esquerda e da direita para fazerem caír governos. Lembro-me muito bem do que se passou no Egipto e outros países, que colocaram um ponto final nas ditaduras vigentes, mas… Perceberam agora que foram usados pelos muçulmanos radicais para instalar por exemplo a charia! Duvido que tenham ido para melhor!
    Assim como sou contra a ditadura na política, também sou contra a manipulação das pessoas pela comunicação social e também agora pelas redes sociais.
    Quanto à Turquia, digamos que não é por acaso que ainda não faz parte da União Europeia, o país discrimina as mulheres, apesar de que julgo ser o pais muçulmano mais liberal com as mulheres.
    Em relação ao nosso país, uma revolução não vai resolver coisa nenhuma, falta-nos sermos um país mais civilizado, educado, honesto, etc.
    Ou julgam vocês que os portugueses que tornam-se políticos, só passam a ser desonestos quando entram na política? Basta verem os outros não políticos, os nossos empresários, os nossos necessitados do rendimento mínimo, os caloteiros que não pagam as suas dúvidas, as empresas e as pessoas que nunca cumprem prazos, horários, entre outros. É que não sei se perceberam, as pessoas não nascem políticos, são um mero reflexo da boa ou má sociedade que temos e que ainda por cima os elegem. Por isso, antes de atirarem pedras, vejam-se ao espelho e já percebem porque o país nos últimos 39 anos caíu 3 vezes na bancarrota!!!

    • Marisa Pinto says:

      Mas.. são as redes sociais que manipulam, ou as pessoas que se deixam manipular?

      • Rui says:

        As redes sociais são mais uma arma para manipular as massas, assim como os SMS, etc. Mas há mais, desisti das redes sociais (na altura apenas o hi5, nunca tive facebook), porque percebi que punha em causa a minha liberdade. Já nem falo em divulgar onde moramos, o que fazemos a toda a hora, etc. Outro aspecto é que o dono do perfil nunca pode apagar os seus dados, principalmente se alguém os partilhar ou colocar um like, deixamos de controlar os nossos próprios dados e privacidade.
        Para o fim deixo outro aspecto, para alguém saber quase a nossa vida, basta pesquisar a nossa rede social, o que fazemos, escrevemos, etc.
        Em suma, como não quero ser famoso, desprezo as redes sociais.

    • SexOnaSal says:

      tudo dito..

    • JG says:

      Também gostei do comentário.

    • JG says:

      Gostei do comentário.
      Também dispenso redes sociais, no entanto tento andar bem informado, filtro muitas fontes de informação ou distração prejudicial..

    • Pedro says:

      finalmente que vejo um comentário inteligente e com muita sapiência …. vocês não percebem que este excesso de redes sociais e liberdade de opinião tem sido muito bem manipulada pelos meios de comunicação social !!!! estes é que têm o poder …. e o “povo” é completamente manipulado e nem se apercebe …. lol

  15. Henrique C. says:

    Sem dúvida também concordo com o facto de que as redes sociais são um atentado à privacidade das pessoas. Pessoalmente eu uso o Facebook, de forma moderada, e só coloco coisas que acho que não vão por em causa a minha privacidade, como por exemplo assuntos sobre factos científicos e coisas de interesse comum e geral. Fotos, sítios onde vou e coisas assim, evito colocar. No entanto estou sempre susceptível de ser identificado por outra pessoa numa foto que outra pessoa colocou.

    Relativamente ao facto de que o governo turco e qualquer outro dizer que as redes sociais são um perigo, é a mesma coisa de dizer que com esta coisa já não conseguem esconder muito bem todos os podres que existem normalmente em governos corruptos e não só.

  16. Rui says:

    Há ainda um outro aspecto preocupante e que já foi abordado pela comunicação social e que nos deve preocupar. Grande parte das redes sociais são norte-americanas e como é evidente cumprem as normas dos EUA, que não protegem minimamente os estrangeiros contra a violação da privacidade, antes pelo contrário, o Governo Americano ou qualquer funcionário americano pode pesquisar livremente os nossos mails, perfis nas redes sociais, entre outros (junto de operadores americanos, como o facebook, hotmail da microsoft, gmail da google, etc), utilizando para tal a dita lei “contra o terrorismo” (permite violar os direitos de estrangeiros como é o nosso caso). Por isso pensem muito bem na segurança das redes sociais, porque elas (redes sociais) não têem de cumprir qualquer norma europeia de direito à liberdade ou da privacidade, é que os servidores estão alojados nos EUA e as empresas são americanas!

    • Pedro says:

      Apoiado Rui …. Muita gente pensa que por poder dizer o que lhe apetece, no sitio onde quer, á hora que quiser, ofender quem quiser … isso é liberdade, é democracia !!!! estão enganados … liberdade e democracia é saber onde estão os limites e respeitar os outros, é saber viver em sociedade !!! e por isso, actualmente, como existe excesso de informação, as pessoas, os grupos e, em ultima análise um povo é completamente “manobrado” sem se perceber, a informação é trabalhada no sentido de favorecer objectivos concretos e assim favorecer interesses de alguns …..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.