PplWare Mobile

Portugal: Profissionais da tecnologia podem ganhar até 95 mil por ano


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Zee says:

    Este estudo está bastante longe da realidade. Devem ter entrevistado apenas elementos do chamado “C Level”.

  2. Joao says:

    Onde?
    Voces ganham isso com pplware?

  3. Filipe says:

    Digam-me onde é que eu troco já de empresa.

    Tudo bem que é referido que esses valores são em cargos de topo. Mas em Portugal só ganha bem quem tem cunhas ou amigos nos lugares certos. Tirando isso, uma pessoa gasta rios de dinheiro para tirar uma licenciatura e depois mestrado e continua a ser pago como se tivesse o 12º ano ou equivalente.

  4. JS says:

    Bem Bom era o que todos queriam!
    Mas de que país estamos a Falar?
    Se forem para o Governo ou AR ai sim o resto é so para encher chouriços
    È como dizem que o salario medio é á volta de 900/1000€ quando a maioria dos nacionais ganham 600

  5. Hugo says:

    Eu fui programador e recebi 750€ durante 2 anos, esta notícia não tem cabimento. Existe muita exploração em portugal no que diz respeito à área da programação. É lamentável ver como é que publicam estas noticias num site tão conceituado.

    • AMERICO says:

      verdade
      mas tem que ser inventor

    • Joao says:

      Exacto concordo. E depois não falam se é liquido ou bruto.
      Noticia para encher chouriço…

      Cada vez este site é lixo

    • Carlos says:

      Passei pelo mesmo… e quando quis sair, ainda fizeram pressão, com pseudo-ameaças, porque precisavam de mim… saí, abandonei a área, e nunca mais olhei para trás… e hoje, pelo menos, deito-me descansado, e vejo os meus filhos crescer, sem levar trabalho ou preocupações para casa…

    • O pirata says:

      Só recebe 750€ quem quer…
      Já estive como helpdesk a receber 720€ e agora estou com outras responsabilidades a receber 1500€ sempre sem cunhas, basta ter coragem para mudar e trabalhar à seria. Quem trabalha a serio é recompensado, essa é a minha mentalidade e tem dado frutos.

    • Ivo says:

      Há programadores de java com 2 anos a receber mais de 1500 liquidos em lisboa, agora tudo depende claro, se fores “programador” de HTML ou CSS se calhar não sais dos 750€ mesmo…não venhas é dizer que não há oportunidades, é só fazer as perguntas certas às pessoas certas e vês logo por onde dá para furar

  6. Sergio says:

    Enganaram-se no titulo, quando escreveram “professionais de tecnologia” de certeza que pretendiam escrever “amigos de alguém bem colocado”. Normalmente têm apelidos com “de”, “da” ou “do” tipo “Zé Maria da Bernarda”, ou entāo nomes tipicamente portugueses com várias consoantes seguidas ou tāo compridos que parecem um comboio. Infelizmente as TI’s ainda sāo uma área onde a troca de competência por bazófia nāo funciona, e à força de cada vez mais profissionais emigrarem por falta de oportunidades, Portugal está a ficar cada vez mais para trás quando podia ser lider.

  7. Rodrigo says:

    Confirmo os valores. Quem estiver a ganhar menos de 1000e em Portugal na área da tecnologia é porque gosta de ser “comido”. De todas as propostas que são feitas pelas empresas aos funcionários, a maioria pode pagar mais mais 40 a 50% do que propõe. Só que a maioria do tuga não sabe negociar e aceita logo a primeira proposta com medo de não ir arranjar melhor. Um erro dos miúdos que saiem das universidades é não virem preparados para negociar, aceitando qualquer proposta que lhe mesmo sabendo que valem mais. Quando terminei o curso nunca aceitei propostas menos de 1000e/mês limpos. Vinham sempre com conversa de que o mercado estava mal, bla bla. Hoje não aceito menos do que 2000/2500 limpos por mês. Onde estou tenho programadores a ganharem 900e. Foi o que lhes propuseram, não negociaram e aceitaram. Quem é que ganhou com isto? O esperto do diretor.

    • filipe says:

      “Hoje não aceito menos do que 2000/2500 limpos por mês.”
      Claro, eu no estrangeiro tb nao aceito menos que isso.

    • Joao says:

      És o maior, só tu é que sabes negociar. Devias ir para feirante que ganhavam bem.

