PplWare Mobile

Portugal: Metade dos “Informáticos” recebe entre 35 a 55 mil €


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

350 Respostas

  1. ultraLord says:

    ” Um em cada três profissionais queixa-se de falta de reconhecimento nas empresas.” Eu sou um deles!

    • Paulo says:

      Sem me querer gabar mas com apenas 2 anos de experiencia tenho 2000 limpos em Lisboa, na Novabase. Neste momento ate recebo mais mas é por estar em angola durante 3 meses.

      • Passos és tu? says:

        NOT!!

      • int3 says:

        Que grau de engenharia tens?

      • jovem says:

        Paulo Salvado?

      • João says:

        Parabéns, bom para ti! E fazes o quê? Trabalhas com que tecnologias, em que área de negócio, e estás responsável por quantas pessoas? É isso é que interessava saber…

      • andre says:

        não ganhas nada de especial para um “informático”

      • Luis says:

        mentira! so com os per diens chegas a esse valor. 😉

      • Marco Galvao says:

        É pá custa – me acreditar nisso! com 2 anos de experiência e recebes 2000€ limpos? Em que área de IT? Desenvolvimento, suporte, infraestruturas?

        Cmps

        • Saul says:

          Sem ter terminado o curso, estou a receber cerca de 4000€ e tal mensais , fora os projectos exteriores, que são pagos a hora.
          Mas isto numa empresa nos Estados Unidos, e em ambiente remoto ocasionalmente outros.

          Portugal não dá o devido valor a estas areas…

          • Daniel says:

            Garantidamente. Mesmo na Europa há muitos países que consegues 45k a 65k + benefits, DOE (Depending on Experience), e nem falo em cargos de gestão mas sim em senior, lead (embora que haja ofertas para cargos não senior que até chegam a dar mais, mas são a excepção, procuram competências muito específicas).
            Já antes da crise, em Portugal se conseguisses 35k num ano (a contar com prémio de produtividade, para as empresas que o dão) já era uma sorte.

      • Joao says:

        tens tens loooool. por acaso nem trabalho na novabase e não. por acaso não sei como e’ a evolução de carreira.

        • mendes says:

          Há que verificar duas coisas.
          1a) Esta empresa recruta informáticos para os pôr noutras empresas a trabalhar e ganham com isso em media 5k a 7k mês. O funcionário leva em media 1k limpos que representam aproximadamente 1,5k antes de impostos. Multiplicando por 14, pode-se ver que efetivamente passa os 15k ano. Eu após anos e anos e vários saltos por empresas top ganhei 1.5 k mês mais carro… mas não acompanhava o crescimento dos meus filhos. Isto de ganhar mais quer dizer trabalhar mais, aqui ou mesmo para quem quer emigrar (onde já estou e muitíssimo bem 4,5k limpos em Manchester).
          2a) Esta empresa tem imensa dificuldade em colocar ativos nas empresas com quem trabalha, e a meu ver isto é uma fútil tentativa de passar uma imagem credível de uma empresa que vive, como muitas outras, Altran, Noesis, Deckskill, ITSector do trabalho e esforço dos informáticos que colocam nos clientes a troco de sonhos de carreiras grandes… e a mudar esta malta de cliente em cliente sem que estes subam na carreira. Na realidade não lhes custa nada e até ganham muito dinheiro com cada empregado, o problema está quando este empregado sai e fala a verdade do que realmente é, como por exemplo, o mau exemplo da Altran… Ora, como nós andamos todos a emigrar para ganhar o que merecemos, estas empresas que andam por Portugal com nearshores e outsourcing a faturar mulhões sem fazer nada, não têm outra alternativa a não ser empolar as coisas, pois dependem de mão qualificada a custo baixo, e convenhamos, engenheiros informáticos licenciados e mestrados com a qualidade das nossas escolas a 1000€ mês, quem não quer?

      • Emil says:

        Sim, sem me querer gabar, mas com apenas ano de experiência, estou a ganhar 2500 limpos como empregado na Pizza Hut, e eu até estava a pensar em emigrar para londres com os meus amigos, mas aqui pagam-me mais, não sei porquê que o pessoal emigra…

      • Daniel says:

        Tens os 2000 mil limpos só se for com os per diem por estares em Angola… E já vais com sorte.

      • Nuno says:

        Sem me querer gabar, na Novabase eu tirava 650euros limpos em inicio de carreira e fui para a Suica tirar 450Euros por dia. Nao vale a pena trabalhar em PT.

        • Nuno says:

          (continuacao) Por falta de dinheiro e competitividade do mercado.

        • Gilberto says:

          Ok, mas e o custo de vida na Suiça não é muito maior do que em Portugal?
          Se sim, então não acaba ficando perto do mesmo valor líquido após pagar as despesas?

          • Hugo Costa says:

            450€ por dia não dá para pagar as despesas? com o salário de um dia talvez não mas se juntares ai 4 ou 5 dias de trabalho talvez…. tambem tens de ver que o custo de vida é superior porque a qualidade de vida tambem é superior
            agora tenta pagar as despesas com 650€ mes e ter a mesma qualidade de vida que na Suiça

      • Anderson Dala says:

        Estás a trabalhar em Angola?

      • gabriel says:

        q curso vc fez ?

    • Carlos A. says:

      e mais um

    • Carlos A. says:

      este estudo está completamente errado, é claro que existe uma ou outra exepção, mas uma boa parte dos profissionais ganham muito mal, comparado com outros do mesmo sector no estrangeiro

    • Carlos M. says:

      E eu sou outro, chego a fazer 10 horas de trabalho por dia, faço sempre + 2 horas extras, que não são pagas. A informática está a tornar-se uma nova escravatura.

  2. CipJota says:

    35K€ , quem em dera! Tenho que me contentar com 17K€ brutos.
    Na zona norte do país, é comum um profissional com 10 anos de experiência não ganhar muito mais.

    • EU says:

      JUNTATE AO CLUBE…MAIS DE 10 ANOS E 16.5K BRUTOS….ESTOU NA ZONA SUL …E OS MAIS NOVOS É UMA MISERIA DE 600€ MES…

    • JF says:

      Eu em Lisboa ganho isso (17K), e concorri para França para ir ganhar os tais 35K, não sei onde raio é que foram buscar estes valores, mas fogem muito a realidade que conheço

    • mendes says:

      calma, também não é bem assim. Tenh aproximadamente 13 anos seguidos de carreira desde developer a gestão de equipas e agora como delivery manager numa empresa de moda. Com todas as regalias que fazem parte do vencimento, tiro 2150 limpos por m|es. Mas foi preciso trabalhar muito para cá chegar. Muitas horas de sono perdido e dedicação…

  3. Tristonho says:

    Se for vencimento mensal bruto x 14 meses, tem aqui um engenheiro (não na área das TI) a ganhar 10500€ brutos anuais…

    • EU says:

      Se és mm engenheiro é inaceitável ganha 10k anuais… ia já embora… eu ganho 16.5k anuais e já penso em ir se fosse isso já tinha ido há q tempos..

      • Tiago says:

        Quando fores avisa … que eu vou para o teu lugar… só tenho 8k anuais …
        Já ficava todo contente se tirasse 1k por mês 🙂

      • Hugo says:

        Eu tambem sou engenheiro e só tenho 10k liquidos anuais (700 por mês) e tambem já podia “ter ido há que tempos”…
        O problema é quando se tem a mulher no desemprego e um filho de 2 anos que precisa de leite, fraldas e papas todos os dias… Não se pode arriscar perder o pouco que se têm… A oferta na area de TI é tanta que as empresas dão-se ao luxo de pensar “se este gajo não aceitar um salario baixo há sempre 3 ou 4 dispostos a aceitar…”
        Foi só um desabafo…
        Abraço a todos os meus colegas de profissão

        • Tristonho says:

          Lamento ouvir isso… Eu neste momento ainda não tenho grandes responsabilidades a nível pessoal, apesar de ser injusto não me sinto “entalado”.

          Mas mesmo assim aconselharia a mandar currículos por trás e ver se cai algo mais em conta… Se for como no meu caso, eu sei que o valor que crio à empresa é muitoooo superior à recompensa que me é atribuída.

        • jovem says:

          Hugo…tu consegues melhor! Apenas nao podem aceitar esses salarios da treta. Snao fazes como eu. Emigras, es melhor tratado, mais estabilidade, mais dinheiro…vida boa 😉 e passas a ganhar 4x isso 😉

        • APereira says:

          Hugo,

          Quem decide ficar, esta neste momento a arriscar bem mais do que aqueles que decidem partir para outros paises…

          So tens de ter os pes acentes na terra, defenir para onde queres ir, uma estrategia e tens tudo para que as coisas corram minimamente bem…

          Nao te esquecas é do pormenor que iras ter de comecar tudo nao do zero mas sim do -1 ou -2…

          Boa sorte meu caro…

        • Pedro says:

          Não percebo essa tua mentalidade. Se tens filhos e mulher então muda de emprego para os poderes sustentar. Há muita oferta de emprego na área de IT por isso o pessoal pode pedir mais. Tu és um dos culpados pelos ordenados andarem tão baixos.

          • TiagoDM says:

            Hugo, n é por mal, e sei q provavelmente está em dificuldades com a sua família, mas tem de tentar mudar, pois veja, se toda a gente aceitar trabalhar abaixo do “normal”, os ordenados começam a baixar… o mesmo era ( e se calhar ainda é), quando todas as pessoas dos países de leste cá chegaram para trabalhar na construção.. aumentou a corrupção dos quadros superiores, pois pagavam mtas vezes “por baixo da mesa” e mto abaixo do normal, para quem se sujeitava. ou seja, os “normais” rapidamente perderam os seus empregos para dar lugar a pessoas que recebiam mal (não digo mal deles, tb muitos deles em dificuldades), mas que não obtiam, no fim do mês, qualidade de vida… e a escravatura começa aqui. As pessoas têm direitos. E esses direitos têm de ser respeitados, tanto por empregadores como por trabalhadores. Estou solidário consigo quando diz q recebe pouco, mas peço-lhe para reconsiderar, para seu bem (pois pode arranjar emprego onde receba justamente), e para o bem dos outros também. Um abraço cordial.

        • Daniel Correia says:

          Concordo completamente..

          Estou desmpregado. Ja tive propostas e nao aceitei. Simplesmente porque por 500 ou 600 euros não compensa a dor de cabeça e trabalho. Para isso perfiro trabalhar num bar e ganhar muito mais. O que actualmente faço em part time.

          Ganho mais em projectos simples como freelancer que num trabalho de 8h diarias..

          Mas tenho noção que muitos aceitam esses 500 ou 600 euros

          • Carlos M. says:

            E fazes muito bem em não aceitar! Eu também estou desempregado, desde Janeiro deste ano, e sou Eng. Informática, mas não aceito trabalhar em Portugal, na área informática por 600 ou 700€ mensais. Prefiro ir trabalhar para um supermercado, ganho esses valores com menos dores de cabeça!

        • Paulo says:

          Em que área trabalhas? Com certeza estás na errada… Até eu quando era chulado tivava mais 5k que isso!

        • Ru says:

          É por gente como tu que não sabem lidar o mercado e está disposta a sujeitar se a tudo que as empresas se vão aproveitando! Qualquer dia, graças a vocês, as empresas vão estar a oferecer o ordenado mínimo….
          Eu tudo o que seja abaixo dos 1000 liq. é imediatamente excluído a meio da entrevista. Entre 1000 e 1200 é uma questão de ouvir e analisar os benefícios fornecidos. Idealmente aponto para 1500

          • Ant says:

            Como eu… Mas é um fenómeno que acontece em várias áreas… Já me tentaram oferecer 740 paus líquidos fazendo BI, eu disse-lhes que façam vocês… Quanto mais se baixa, mais se vê as cuequnhas…

    • Jose says:

      Isso mensal ou continuo sentado.

    • Tristonho says:

      Sim, não chega a 700€ liquidos

      Mas estou a pensar seriamente em mudar-me… Se este estudo fosse real, até tirava uma pós graduação no ramo da informática :p . Como já tenho cohecimentos em Java e em VB. Só que, pelos vistos, não é. Mas no norte não é assim tão raro os sítios que “escravizam” os engenheiros.
      E, “se eu sair, outro vai vir a ganhar o mesmo”

    • Carlos M. says:

      O problema é que a maioria das empresas, em Portugal, não valoriza o título de engenheiro, pelo contrário, ignoram o título, para poderem pagar como se fosse um simples técnico ou programador.

