“Podia perfeitamente ser um pedaço da Érica Fontes…”


Destaques PPLWARE

91 Respostas

  1. Mario Silva says:

    “porque pensava que atrás de um nick estava seguro.” LOL? Isso é estar seguro? Não sei quem é que pensa assim, e isso não faz qualquer sentido ninguem por detrás de um nick está seguro SEM VPN, PROXY ou RDP.

    Qual é o mal da piada? Muitos portugueses ficam ofendidos por coisas de nada.. ele não cometeu um crime, apenas disse uma piada, então que mal fez? Morreu? Doeu? Ficou ferida?

    Oh por favor, era só ignorar.. toda a gente tem direito a sua opinião, no entanto ficam logo ofendidos por coisas de nada.. é que é apenas um mero texto, certo há quem não goste.. mas quem têm ou não de gostar é quem foi envolvido neste caso foi uma atriz de “porno” se ela não se mostrou incomodada porque é que as pessoas ficam?

    Enfim, há coisas que sinceramente.. Isso não é ilegal de forma alguma.. não está insultado nem fazendo devassa a vida privada dos outros.

    • Bruno M. says:

      Denegrir uma pessoa é crime, chacota é crime, essas “piadas” encaixam-se na perfeição do “crime”.
      Achei piada, mas achei igualmente de mau gosto.

      Actriz, pornográfica ou não, devem ser tratadas com respeito… penso eu de que…

      MAs podiam ter arranjado uma trocadilho bem melhor e bem menos “insultuoso”.
      Acho que não se trata de mentalidades, mas escolher as palavras certas.

      As que ele escolheu foram tudo menos certas.

      Quanto a ter ficado incomodada, foi pedido para retirar o post, o restaurante pediu desculpa com a imagem da Érica e pediram novamente para apagar o post.

      “Depois de quase 24 horas, foi mesmo necessário um pedido para remoção da publicação por parte da equipa da actriz para que tal acontecesse.”

    • JV says:

      Se achas que chamar vaca a alguém não é insulto está tudo dito sobre ti.

    • joao says:

      ok meu amigo então quer dizer que a foto (bife de vaca) neste caso posso estar a ver a tua mãe? é que parece ser mas posso estar enganado….

    • Duda says:

      Se ao invés de Erica Fontes utilizassem o nome da tua mãe, já não acharias correcto certo?

    • Miguel G. says:

      Supondo que o Mário era cliente e que a mensagem dirigida aos clientes tivesse sido escrita desta forma:

      “Podia perfeitamente ser um pedaço da sua mãe… Mas é de uma outra vaca.”

      Espero que o Mário não se sinta ofendido, dado que não “está insultando nem fazendo devassa da vida privada dos outros”.

  2. 195 says:

    ta tudo perdido neste mundoo!

  3. defesa do consumidor says:

    bem que podia ser um bocado de carne da vaca da mulher dele nao????

  4. Paulo says:

    Acho que a comunicação deve ter limites… Para mim essa frase está numa linha ténue entre a piada brejeira e a ofensa.
    Relativamente a questão da liberdade de expressão ou difamação: tendo em conta o comportamento público da moça e a sua atividade profissional, será que a frase publicada no Facebook pode ser considerado um crime de difamação?

    • ruca says:

      Isso é para ti, para mim é apenas uma piada. Toda a gente tem humor diferente, toda a gente se ofende com coisas diferentes. Faz-me confusão este tipo de autocensura que ensinam as pessoas, se fosse dito no café toda a gente se ria, mas se for na televisão já tens de ter cuidado com o que dizes e já não podes dizer tudo…se não podes dizer tudo é básicamente censura. Espero que sejas a favor dos jihadistas terem morto jornalistas no Charlie Hebdo porque se não estás a ser grande hipocrita.

      • TR says:

        E se dissessem o mesmo da tua irmã?

        • Dedo Maroto says:

          Eu dizia da mãe dele e ficavamos quites, sem necessidade dos vossos semblantes sisudos a não perceber o que uma piada é. Tenho a certeza que a senhora (muito respeitavél diga-se) vai ter tempo entre duas orgias pagas para responder a isto, provavelmente com mais sentido humor que a maioria do pessoal que aqui passa.

