PplWare Mobile

Quer ajudar Moçambique? Com 0,40€ pode alimentar uma criança, através da app da ONU

Share The Meal

Homepage: Share The Meal
Preço: Gratuito


Redator

Destaques PPLWARE

  1. Alex says:

    Dar dinheiro aos chulos do século XXI? Não obrigado.
    A grande maioria deste tipo de doações deve chegar de uma forma percentualmente que próxima dos 30% ás pessoas que mais precisam.

    • André Ferreira says:

      Concordo plenamente. Não me importava de dar nem que fosse 1000€… se soubesse que realmente ajudava quem precisa e não enchia os bolsos desses chulos.
      Cada vez se torna mais difícil ajudar…

    • Bob says:

      Convém fundamentar este tipo de acusações…
      Existem casos assim? Obviamente.

      Ajudem se puderem… senão, abstenham-se de comentários que em nada ajudam os milhões de pessoas que realmente precisam de ajuda, para sequer ter uma refeição por dia.

    • kyllaz says:

      Em situações de emergência como é o caso de Moçambique algumas ONG disponibilizam 100% dos fundos, em situações ditas “normais” o valor atribuido é de 75%. Ainda esta segunda feira a Unicef enviou meio milhão para Moçambique, 100% dos donativos recebidos.Não fale do que não sabe e ajude quem precisa,não custa nada…

    • Joao Pinto says:

      Antes 30% do que nada. Para as doacoes chegarem lá é preciso um conjunto de meios e pessoas que precisam de salário para viver. Toda a ajuda é bem-vinda

    • pauloj says:

      Dás a família Costa, ou seja, a famila xuxalista… era bem melhor ajudar o povo de Moçambique!
      Pena que 90% ou + desaparece como se sucedeu em Pedrógão Grande o fundo de ajuda as vitimas incêndio,..PUf!!!… desapareceu!!!

    • Jonny says:

      Concordo.

      Ajudar com dinheiro, NUNCA!

  2. Filipe says:

    Não, obrigado.
    É preferível ir lá ajudar pessoalmente do que andar com doações, pois nunca sabemos se chegam ao destino a que lhes é proposto (saber até sabemos….que não).

  3. Spoky says:

    Epa desculpe lá.. Mas ainda há alguém que acredite que eles não ganham uma percentagem para não dizer a maioria?

    Outra coisa só ajudo se publicarem relatórios e provas de que realmente foi entregue o que foi doado… Caso contrário não vou doar.

    As pessoas pensam que é para ajudar e caiem nestas tretas. As vezes só vai 0,10 cêntimos para Moçambique o resto é para esses bandalhos…

    É a pura realidade.!!

  4. Tito Portugal says:

    Eu não caio novamente, ajudei com €€€ as vitimas de incêndio em Portugal em 2017 e sabemos o resultado. Nem pensar, nunca mais caio nestes esquemas. Sempre haverá um CHICO ESPERTO a aproveitar das desgraças dos outros.

  5. Jonny says:

    Eu ajudo com bens, com dinheiro não não faço ideia para onde os fundos são canalizados.

    PS: Já sou tão polémico aqui no pplware que os meus comentários têm que aguardar moderação. Obrigado malta!

  6. Pedro says:

    Abstenham-se de comentários parvos pf.
    O WFP faz parte das nações unidas e é um dos primeiros pontos de entrada quando países querem fazer doações em situações de catástrofe.
    Uma pesquisa rápida no google mostra que só o UK deu 4.5 milhoes à WFP e Unicef.

    Já sou membro deste programa há quase 2 anos, não como dador esporádico mas como mensal.
    É uma forma de ajudar sem se preocuparem com o quando e como.

    Tanto podem doar 50 centimos por mes, como 12 como 1000. Cada um dá o que pode e o mundo fica um lugar melhor.

  7. nacho vidal says:

    Para quem quiser realmente ajudar:
    A ÚNICA maneira viável de ajudar é que o doador perceba o que querem dizer as palavrinhas
    -AUTENTICIDADE,
    -CONFIDENCIALIDADE,
    -INTEGRIDADE,
    -DISPONIBILIDADE,
    -NÃO REPUDIO.
    É com a junção destes conceitos que os nossos netos (oxalá filhos) irão conseguir doar realmente às pessoas certas e terem a certeza absoluta que estão a ajudar com a totalidade do seu dinheiro a pessoa/comunidade em questão:
    Nós estamos fartos de ouvir casos como o das RARÍSSIMAS onde a responsável desviava dinheiro que deveria ser para crianças com gravíssimas deficiências. casos como o de PEDROGÃO onde ainda hoje ninguém sabe onde param as doações. E depois…etc,etc,etc…
    PPLWARE,(abrandem um bocado na quantidade de reclames a telemóveis e) usem a vossa já tão famosa plataforma para elucidar esta tão boa, mas já tão descrente, população a…..ajudar! promovam a blockchain!(nem que seja apenas para propósitos de caridade)

  8. Rodrigo says:

    30% vão de imediato para Apple e Google, por isso só de 2 em 2 doações é que supostamente alguém irá receber uma refeição e mesmo assim duvido que a maioria dos valores doados cheguem ao destino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.