  4. eleck says:

    eu ainda gostava de saber quais são os cerca de 44,7% de profissionais que ganham 2000 euros mensais brutos em portugal, se estiverm a falar lá fora sim é comum em alguns paises em portugal nem pensar

  5. Alberto Barroso says:

    E vocês a dar-lhe!! Onde é que pagam isso que eu mudo já!

  6. md says:

    Este tipo de estudos são sempre mais “bonitos” que a realidade e portanto valem o que valem… Um bocadinho como as previsões de qualquer governo.

  7. Pedro says:

    Boa Noite!
    Sou profissional de TI, também quero um rendimento desses. Onde posso encontrar?

  8. cado says:

    Se isso fosse verdade, estaria a ganhar mais 1100€ por mês, e nem estaria a pensar em sair do país.

  9. Kaxu says:

    Outro artigo destes? Sério?

    O pplware é (pelo menos eu assim o considero) um blog frequentado por muitos e muitos informáticos portugueses.
    Deixo aqui um desafio ou ao pplware ou a qualquer outra plataforma ainda “mais frequentada” para fazer um inquérito real que quem responda seja de facto os “informáticos” e não estatísticas respondidas pelas empresas que têm informáticos.

    Eu sei que muitos dos blogs e sítios mais conceituados têm uma estrutura ligado a escolas superiores com interesses em angariar estudantes para estas áreas, mas temos de ser honestos nos artigos que são publicados.
    Fica o desafio e espero sinceramente, eu e todos os que como eu sabem que estes valores são completamente irreais no nosso país, que quem escreve estes artigos tenha mesmo apenas interesses e não pensem que estes valores são reais, porque não são.

    Quanto a 1 em 3… Sério!? Só pode ser piada….

    Um abraço a todos.

    • eu says:

      +1
      acho boa ideia o pplware fazer um questionario.

    • Tristonho says:

      Tem de ser ver a forma do pplware fazer o questionário… Pelo menos por facebook não pode ser que as pessoas lá não vão tornar publico, com a sua cara, quanto ganham por mes / ano..

    • Ricardo says:

      Kaxu, não podias ter dito de melhor maneira, apoio a 1000% o que o Kaxu disse.
      Fico a espera do inquérito, é uma excelente ideia.

    • Daniel says:

      Eu consigo entender esses valores no contexto de empresas grandes de IT mesmo, com fortes bases de consultoria. Normalmente essas empresas têm níveis de carreira definidos transversalmente a toda a organização e falando de valores pré-crise eu sei que uma IT nacional para nível médio de carreira dava como remuneração um pouco mais do que esses 2k brutos (mas não era muito mais, mal chegava a 100 euros mais), mais prémio de produtividade, e nem era a que pagava melhor para nível equivalente. Agora não sei como está, se alterou alguma coisa com a crise.

      No entanto mesmo com isso o máximo que alguma vez recebi em Portugal foram 38k num ano e isso foi devido a um ano excepcional em que me pagaram um prémio de produtividade mesmo muito acima do que era normal.

  10. Chonga says:

    Olha, aqui no Brasil, a grande maioria dos profissionais de TI recém-formads ganhará por volta de 1500-2000 Reais (== 500-550 euros). Por isso muitos ficam estudando para ingressar no serviço público federal (onde se paga bem mais, não importando a quantidade de anos de experiência)

    • André Alves says:

      No Brasil a moeda é mais desvalorizada, logo as pessoas recebem menos mas a maior parte dos produtos é mais barata (os produtos de TI são excepções).
      Na China as pessoas recebem ainda menos e as coisas são muito mais baratas.

    • Ricardo says:

      1500 reais é demasiado pouco, depende do local que falas, eu em PT ganho 43k€ por ano e estou a pensar mudar-me para o Brasil pq me oferecem muito mais.
      Pelo menos em Sao Paulo oferecem o resto do brasil nao sei

      • Chonga says:

        + André Alves: “…mas a maior parte dos produtos é mais barata…”. Olha, eu realmente não consigo acreditar nessa sua frase, pois: alimentação, vestuário, lazer e serviços (como internet, tv a cabo, energia elétrica, telefonia, etc.) são mais baratos *lá fora* do que aqui no Brasil. Isso sem falar em produtos eletrônicos.

        • Marcelo says:

          É fato, a única coisa que é mais barata no Brasil é água de côco! 🙂 Estou há 10 anos cá em Portugal e os serviços de infraestrutura base e alimentação são muito mais baratos que lá.

          • cristiano says:

            Oi marcelo ,tudo bem.eu moro em Diadema,SP.tenho muita vontade de sair daqui e viver em Portugal,poxa aqui ta insuportavel,vc sabe como é,,,gostaria de trocar idéias e experiencias contigo,de como vc fez para ir p Portugal,um abraço e responde ai??

      • Gilberto says:

        Ricardo,eu estou percebendo que criamos ilusões, sejam vocês a respeito do mercado de TI no Brasil ou nós que pretendemos ir para fora do Brasil. Todo lugar tem problemas e Pt tem os seus, enfrenta a sua crise. Mas uma coisa eu te falo, fui demitido em abril com um salário de quase 16 mil mensais e arrumei outro emprego começando em julho/2016 por 7000,00 qie me deixa líquido 5070,00 e assim um monte de pendências que ainda não equalizei.
        Os salários aqui estão afundados e a TI foi atingida frontalmente por um míssil atômico.
        O país foi destruído pelos parasitas socialistas e somente eles ficaram com a parte boa.
        Aqui no RJ a vida é boa,mas quando o dinheiro não sobra fica cinzenta. Apesar disso ainda temos uma violência descontrolada e em ascensão ilimitada. Nao falo somente do Rio, São Paulo ainda tem salários melhores, porém estão baixíssimos e a qualidade de vida muito ruim com violência crescente.

        Pessoal, vocês aí em PT provavelmente nunca presenciaram home s armados de fuzil na esquina de uma rua vendo se vc pode ou não passar. Aqui em alguns lugares vc vê isto. Sim, em entradas de favelas, mas mesmo assim da uma grande insegurança porque esses vagabundos quando atiram não se preocupam se o tiro pode atingir a algum inocente e com frequência isso acontece. A saúde no Vrasil, apesar de caótica é bem melhor em qualidade médica, do que a a maioria dos países, incluindo PT, mas é só e mes.o assim nao atende bem. O resto dos serviços públicos nao funcionam direito, primeiro pq funcionário público nao é demitido e assim fazem o que querem e em segundo porque o governo nao usa o di heiro para dar qualidade a população, o utiliza pra benefício dos canalhas que assumem cargos legislativos e federais, sem contar o judiciário podre.

        Da desânimo ver que destruíram o seu pais e nao se pode fazer nada.

        Quanto aos salários aqui, já vi pedirem gerente de projeto para pagar 2500,00 reais. Isso é uma co.edia, ridículo!!!!

        Vejam, porque não criamos um grupo no whatsapp para trocarmos experiências? O que acham?

      • Gabriella says:

        Amigo moro no Brasil e sou paulistana, e te digo uma coisa não compensa,o custo de vida os impostos são tão caros aqui e a qualidade péssima em tudo principalmente saúde e segurança ,como engenheiro de computação você pode tirar 10,000 por mês só que some tudo com esses preços.Meu sonho é ir pra Portugal e viver aí mesmo ganhando pouco eu teria mais segurança que no Brasil.
        Aqui não dá nem pra andar na rua direito,não dá nem pra sobreviver decentemente ganhando 5,000 por mês.

  11. Doug says:

    Muito boa, será que pesquisaram profissionais portugueses que trabalham em Portugal, ou portugueses que trabalham no estrangeiro, ou estrangeiros que veem prestar serviços em Portigal.

    Diga-nos onde é que paga-se este valor, envio agora mesmo meu curriculo

  12. David Guerreiro says:

    Eu também quero ganhar isso, arranjem-me um tacho desses.

  13. Nuno says:

    Os estudos dizem:

    Há falta de profissionais, recebem + de 35 mil, os licenciados recebem mais 70% do que quem faz o secundário.

    Uma pessoa chega a uma empresa e leva com um estágio profissional, depois do estágio leva com sorte com 700€, estamos em crise e tal, se não aceitar há quem aceite…

    Uma coisa são os estudos, outra é a realidade…

    • Pedro Lino says:

      Recebem o que o subsidio der enquanto forem estagiários. Depois se ficarem na empresa, recebem prai um bost para os 1100€. Se a empresa for minimamente orientada à progressão na carreira, vão subindo. Também não te vão subir só pelos anos que lá estás. Quanto mais produz a empresa contigo, mais ganhas. É muito fácil trabalhar por conta própria também.

    • jovem says:

      Porque voces tem medo da mudança e medo de arriscar. E muitos nem sequer querem ter trabalho a mandar CV’s nem a fazer CV’s em condiçoes.

      Percam tempo e vao ver melhorias na vossa vida a curto prazo! Deixem a perguiça e façam algo por vocês.

    • Tristeza says:

      Caro amigo sou licenciada ( duas licenciaturas) tenho pos gradução e sou CC, trabalho que nem uma escrava… não tenho horas de saída e faço tudo o que for necessário, aqui em PT qualquer licenciado a dar aulas, os tais das greves e “m,uito trabalho” com o mesmo tempo de serviço que eu, ganha mais 300€ . Uma educadora de infancia p.e, ganha mais do que eu. Um “professor de atividades ” sem licenciatura aufere por 20horas ( minutos porque as aulas não duram 60m , mas sim entre 45m a 50m , )semanais, com segundas feiras livres e terças de manhã, leva para casa 870€ . Por aqui se ve tudo……

  14. Nuno Silva says:

    Tenho 28 anos, 2.5 anos de trabalho e ganho 1750€ brutos por mês.

  15. André Alves says:

    Isso em 275 pessoas

  16. Marcelo Fonseca says:

    Não sei onde foi esse estudo deve estar enganado no país… Não me importava de ganhar esses valores…
    Somos oa gajos que faz tudo e mais alguma coisa… Só não somos reconhecidos como tal, sem falar que temos que estar em constante actualização de conhecimentos…

  17. Maximvs says:

    Trabalho desde 2008 na área, licenciado em 2012. Só este ano é que cheguei aos 21k limpos… Um bocadinho à quem dos 35k

    Pode ser que daqui a 7anos chegue a esses valores.

  18. luis says:

    Como é que faço para ganhar isso? Só estou a conseguir 24000 e uns trocos..

  19. Nuno Silva says:

    Na minha empresa, o pessoal ganha todo acima dos 2300€. Têm á volta de 40 anos, de 5 a 10 anos a trabalhar na empresa.

  20. joao says:

    eu recebo 1200 euros brutos a trabalhar no publico 40h semana. tenho 8 anos de experiencia em redes.. não chega a 1000€ limpos (isto já com o duodecimo)… zona centro

    • Paulo says:

      Em redes? Também eu, tira uma certificacao no CISCO e vai para a Holanda ou Dinamarca, tenho um colega meu que foi para la e recebe 5500 por mes e so tem 29anos.

      • Glink says:

        e olha que 5500 ca e muito bom… eu estou em mastreado e tiro 2300 brutos como junior developer, e é um salto muito grande comparado com PT…

        • Glink says:

          Estou em Amesterdão… O custo de vida não e muito diferente de Lisboa, a grande excepção e o alojamento que e bem mais caro… mas ainda assim consigo juntar um bom guito…

    • João says:

      Alguém sabe de vagas/recrutamento para redes? zona centro, tenho ccna mas não me tenho safado muito. 🙁

      • Pedro says:

        Olá João. A NOS andava a contratar para a área de redes em Lisboa, o vencimento deve andar entre os 1500 e os 1800€ limpos. 🙂

        • Pedro1906 says:

          As certificações Cisco, tirando o CCIE são uma treta. “Toda a gente” as faz com dumps e não são reconhecidas em lado nenhum.

          Esses 1800€ limpos na NOS são 3000€ brutos. Parece-me muita fruta.

    • MiM says:

      Essa das “40h por semana” teve piada, por acaso. Porque há quem ganhe o mesmo ou menos do que isso e a trabalhar muito mais horas por semana e até a fazer fins de semana.
      mas coitadinhos dos funcionarios publicos so podem trabalhar 35h semanais. Ridiculo.