      • António says:

        Censura, vamos lá ver, sim tem piada, não é humor negro, mais brejeiro, mas isto assim no café dito pelas costas de alguém todos se riem e ninguém se preocupa, na cara de alguém, dependendo da afinidade de que fossem, seria um simples vai à mer** ou então levava na boca, que é a realidade e já aconteceu por menos, e pior, agora que já se falou na força do falar mal ou “piada” que sim a tem, é ver o que se sucedeu, mandar esta piada no meio do “cafe central internacional” o Face claro e por nome claro que “sobe a parada”. Se a minha liberdade de dizer o que quero, calca a tua de direito de não ser ofendido, diz e bem que ” toda a gente se ofende com coisas diferentes” mas esse “autocensura” tem outro nome senso comum de que se sair para a rua a tratar citrano e eltrano por alhos e bugalhos que ofende a uns e vai doer a outro.

      • Telmo says:

        Costumo ter um sentido de humor bastante negro, mas isto é ordinário de mais. Imagina que em vez da Érica Fontes era a tua mãe? Ou mulher/namorada? Continuavas a achar piada?

        • Charlie says:

          Claro que não gostava se fosse a minha mãe, no entanto, se insultarem a minha religião, eu também não gosto. E no entanto, há um ano atrás, toda a gente defendia a liberdade de se gozar com isso.
          A diferença entre uma piada e um insulto é algo muito tênue. E mesmo sendo uma piada ordinária, não deixa de ser piada. Há algumas pessoas que não conseguem melhor.
          O coitado do lopetegui também foi insultado com força nas redes sociais e, não vi nenhum artigo a defender o pobre do homem. Enfim…

      • JBM says:

        Liberdade de expressão não é uma coisa absoluta, tal como a liberdade não é uma coisa absoluta. Se fossem não seria possível aplicar leis pois elas automaticamente condicionam a liberdade. Há leis contra a injúria e difamação, tal como há leis contra o assédio, ódio, etc, etc; por isso não venhas para aqui com histórias de terroristas como argumento de que nada do que é dito publicamente pode ter consequências legais.
        Violência verbal também deixa marcas e nalguns casos também mata… pelo teu argumento as vítimas nunca poderiam ter protecção legal.

      • Goncalo says:

        Achavas piada se a frase fosse:
        Podia perfeitamente ser um pedaço da tua mae… Mas é de uma outra vaca.

      • MLopes says:

        o problema é que a única pessoa cujo humor conta é a visada! ruca diz-me lá uma coisa, achas que se a visada fosse a tua mãe (sem ofenda alguma à senhora) ele ía gostar? avalia a “piada” por esta bitola…

      • Moses says:

        Não deixa de ser uma linha muito tenue.
        Comparar a piada do restaurante com as publicações no Charlie Hebdo percebo.
        Agora comparar uma “piada” a homicidio.. Não.

        Pra mim, abusaram. Era o mesmo que postar um pedaço de coco no pratocom o texto “Podia ser o bife a casa do local xpto, mas é só mais um C”#Ó “

      • Ciro Espitama says:

        É fácil diferenciar uma ofensa:
        1) Azul é uma cor idiota
        2) Quem gosta de azul é idiota
        3) Você é idiota.
        No primeiro caso é liberdade de expressão, no segundo é tênue a linha entre ofensa e sentir-se ofendido e no terceiro caso é ofensa. É o caso do restaurante é o terceiro

      • Anónimo01 says:

        É tudo muito bonito até se entrar na esfera da vida das outras pessoas. A liberdade de cada um acaba onde começa a do próximo, clara e simplesmente, e usar o argumento de liberdade de expressão para justificar calúnia é um disparate.

        E a analogia dos jihadistas então… para fazer sentido então o “Paulo” teria de ter morto (ou achar por bem faze-lo) o dito talhante. Condenar ou censurar a atitude de alguém cai um pouco longe de matar, digo eu…

  5. miguel says:

    Posso confirmar a inveracidade dessa publicação no Facebook. Esse pedaço tem bem mais carne que Érica Fontes…

  6. batata says:

    Primeira vez que a vejo vestida

  7. kekes says:

    Vozes de burro não chegam ao céu. Por vezes ignorar é a melhor forma de protesto, o problema é que nos dias de hoje há quem adore confrontos na internet, e são muito intetventivos, e depois passa isto, valorização de coisas sem valor.

