PplWare Mobile

Pentágono emite mais gases com efeito de estufa do que Portugal


Imagem: Flickr

Fonte: The Guardian

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Sxac says:

    Os EUA, um país chefiado por um grupo de mentecaptos, onde a sua chamada “segurança nacional” serve para fazer valer a sua pseudo-democracia, onde a opinião dos outros não interessa para nada.
    Não são melhores nem piores do que a China, mas pelo menos os chineses não são democratas nem tão hipócritas…
    Caminhamos para o estermínio…

    • Jajao says:

      “Não são melhores nem piores do que a China, mas pelo menos os chineses não são democratas nem tão hipócritas…”

      Podes não querer ver mas pelo menos, não tentes tapar os olhos… Se soubesses melhor o que a china é, nem dizias isso.

    • Jose says:

      Extermínio, digo eu! é pena que o senhor não tivesse tido um segundo para verificar há quanto tempo existe Pentágono! É triste que não saiba as condições e o porquê dessa infra-estrutura ter sido construída! Os porquês são uma ferramenta preciosa na construção do saber! Mais triste é, ver que de política e História americana, o senor percebe zero, além de mitificar o discurso seguidista que tantos hoje fazem, basta um imbecil dizer qualquer coisa de radical que terá de imediato uma manada a repetir ipsis verbis as suas baboseiras – a incapacidade das pessoas para pensar, assusta! Quer compara o sistema politico estado-unidense com o Chinês? Pense lá bem! a China não é hipócrita? Pense novamente, um país assumidamente comunista teve de “abraçar” o capitalismo mais selvagem para “ser alguém” na vida, além disso, não há regime mais manhoso, talvez só comparável ao imposto por Putin na Rússia! Vá ver o que se passa em Hong Kong região mil vezes mais civilizada que toda a China, com um sistema de justiça mais sofisticado e no entanto veja os argumentos que o nojento regime chinês utiliza para impor a barbárie nesse território – ao arrepio dos acordos feitos com o seu povo – no sentido de o fazer caminhar depressa em direcção ao assalto aos direitos humanos e ao Big Brother real.

      • Rui says:

        Ui, você é mesmo um ceguinho americanizado.
        Ora diga lá uma coisa boa que tenha saido do pentagono?
        Talvez a busca de armas de destruição maciça?
        Será que foi a destruição dos países árabes que provocou a emigração em massa para a europa?
        Talvez tenha sido a invasão de vários países por forças controladas pelos americanos e que em nada ajudou a população mundial?

        Não assim de repente não me consigo lembrar de nada de bom de um organismo dedicado á guerra e as espiar o mundo (aliados incluidos)

      • mlopes says:

        eu dou-te um bocadinho (só um bocadinho mesmo e já vai ficar enorme este post) da história americana e do pentágono:
        1953: eua derrubam o primeiro ministro mossadeq do irão e instalam o shah como ditador
        1954: eua derrubam o presidente jacobo arbenz democraticamente eleito na guatemala matando 200 mil civis
        1963: eua planeia e ajudam a executar o golpe de fevereiro no iraque que coloca no poder o governo ba’athist. apoiam o governo apesar dos massacres perpretados contra “designados” “comunistas” e das atrocidades contra civis kurdos.
        1963: eua aliam-se a uma fação sul-vietnamita que ajudam a criar contra os norte-vietnamitas. milhões de pessoas são mortas mo vietnam, laos e cambodja. apesar de os eua terem perdido a guerra o país reuniu-se e vive em paz há décadas.
        1963: eua apoiam o assassínio de diem o presidente sul vietnamita
        1963-1975: eua matam 4 milhões de pessoas no sudoeste asiático
        1973: a 11 de setembro os eua encenam um golpe de estado no chile e assassinam o presidente democraticamente eleito salvador allende instalando o ditador augusto pinochet. pelo menos 5 mil chilenos foram assassinados
        1977: eua apoiam os militares em el salvador. foram assassinados 70 mil salvadorenhos e 4 freiras americanas
        1980’s: eua treinam osama bin laden e companheiros terroristas para matarem soviéticos. a cia dá-lhes 3 mil milhões de dólares e armas russas fornecidas pelos israelitas em segredo
        1980-1982: em el salvador os eua treinam e apoiam, entre muitas outras coisas, a operação “drying up the ocean” cujo fim era eliminar totalmente do mapa aldeias inteiras de civis. a mesma esteatégia rinha já sido aplicada na vizinha guatemala numa adaptação da estratégia dos eua durante a guerra no vietnam. milhares de civis foram assassinados.
        1981: a administração reagan treina e financia os “contras”. mais de 30 mil nicaraguenses morrem. os eua continuaram a financiar e treinar os “contras” mesmo depous de o governo sandinista ter ganho as eleições em 1984
        1982: os eua dão milhares de milhões de dolares a saddam hussein destinados a armas para este matar iranianos
        1983: em segredo, a casa branca fornece armas ao irão para matarem iraquianos
        1989: eua invadem a ilha de grenada e depõem o presidente eleito que reagan considerava censurável. altamente criticados por toda a onu, a resolução final é vetada pelos eua
        1989: manuel noriega, agente da cia e presidente do panamá imposto pelos eua desobedece a ordens dos eua. os eua invadem o panamá e depôem noriega matando mais de 3 mil panamianos
        1990: o iraque invade o kuwait com armas dos eua
        1991: os eua entram no iraque, bush recoloca o ditador do kuwait
        1998: clinton bombardeia uma “fábrica de armas” no sudão. a fabrica produzia aspirina.
        1991-2001: aviões dos eua bombardeiam o iraque semanalmente. as nações unidas estimam que morreram pelo menos 500 mil crianças devido às bombas e às sanções
        1946-2000: eua intervieram em 81 eleições em países estrangeiros através de operações secretas (dov levin, carnegie mellon university, 2016)
        2000-2001: eua dão ao afganistão governado pelos talibans mais de 250 milhões de dólares em “ajuda”
        2001: a 11 de setembro osama bin laden usa treino especializado da cia para matar 3 mil pessoas
        2002: eua deposeram o governo do afganistão
        2003: eua em coligação internacional depuseram sadam hussein. os eua lançam ataques com deones no paquistão, somália e temen
        2006-2007: na pelesrina is eua pressionan a fatah para derrubar o governo hamas. a eleição de 2006 não tinha agradado a bush. os eua montam um campi secreto de treino e um programa de armamento ambos financiados com com dezenas de milhões de dólares. resultado: uma guerra sangrenta, civis raptados e torturados muitas vezes em frente das próprias famílias. uma universidade é incendiada em gaza. no fim o hamas retira para a a faixa de gaza e a fatah para o west bank
        2011: eua intervêem na guerra na libia (depois de multiplas temtarivas de assassinal gaddafi) e apoiam a oposição líbia numa operação secreta autorizada por baral obama treinando e armando cerca de 10 mil oposicionistas. gaddafi foi deposto e assassinado
        2014: eua bombardeiam posições no iraque. a 23 de setembro promovem ataques aéreos na syria
        2015-presente: barak obama dá ordens às forças dos eua apoiarem em “logistica e intelligence” a arábia saudita (a origem do terrorismo de base islâmica no mundo) contra o yemen. milhões de pessoas enfrentam a fome e a morte

    • rodrigo says:

      Nao te esquecas da Russia! Esses 3 países são iguais.

      E sim sei bem como ‘e a china mas pelos vistos nao sabes bem como sao os Estados Unidos.

  2. ex-Pedro R. says:

    Faltam 16 anos para o desespero.

    • Jose says:

      Nem mais. A regressão civilizacional assombra de Hong Kong.

    • rodrigo says:

      muito gostam as pessoas dos seus números. Esses 16 anos (ou seja o que for) não passa dum mito.