  21. Rui Castro says:

    O esse números estão errados ou eu ganho tão pouco 🙁

    • lmx says:

      Os numeros é que são falsos 🙂

      está logo subentendido 🙂 em cada 100-a 1000 profissionais é que talvez apanhes um caso por outro destes…logo sim é errado!
      Muito provavelmente estes valores são pagos MAS aos exploradores de carne humana…as consultoras..a ti pagam-te um terço ou pouco mais… logo NOT!

  22. Temp says:

    Grandes empresas em lisboa pagam esses valores acima de 2 anos de exp, é perfeitamente normal. Ainda sou junior e ja la ando perto.

  23. Gteles says:

    Eu passo um pouco dos 30k mas ja com prémio anual e não acho que ganho assim muito bem, tambem não me posso queixar muito pois trabalho na zona norte do Pais e a minha empresa oferece muitos beneficios…

  24. Zepipo says:

    Em banca, seguros e indústria são valores perfeitamente normais, só não percebo como isso pode perfazer 44%, acho que a amostragem para o estudo foi mal constituída.

  25. Sergio J says:

    Estão a dizer que metade dos profissionais TI em Portugal estão a auferir salarios brutos acima dos 3000€ mensais?!?!?

  26. João Palma says:

    LOOOOOOOOL!

  27. Ricardo Goulart says:

    O título está errado.
    Deveria ser:
    “Metade dos consultores que as empresas de outsourcing poem nos clientes recebem 40% do que eles cobram, 35 a 55mil/ano.

  28. OSousa says:

    Daqui a pouco, dá-se um chuto numa pedra, sai um engenheiro informático :p
    Mal rebente a bolha tecnológica vai ser bonito vai lol.

  29. JRM says:

    Não esquecer que ganhar 2000€ em Lisboa é muito diferente de ganhar 2000€ em Leiria.

  30. Michel Pinto says:

    Convinha era fazerem um estudo real… Este estudo está completamente desfasado da realidade… Depois a opinião publica fica com uma noção completamente errada da realidade.

  31. Miguel Pestana Nóbrega says:

    Para isso ser a média alguns andam a “gamar” bastante, porque não conheço nenhum a receber isso….

  32. Daniel says:

    Encontro problemas em encontrar trabalho. A maioria concentra-se em Lisboa e Porto, algum em Coimbra e Braga. Muitos dos anúncios são de empresas de consultadoria e pagam entre os 700 e 1000 euros num bom dia.
    Se alguém precisar de um programador Java, deixe comentário sff.
    Thanks

  33. Pedro Almeida says:

    Os eng. Informáticos teem aqui uma oportunidade para pegar neste estudo e dizerem ao chefe co “jeitinho” que estão a ser mal pagos

  34. Rui Vitorino says:

    Simples e como já foi dito, a empresa mãe recebe isso do cliente mas não paga isso ao seu funcionário…

  35. Eu says:

    Eu sou Analista Programador Sénior em várias linguagens e ganho os tais 35000 por ano.

    • EU says:

      Sortudo…arranja lá um tacho desses 🙂 Posso ir p teu braço dto ou esq tanto faz..:) se me derem 25k anuais ou mm 20 já vou 🙂

    • Miguel Nóbrega says:

      Ainda assim, o mínimo da média… onde andam os “ladrões”?

      • Eu says:

        É mesmo, e sem aumento salarial à 8 anos lol

      • balele says:

        esses ladroes sao as empresas de “consultadoria”

        • Gonçalo says:

          É um facto mas mesmo assim neste momento são as que conseguem pagar melhores ordenados.

          As empresas que são seus clientes não contratam pros quadros diretamente normalmente. Preferem pagar valores pornograficos por recursos outsourcing

          • Daniel says:

            Isso tem uma razão de ser: não têm responsabilidade perante os recursos. Há imensas empresas que têm limites quanto a pessoas que têm nos quadros. Eu estive quase uma década num cliente e eles preferiam manter-me como “colaborador externo” precisamente pela empresa ter uma política muito apertada de contratação, no entanto não queriam prescindir de mim e como tal teve de ser assim.

            E consultoria tem mau nome não é por causa das grandes empresas de IT (que têm sempre uma vertende de consultoria e outsourcing), mas sim devido às pequenas empresas que vivem única e exclusivamente de body shop. A maioria das empresas de “consultoria” não fazem consultoria nenhuma, fazem body shop, são meros “talhos”.

  36. Joao says:

    gostava de saber onde andam estas ofertas de emprego a pagar 2000 brutos….eu tenho 7 anos de experiencia na area das TI e o salario mais alto é no meu atual emprego que são cerca de 950brutos e acho que sou extremamente mal pago, entretanto andei sempre pelos 650, o que acho miserável para um cargo de enorme importância e de extremo desgaste…enfim, estes estudos são uma treta…

  37. Diogo says:

    E depois há aqueles que ganham 505€ e ou pouco são aumentados durante anos ou são mandados embora porque não se querem sujeitar à escravidão que os patrões esperam…e estão mais uns meses ou anos no desemprego para arranjar outro emprego com as mesmas condições.

  38. André says:

    Eu fiz parte dos numeros que contribuiram para os valores que estão em cima, claro que não para os valores apresentados ! Acredito que muita boa gente invente os valores que esta a receber, pois como muitos ja referiram em cima , conheço muita boa gente a trabalhar ha mais de 10 anos e que nao chega aos valores de 35k anuais.

  39. FP says:

    Eu acho que todos os que se encontram fora da média deviam fazer greve 🙂
    Outra questão importante é que ninguém ao final de 2/3 anos de experiência devia aceitar ganhar menos de 1200€ limpos

  40. Monica says:

    Tanta gente a dizer os salários anuais, também quero dizer, 300mil líquidos. Vou repetir, 300mil líquidos, mas no máximo em 5 anos vai descer bastante.

  41. Diogo says:

    Esqueceram-se de mencionar qual a percentagem que cai para impostos tendo em conta que estamos em portugal e somos dos países com impostos mais elevados. (http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/portugal_eacute_um_dos_paiacuteses_europeus_com_impostos_mais_elevados.html)
    Para não falar do IVA a 23%, tendo em conta que à países (Suiça) em que este apenas está a 8%…

    Os números não metem… mas é necessário olhar-se para eles todos (salários brutos, líquidos, impostos,…). Triste realidade portuguesa

  42. diogo says:

    E onde é que andam esses empregos mesmo?!

  43. Anónimo says:

    Dá-me vontade de rir os comentários que insistem em chamar “tacho” aos trabalhos em que se tem de trabalhar no duro e em horários que frequentemente não têm limites para poder receber os montantes em causa.
    Digo-o com pleno conhecimento que esses valores, pelos padrões da Europa Central (nem vou para a Europa do Norte), roçam o trabalho escravo!

    É o mesmo provincialismo que se refere a um Audi A3 com um motor de 1200cc ou 1400cc como “carro de alta-cilindrada”!

    Provincialismo à parte, em Portugal também há muitos profissionais a ganhar “desses salários”, mas é como tudo o resto em Portugal: na realidade o trabalho que têm de fazer devia equivaler a (muito por baixo) 3-4x aquilo que ganham.
    E o facto é que a grande maioria da vaga de recentes emigrantes são precisamente este tipo de profissionais para os quais chegou a hora de dizer “basta” à exploração.

    Sim, porque tanto é explorado o gajo que ganha 500 euros a fazer um trabalho de 2000 euros como o que ganha 1500 euros a fazer um trabalho de 6000 euros. Deal with it!

    • Tristonho says:

      Acho que fazes mal em comparar o nosso país com os outros .

      Eu sou o que comentei ali atrás que ganho 10500€ brutos por ano (não chega a 700€ líquidos por mes)
      Faço Design e Desenvolvimento do produto. Tou a pensar seriamente em sair, mas antes disso quero acabar uns projectos e formações para depois me aventurar. Posso dizer que, apesar de concordar com o teu comentário e de não achar bem os comentários do “tacho” (quando provavelmente são mais que justos), não concordo quando falas da Europa Central e da Europa do Norte.

      Eu ganho mal e trabalho mais de 45h semanais. A média em Portugal é de 40h semanais. Vai ver as médias dos outros países.
      E não é só isso. Vi uma proposta para a Irlanda exatamente para fazer o que eu faço, com horário de Segunda a Quinta das 9:30 as 16:30 , Sexta das 9:30 as 13h , salário de 60 000€ anuais, 10% de bonus em caso de produtividade e seguro de saúde pago para o trabalhador e pra família…

      É por isso que Portugal é um país triste e que as pessoas emigrar. Como em tudo, não se pode generalizar… mas este é mesmo um país onde a quantidade é mais valorizada que qualidade, em que uns ficam com tudo e outros ficam sem nada

      • Anónimo says:

        Logicamente que as comparações com os outros países são sempre “polémicas” já que, quer queiramos quer não, na economia está tudo ligado e se há coisa que nunca funcionou bem foi a economia Portuguesa (nem nos tempos em que o Estado despejava rios de dinheiro — dos nossos impostos e emprestado de todos os lados — para criar uma ilusão e a grande bolha de alguns).

        Agora uma coisa é certa, o Português é aquela ave rara que em vez de querer acabar com a pobreza quer é acabar com a riqueza.

        Se um ganha 500€ e outro 1500€, para o tuga o problema é sempre o que ganha 1500€ (independentemente dos trabalhos terem exigências completamente diferentes ou o de 1500€ ser em toda a acepção da palavra explorado) — e depois é claro que esta atitude se reflete no nosso atraso crónico.

        Desculpem o “rant”, mas acredito piamente que boa parte dos nossos problemas vêm daqui. Milhões de mal pagos inconscientemente exigem que os outros continuem a ser mal pagos (e como nós somos os “outros” para todos os outros, invariavelmente estamos a exigir que nós próprios continuemos mal pagos).

        E nem me ponham a começar a falar na proibição de distinguir o mérito daqueles que são bons (sem ser excepcionais). Em Portugal isso é meio caminho andado para cair o inferno na empresa! “Porque é que o fulano tal ganha mais do que eu se fazemos o mesmo!” — Ou se é excepcional e se esfrega na cara a excepcionalidade, ou então ser-se bom é igual a ser mediano ou medíocre.

        Somos um país de tacanhos, egocêntricos e bacocos é o que é.

        • Vítor M. says:

          E de muitos anónimos, se houvesse mais gente que saísse do anonimato e enfrentasse a realidade sem medos, isto sim dava a volta, mas infelizmente não é verdade. Tacanhos, egocêntricos, bacocos e anónimos….

          • Valter Oliveira says:

            boa tarde eu sou Valter Oliveira vivo em Portugal, e tenho um projecto sobre novas tecnologias e o que eu quero no projecto ainda não foi lançado ou ainda não foi criado por ninguém, e serei o primeiro a criar-lo , mas para isso não sei como apresentar meu projecto, falando um pouco é um projecto que passo trazer alguns beneficio para o mundo, gostaria de encontra apoio de alguêm, espero que entra em contacto comigo abraço. meu email é valteroliveira619@gmail.com

  44. says:

    Mentira. Geração dos 1000€. E mesmo que mais, não é o exagero que aqui metem.

  45. João Pedro Santos says:

    Sites para procura de emprego? Há? Deixem aí sff

    • Gilito says:

      Oi João! Para Coimbra e arredores : http://www.cbrtech.pt/.

      Boa sorte!

    • balele says:

      a maior parte dos sites de procura de emprego estão repletos de lixo das “consultoras”, entras num site e tens 15 ofertas da agap2, mudas de pagina e tens 20 ofertas da boldint, mudas de pagina e tens 10 da kcs e 15 da beon, e depois lá no meio escondida aparece uma empresa

      landing.jobs
      linkedin
      netempregos

      • Gilito says:

        Isso é bem verdade! Eu sou o criador/curador 🙂 do CBRtech e posso garantir que apenas lá são colocadas oferta de emprego “reais” de empresas de Coimbra e arredores… 🙂

      • john says:

        Um colega meu desistiu de uma oferta para ir trabalhar para uma dessas consultoras que referiste, para vir ganhar um pouco menos fora de Lx mas pertíssimo de casa. Eu também desisti de trabalhar numa consultora de Lx para vir para a “província”, numa situação similar. Deixamos o “lixo” das consultoras (boa descrição) para trabalhar em software houses. Ganha-se menos – perto do 1K limpos mensal – mas o ambiente de trabalho é bem melhor, 8 horas são 8 horas e tenho tempo para mim, para os meus projectos e para a minha família. Há coisas que o dinheiro não paga … de entre as enumeradas falta uma importante que é não ter de aturar alguns consultores seniors e alguns managers “betinhos” de nariz empinado dessas consultoras. Não são todos assim mas, eh pá, é difícil aturar aquela gente … estão sempre a falar do que têm e querem ter e a olhar os outros como se fosse lá de cima. Detesto essa maneira de ser …

  46. Filipe says:

    Neste momento tenho 2300€ brutos mensais… Entre outras regalias associadas passo facilmente os 35k anuais…

  47. David.pt says:

    Não sei onde mas pronto….