  8. Nuno Leao says:

    Quem quiser perder tempo, como eu fiz, pode puxar atrás e constatar que basicamente é uma página que tenta fazer humor… tenta, porque não consegue. O seu gestor tem uma faceta de stand-up comedy falhada, ou pelo menos não é um humor que aprecia… nem é subtil, nem inteligente, ainda que seja isso que tente ser.
    O grave disto é mesmo as pessoas não perceberem a postura que devem ter numa página do facebook. Mesmo mais informal que um website é sempre a cara de um negócio. E o que se devia discutir aqui era a qualidade da comida e do atendimento. E a julgar por algumas repostas o atendimento faz corar alguns tascos (assim mesmo, sem trema) do século passado)

  9. Duarte says:

    Eram dois processos. Um por difamação e outro por usurpação de imagem numa campanha publicitaria sem autorização. Afinal foram os próprios que confirmaram ter feito a publicação como “estratégia de diferenciação”, o objectivo foi bastante claro.

    Quanto á Erica podia comer uns bons bifes que não lhe fazia mal nenhum.

  10. Vitor I says:

    A visada, se ainda está no ativo, só beneficia com a publicidade gratuita…

  11. 3x7=21 says:

    Hoje já ninguém é charlie

  12. Quatermain says:

    Agiram mal porque é uma empresa/instituição, mas a piada é muito boa!!
    É certo que náo há nada de bovino na rapariga, mas as personagens que encarna nos filmes…. é outra historia. 🙂

    • Zaark says:

      Ela é paga para fazer aquilo que milhares e milhares querem ver atrás do monitor. O que dizer de quem “encarna o mastro” a ver os vídeos? Atores e atrizes pornográficos não existiriam se não houvesse um público imenso que consome conteúdos da área.

  13. Bob says:

    Coisas bem piores a acontecer por aí…..

    Se ninguém ligar, nem se falava no assunto……… mas como todos sabem quem é a Erica Fontes (sim, também sei!), prontos…… foram na onda!

  14. Regis says:

    “estratégia de diferenciação”
    Na realidade a falta de educação e respeito são formas muito eficazes de diferenciação, mas muito pouco imaginativas e por isso muito penalizadoras para qualquer criativo.

  15. Pepe moscovita says:

    curioso que há precisamente um ano atrás toda a gente escrevia #jesuischarlie

  16. Ricardo Costa says:

    A Erica FOntes agradece a publicidade gratuita, pois graças ao mau gosto ganhou mais uns/umas fans.. já o restaurante ou tem uma ação de markting de jeito nos proximos dias ou pode mesmo perder uns clientes..

    Toma lá e embrullha!!!

  17. jaime says:

    Ta mal!
    Agora ha a vitela de leite .. Tatiana Neves, que vai tirar o lugar à Fontes
    kkkkkkkkkkk

  18. lmx says:

    quem é a Erica Fontes?
    desculpem a minha ignorancia..

  19. Mário says:

    Duvido muito que tenha $, para “comer” dessa carne

  20. miguel says:

    Só se é Charlie quando convêm. Hipócritas.

    • EF says:

      Sim, se o pessoal começar a chamar vaca, put*, etc à tua mãe de certeza que vais-te levantar e bater palmas e rir que nem um perdido.
      É tudo muito giro quando é com os outros…

      Querem-se armar em comediantes mas sem graça nenhuma.

    • xiça says:

      Ser charlie, foi uma forma demonstrar tristeza perante os atentados, perante as mortes que resultaram de brincadeiras como esta, não foi concordar com o tipo de publicações feitas pela dita revista. Há cada um por ai…

  21. Nuno José Almeida says:

    “Na verdade, o dito restaurante além de não ter feito uma publicação nada feliz”

    Frase em dupla negativa ou seja esta frase diz que o restaurante não fez o comentário. Penso que o pretendido era sem o não.

  22. Alisson says:

    isso nao seria um bulling ? porque de certa forma chamou a atriz porno de VACA….ou generalizando as mulheres como vaca.
    Achei ridiculo.

