Racismo: Tweet de Barack Obama bate recordes


Destaques PPLWARE

21 Respostas

  1. Crist. N says:

    “People must learn to hate…”

    *facepalm*

  2. Rafael says:

    E isso mesmo, Pedro.

  3. pedro says:

    Inacreditavel e ver os MSM “fake news” a criarem altares para individuos que criaram e querem continuar a criar sofrimento no ser humano “Os Obamas e Trudeaux deste mundo “. https://goo.gl/wf1GYy and https://goo.gl/ThPWcQ

    Ele esqueceu-se de referir no tweet :
    KKK = Black live matter
    Alt- right = Antifa

    Esqueceu-se tb de referir que ate agora nao existia nenhum problema com os monumentos erguidos em nome dos soldados da confederacao, mas apos a grande vitoria de Trump sim.

    Interessante e verem-se individuos herois ” esquerda facista” , a decidirem o que e ou nao discurso de odio, brilhante por um lado e hilariante por outro, espero e desejo que o pop mundial acorde para este facismo da esquerda. Da-me a sensacao de que o meu comentario vai ser censurado, se sim gostaria imenso de saber pq?

      • pedro says:

        Simples poprque por vezes quando se critica certos ideais ou individuos ( esquerda, Obama, Trudeaux e mesmo o iphone, etc ) o nivel de sensibilidade de alguns moderadores, e ilevadissimo, dai a censura. Nao quero dizer que sejas tu.

        • Vítor M. says:

          Isso não faz qualquer sentido, nós queremos lá saber se as pessoas criticam (educadamente, dentro das regras e de forma cívica) essas pessoas, é problema de cada um, desde que não vá contra as regras. Agora, sim há certas pessoas fazem questão de “marrar” com as regras para ver se as desrespeitam/derrubam anarquicamente, só porque têm a mania que podem tudo ao cobro de certo (mas não concreto) anonimato da Internet. Isso leva logo martelada nos dedos, porque ninguém aqui ou em qualquer lado é mais do que o seu próximo. Respeitar para ser respeitado e assim, seja ao Obama, seja à tampa de uma caneta BIC, podes criticar até ao osso.

    • Marco says:

      Como é possível ver os tugas, normalmente escuros, latinos e que ainda por cima vão para a praia para ficar ainda mais castanhos escuros, oriundos de um país conhecido por ser de emigrantes, falarem de discursos de racismo de esquerda e de direita e apoiarem certos ideais que se aplicam a eles que nem uma luva. Não percebo sinceramente a incongruência. Que o Trump tenha esse discurso porque é cenourinho e branco…
      Se o Hitler fosse vivo, estes rapazolas latinos europeus seriam o efeito secundário de um acidente genético e portanto bons para trabalhos da treta. Não sabem a sorte que têm.
      Não sei se devo rir com a incongruência ou chorar com a basicidade dos tugas, que se fizessem um teste de PH à saliva daria com certeza maior que 7.

    • FT says:

      Isso é que é mania da perseguição. O problema com os símbolos da confederação (ou outro qualquer grupo separatista) já é bem antigo e não vem da época do Trump. As bandeiras, por exemplo, deixarem de serem hasteadas em instituições publicas na época do Obama.
      E já agora visto que o Trump é contra todo o tipo de violência, seja de que lado for, com certeza nunca fará comentários a ameaçar com “fire and fury” ninguém, certo? Ou vai tirar uma licença para poder atear o fogo?LOL

      Os disparates no teu comentário continuam mas não vale a pena.

  4. Vlad says:

    Os americanos e os seus meios de comunicação andam todos preocupados com o terrorismo islâmico, entretanto não dão enfase, e muitas vezes ignoram, o terrorismo fascista e racista que mata anualmente mais pessoas que o primeiro.

  5. Goncalo says:

    Mais um dos frutos das policas e mantalidade desse Donald Trampa.

  6. maxim says:

    Ninguém nasce ensinado é verdade, mas a vida é uma escola em que cada acontecimento é registado no nosso cérebro e depois nós fazemos uso de “big data” para tirar-mos as nossas decisões. Esses “dados” são muito diferentes entre as pessoas (dias e dias e dias com informações completamente diferentes), e se a pessoa passou a vida toda a odiar, das duas uma, ou apaga-se os dados para ela puder tirar conclusões diferentes (boas, desta vez) das que estava habituada, ou então é preciso encher os “dados” da pessoa com informação de paz e amor. Não se muda a personalidade da pessoa sem mais nem menos, e com a ajuda da informática até é mais fácil perceber porquê xD a luta contra o ódio tem de ser feita todos os dias, e cada um de nós pode fazer a diferença na “big data” de muitas outras pessoas.

    • Tamberina says:

      O ódio tem de ser merecido, e o amor tem de ser merecido. Nós discriminamos todos os dias de todas as maneiras ao não deixar estranhos entrar, ao deixar as janelas fechadas, ao escolher um determinado produto, marca ou loja, ao aproximar-nos apenas de algumas pessoas, etc. Haverá “discriminação positiva” e “discriminação errada”?

      Se fores injustiçado por qualquer grupo mais que uma vez, vais começar a suspeitá-los, da mesma forma que se outros te agradarem sempre, vais confiar neles. Aceitarias mudar o teu comportamento sabendo que isso irá levar à tua ruína?

      Por isso toda esta “aceitação” dos ilegais/”refugiados” é baseada em ignorância e desconhecimento: ignora os crimes de ódio desproporcional que cometem, o facto de estarem nos apoios sociais também em enormes números, criam zonas em que a polícia tem medo de ir, etc. É claro que os lados positivos também têm de se ter em conta, mas qualquer pessoa bem-informada verificará que o efeito geral é altamente negativo. Daí vêm as conclusões.

  7. Lisbon lover says:

    Os EUA sempre tiveram aquelas discussões em relação à raça dos seus habitantes, primeiro no tempo do Martin Luther King Jr., depois com o Nelson Mandela, e agora com o Trump…

    Qualquer dia proíbe-se os brancos no continente africano, e vice-versa.

  8. M.P. says:

    Bem.. ao menos ficamos com 100% certeza de que o Facebook mais o Mark Zuckerberg são 100% esquerda facista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.