  48. Luis says:

    Interessante,
    Quando foi contactado pela Michael Page e pedi 2000€, disseram-me que era demasiado para o cliente e para o mercado português actual

  49. jsp says:

    Eu vejo é muita gente mentirosa a falar dos ordenados, mas dizerem onde trabalham ta quieto, devem ter medo que algum que ganhe 600 euros va la por currículo e sejam melhores que eles. lol medo de perder o emprego para outro melhor é uma realidade em portugal, por isso existe muita inveja nos locais de trabalho.

  50. cenas says:

    tenho 25 anos e mestrado feito, do pessoal que estudou comigo não conheço ninguém a receber 600E, do pessoal que eu conheço os que não se safaram tao bem ganham 900 limpos sem grandes regalias extra (seguro, subsidio alimentação, entre outras regalias que outras empresas dao).
    Para quando um inquérito baseado em Portugal que relacione o vencimento com base nos estudos e experiência? 35mill de media ‘e muito, a não ser que…. haja por ai muita gente a ganhar MUITO dinheiro para puxar a media para cima.

  51. Mark says:

    Alguém não leu bem o relatório porque o apresentado não é bem a realidade.
    Muitos dos valores apresentados são para gestores e diretores daí esses valores.
    Qualquer gestor mesmo em início de carreira ganha facilmente estes valores um “Informático” não.

    Deviam era apresentar um estudo sem estes cargos.

  52. André Fernandes says:

    Já agora, podiam dizer em que áreas é que estão divididas (BI, Programação, web design, etc.) Bom bom, seria por empresa, mas isso também há o glassdoor (mas ao menos era um estudo dedicado a PT).

  53. HackerXP says:

    Gostaria de saber a media dos restantes 66%, trabalho em informatica a 10 anos e salarios acima de 1200 liquidos venhasm eles. E isto já é lá chegando com regalias.

  54. jovem says:

    Jovens…Vocês merecem melhor!!! Não se contentem com os 16 18 ou 20k. Não sejam carne para canhão!!!
    Peçam mais! as empresas andam a xular o pessoal quando deveriam de estar a pagar mais!

    ATENÇÃO! Façam isto se forem bons! porque se nao o forem então estao bem como estao. 😀

  55. José Santos says:

    Sim deve receber a cada 3 a 5 anos como eu 🙁
    Portugal é uma treta…

    Só os chupas é que têm sorte…

  56. NewUser says:

    1 em cada três, só se existir um CHEFE por cada dois ESCRAVOS…

  57. jovem says:

    Eu vou fazer 3 anos de experiencia e estou com +- 45k 😉

  58. Sr. X says:

    PPLWare, perguntem aqui no blog quanto é que os “TI”‘s ganham na realidade…. 35k brutos? no norte é impossivel, por muita experiencia que se tenha…e no sul, ou se é bom a dar graxa (para nao dizer outra coisa…) ou entao…anda tudo enganado. Ja passei pela NB e pela Deloitte, e venha o diabo e escolha…. recem licenciados a ganhar o impulso jobem (650€??) mais uns trocos de subsidio de alimentacao… é um bom ordenado para quem tem que viver e trabalhar em Lisboa…

    • David says:

      No Norte é impossivel, … :\ com 3 anos de experiencia fui ganhar isso, e no norte. Nada é impossivel. Impossivel é esperar sempre que algo venha ter aos nossos pés sem fazer nada. As vezes é a oportunidade certa.

  59. Rafa says:

    É pá, eu então sou sortudo!
    Trabalho na área de desenvolvimento de videojogos e recebo 45K limpos anuais 🙂

    • NP says:

      Em que empresa trabalha Rafa? Gostava muito de ingressar na área de desenvolvimento de jogos.

    • dsf says:

      Boas Rafa, consideras o curso superior de desenvolvimento de videojogos, muito dificil? de 0-10 a dificuldade? Estava a pensar concorrer a desenvolvimento de apps e videojogos

      • Rafa says:

        Boas! Caro dsf, eu tirei o curso normal de engenharia informática no IST, e depois uma especialização em desenvolvimento de videojogos enquanto já trabalhava na área.
        Quanto ao nível de dificuldade, eu digo sempre que quanto mais difícil é e tu conseguires, mais serás valorizado e ganharás mais 🙂
        Quanto ao desenvolvimento de apps e videojogos, são duas coisa muito diferentes. É importante dominares bem os conceitos gerais de programação, aquilo a que se chama de programação geral e só depois partires para a programação gráfica.
        De qualquer forma, e tentando responder á tua pergunta, diria que não é uma área muito fácil, pois exige bons conhecimentos de matemática em especial trigonometria que é uma área fundamental.

        • dsf says:

          Eu queria entrar para algo dentro dos videojogos visto que sou gamer e, que melhor área senão a do hobbie? Sim programar não é jogar mas seria umaárea de interesse. Tenho conhecimentos basicos de VB e arduino, arduino penso que seja Java ou C# não tenho bem a certeza, e vou iniciar uma pesquisa acerca de PHP para um projeto. Quanto a matemática, como estou em curso profissional e tenho MAT B, será que vai ser extremamente dificil para mim? De considerar que até sou aluno capaz de tirar media de 15/16 com bastante estudo num curso de Ciencias e tecnologias
          cumps

  60. Daikoni says:

    Valores totalmente fora da realidade de Portugal.

    Um informático recém-licenciado dificilmente ganha mais que 700-800€, e já com alguma sorte.
    Um mesmo informático com experiência de vários anos (>6), fica entre 1200-1600€, tirando cargos especiais que normalmente são bastante raros. Já trabalho nesta área há vários anos para saber a falsidade delas “pseudo-notícias”.

    Isto é mais um daquelas “desinformações” que incentivam as pessoas a irem para informática, para posteriormente se depararem com um emprego que não gostam, que é exaustivo muitas vezes, e sobretudo com um salário completamente inapropriado em relação ao que esperavam.

    Se querem ir para informática, façam-no sobretudo por gosto, não apenas pelo salário, ou a probabilidade de se arrependem é demasiado alta.

  61. il says:

    Lol.. ao que vejo sou roubado todos os dias.
    não chego aos 700€ já com duodécimos.
    3 anos de experiência como android developer e ios developer :/
    time to leave.

    • jovem says:

      Mesmo…Jovem mereces melhor. Minimo de 1400 brutos mes em portugal!!! fica a dica 😉

      • il says:

        pff… até fico com as lágrimas nos olhos a ler alguns comentários!
        Gosto de Portugal, mas já estou cansado de um país que não dá o devido valor aos colaboradores, depois de veres que o trabalho que fazes dá rendimentos astronómicos à empresa.
        obrigado pela dica 🙂

        • Tristonho says:

          alguém na mesma situação que tu…. e que sente que cria bastante valor à empresa além de trabalhar horas extra a receber 0€ por hora..

          • NP says:

            Podem sempre procurar outras alternativas!

            Eu por exemplo, na minha anterior empresa senti que não me davam o devido valor. Quando me contactaram para mudar apesar de não me darem o aumento que quis, mudei na mesma.
            Hoje em dia sinto que tenho valor para a empresa. Quando me sentir igual procurarei mudar.

    • Gonçalo says:

      Concordo com o Jovem.
      Só recebes isso porque queres. Muda de empresa.
      Para android/iOS consegues no mínimo os 1200€ liquidos em qualquer empresa

  62. Desabafo says:

    Continuem a aceitar os 700 euros mês e a empenar o mercado que vamos para longe. O que não falta é emprego na nossa área. Sem nós as empresas não vão longe.
    Com um ano de experiência ganho 1K. Isto a meros Km de casa. E ligam-me para entrevistas regularmente.

  63. Manel das couves says:

    função publica
    10 anos serviço
    Mestrado Sistemas de Informação
    pouco mais de 13k/ano

  64. Guilherme says:

    Que grande mentira esta noticia!
    Ainda mais porque metade dos informáticos recebe ajudas de custo…

  65. Alentejano says:

    A malta anda a ganhar bem, ou sou eu que ganho mal???
    Trabalho em informática há 13 anos e ganho 800€ limpos…

  66. Gonçalo says:

    Desafio a PplWare a fazer um questionário online com estas questões para vermos como é a REALIDADE em Portugal.
    E coloquem questões como:
    Salário Bruto (mensal)
    Salário Liquído (mensal)
    Ajudas de custo
    Prémios anuais (média)

    Depois podiam difundir a realidade nos meios de comunicação para verem como está longe do que é indicado nesses pseudo-estudos

  67. Carlos says:

    Neste momento estou a terminar o mestrado em Informática de Gestão.

    Estou a fazer um estágio de 1 ano. No qual vou ganhar 11k. A empresa é boa e oferece boas regalias (pc,seguro,tel,carro), as quais tenho apenas algumas durante o estágio.

    Tive propostas consiveravelmente melhores em termos monetários, na mesma altura em que optei por este estágio, mas o panorama futuro que me foi apresentado foi o que me levou a ter esta decisão, com 99% de certezas que passaria ao quadro ao fim deste ano.

    Caso isso venha a acontecer, nao aceitarei nada muito longe dos 20k/ano, com as devidas regalias. Caso nao seja do meu interesse, saio e com as regulares propostas que me saio feitas penso nao ter dificuldades em arranjar outra coisa.

  68. Gerardo says:

    Sem curso superior (mas muita massa cinzenta e 10 anos a brincar aos servidores) vou a caminho de Dublin para ganhar 58k ano. Só é chulado quem quer. Estou a contar, depois de despesas pagas, que me sobre o que muitos de voces não ganham aqui…

  69. Marafado says:

    Tenho lido os comentários e acho que tudo isto é como outra coisa qualquer.
    A informação hoje em dia desinforma as pessoas. No nosso país temos muitos lugares onde os valores descritos são praticados e onde as experiências da malta que têm comentado também existem. Tudo é a ver com as escolhas que fazemos e o trabalho que desempenhamos. É um estudo generalizado que não divulga as fontes de dados e é feito por uma empresa de recrutamento como tantas outras…
    O país é o que é, têm coisas boas e coisas más, mas é certo que aqui ou em qualquer lado se queres progredir tens de trabalhar para isso, em quase 10 anos, salários e regalias melhores só quando mudei de empresa o resto é conversa…
    A malta que está fora das cidades grandes é complicado, ou têm 10 side jobs ou então não há mercado, os restantes, é trabalhar e ver sempre novas oportunidades…
    As oportunidades vão surgindo, as pessoas têm de trabalhar para elas surgirem e arriscarem. O maior ganho numa empresa é o que se aprende e não o salário, esse conhecimento poderá promover um melhor salário na próxima empresa…
    É uma opinião e um testemunho do percurso…

  70. O Emigra says:

    Colegas, venham para a Suiça 😉 Estou em Geneve à cerca de um ano e já vim a Portugal umas 5 vezes (férias e fins de semana).

    84K CHF anuais brutos (à volta de 77K euros), o que não é muito para a Suiça, conheço quem ganhe bem mais e poucos a ganhar menos (nas TI’s como Eng.).

    É tudo muito caro, mas facilmente meto de lado 2 a 3k por mês (num ano já deu para pagar o carro e juntar algum). Se tivesse ficado em portugal a ganhar 1k como estava, poupava cerca de 300€ por mês, ou seja, precisava de um ano o que poupo num mês e meio na Suiça.