    • Filipe says:

      Eu também confirmo aproximadamente os valores. Mas lá está, também varia com os anos de experiência, se tiver 2 ou 3 é claro que não esta nesses valores. E em algumas empresas se não tiver curso superior, também ajuda a descer um pouco.

    • Joao says:

      És o maior. Vai para a televisão falar ou só és o maior na INTERNET?!

      Cambada de palhaços

    • imanonuser says:

      Se eu estive-se na tua empresa não aceitaria menos que 5mil. Será que és assim tão inteligente? Ao meu ponto de vista és igual ao outros que ganham 900..

    • jedi says:

      se tiveres pouca experiencia , quando estiveres mais de um ano no desemprego, nao estiveres a receber rendimento minimo e tiveres contas para pagar. Tu aceitas aquilo que te derem e nao aquilo que tu queres.

    • não dou não says:

      Confirmo Rodrigo.

      Grande parte dos Informático que conheço estão a ganhar pra cima de 2000€ limpos mais carro.
      Tem tudo a ver com o valores que pedem, os graus de conhecimento e a área claro.
      Tabem conheço informáticos a rondar os 6mil, mas esses estão noutros postos….

      Lá fora os valores normais que sei que estão a pagar anda a rondar os 8mil/9mil até 15mil.

      Tal com disse o Rodrigo acrescento, em Outsourcing a empresa paga cerca de 400€ ao dia por o colaborador, por isso há aqui muita margem de manobra para negoceio.

      Esta é a altura certa pra ter 1 aumento no ordenado, existe muita procura por parte das empresas e pouca oferta, por isso quem quiser mexa-se.

      • António Dias says:

        Contas por alto 400/8= 50 euros/hora (rate hora). Com a minha experiência, isto é para um DBA ou equivalente, pois de resto cobram ao cliente uns 20-30 euros hora. Caso contrário, o cliente tb não aceita. A não ser que temos aqui uma dualidade de amigos tipo cliente e a empresa de outsourcing. No fundo, quando tudo é filtrado e bem mastigado, comes sempre os mesmos restos. Já tive colegas que não sabiam nada, mas a sua presença era importante(…)

    • Mario says:

      Verdade. Há muito programador que aceita preços baixos.
      Na empresa onde estou há pessoas a ganhar 2000€ limpos e também há pessoas há ganhar menos de 1000€.
      No porto consegues valores de 1500€/1800€ facilmente.
      Até uma consultora oferece valores acima dos 1200€.
      O que se vê é muita gente com medo em negociar.

  8. José says:

    Só uma pergunta? Num país com uma cultura e lingua tão ricas (e, nem falo do restante mundo lusófono) não há o estupor de um nome bem português para classificar essas actividades? Mas, estas parolice provinciana não desgruda nas mentes pequenas deste neste país?! Todos os estrangeiros que por cá vivem já sabem que falamos mais de uma lingua além da nacional. Tenho colegas de doutoramento brasileiros que ficam chocados ao ver jovens portugueses a comunicar entre si usando imensas palavras em inglês, outros tempos era o francês Eu próprio por sinal, sou fluente em inglês e francês por ter estudado estas línguas, além de ter vivido no Reino Unido e em França, mas faço questão de usar termos próprios da minha linga nacional, sempre, que é só uma das mais ricas do mundo. Nunca repararam nisso? É preciso impor termos estrangeiros como “Head of Engineering” no meio dos nossos – não sabem traduzir coisas tão simples como esta? Francamente, podemos ter tido um Império, influenciado o mundo inteiro e até mudado a sua História – onde tivemos momentos de autêntica glória, por mais que os detractores de Portugal desdenhem com inveja incurável em relação a esses feitos portugueses do passado da Humanidade – , mas nunca deixamos de ser pequenos e subservientes em relação a tudo que os idiotas de “fora” impõem! Triste fado o nosso.

    • Grácia Nunes says:

      Só para dizer que adorei o seu comentário. Há muito que ando a dizer o mesmo e ninguém me ouve. Principalmente na área das tecnologias, quase nada tem nome português. Triste ter que se chamar developer a um desenvolvedor!!! Enfim…

    • MarioM says:

      É por isso mesmo que eu em todo o lado escrevo sempre em Português até no Linkedin estou farto disso o pessoal vai a Espanha e eles defendem o Espanhol com unhas e dentes em Portugal qualquer gajo vende a sua língua só para ficar bonito na fotografia .