  23. vector says:

    Isto é bem capaz de ajudar na divulgação disso porque como eu deve haver muitos que vão saber desta treta aqui.

  24. Orson Reles says:

    Manifestamente, uma injúria em relação à senhora em causa, a qual deve ser muito mais profissional e competente naquilo que faz do que o somatório dos profissionais que trabalham no restaurante em causa.

    Temos também de admitir a possibilidade do autor da frase ter uma canina admiração e muito prezo pela senhora cuja excelência comparou com o melhor pernil da sua culinária, entretanto traído pelo género bovino dado a várias interpretações menos prestigiantes já que, convenhamos, fosse o pernil do animal que fosse ( cabrito, galinha …” you name it” ) sempre decairia na descuidada analogia. ( até os termos culinário e analógico bem dariam para mais uma inspirada canção de Quim Barreiros ).

    Para degustarem um pouco mais da iguaria porque não apreciarem esta capa dos The Beatles que parece não ter provocado tanta celeuma ( e não se trata de uma qualquer fotomontagem ), a capa foi mesmo oficialmente editada nos USA pela editora Capitol, e quem tenha o disco pode contar com € 15.000 nas sua mãos.:
    http://ultimateclassicrock.com/beatles-butcher-cover/

  25. Pirata says:

    cambada de virgens ofendidas

    • Bruno M. says:

      “Podia ser um pedaço da tua mãe, mas é de uma outra vaca” – ficava melhor?

      É que se ainda pusessem “Podia ser um pedaço da vaca da Érica Fontes, mas é de uma outra vaca”, até se podia entender que a Érica tem uma vaca (animal) na sua quinta… mas a maneira (brejeira – diga-se de passagem) com que a pseudo-“piada” foi descrita estava claramente a insultar a rapariga…

      Mas enfim, hoje em dia insultar é “fixe” e completamente gratuito e banal que já nem se distingue uma piada de insultos.

  26. JCLopes says:

    A mim parece-me que os autores do post são tão toscos que nem sequer têm consciência da estupidez qur cometeram.
    Aquilo é humor saloio.

  27. César says:

    Sinceramente.

    Devia ser censurado? Não

    Devia ter sido publicado? Não

    Os white knights são as pessoas mais irritantes nos comentários? Sim.

  28. Miguel says:

    Boas,

    resumindo o restaurante teve a publicidade gratuita que pretendia, ficou nas bocas do Mundo…

    ok…teve de expressar um pedido de desculpas à actriz pornográfica que, por ter essa profissão também a coloca nas bocas, mãos do Mundo.

    Mas de certeza que muitos vão ir ao restaurante que vende carne da vaca 🙂

    Marketing…pure and simple!

    Cumprimentos

  29. sampaio says:

    Não é por nada, mas as vacas é que se deveriam sentir insultadas… 😀

  30. ZéToninho says:

    Para mim, o único problema da piada é que não a teve. De resto, sou defensor de fazer humor com tudo, desde que se tente realmente fazê-lo e não deliberadamente ofender alguém como objectivo principal..

  31. ruiuda says:

    “Liberdade de expressão, direito de opinião, sentido de humor apurado, foram alguns dos argumentos utilizados por um restaurante do norte relativamente à publicação onde associou a actriz pornográfica Érica Fontes a um pedaço de vaca.”

    É impressão minha ou a população do Sul de Portugal Continental tem o prazer de “picar” constantemente a população do Norte quando se sucedem situações deste teor ou pior?
    É que se a 2ª hipótese se confirmar, doa a quem doer, não existem regiões perfeitas e acredito que exista até população séria no país mais recluso do mundo que, infelizmente, nunca terão o direito de reivindicar os seus direitos desde a nascença ao seu óbito.

    Depois há outra questão que vou aqui recordar: se o gerente deste restaurante for do Sul e esta minha especulação estiver correta será um completo tiro no pé por parte da pessoa que escreveu este artigo.

    Devido a estas situações desagradáveis considero por vezes Portugal apenas o Norte, Galiza e regiões autónomas dos Açores e Madeira.

    Caso tenha exagerado os meus perdões desde já.

    Bom fim-de-semana.