    Só volto quando juntar mais algum e existir alguma proposta com valores decentes. (as saudades da familia e amigos apertam)

    Dos países da EU, Portugal é o que pior paga no sector das TI’s e olhem que procura não falta fora de Portugal. Todas as semanas chovem propostas no linkedIn para UK, Holanda e até Noruega e Gibraltar…
    Talvez quando virem que o pessoal das TI’s está a fazer pela vida fora do país e não consigam arranjar profissionais, as coisas mudem…

    • J says:

      Boas.
      Também estou na Suiça a trabalhar numa multinacional há quase 4 anos.
      em relaçao ao salario é verdade nao se ganha nada mal aqui. tou a 105k/ano por 40h semanais (minutos extra tiro em folgas) mas consegue-se bem melhor, embora vida para mim não é seja trabalho… Mas onde noto mais diferença é no tratamento das pessoas aqui. No geral os empregados são bem tratados.
      Aqui consigo ter uma vida. Organizar familia, tempo livre etc…
      No que toca a desorganização empresarial, processos e procedimentos, não ha grandes diferenças a Portugal.

      “Um em cada três profissionais queixa-se de falta de reconhecimento nas empresas.”
      Foi este o motivo que me levou a vir para aqui.

  71. Nuno Silva says:

    Realmente isto tá muito fora da realidade, metade recebem isso??? que raio de informação vão buscar….

  72. Zezito says:

    12º ano, zona de lisboa, 35k brutos + regalias, como sys admin.
    Trabalho 80h semanais (porque quero e por gosto).
    Há que fazer pela vida malta, libertem-se dos outsourcings, isso sim é o cancro que consome os vosso ordenados, ou isso ou estarem fora de lisboa/porto, mas aí é uma questão de mentalidade e tempo para mudar, nos EUA facilmente se chega aos 120k anuais em IT, cá acredito que um dia iremos lá parar.

    • André says:

      Definitivamente que não atingiu o objectivo deste estudo. Obviamente, se vergar a mola 25h/dia, receberá, à partida, mais do que quem verga “apenas” 8. Agora diga-me, agrada-lhe o seu valor/hora? A mim parece-me que na apanha da batata e da pêra consegue melhor. Não se trata de uma crítica, porque, tal como disse, gosta do que faz, mas não me parece adequado o grito de ordem “Há que fazer pela vida malta”. Aproveito para deixar uma questão: é eficaz nas suas 16h (!) horas de trabalho?

      • Zezito says:

        Se trabalhar 40h recebo precisamente o mesmo, simplesmente quando se acumula cargo de gestão ao já existente é natural trabalho overtime para coordenação de equipas/gestão de projectos, além que as minhas semanas têm 7 dias.
        O trabalhar 40h ou não vai da vontade/necessidade de cada um e nada tem ver com o valor final, em IT ninguém recebe horas, toda a gente tem isenção de horário independentemente de quantas horas trabalhe.
        Fazer pela vida é fazer com o trabalho seja reconhecido, nem que para isso a pessoa tenha de se tornar imprescindível, em Portugal antes dos 35 ou tens família ou tens carreira e conforto, nunca consegues ter ambos.

        • Sr. X says:

          Carissimo, ate podes ter 35k brutos, mas nao tens é vida…e se te dessem metade era igual, porque a trabalhar 80h semana nem tens tempo para o gastar…. e com cargo de gestao overtime nao e normal!! ou nao nao fazes bem o teu trabalho, ou os teus subordinados nao fazem bem o seu trabalho ou o teu “patrao” é muito bom a motivar escravos…. mas se gostas, bom para ti!!

        • john says:

          Triste realidade, muito triste …

  73. Nelson R says:

    Estes estudos são muito giros no seu rigor.
    Houve já aqui alguém que referiu uma coisa interessante. Este estudo deve ser baseado nos custos de outsourcing de profissionais, que está a ser cobrado 3 vezes mais do que o profissional recebe. Se um profissional em outsourcing recebe 1k, então o cliente para onde ele trabalha, paga 3k por ele à empresa que o colocou lá. Isso não é salário, é uma prestação de serviço.
    Tenho 34 anos e sou da área de sistemas. Estou desempregado desde Fevereiro. Sou licenciado e frequento um mestrado. Tenho 18 anos de profissão e deparo-me com o espanto das empresas quando respondo à pergunta idiota que todos fazem “Quais são as suas expectativas salariais?”. Óbvio que dá vontade de os mandar à fava, porque se dás um valor de 4 dígitos mensais, torcem o nariz, se dás um valor de 3 dígitos, negoceiam sempre para menos. Tenho ido a dezenas de entrevistas e só tive uma única no valor de 2200€, porque a média são 700€ brutos. Pena que o pessoal como precisa, aceitam estas coisas. Dão força às empresas que continuem a praticar as mesmas politicas salariais. Estou seriamente a ponderar à emigração, porque se trabalho para ganhar dinheiro e ter uma vida saudável, não vejo isso a acontecer em Portugal.

  74. João Martins says:

    Considero-me um sortudo então. Recebo cerca de 100k anuais, com telefone, carro (BMW 335D) e seguros. Tenho cerca de 6 anos de experiência e não tenho o salário que tenho por cunhas ou algo parecido. Venho do zero e comecei a receber 900 euros por mês pós mestrado. Só recebe mal quem quer.

    • Marisa Pinto says:

      Infelizmente isso não é assim, só recebe mal quem quer… é bem diferente 🙂

    • balele says:

      deixa-me advinhar, és manager de que empresa de recrutamento? gostas de explorar os programadores?
      tambem tenho de mudar a minha pessoa, comecar a f0d&r os outros para receber esses valores

    • balele says:

      deixa-me advinhar, és manager de que empresa de recrutamento? gostas de explorar os programadores?
      tambem tenho de mudar a minha pessoa, comecar a f0d&r os outros para receber esses valores

    • john says:

      “Só recebe mal quem quer.” . Resposta típica de um tuga que conseguiu lá chegar e olha para os outros de cima …

    • Marafado says:

      Bem vindo Cristiano Ronaldo de qualquer coisa. As pessoas que aqui estão a falar, não trabalham no mesmo que tu, e mesmo trabalhando, Cristianos só há um de quando em vez 🙂

    • João Martins says:

      Sou software architect e continuo a programar nos dias de hoje. Só para vos deixar bem claro, fui developer durante 5 anos. Não têm de pensar que ando a explorar os outros. Trabalho quase 80 horas por semana 🙂

      • qwerty says:

        Não invejo ninguém que trabalhe 80 horas por semana ganhe muito ou pouco. A vida é mais do que trabalhar 16 horas por dia e dormir vá 5 a 6 horas na melhor das hipóteses, mas isso sou eu 🙂

      • qwerty says:

        Não invejo ninguém que trabalhe 80 horas por semana ganhe muito ou pouco. A vida é mais do que trabalhar 16 horas por dia e dormir vá 5 a 6 horas na melhor das hipóteses, mas isso sou eu 🙂

      • Carlos says:

        Há quem queira viver só para trabalhar e outros (como eu) querem trabalhar para viver! 🙂

  75. balele says:

    Onde raio é que vao buscar estes valores?

    Graus academicos? tenho licenciaturaS pre bolonha, mestrado, pos graduaçoes, e nem chego aos 20k anuais!!
    tenho de procurar outro sitio, continuo a dizer, ISTO È UMA PALHAÇADA!

    ainda ontem vi uma noticia qualquer com estes dados, e depois apareceu uma recrutadora a partilhar aquilo no linkedin incredula, a pergunta ser era verdade e se as pessoas da area estava mesmo descontente, como é que estas “managers” conseguem ser tao burrinhas? mas sim, como elas arranjam o trabalho apenas se forem boas, nao há ali grande inteligencia

  76. António says:

    11º Ano, 30 anos de experiência, os últimos 23 em empresas de TI, tantos conhecimentos em linguagens, BDs, OS que não cabem aqui, zona do Porto, 18.5K brutos.

  77. Moisés Santos says:

    “A capacidade de gestão de recursos humanos é uma mais-valia valorizada nos quadros médios e
    superiores do setor, já que 4 em cada 5 dos inquiridos é responsável pela gestão de uma equipa de
    pelo menos um elemento e um terço é responsável por equipas compostas por mais de 5 elementos.
    Do total de inquiridos, 44,7% aufere entre 35 e 55 mil Euros brutos por ano e 25,8% recebe mais de
    55 mil Euros. Consultoria (26,9%), Banca/Seguros (17,1%) e Indústria (16,4%) são os setores que
    mais procuram profissionais especializados em Tecnologias da Informação. ”

    Não me parece representar os informáticos em geral… e mesmo tendo um vencimento superior à maioria dos meus colegas de curso, ele não chega ao 35k por ano…

  78. str says:

    Tendo em conta a realidade do pais em que vivemos, cheira-me que o resultado do estudo é irreal. Acredito que 2 ou 3 opiniões aqui deixadas correspondam a verdade, que ganhem os valores em discussão. O resto deve ser jajão

  79. jean says:

    Isto não passa de Anedota estes valores , além disso enquanto formos vistos como despesa em vez
    de :
    -Investimento – Protecção/Segurança – Desenvolvimento, – suporte, para a maioria das empresas.
    E já agora porque será que vai tanta gente embora ? com ordenados destes ? …………….. 🙂

  80. Pedro says:

    Se toda gente começasse a recusar salários de menores que 900/1000€ como júnior isto andava melhor. E se começássemos a ignorar propostas por outsourcing tb era outro grande passo.

    Se me disserem que ganham menos de 900€ e que está difícil numa área cheia de procura por parte das empresas, então merecem o ordenado que têm. Quanto às empresas de outsourcing, recebemos 60% e o resto vai para a empresa de outsourcing! Custa assim tanto mandar CVs para as empresas e eliminar esta ponte?

  81. john says:

    Como vejo o mercado nesta altura e os valores MÉDIOS ganhos mensalmente:

    Consultoras:
    Managers = 2500 – 4000€ (ou mais)
    Consultores = 1400 – 2200€ (ou mais se deres muita graxa)
    Analistas = 800 – 1400€

    Software Houses:
    Programadores = 800 – 1700€ (aqui depende muito da experiência, pode ser mais)

    Sistemas e Telecomunicações:
    Sys admin = 800 – 1500€ (aqui depende muito para quem se trabalha, pode ser mais)
    Redes = 600 – 1000€

    Técnicos:
    Técnico de Informática = 700 – 1000€

    Só quero chamar a atenção que isto de ser “informático” é muito abrangente. Dizer que se trabalha no ramo e comparar o que pode ganhar um programador, com o que pode ganhar um técnico de informática, não faz muito sentido.

    • Pedro1906 says:

      “Redes = 600 – 1000€”

      Dentro das redes tens muitos perfis. Esses valores que falas será um técnico de field. Um Network Engineer (nível de conhecimento equivalente ao CCNP) ganhara qualquer coisa como 1500 – 2200€ (brutos). Um Consultant Engineer (CCIE) ganhara 2750 – 3500€ (brutos). A estes valores há que juntar normalmente carro e seguro saude. Este valores são relativos a parceiros Cisco (integradores de produtos Cisco – https://tools.cisco.com/WWChannels/LOCATR/performBasicSearch.do).

    • Ant says:

      Como vejo o mercado:
      Consultoras (Talho humano)
      Managers-> Parasitoides que só te querem é comer do ordenado.
      Consultores-> O que não falta é consultores… Até hoje, até a definição é muito ambígua.
      Analistas -> Pessoal dedicado que devia ganhar mais que a treta toda acima referida e não. São os que menos ganham…

      Software houses:
      800 paus???? Só se for júnior e mesmo assim anda a ser comido.

      Sistemas e Telecomunicações:
      Os valores que indicas/cargos não são verdadeiros… São até bastante valorizados.

      Técnicos:
      Vai da gama do ordenado mínimo até 3000… Há técnicos que ganham em função do volume de trabalho apresentado. E esta, sabias?

      Tive um colega de trabalho, tipo jovem, que não sabia fazer nada e só empurrava trabalho… Era Eng. como eu… Sabes o que aconteceu? Fartei-me e quem se foi embora fui eu…
      Os chefes estavam à espera que eu ensina-se… tentei… Mas ao fim de dois anos, essa pessoa nada assimilou… E a conclusão é: Às vezes é melhor parece-lo que se-lo… O rapazinho não fazia nada, e ainda recebia ordenado… É a realidade em Portugal… Se for para a área de recursos humanos, até acho piada a determinados recrutadores que nem sabem o que é a vaga, como haveram eles de encontrar perfis? Tudo treta! Progressão na carreira: Na maioria das empresas é o valor que concordas a partir do primeiro contrato e depois esquece… Vão te arranjares coisinhas para não te aumentarem e os anos vão passando… Isto é a realidade…

  82. Mike123 says:

    Há muitos informáticos a ser completamente explorados com salários de 1000€/mês: 14000€/ano. E alguns até nem isso. Esses valores de 35k a 55k por ano não têm nada a ver com a maioria dos profissionais de TI, mas apenas com uma minoria.