  9. José says:

    Já agora, fora da mitologia, quem acredita no Pai Natal? De que país estão a falar?

  10. Pedro Ribeiro says:

    Já e difícil chega a 30k ano como dev, imagina 95k, isso este tipo de matéria só tira a credibilidade do autor e da revista

  11. Diogo says:

    Para mim entrar na área de TI é fica nela foi a burrada. Sou Desenvolvedor Junior no Brasil ganho apenas R$1900 trabalhando 40 semanais. Onde fez estágio o que o juiz ganhava em 1 mês eu ganho em 1 ano !!! Lá tinha muitos analista judiciário e técnico judiciário formado na área de TI desistiu da área de TI para ter ganhos melhores.

  12. filipe says:

    Os verdadeiros motivos para os salários de TI não subirem em Portugal:

    http://bit.ly/2P6FjBA

  13. Daniel says:

    Se ganhar 5 mil num ano estou no grupo dos que ganham até 1 milhão por ano!

  14. Ricardo Monteiro says:

    Há quem ganhe e até mais. Mas entre trabalhar mais horas e ganhar mais, ou trabalhar as 8 e querer ganhar o mesmo, o tuga é preguiçoso de car@#^*%0

    • Joao says:

      Geralmente não respondo a este tipo de comentários mas se achas que alguém que não quer trabalhar mais de 8 horas é preguiçoso, estás completamente enganado. Quando muito poderá ser incompetente, não sabe gerir o tempo, ou anda a ser explorado. Fica a saber que nalguns países como o Canadá a programação é considerada uma profissão de risco por causa do burnout. Ainda deves ser novo ou não ter familia para vires com este tipo de comentários. Aconselho-te este livro https://basecamp.com/books/calm escrito por uma empresa que fatura milhoes ao ano, onde trabalhar mais horas não é sinónimo de produtividade.

    • O pirata says:

      Hoje em dia as empresas querem pessoas que não tenham medo de fazer horas extrasm, quem não faz horas pode ser considerado como perguiçoso.
      Eu tenho 26 e não me importo de fazer sabados , domingos nem horas extras mas tambem não ganho os 700 ou 800€.
      Quem quer ganhar um ordenado melhor tem de o merecer.

  15. João M. says:

    Posso afirmar que quem está na área de programação/consultoria IT tem a faca e oqueijo na mão. Cada vez há uma maior necessidade deste tipo de profissionais e quando se tem já uma experiência de 2-3 anos na industria já pode fazer uma melhor negociação do seu valor. Acho que nesta área só ganha mal quem quer… Claro que temos de deixar de comparar com o “Estrangeiro”. Ganhar 1500euros (limpos) em Portugal já é ganhar BEM ACIMA da média nacional (800euros é a média, com 20-25% a ganhar salário minimo ou menos)). Está longe dos 95K ali do titulo mas isso é só para CTO.
    Para alguém com 2-3 anos de industria, ganhar 1500 euritos não acho nada mau.. principalmente quando saiu da univ (não tem de ser mas é o geral) há uns 3 anos .
    Comecei a trabalhar em SAP-ABAP (é um nicho, eu sei; e não estudei na área IT); comecei por baixo, a ganhar uns 1000euritos limpos.. com 3 anos de experiencia, e a trabalho freelance, já tinha propostas a 300 euros diários.. agora a maior era de 450€ (já faria mais que um bom electricista, pisceleiro, ou pintor 😀 ) ;
    Depois ainda há a hipotese de ir lá para fora, aí sim ganham bem (lá fora há MUITA falta de mau de obra IT). Quem quer trabalahr na empresa “lá da terra” não vai encontrar grandes oportunidades mas quem dá o litro, é ambisioso e quer mais, então certamente consegue encontrar bons valores. Como disse, eu nem Informática estudei, caí de paraquedas em consultoria IT, e faço um bom dinheirinho, então imagino o que alguém da área não será capaz de fazer. Em IT só está desempregado, ou a ganhar pouco, quem quer.