    • Curiosamente, a autora do artigo é mais do norte que do sul. Por isso, se o conteúdo do seu comentário já não fazia grande sentido, acaba assim por não fazer mesmo sentido nenhum…
      Bom fim-de-semana.

      • ruiuda says:

        O sentido de um comentário qualquer não pode ser avaliado por ninguém, por mais que seja uma completa barbaridade. E para escrever isto não deixei de constatar factos.

        Lembro-me de ter dito a um grupo de amigos que ia conseguir comprar por ex: uma casa sem recurso a crédito bancário. Como é óbvio além de não acreditarem soltaram-se à gargalhada. No entanto eu estava sempre com a consciência tranquila. Poderia ir mais longe, tal como dizer que conseguiria comprar um carro de valor superior a 100.000,00€. Eu acredito no meu potencial, ao contrário de muita gente.

        Era só para deixar ficar bem patente que não tenho medo nem vergonha de dar a minha opinião. E quem o avalia não tem direito a ser respeitado.

  32. Bruno says:

    Reformolando… “Bem podia ser um bocado de carne da minha esposa…. Mas no entanto é de outra vaca” Teria ficado melhor.

  33. Homem Honesto says:

    “Pegar num smartphone, tirar uma foto e partilhar nas redes sociais com uma legenda machista e ofensiva é fácil.”
    Não achei piada a esta frase…Automáticamente rotular logo a tipica pessoa que faz um post como machista não me parece bem.
    Que tal “machista, feminista e ofensiva é fácil.”? Ou simplesmente “ofensiva”, sem ter de fazer estereótipos?
    Eu sei que és uma senhora, mas como já te disseram, nem todos os homems são iguais!

  34. Longshot says:

    +1

    Isto devia ser apenas um não assunto, foi má ideia publicar? sim… Tem piada? depende para mim nem tem muita… Devia ser censurada? Não… As pessoas têm direito de não se rever, indignar ou rir à gargalhada? Sim.
    No fundo o restaurante ganha notoriedade, mas provavelmente vai perder mais futuros clientes do que ganha.

    E para todos os que falam aqui no Charlie, são coisas bem diferentes, uma coisa é discordar de algo e manifestar indignação, outra é não gostar, pegar numa arma e dar um tiro no responsável por essa publicação.

  35. RuiP says:

    Um gajo diz umas verdades e o OP apaga os posts para nao ficar mal.
    Ao que ja chegamos.

  36. ACMSEBR says:

    É de merecer uma punição.
    Mesmo por ser uma atriz porno ela é uma profissional; profissional do sexo.
    E merece o devido respeito porque é um ser humano e olha que tem animais que são mais respeitados que os humanos.

  37. Roger says:

    Não conhecia essa atriz, sou brasileiro e fui pesquisar e me parece que só tem duas atrizes pornográficas portuguesas.
    Érica Fontes e Ana Monte já favoritei aqui lol.

  38. Calcitrin says:

    A troco de dinheiro para fazer um filme porno, a Érica Fontes deixa que lhe chamem qualquer coisa. Essa é única diferença. E, como é óbvio, o restaurante estava a referir-se à Érica actriz, à Érica que personifica uma vaca, àquela Érica que nós conhecemos dos filmes e com quem muitos fantasiam – e não à Érica que só os familiares, namorado e amigos próximos conhecem. O que está em causa é uma personagem, e não a dignidade de uma pessoa, por isso os aludidos crimes do Código Penal não têm qualquer aplicação aqui. Este é o meu entendimento e sou jurista.

    • Marisa Pinto says:

      O facto de ela ter feito essa, ou outra escolha, dá a permissão para que seja chamada de alguma forma? E diz o senhor que é jurista?…

      Acho que falta aí algum conhecimento sobre conceitos como lógica, justiça, direito e valores como respeito 🙂

      • Calcitrin says:

        Vou-lhe dar só um exemplo: não seria normal a Marisa Pinto publicar um vídeo seu e receber comentários a dizer: “Vim-me 3 vezes com o teu último vídeo”. Aquilo que para si seria uma terrível ofensa, para a Érica Fontes seria um elogio. Sabe porquê? Porque a Érica Fontes escolheu ser actriz pornográfica, e a Marisa Pinto não.