  83. LIDH says:

    Eu devo ser um escravo… Após ver estes valores dá me vontade de atirar de uma ponte..

    Só recebo 700€ mês, e não tenho vida..
    Trabalho de segunda a sábado das 9:30 às 21/22h sempre horário incerto, nunca sei as horas.

    Tudo bem que obtei por não seguir para o ensino superior e fiquei pelo 12 ano.

    Trabalho na área informática e faço de tudo, não tenho especialização.. Faço redes, servidores, helpdesk, software (gestão), comercial, atendimento, tudo praticamente, apenas não faço programação.
    Apenas tenho 5 anos de experiência, no entanto ao ver estes salários creio que tenho competências para mais.

    Já tive uma proposta de um grupo hoteleiro, que creio que me desse mais oportunidades, mas devido à minha disponibilidade (tenho de dar 2 meses à empresa onde estou) não passei da terceira entrevista..

    Será que no estrangeiro há melhores oportunidades para alguém com as minhas competências?

    • pedro silva says:

      Concordo consigo… andei cinco anos a trabalhar para os outros, como escravo, por ordenado mínimo, até arriscar numa empresa própria. Era o típico “pau para toda a obra”.
      Será que realmente mais de metade recebe esses salários milionários (em termos de ordenados portugueses) ou falamos apenas de certas empresas que enviesam os seus valores para terem boa imagem junto do mercado?

  84. Filipe says:

    Conselho para quem pode: saiam de Portugal! Tenham tomates, vão à aventura! Eu sou mais um dos que estão na Suíça, não vou dizer quanto ganho porque isso não ajuda ninguém, mas em termos comparativos, ganho 6 vezes mais do que o que ganhava em Portugal a fazer o mesmo e a trabalhar mais horas. O que vejo é que há muita gente descontente, mas quando andei à procura de uma pessoa para a minha empresa (a minha empresa paga-me um bónus se recrutar pessoas) dos meus ex-colegas em Portugal que supostamente andavam muito descontentes, ninguém se quis candidatar, porque ninguém se quis dar ao trabalho de fazer um CV. Custa assim tanto fazer um documento de 2 páginas? Custa ter o Linkedin actualizado e sem erros grosseiros de inglês? Isto são pequenas coisas que vos podem valer uma proposta lá fora, mas a que ninguém dá valor, acham que o que é bom cai do céu e que as pessoas estão onde estão por sorte ou cunha. Deixem de pensar assim, a sério, façam-se à vida. Deixo outro conselho: se querem receber 10x mais propostas no Linkedin, paguem o LinkedIn Premium. É um investimento que vai valer a pena. Eu paguei o Linkedin Premium durante uns meses apenas, foi o suficiente para sair de Portugal a ganhar 6x mais. Deixem-se de comentários do género: para onde é que envio o meu cv? Se acham que se paga mal em Portugal, vão à aventura lá fora! Força aí colegas, acreditem em vocês, os portugueses são muito bons tecnicamente, apenas um pouco preguiçosos (desculpem mas é verdade).

    • LIDH says:

      Já estou a ponderar fazer um linked in, só que embora eu saiba que é vantajoso sair do país, eu não queria deixar a família toda para trás. Mas mesmo a nível nacional há melhores ordenados que eu e a fazer bem menos e com menos responsabilidade..
      Diariamente tenho de dar suporte a mais de 200 clientes das mais variadas áreas, tudo sozinho sem ajuda de ninguém.. Só alguém a atender telefonemas e a pedir para eu ligar às pessoas enquanto estou a fazer milhentas coisas ao mesmo tempo.
      Depois ainda tenho de levar com telefonemas a qualquer hora (bares/discotecas) depois logo de cedo empresas de distribuição e a juntar a tudo ainda tenho o simples trabalho de técnico de assistência a pcs / portáteis etc.. Muitas vezes ainda tenho de sair para a rua não só para assistência mas também para comercial (fazer vendas)..

      Enfim é a triste realidade da minha vida..
      Agora, perguntam, porque não abandono?
      Porque esta é a minha única fonte de rendimento e se a abandono não consigo sequer aguentar as minhas despesas..
      Depois se quiser sair (sou efetivo) tenho de dar 2 meses à casa, e ninguém espera por uma pessoa tanto tempo..

      Enfim..

      • rf says:

        Não forçosamente…
        se abdicar de parte dos seus direitos poderá sair no imediato.

        Claro que depende da relação que mantém com a gestão da empresa, mas em casos mais desgastados é uma solução.

    • Carlos says:

      Concordo consigo Filipe! Eu falo por mim, tenho o curso Eng. Informática, faço suporte técnico há quase 10 anos na mesma empresa, o salário liquido mensal não passa dos 1000€, 40 horas de trabalho por semana e às vezes até mais, não nos valorizam, se saímos a horas somos olhados de lado, etc. Vejo-me cada vez mais tentado em emigrar, não sei se para a Suiça ou para outro país da Europa. Mas reconheço que emigrar não é fácil, é preciso dominar a língua do país, é preciso arranjar alojamento, etc.

  85. Emigrante says:

    Tenho 35 anos e estou emigrado no UK, Reading mais precisamente. Sou especialista em tecnologias de virtualização e recebo actualmente 70k£/ano

    Em portugal recebia “oficialmente” 1500€ brutos e depois em “ajudas de custo” recebia bastante, o que em termos liquidos mensais dava cerca de 1900€ limpos. Cheguei ao topo da minha carreira, tive uma entrevista na PT como consultor sénior XPTO para a área de virtualização/cloud e o “máximo” que podia ambicionar era 2.400€ limpos. Quando soube disto tomei a decisão de emigrar.

    2.400€ limpos é mto para a realidade Portuguesa sim, mas tens de trabalhar q nem um cão, sem condições e reconhecimento devidos e a n ser q saias da área técnica e te metas em vendas/pre venda basicamente chegaste ao topo!

    Conheço bastante bem a realidade em Portugal, e tirando algumas áreas especificas de segurança e redes, os salários médios são bem inferiores ao deste artigo.

    Quem quer salário que condiza com a função e ter condições de trabalho que permitam ter qualidade de vida, infelizmente só emigrando.

    • Ant says:

      Fazendo contas altas, do ordenado fixo recebias 1000 paus líquidos, e o resto 900 em adiantamento de ajudas de custo? Não andam ai duodécimos à mistura? Estou a achar que os 900 paus seja muito só para essa parcela… 2400 limpos em Portugal e na PT que são os mais “fuinhas” a pagar ordenados?????? Está bem, eu acredito!

  86. Carlos says:

    Portugal: Metade dos “Informáticos” recebe entre 35 a 55 mil €? É mais que óbvio que este estudo está, completamente, desfasado da realidade portuguesa.

  87. dsf says:

    Boa tarde, sou um estudante de um curso professional de electronica automação e computadores, estou no 12º ano, a pensar tirar enginharia informática na Universidade do Minho com MAT A, ou noutra em vila do conde salvo erro, com MAT B. A minha dúvida era, se ao entrar no minho, pelo que ouvi dizer é para ser um génio ou nunca mais acabar o curso, mas em MAT B tenho receio de ir para o desemprego ou receber salário mínimo… Mudar para uma area diferente (Estava a pensar em Administração e gestão hoteleira) também é uma hipótese. Se alguma alma caridosa me pudesse dar umas dicas, se vale a pena arriscar entrar no Minho ou se não é boa ideia, ficaria muito grato. Alguma coisa, contactar simaotouaki@gmail.com (o email tem alguns anos já, tenho que tartar de cria um novo :p)
    cumps

  88. Dipar says:

    Dois anos na função, 12º Ano, Lisboa, de Segunda a Sábado.

    4500€ Limpos.

  89. João says:

    Alguém sabe de vagas para técnicos de Inf/Redes sem programação?

  90. AFernandes says:

    Sem me querer gabar mas com apenas 4 anos de experiência ganho 1200 limpos em Lisboa, na Novabase. Neste momento só não recebo mais porque não me pagam mais.

    • balele says:

      Isso não é gabar, 1200 limpos para 4 anos de it é pouco, alem disso quase que aposto em que esses valores estão com ajudas de custo, isso quer dizer que deves estar com uns 900 ou 1000 euros brutos, 150 de almoco e uns 350 euros em kilometros, mais coisa menos coisa

      resumindo, é mau

  91. Carlos Fernandes says:

    Sou gestor de projeto e acho que não se devia pagar mais do que 700€ a programadores. São os costureiros dos tempos modernos.

    • X says:

      Sou CTO, acho que os gestores teem uma posição exagerada nos projectos, só andam a empatar, estou seriamente a pensar alterar a estrutura, ganham de mais para o que fazem, dado que não são precisos na estrutura da equipa dos projectos IT.

      Gestores na área de IT têm uma posição exagerada, podemos ver no estrangeiro (por exemplo Londres), os gestores ganham menos que os programadores!

      Carlos, acorda para a vida e procura outro trabalho antes que “os tempos modernos” te mostrem o que é bom e a que tua posição como gestor não vale nada no mundo IT!

      Ass: Xnx

      • Pedro Tentugal says:

        Muito bem respondido.

        Realmente saí de uma empresa altamente gerida por esse motivo mesmo. Pouco tempo a programar e muito tempo em reuniões.

    • André says:

      Possivelmente é um utilizador inventado com o propósito de vir incendiar uma discussão interessante.
      Não obstante a tal facto, vou responder na mesma:
      O que é que um “gestor de projecto” é a mais que um “programador”? Considera-se superior por ser gestor de projecto?
      Há programadores que não merecem mais que 700€, tal como há gestores de projecto que não merecem mais que isso. Cada um merece o que produz, algo que o recompense pelo seu resultado e pelo que trouxe à empresa e ao cliente.
      A sua mentalidade agrada-me, pois tem uma opinião tão retardada que vai conduzir-se a si mesmo ao fracasso e sei que não o encontrarei como gestor de projecto. Aquele que promove a escravatura e que prefere chefiar ao invés de liderar.

    • Daniel says:

      Os gestores de projecto são os “sacos de batatas” dos tempos modernos, nas empresas de TI… um só chegava, e é para carimbar papéis, por 600, 600 e poucos euros (até porque 90% não percebem pevide de coisa alguma, pelo que, só sabem fazer uns gráficozitos no Excel e pouco mais)…

  92. Eu says:

    35 a 55mil deve ser o valor que as empresas pagam aos consultoras para colocar la um outsourcer a ganhar 20mil ao ano…

    • Ant says:

      Completamente desfasado… Desculpa… O que as consultoras cobram à empresa é uma rate por hora… Se valeres 25 euros/hora, ao fim das 8 horas a consultora cobra 200 euros dia… multiplica por 22 dias úteis , ou seja cobra 4400 euros por mês.Em regra geral deverias receber 1/3 deste valor, para os mais comidos, 1/4, mas claro, cada particularidade, um caso. As consultoras podem argumentar que o cliente deles só pagam ao fim de 90 dias e também argumentam que quem paga os subsídios são eles… E mesmo com azar, ainda tens um manager todo pimpão que quer que tu pagues a gasolina do BMW dele… É o que acontece… Já vi a exp profissional desses pimpões e é uma risada… Vem de áreas ou cursos que nada tem a ver… Mas lá está, estamos num país de analfabetos no qual os bons emigraram… Aqui não interessa se sabes ou tens experiência, se te safares no lugar é o suficiente… Com esta ideologia, a produtividade passa para negativo e tens a evolução económica do país que se não fosse o turismo ou os têxteis, isto era o Saara!

  93. SAP Proj Mng says:

    Estou a trabalhar há mais de 15 anos no estrangeiro e por isso conheço pouco a realidade portuguesa… mas conhecendo a realidade estrangeira e a actual evolução do mercado, tenho a certeza que em Portugal não se ganha isso. Nem em paises que economicamente são mais poderosos que PT.
    Pode que existam uns quantos que durante anos (de vacas gordas) tenham atingido esse patamar de salarios, mas serão os primeiros a ser despedidos quando a empresa deixar de ter projectos.
    Portugal é um pais de serviços e tem de competir com paises como India, Russia, Polonia ou Brasil. Não está em condições de pagar o que menciona o artigo.
    Sorte!!!