    • Carlos says:

      Não será bem quem quer… eu trabalhei na área alguns anos, e, no píncaro do meu percurso, estive com 1200 euros… porque na altura, o empregador vinha com a ladaínha do “oh’ prá ‘li aqueles cvs todos… se não quer, não fata”… para quem estava a começar família, com a mulher adoentada, tive que me sujeitar… acabei por mudar de área… hoje ganho menos – 1000 euros – trabalho 36 horas por dia, e vejo os meus filhos crescerem…e aproveito tod o tempo com a minha família… e isso, é o que importa…

    • jedi says:

      responde te o mesmo que respondi a acima:
      ” se tiveres pouca experiencia , quando estiveres mais de um ano no desemprego, nao estiveres a receber rendimento minimo e tiveres contas para pagar. Tu aceitas aquilo que te derem e nao aquilo que tu queres.”

      E mais, no Porto ganhas uma coisa e Lisboa outra.

      Se fores para Lisboa ganhar o mesmo que ganhas no Porto, aí sim so aceita que é burro, mais vale ficar onde está.

      Em Lisboa tem de exigir pelo menos 2000 €, brutos, com alguma experiencia.

      Como tudo no mundo, deve pedir consoante grau academico, experiencia e a tecnologia em questão.

  16. Bruno Jesus says:

    Este estudo é tudo menos realidade.
    Além disso, como é que um developer Full Stack ganha menos que um Backend developer?

  17. José Carlos da Silva says:

    Não entendo toda essa admiração com tais valores…

    Facilmente na realidade nacional, no universo da consultoria, uma empresa cobra 4500€/mês por um profissional, sendo que acaba a pagar 900 ou 1000€ a quem foi contratado. E muitas vezes as médias são calculadas desta forma.

    Agora, também não entendo a admiração de muitos profissionais de IT (programação web, mobile, etc) conseguirem valores entre os 1800 e os 2500 euros líquidos por mês. Quem desconhece essa realidade, anda a ser enganado ou com uma falta de noção bastante grande.

  18. Miguel says:

    O pessoal com médias de 11 a chorar?
    Só receve menos de 1500€ quem for muito fraquinho!

  19. Anónimo says:

    Eu programa em Java, C mysql, PHP, tenho conhecimentos avançados de Windows server, debian, cisco, conhecimentos avançados em modelagem e animação 3D e não passo dos 22k ano.

  20. thylux says:

    Não acreditei em todos os estudos de salário que o pplware tem divulgado, mas agora se a informação veio da landing.jobs já tenho de considerar mais credível.
    E faz sentido que o que é dito em muitos comentários aqui.
    Nós também não nos sabemos vender e negociar.

  21. John says:

    Acho que a questão aqui é que Lisboa e talvez Porto são um mundo á parte do resto de Portugal.
    Em LX ganho perto de 2100€ mensais, mas em Coimbra onde estive a trabalhar, era dificil achar malta a ganhar mais de 1400€. Já tive propostas de 2500+ a trabalhar em remote, mas como gosto do sitio onde estou deixei-me ficar :D, dinheiro não é tudo.

    • João M. says:

      +1. TAmbém de lembrar que o salário também varia com o custo de vida. PRovavelmente uma pessoa a ganhar 1400€ em Braga, por exemplo, rende tanto ou mais que um salaário de 2100€ em Lisboa ou Porto.
      LEmbro-me de um dia ter recebido uma proposta de 3000€ em Zurich e todo contente fui ver o custo de vida reparei que afinal já não era assim tanto dinheiro…

      • Flavio says:

        3000 euros em Zurich é exploração. Uma empregada de limpeza ganha perto de 4000. Tudo lá é super caro e é quase impossível viver com 3000 euros.

    • Joao says:

      E o preço da casa em Lx vs Coimbra vs Porto?

  22. Pedro Ferreira says:

    Trabalho numa empresa (maioritariamente com implementações em clientes internacionais) que tem malta muito sénior (alguns com +15 anos) que ganha muito bem e que possuem carro da empresa (gama alta) entre outros beneficios. Do ponto de vista de salario apenas, estão muito longe dos valores apresentados na noticia. Discordo completamente destes dados. Para isso fiz uma simulação a um salario de 2500€ limpos para um portugues, segundo os dados disponiveis no Eurostat (https://ec.europa.eu/eurostat/cache/digpub/european_economy/bloc-2a.html) para percebermos que se enquadra nos 10% da população que mais ganham. Algo de certo, está errado. Abraço.

  23. 95KBanana says:

    95 mil bananas por ano, até parece facil…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.