      • ex-Pedro R. says:

        Não sei… É dirigir a pergunta aos autores do estudo: Matthias Aengenheyster (Atmospheric, Oceanic and Planetary Physics, Department of Physics, Oxford University, Oxford, UK), Qing Yi Feng (Institute for Marine and Atmospheric Research Utrecht, Department of Physics, Utrecht University, Utrecht, the Netherlands; Centre for Complex Systems Studies, Utrecht University, Utrecht, the Netherlands), Frederick van der Ploeg (Centre for the Analysis of Resource Rich Economies, Department of Economics, Oxford University, Oxford, UK), Henk A. Dijkstra (Institute for Marine and Atmospheric Research Utrecht, Department of Physics, Utrecht University, Utrecht, the Netherlands; Centre for Complex Systems Studies, Utrecht University, Utrecht, the Netherlands). Com certeza, V. Excia. terá argumentos para destruir as teorias destes nabos.

  3. Pjs says:

    Começou a campanha anti- EUA …..

    • Jose says:

      Isso, para certos intelectuais de pacotilha é chique, dá um ar de rebeldia em relação ao papá! Além disso faz parte do plano em destruir o modo de vida Ocidental – ainda as dores da queda do muro de Berlim, que deixaram mazelas de ódio bem patentes hoje passados tantos anos. E que dor o paranóico do Putin sofre! Há quem sonhe em viver um regime tirano onde apenas os fracos e menos capazes poderão quiçá ascender. Não é por acaso que o mérito é hoje tão mal visto e divulgado, desde os filmes às séries de televisão. Quanto mais “burros” e bêbados forem estes ocidentais, melhor. Assim comem tudo.

  4. Jose says:

    Só falta dizer que, não só, os EUA tem perto de 350 milhões de habitantes, como a maioria das cidades norte-americanas têm mais população que Portugal e que as infra-estruturas ligadas ao Pentágono, têm mais tecnologia ao seu serviço do que este país inteiro, e nem me vou referir ao seu interior, abandonado à sua sorte, a grande maleita Histórica, é bom ter territórios e até impérios, depois é que é o problema, que se “desenrasquem”! Além disso os EUA por sinal já não são considerados os maiores poluentes do planeta, já o formam, nem alguma vez fizeram parte dos mais sujos, pelo Contrário a China até há bem pouco tempo liderava ambas listas! Ainda hoje nelas permanece com o mais poluído e como um dos mais sujos do mundo! Estudei durante alguns anos alterações climáticas e a História do clima. Pois é verifiquem por vocês mesmos, a provar esta minha afirmação vejam esta ligação: https://www.dinheirovivo.pt/economia/galeria/estes-sao-os-paises-menos-poluidos/ e https://www.jn.pt/mundo/interior/o-rio-mais-poluido-do-mundo-e-100-materia-fecal-9616606.html ou https://www.sabado.pt/fotografias/mundo/detalhe/Fotogaleria-(739) . Muitos irão verificar com desgosto que os seus países “venerados” estão em todas! Também falta dizer que caso os EUA se “distraíssem” demasiado na sua defesa, hoje não existiria Ocidente e, muito menos EUA, o alvo favorito de todos doidos e imbecis à face da Terra, como nem sequer estaríamos a falar em democracia e muito menos em liberdade. É que muitos criticam os EUA, mas no fundo, no fundo, todos têm consciência directa ou indirectamente disso e se temos segurança a estes o devemos, por muitas asneiras que cometam, mas também aceitam como ninguém as críticas e fazem também eles imensa autocritica só possível numa sociedade livre! Se fazem asneiras, que as fazem,mas quem não as comete? Há países perfeitos? Algum -além do Portugal contemporâneo se desleixa com os seus interesses? Não acredito em unicórnios. Entretanto, vamos gozando do “guarda-chuva” americano.