  94. Eduardo says:

    Completamente errado este artigo, infelizmente a área de IT em Portugal comparativamente a lá fora , não lhe é dado o devido valor e recebemos muito abaixo daquilo que rendemos ás empresas…

  95. José says:

    Boa noite,

    Cada vez mais fico perplexo em relação aos ordenados praticados em Portugal. Sou Sys Admin. e aufiro anual bruto entre 28000€ / 30000€ – com 12 anos de experiência na área. A valorização que nos dão em Portugal é nula, temos que nos valorizar e negociar uma faixa salarial de entrada numa empresa que justifique o sacrifício de estar nesta área – gostamos do que fazemos mas há sempre o senão. .. horas a mais, dedicação, sangue suor e lágrimas, teres que formar novos elementos de equipa. .. you name it. Para além disto ainda temos de levar com os “lambe botas” que sempre passam por cima e vencem sem saber ler nem escrever. Muita gente com valor que acaba por desmotivar e sair das empresas. Depois cada vez mais há flagelos como outsourcings e empresas de recrutamento. Como alguém disse – e bem – levam valores astronómicos por recursos – sei poderão levar até 10k rm PT por recurso e depois querem pagar o mínimo, ou se esticam para perto dos 2k vem aí trafulhice e dinheiros por fora… De evitar estas empresas, a todo o custo, ou então acredito que as pessoas vão cair no conto do vigário, eu sei porque já caí numa altura que o trabalho não abundava e era muito jovem e estava num período inicial de carreira. Evoluir, acreditar, sair da zona de conforto para negociar o melhor para cada um e evitar recrutadores – sanguessugas

  96. Crash says:

    35k de euros não é ruim seria algo numa conversão direta hoje nesse momento que comento 127k em R$.

  97. Robin dos Bosques says:

    Eu trabalho no regime de outsourcing num grande operador na área de redes e telecomunicações,

    Tenho 2 CCNP´s e 18 anos de experiencia e ganho 18.5K brutos mais 3600€ liquidos/ano de prémio ( que mtas vezes vem atrasado e é pago mensalmente) + subsídio alimentação . As regalias que tinha cortaram todas. (carro, portagens, galp frota)

    Nao está fácil o mercado por aqui. Nas constantes reestruturações internas limparam os extras da maioria dos empregados. Digamos que numa amostra de 10 pessoas , 9 sofreram um decréscimo do valor total do prémio ( alegaram que estavam a ganhar demais e que tinham que equiparar as taxas salariais das equipes – claro que por baixo) e 1 teve um aumento irrisório.

    Cada vez mais isto vai acontecer no nosso país. As empresas aproveitam-se nitidamente da crise para engordarem à custa das formigas. Muita gente enriquece nestas alturas. As formigas apenas sobrevivem e deixam de ter projectos familiares e o futuro delas e das famílias fica hipotecado.

    Eu, por mim, estou a trabalhar para me ir embora desta espelunca de país que de bom para trabalhar , só tem mesmo o clima.

    A situação por esta

  98. Gilberto says:

    Sou brasileiro e moro no Rio de Janeiro, hoje entre as 10 cidades mais caras do mundo, um absurdo!
    Estou tentando ir para Portugal trabalhar com TI, mas o que me assusta são esses valores de salário, mesmo eu sabendo que o custo de vida é muito baixo. Porém, se eu esquecer a conversão cambial e tratar os salários apenas como moeda, eu ganhava em torno de 195.000 moedas/ano ou enquanto vejo que os salários em Portugal gira em torno de 17k, 40k/ano. Repito que o custo de vida é mais baixo, mas mesmo assim imagino que vocês vivam sempre no limite dos gastos, se não tiverem casa própria.
    Se pegarem a minha quantidade em moeda e converterem para Euro, teríamos um valor próximo a 50k por ano. Mas não acho que a conversão cambial simples dê para se ter uma noção de poder de compra.
    Confesso que os valores de Portugal me assustam, mais parece trabalho escravo. Estou muito errado?

    • Carlos M. says:

      Podes vir para cá, mas muita atenção ao salário que te vão oferecer, porque de inicio, o mais provável é te oferecerem valores na ordem dos 700€ ou 800€ brutos, e com estes valores é muito difícil viver. Para pagar renda, água, electricidade, telefone, etc.

      • GILBERTO says:

        Carlos, boa tarde.
        Como respondeu ao meu comentário estou respondendo de volta.
        Pergunto a você e aos demais colegas do Fórum como poderiam me auxiliar a conseguir um parceiro de negócios em Portugal para comercialização de meu sistema de Qualidade e Auditoria em Telecomunicações?

        Eu gostaria de que me facilitassem a entrada seja na PTI ou em alguma consultoria que tenham relacionamento para que possamos juntos difundir a solução que tenho a oferecer.

        Acho que pode ser uma boa oportunidade.

        Hoje tenho um cliente na Inglaterra que é um empresa de auditoria de Telecom e venho negociando com algumas grandes empresas aqui no Brasil.

        Acredita que dê para conversarmos?

  99. CGM says:

    Venham para a Belgica, ganhar entre 400 a 550€/dia. Há imensa falta!

  100. Helder Cardoso says:

    Para quando o questionário feito aqui pelo pplware acerca do salário real dos informáticos?
    Já agora um artigo com as várias áreas da informática e seus níveis e com a tabela salarial actualizada.

  101. Pampi says:

    Pessoal sou engenheiro de redes, possuo CCNP R&S dentre outras certificações de outros fabricantes mais voltada a segurança, firewall essas coisas… Sou graduado em redes de computadores e possuo 5 anos de experiência, honestamente quanto eu conseguiria de salário em Portugal?

    Obrigado!

    • NG says:

      Boas, muito sinceramente, e dado que tenho exactamente o mesmo que tu, deveríamos nos situar nos 1700 a 1800 líquidos. Como é óbvio, isso não acontece, pelo que se ganhares 1400 a 1500 já és um sortudo a ver das entidades patronais…
      Enfim…

  102. NS says:

    Já vi que existem muitas diferenças em relação aos vencimentos dos informáticos dentro de Portugal e entre Portugal e outros países. Penso que a área de informática em que se está tem grande relevância para além da empresa. No entanto a informática é uma área onde continuam a existir muitas necessidades de mão de obra quer em PT quer no estrangeiro ao contrário de outros sectores de actividade. Eu não sou informático mas estou a colocar hipótese de relançar a minha carreira nesta área apesar de ter 40 anos. Gostaria de saber algumas opiniões de pessoas com experiência na área sobre essa possibilidade e de como o fazer?

  103. Karina says:

    Sou Brasileira e estudo tecnologia da informação, estou em uma empresa boa em que o estágio (6hrs por dia) vária entre R$1500 a R$2200, cerca de 445€ a 652€ por mês (dependendo do ano que está estudando). Pretendia me mudar para Portugal assim que acabar a faculdade (qualidade de vida e custos muito melhor que aqui em São Paulo), mas com estes comentários me sinto desanimada…
    Espero que a situação melhore para todos nós, nosso trabalho merece ser valorizado!

    Abraços do Brasil

    • crash says:

      olha você está em uma empresa que o estágio é de 1500-2200?, vô te fala você está bem, estágio de ti não paga tudo isso não, isso chega a ser inicial de muitas carreiras de ti CLT.

  104. neverMind says:

    Será que alguém me poderá dar uma opinião sobre a minha situação?
    Tenho o mestrado em engenharia informática, tenho 4 anos de experiência, mas apenas 2 profissionais, porque os restantes 2 anos que interrompi para fazer investigação as empresas não me estão a contar como experiência profssional … :/
    Assim, as propostas em Lisboa (para mim que sou do Centro), para um perfil junior na área de BI têm rondado os
    – 1100 líquidos/mês (base= 720+180 brutos+ajudas de custo+seguro saúde+ tlm, etc…o típico)
    – Não chega a 16k brutos anuais
    – Contrato s/termo, 6 meses à experiência
    Tenho um colega lá com o mesmo tempo de experiência que eu que ganha + 100eur porque é pai mas tem casa perto, outro noutro área da mesma empresa com 3 anos recebe 1500 líquidos …

    Acham que é muito mau tentar renegociar? Sinto que daqui a um ano não vou estar a receber o mesmo que o outro..não sei…um ano depois, aumentarem-me 400eur? Cheira-me que o salto não deveria ser tão grande, ou devia estar a receber mais…

    Digam de vossa justiça, please.

    • badjoras says:

      Já ouviste falar de shark tanks?
      Se estas no ‘mundo das consultoras’ em Lisboa, basicamente tens de fazer barulho e mexer-te, se ficares a espera que te ofereçam o aumento não chegas lá, se procurares esse aumento garanto-te que podes conseguir uns valores melhores do que tens.

      Se queres um salário a sério (“Não chega a 16k brutos anuais” isto não é um salario como deve ser para um engenheiro) tens de sair da consultadoria ou seres consultor por conta própria

    • Carlos M. says:

      Aqui vai a minha opinião, 1100€ líquidos em Lisboa, e tendo um mestrado para trabalhar na área das TI é muito pouco. E duvido muito que depois de um ano te aumentem 400€. Tenta, sem medo, negociar 1300€ líquidos no mínimo, a maioria das empresas oferece o mínimo, se a pessoa se calar fica com esse valor, nivelam sempre por baixo. Cabe a nós trabalhadores, elevar a fasquia. Se todos nós o fizermos, eles (empregadores) não tem outra solução se não pagar. E assim, nós trabalhadores das TI, temos ordenados mais justos.

  105. Gilberto says:

    Boa tarde pessoal,moro no Brasil e estou querendo ir trabalhar em Portugal, só faltam alguns detalhes para a cidadania. Porém esses valores me assustam, pois vejam, aqui no Brasil um profissional com o meu perfil ganha mais de 10k por mês, tudo bem que na atual crise os salários estão caindo à metade, mas isso vai passar e voltar a normalidade. Quando olho para os números de salário em Portugal fico extremamente assustado. Mesmo que os gastos sejam menores, ganhar 1000 euros por mês significa pagar as contas e não fazer mais nada na vida. Não compra casa, carro, não viaja… Po, é um absurdo esses valores.

    Claro que não estou computando a conversão cambial, mas eu de fato fico impressionado com vocês achando que ganhar 2000 por mês é muita coisa… pode até ser mesmo, mas de fora nos assustamos com essas cifras.

    Agora, a questão do outsourcing, bodyshop,etc… isso acontece aqui também, a exploração é enorme e algumas empresas são absolutamente predadoras e podres.

    Vi em um dos comentários que uma empresa como Novabase cobra entre 6k e 7k de seus clientes e paga 1k para seu funcionário alocado. Qual a carga tribuária em cima das empresas? Aqui no Brasil é absurda, mas as empresas também colocam uma margem enorme. Não atualmente por conta da crise e ai a marge foi reduzida e fica entre 5% e 15%, mas em tempos melhores chega
    a 20%.

    • Andre says:

      Fala Gilberto. Estou numa situação parecida com a sua.
      Sou Pós-Graduado em Engenharia de Software. Possuo certificação da Microsoft (MCTS em .NET 4.0), tenho 38 anos (mais de 15 de experiência, ou seja, sou .NET Sênior), falo inglês, vivo em São Paulo, ganho em torno de 9 mil reais e também tenho cidadania portuguesa.
      Estou pensando muito se vale a pena ser programador em Portugal.
      Estive em Lisboa em 2015. Achei os preços das coisas (alimentação) do mercado salgadas para salários médios de 1500 euros. Se for para me mudar para não conseguir juntar dinheiro, não creio que valia a pena.
      Pelas minhas contas, se eu não conseguir um salário de mais de 2000 euros, não vale.
      E não vejo que sejas fácil ganhar mais de 2000 euros com meu currículo.
      Tá complicado.

  106. GILBERTO says:

    Vocês que são da área, quanto ganha um:
    Analista de Requisitos?
    Desenvolvedor Java
    Desenvolvedor dotnet
    Desenvolvedor Outsystems
    Analista de testes
    Analista de Suporte IBM/Rational Clearcase / RTC / RDNG / RQM / BUILDFORGE / URBANCODE DEPLOY ?
    Gerente de Projetos / Sistemas
    Coordenador de Projetos / Sistemas
    Gerente/Analista PMO
    Analista de Processos
    Desenvolvedor PHP / Scriptcase / Ruby on Rails ?
    outros se puderem ajudar….