        • Marisa Pinto says:

          Isso em nada responde ao que estavamos a conversar… 🙂 O que acabou de fazer foi justificar algo com uma situação completamente diferente.

          Eu se escoher ser actriz porno, você nem ninguém tem o direito/liberdade de me chamar o que quer que seja de forma insultuosa/pejorativa a não ser que eu mesma dê permissão para tal.

          Consegue entender?

        • lmx says:

          Calcitrin:

          Aquilo que define um homem, são as suas acções, da mesma forma numa mulher!
          Se a rapariga em causa e Actriz porno, você tem o direito de fazer o juizo de valores que quiser e mais alguns, no entanto este seu direito acaba quando começa o dos outros!

          E aqui, foram ultrapassados os direitos…
          mais você pisou a linha não só em relação a ela, mas aproveitou a deixa, para mostrar alguma leviendade sua!

          Se queria fazer esse comentario, poderia te-lo feito, de uma forma menos explicita, mas a força da chico expertice, trouxe ao decima a sua falta de valores…aquelas bases que poderiam fazer de si um Homem..

          E por aqui me fico..

        • Bruno M. says:

          LOL por isto é que o país não avança com “juristas” destes…

          Enfim…

          • Calcitrin says:

            O Bruno M. só ficou chateado por andar aqui todo convicto a repetir que o tal post do Facebook constitui crime e por verificar que afinal há juristas que não secundam essa ideia. Isso passa-lhe.

    • Longshot says:

      Grande Jurista mesmo…

      “A troco de dinheiro para fazer um filme porno, a Érica Fontes deixa que lhe chamem qualquer coisa”

      o stage name (que pode ser o nome real ou não) identifica o Ator ou Atriz como pessoa, as personagens que interpretam nos filmes é que podem ter um nome bem diferente ou nem sequer ter nome…

      Se eu disser O Han Solo é um boi, estou a referir-me à personagem de Star Wars.

      Se disser o Harrison Ford é um boi, estou a referir-me ao ator e à sua pessoa.

      O que o caro Calcitrin me está a dizer é que como a Érica Fontes deixa um Ator chamar-lhe Vaca num filme Porno, então qualquer um de nós se a vir passar na Rua pode fazer o mesmo alegando que estamos a referir às sua personificação sexual?

      • Calcitrin says:

        Há uma diferença clara e perceptível entre Harrison Ford e Han Solo. Não há diferença nenhuma, para o público, entre a Érica Fontes e a Érica Fontes dos filmes, porque ninguém conhece as “personagens” que ela interpreta nos filmes, ela não é conhecida por nenhum outro nome a não ser Érica Fontes (se é que esse é o verdadeiro nome dela).

        • RATAX says:

          Aliás, há vários filmes em que Érica Fontes interpreta o personagem Érica Fontes! Há montes na net!
          Mas nunca ouvi chamarem-lhe vaca, são sempre coisas em inglês! Há uma que lhe chamam muitas vezes que acho que significa praia…

  39. ZeusMaLibre says:

    Já dizia o outro “I like offending people, because I think people who get offended should be offended”

  40. Pedrostrik says:

    Isto é mais uma piada a demonstrar a parolice e atraso de mentalidade do português comum. Lastimável, só ao nível dos selvagens fanáticos muçulmanos, até porque, tenho a certeza que o triste que escreveu tamanha façanha não deve levantar a piroca na frente destas gaijas, deve ser mais um cyberpunhateiro, frustrado e energumeno que nem sequer tem 10cms de pau para ser homem e consolar uma mulher.
    Infelizmente, pelos post’s do FB e daqui, tem muita gente idêntica.

  41. Lucas says:

    O que conta é isto: Publicidade para o restaurante e publicidade para a Érica. Nao conhecia o restaurante nem essa mulher. Agora já conheco. Missao cumprida.

    • O Jurista says:

      No entanto os que conheciam deixaram de lá ir, e aposto que foram mais os que deixaram de lá ir, que os que passaram a ir lá, pelo menos até as pessoas se esquecerem. lol

  42. jose says:

    Boa Lucas!

    Tanta conversa para isto, até parece que a carne não é carne!
    Ambos ganham a vida com ela, só que de diferentes formas!

    E tanta hipocrisia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.