    • João says:

      Finalmente alguem sensato.
      Portugal tem camaras de vigilancia desligadas em armazens de armamento. Nao me admira que um pais com cidades mais populadas que este Portugal atrasado (governado por burros com cursos falsos, e mantido pelos burros que nesses votam) gaste mais energia que este pais de tristes.

    • Rui says:

      Outro cego.
      Ora continue a acreditar que os Americanos são os seus seguranças privados, depois admire-se quando um dia esses seguranças se lembrarem de invadir o seu País só porque afinal foi encontrada uma grande riqueza.
      A questão não é santificar a China ou Russia, muito menos os Americanos, a questão é pensar que temos de ser capazes de nos defender a nós proprios eficazmente.
      Pelos vistos a Coreia do Norte conseguiu. Não que seja um exemplo de sistema.
      Mas talvez seja tempo da Comunidade europeia ser capaz financeiramente e militarmente de se defender.
      Aliás a comunidade tem sido atacada por todos e defendida por quase ninguem, admirem-se se em breve falarmos todos Chinês, russo ou até inglês (americanizado)

  5. Sxac says:

    Para um Domingo soalheiro, até que não está nada mal… Eheheh.
    É preciso espicaçar o ppl… 😉

  6. David Guerreiro says:

    Bem, quando li o título, pensei: mas que raio é que andam lá a fazer no Pentágono para poluir tanto… Afinal, não é o edifício, mas sim as Forças Armadas norte-americanas.

  7. RPG says:

    Naaaa… Apenas as forças armadas USA poluem mais que um país como Portugal? Não pode.. fake news 😀

    • David Guerreiro says:

      Não é complicado. As Forças Armadas norte-americanas são enormes, e a maioria usa meios de transporte com combustíveis fósseis, e além de serem por norma veículos que consomem imenso combustível, também lançam imensos gases de combustão. Quando se concebe um veículo de guerra não se olha para a poluição.

      • RPG says:

        Sim, estava apenas a ironizar a situação. Claro que não é complicado, ainda para mais vindo deste país modelo, que se recusou ao protocolo de kyoto. Mais grau menos grau, na temperatura média global, é irrelevante para o americano. Depois quando os ventos varrem aquelas casas todas de madeira que eles tanto gostam, também é bom para a economia local, portanto está tudo perfeito.

  8. veloso domingos says:

    Muito bem. Sem e com comentários. Todos sabem que a humanidade está a crescer em números assustadores. Por outro lado o sistema político/económico que vigora, é o que temos, mas sobrevive à custa do crscimento, lucros, lucros, para satisfazer as necessidades de todos os humanos. É preciso mais terras para cultivo, é preciso mais carne, mais cereais, mais tudo… O planete não estica. As florestas recuam. É preciso mais empregos, mais criatividade, mais inovação, e por aí fora. Os países para conseguirem manter as suas populações têm de jogar no tabuleiro da defesa, armamento, na dissuasão o que no fundo, pensando no ambiente, este a curto prazo é o que menos preocupação acarreta aos governantes, atendendo a que estes também por ali passam, nalguns casos para se projetarem. De facto a humanidade, se não mudar, todos!, o planeta não aguenta.

    • jose says:

      O que precisamos mesmo é mais guerras, mais catastofres naturais, mais doenças, mais morte, só assim o planeta se voltará a equilibrar e os inocentes dos animais que cá andavam antes de nós podem voltar a prosperar.
      O planeta não estica, no entanto os governos só pensam em estimular a natalidade, em salvar tudo e todos, tudo em prol de votos, o que nos afunda a todos é politica.

  9. anon says:

    Mais uma prova de que se maiores economias do mundo não mudarem, tudo o que a Europa faz é tudo para nada.

  10. ervilhoid says:

    Para eles segurança nacional justifica tudo

  11. Luis Maia says:

    A serem correctos esses dados, adoro quando me “dizem” vê se separas o lixo lá em casa para teres um ambiente melhor. Até dá vontade de rir…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.