  107. Maria says:

    Eu já trabalhei em Portugal e no estrangeiro, mas actualmente já desiti de procurar em Portugal. O que oferecem a um profisssional com 15 anos de experiêcia é uma miséria que até ofende. É uma pena Portugal perder assim profissionais mas primeiro estamos nós, quando decidirem darem o merecido valor, nós voltamos.

  108. Renato says:

    Procuro Deverloper free-lance para criação de um jogo 2D com base em um já existente.
    Caso queira saber em que jogo será baseado, deixo o nome do jogo : RUCOY
    Aos interessados na criação do jogo, favor entrar em contacto. Procuro profissional sério com experiência na criação de games multiplayer 2D para plataformas Android e IOS.
    Poderemos encontrar pessoalmente para explicar melhor, como podemos falar via whatssap ou skype. Obrigado
    Contacto +351 919919321
    E-mail : renatovelascogomes@gmail.con

  109. Daniel says:

    Ao fim de 2 anos a ganhar uma treta (650€), porque não tinha grande experiência, e a 30km de casa. Optei por deixar a área… De tal forma que nem uso PC, e ganhei desprezo pelo curso. Terminei com 15,8 valores e sempre tive excelentes performances como programador, mas cansei-me de ser escravo…
    Hoje trabalho numa padaria, ganho mais um pouco, mas não levo trabalho para casa, nem perco noites de sono…
    Deixou-me pena, mas tive que assassinar s minha paixão pela programação e seguir a minha vida.
    Este país não respeita os seus licenciados…e é pena…

    • JPereira says:

      Daniel…. nem sei onde foi isso nem onde tirou o curso, mas vejo que algo correu como soa… mal. O conforto do diploma não fez juz às histórias que lhe contaram enquanto se via em apertos de exames. Conte-nos mais da sua história quero ouvir mais e ver se posso mostra um caminho mais aconchegante.

      • Daniel says:

        Caro JPereira, a história é como tantas outras, no norte do país.
        Não quis sair desta zona, por motivos familiares ( mulher e filho pequeno), e acabei por me sujeitar, pela falta de experiência, a baixos ordenados,e não fazia código… Apenas c copiava código, para fazer relatórios.
        Tentei “subir” para programador, ou pelo menos, que me permitissem as formações, mas não aceitavam a minha candidatura… Até que me fartei. Hoje, tiro cerca de 1000€, trabalho 7 horas por dia, 7 dias por semana… Mas quando saio do emprego, não levo trabalho para casa…
        Foram 3 anos perdidos, para tirar a licenciatura e 2 anos de tortura, à procura de algo melhor.
        Actualmente, nem me lembro que tirei a licenciatura… De nada valeu… E nem uso computador…
        Neste país… Não vale a pena…

        • Daniel says:

          E não tenho o mínimo interesse em voltar. Por muito que gostasse da área, não faço “trabalho escravo”… exijo um mínimo de respeito, e as dores de cabeça que a porcaria do curso me deram, chegaram para nunca mais querer voltar a exercer… se nunca mais vir uma linha de código, “morrerei feliz”…

          • KD says:

            Ganho perto de 700 euros dia. Estou em PT mas todos os projectos sao fora de PT. Faco muita coisq remotamente.

          • Daniel says:

            Caro KD, deve ter-se enganado na “área” de resposta… isto porque o seu comentário está desenquadrado do meu original.
            De qualquer forma, se o faz, dou-lhe os parabéns…
            Eu esfalfei-me a trabalhar, consegui terminar o curso, depois duma paragem nos estudos superior a 10 anos, e vindo da área das Humanidades… e terminei com a 2ª melhor média… perdi noites, sacrifiquei muito da minha vida familiar, para consrguir terminar… Enviei mais de 200 CVs, e cheguei a ser contactado por algumas consultoras… o problema é que, de uma maneira geral, pretendiam que eu me deslocalizasse para o Sul do país… e estivesse disponível, nalgumas situações, durante o fim de semana, para serviços pontuais… ou seja, tinha que me separar da minha mulher e do meu miúdo, por mais de 500 ou 600 km, e por vezes, só os veria uma vez por mês…
            Não… nem pensar nisso…
            Com o passar do tempo, surgiu-me a proposta de cima… 600 e poucos euros, a bater código que não era meu, e a ouvir admoestações por erros cometidos pelos developers (que eu, muitas vezes notava, mas não tinha autorização para corrigir).

            Saí, e nunca mais fui contactado para nada… já lá vão 4 anos que terminei o curso.
            Optei por mudar de área, completamente, no entanto, guardo o “canudo” religiosamente, de forma a vê-lo quando acordo, e a lembrar-me que nem tudo se consegue com esforço… e que muitas vezes, lutar por algo, é apenas uma perda de tempo.

            Tenho pena, porque eu adorava algoritmia e código, e safava-me bem em C#, VB e HTML\CSS… além disso, tinha algumas noções de PHP e C, e, no fim do curso, para não estagnar, ainda fiz umas formações e uns tutoriais autodidactas em JavaScript, Python e Angular2… coisas simples, mas que me permitissem, caso a situação fosse necessária, saber o que procurar e saber interpretar o que estava à minha frente.

            Cheguei aos 40, e as portas do mercado, parecem ter-se fechado completamente, pelo menos para alguém que, como eu, tem pouquíssima experiência…e eu não posso continuar a sacrificar a minha vida familiar… entre ver o meu filho crescer, e acompanhar a minha família, ou perseguir uma porcaria dum emprego num curso que está sobrelotado, apesar de dizerem o contrário, opto e optarei sempre pela família…
            Vale que não gastei muito com o curso, porque tive, duma forma geral, quase sempre direito a bolsa de mérito…

        • José says:

          Daniel é engenheiro informático?

    • Carlos says:

      Caro Daniel, foi o melhor que fez, em primeiro lugar está o nosso bem estar pessoal. Conheço mas pessoas que já fizeram o mesmo, e eu próprio estou a pensar fazer o mesmo, se encontrar emprego fora da área de informática, apesar de ter uma licenciatura e mais de 10 anos de experiência como técnico de informática. Estou farto de ser escravo, fazer horas extras sem serem pagas para pagar carros topos de gama aos nossos pseudo empresários que nem um obrigado dizem. Como se costuma dizer e bem, a informática não põe comer em cima da mesa.

      • Daniel says:

        Caro Carlos, e é pena, porque há, supostamente, falta de bons profissionais… dizem “eles”.. mas o problema é outro… falta de respeito por quem se forma, e por quem tem mérito… eu tirei a licenciatura, na altura, em Bolonha, e ainda me inscrevi em mestrado… mas, ainda bem que não continuei… acredito que um dia as coisas mudem… mas já não será para nós, mas sim para os nosso filhos…

  110. crash says:

    o texto fala que em quase todo mundo desemprego é zero,só pra constar, to desempregado aqui no Brasil e só da área de redes.

  111. eu says:

    700€ dia?? não será 70€ dia?? ganha melhor que muitos jogadores da bola… acho muito dificil em pt receber uma quantia dessas ao dia.. qual é a empresa e as funções??

  112. Filipe Borges says:

    Pessoal, eu sou programador, Php, JavaScript, (laravel) , Java e C#; 1.5 anos de experiência, e estou a trabalhar como freelancer, e acreditem que as empresas em Portugal aproveitam-se de todos os vós que ganhão menos de 1500€ > 2000€; Trabalhos remotos são a resposta, acreditem, eu ainda não tenho a licenciatura na area, mas tenho muitos colegas, com licenciatura, que estao a ganhar + 2000€ mês em casa, a trabalhar remotamente !

    • Andre says:

      Sou desenvolvedor sênior .Net à 15 anos. Tenho cidadania Portuguesa, passaporte europeu e tal.
      Atualmente trabalho remotamente para uma multinacional em São Paulo.
      Se eu conseguisse um trabalho em Pt que ganhasse mais de 2.000€ e que fosse remoto também, pegaria o primeiro avião!

  113. Antonio says:

    Alguém que atualmente trabalhe como Project Management? Acham que com quase 10 anos de experiencia + 3 idiomas + PMP conseguiria pelo menos 2 K limpos ao mês?

    • Tiago says:

      Boa noite António. Por norma, um PM ronda entre 1800 a 2500 brutos! Para esses valores teriam de lhe pagar cerca de 3200 brutos, o que já é um escalão para Director de IT (com muita sorte um CTO). Contudo Boa sorte, espero que por esta hora tenha conseguido. Abraço

  114. Carlos says:

    Boas amigos, tenho 40 anos e terminei o curso há pouco tempo (por motivos de saúde tive que me ausentar do país durante quase 9 anos). Os meus conhecimentos são rudimentares, mas aprendo depressa, e tenho algum àvontade com C#, Java e HTML/CSS, para além de conceitos de PHP… Alguém me sabe dizer se ainda terei alguma hipótese, face à minha idade, e poderiam indicar-me algo?
    Não procuro ganhar muito € procuro, sim, aprender muito 🙂

    • Daniel says:

      Caro Carlos, o mercado nacional, não é muito generoso para alguém da sua classe etária, quando procura um novo rumo… aliás, muitas vezes, esse é um exemplo em que ter muitas habilitações é prejudicial, e são mais as portas que se fecham do que aquelas que abrem.

      Muito sinceramente, e com base na minha, também parca experiência, apartir dos 35 anos, torna-se muito difícil vingar nesta área, excepto por conta própria…
      Se desejar perseguir o seu sonho, desejo-lhe toda a sorte do mundo… mas, no meu ponto de vista, não srá nada fácil – aliás, por alguma coisa, optei por seguir outro rumo… deixa-me imensa pena, que eu adorava programar… o raciocínio abstrato que, após muito delinear, dá origem a algo “visual” é fantástico… mas infelizmente, não tive sorte em conseguir manter o sonho… a realidade foi demasiado dura…
      Hoje trabalho em algo completamente diferente…

      De qualquer forma, tudo de bom

  115. Mário says:

    A mim revoltou-me um pouco isto, eu estava a ponderar os 15k ano mas visto bem as coisas se for servir cafés à mesa ando lá perto com as gorjas! e não levo trabalho para casa nem me chateio, tenho mais de 10 anos de experiencia em Sql Server e Oracle e mesmo assim pedem-me para fazer testes nas entrevistas e depois dizem que pagam uns 700 brutos por mes! bruto fico eu com vontade de mandar … estes … do … todos! Comecei a trabalhar a ganhar 300 contos por mes, passados 20 anos de experiencia pagam-me 100 contos por mes (limpos), mas que aconteceu? se não é para ter experiencia estes …. do … podiam dizer logo que eu fico como quando comecei para receber mais! País de … do … que nao vale uma ….

    • Mário says:

      desculpem os … foi para não ser ordinário…

    • Carlos Silva says:

      Mário, esta é a dura realidade de Portugal. Muito diferente da propaganda, que muitos nos anunciam, ” Portugal precisa de mais não sei quantos mil Eng. Informática” é tudo bla bla. Mentira! Só se for para dar que fazer às Universidades ou para estarem sempre a sair “putos” novos formados, prontos a estagiar e a trabalhar, a troco de meia dúzia de euros.
      Eu tenho mais de 15 anos de experiência em informática, desde programação, redes e suporte de software, desde há 3 anos, que abandonei a informática e já trabalho noutro área. E só a mudança nos mostra outros horizontes.
      Mundo da Informática em Portugal, bem vindos à escravatura moderna!

  116. Mchaves says:

    Por acaso, da’ para trabalhar em Portugal como terceirizado, com empresa propria, tipo “contractor” e ganhar por dia trabalhado?

  117. nuno says:

    Agradeço os comentarios todos que li, trabalho em turismo e to a estudar web developer, html5css3e javascypt e python.
    Ganho 1200 no turismo mais algums pozinhos de comissoes, devo mudar de area?? devo continuar a dedicar me a programacao?

    • Adilson says:

      nuno, dedicate sim, vale a pena, mas fora de Portugal, eu tenho 32 terminei o curso ano passodo e como junior software engineer, ganho 25k anual, e tive melhores ofertas, mas para fora de londres. o mercado fora de Portugal nao para de crescer, e consegues facilmente atingir os 35 40k com experiência e tempo. trabalho com colegas com 6 anos de experiência a tirarem 50k e outro com 9 a tirar 63k ao ano . Nao desistas, invista e nunca pare de aprender, diferentes linguagens e ferramentas. Boa sorte

  118. Ricardo Gomes says:

    Experiência 13 anos, sou freelancer, ganho 285 mil euros ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.