PplWare Mobile

Portugal esteve 3 dias a consumir apenas energia renovável


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

33 Respostas

  1. krasct says:

    E os preços do kWh desceram e tudo, yupi

  2. Fernando says:

    Eu é que gosto quando apagam os meus posts. Qual o problema de admitirem que erraram?

  3. Botelho says:

    Parece-me um contributo débil. Assim não vamos lá.

  4. Bruh says:

    E porque se ficam pelos 3 dias, em vez de 365/366.

    • Belmiro says:

      Porque foram em dias feriados ou férias grandes em que, salvo a indústria que trabalha ininterruptamente, a indústria e PME estavam fechadas e não consumiram.

      O segredo é: a edp produz energia limpa, vende para o exterior caro e usa em Portugal a não limpa mas a preço de limpa (ou mais alto). Perfeito.

      • Filipe Lemos says:

        Porque as empresas na sua maioria não possuem visão de futuro (para mim do passado)
        1 hectare de m2 pode eliminar gastos energéticos muito interessantes.
        Especialmente devido aos gastos diurnos.
        Assina um microprodutor que em 6.4 anos pagou o investimento privado.

      • Marco says:

        São os subsidios … andamos nós a pagar uma brutidade em impostos para nos ser vendida a preços altissimos de mercado. A corrupção pulhítica no seu pior …

  5. bom senso says:

    3 dias ehehe, e pronto agora voltamos aos combustíveis fosseis para produzir energia, enquanto as renováveis recarregam baterias para mais 3 dias…

  6. Correia says:

    pelos comentários que vejo, este país não tem futuro.

  7. Sérgio J says:

    É melhor as renováveis do que o petróleo, mas não devemos esquecer os vales destroçado pelas barragens, os montes infestados de torres, que de verde pouco têm.

    • xico says:

      as barragens também ajudam o verde a aparecer. mais vale montes com torres, que ajuda até a evitar incêndios, que queimar petroleo e gas matando o mundo aos poucos

  8. Filipe Lemos says:

    Acrescentem mais um .
    O meu Renault Clio que instalei no telhado em vez de desvalorizar está só a facturar

  9. nop90 says:

    E agora? querem um beijinho e um abraço? Baixem mas é os preços, c h u l o s.

  10. migas says:

    O mexia é que sabe! Limpa, suja, renovável, fóssil… ele está sempre a faturar

  11. navyseal says:

    O preço sempre a subir, assim não vale a pena o verde.

  12. João says:

    Julgo que ainda podemos fazer melhor.
    Gostava de ver legislação que incentivasse os construtores a dotar os novos edifícios com painéis foto-voltaicos associados aos serviços comuns, a injetar energia na rede. Assim iríamos criar no país uma grande infraestrutura de produção descentralizada.

  13. Gustavo says:

    grande coisa…
    continuamos a pagar 23% de IVA como se ter luz em casa fosse um luxo desmesurado.

  14. Fernando says:

    Durante esses 3 dias em que foi produzida mais energia do que o necessário gostaria de saber por quanto foi vendida obrigatoriamente a Espanha a energia excedente. A realidade é que Portugal vende a energia barata e compra cara, daí o consumidor pagar sempre a factura quer a energia seja renovável ou não. Li bastantes comentários acima e acredito que a população em geral é um tão pouco ignorante em relação ao que se passa no quadro energética nacional. Vamos ficando contentes por termos bastante energia renovável e a nossa poluição ser inferior aos restantes países da Europa, ao menos nisso e no futebol ganhamos.

  15. Fernando says:

    Acrescento ainda, estes tipo de postagens tal como vejo noutros sites e na tv, só promove sensacionalismo e é um meio de atirar areia para os olhos das pessoas que nem sequer compreendem como a energia é produzida, mas que sabem de cor a conta da factura da electricidade do mês anterior. Se as grandes empresas querem fazer investimentos em Portugal e no estrangeiro em energia verde, que não faça à custa dos pobres contribuintes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.