O Gimp está bonito…


Destaques PPLWARE

25 Respostas

  1. Miguel Jeri says:

    Não demorará muito tempo para substituir definitvamente o PhotoShop pelo GIMP.

  2. inoxllor says:

    Finalmente tudo numa janela!

  3. BigLord says:

    Espero que isto se revele como mesmo bom, já uso o meu GIMP pouco mas é devido a outras razões, gosto dele mesmo com várias janelas.

    … gostava era que acelerassem a velocidade de arranque, mas isso deve ser do meu ciber-boguinhas 🙁

    • 3rd Word says:

      Ora aí está um aspecto que eu também queria ver melhorado: o arranque.
      Uso o Gimp há pouco tempo e um dos pormenores que me chateou foi exactamente esse. Porque até o Photoshop CS4 tem um arranque mais rápido.
      E então se, como eu, tiverem imensos ficheiros font, pior um pouco…

      • UKN says:

        Nunca tive problemas de arranque com o GIMP, praí menos de 10 segundos … o PS CS4 deve-me demorar mais uns 10 segundos que o GIMP … só tenho dois GB de ram no pc que uso isso …

        As fontes que tenho, são escolhidas a dedo … nada de instalações malucas delas 😉

  4. a friend says:

    O Gimp está a ter um progresso espetacular.

    Para profissionais ainda é complicado substituir pelo Photoshop, mas para um utilizador mais comum é uma ferramenta mais que boa…

    É de louvar todo o trabalho que têm feito no Gimp… a seu tempo será um forte rival ao Photoshop… acredito e espero que sim 😉

  5. 1712653 says:

    Além da novidade que salta mais à vista (janela única), li algures que a nova versão vai correr nativamente no Mac OSX, sem necessidade do X11.
    Caso se confirme, vou-lhe dar mais uma oportunidade.

  6. JPedrosa says:

    Sigo este projecto desde o inicio.
    Apesar de ser um assumido “nabo” em imagem, sigo-o porque em Linux, é o melhor. E desde o inicio que dava para ver que tinha “matéria prima” para evoluir.

    Concordo que alguns apelidem a interface em múltiplas janelas de confusa, mas atenção, em dual screen … rende.

    Não sendo eu um utilizador intensivo deste tipo de software, sou/fui muito mais, de software de programação, onde dá particularmente jeito ter janelas destacadas, em outro monitor, de rápido acesso.

    O OpenOffice tem esse conceito de caixas flutuantes também, e é bem interessante, para trabalhar em formatação de forma sistemática por exemplo.

    Outro exemplo em que ter janelas destacadas era util, era por exemplo no AutoCAD, para ter a parte de desenho de um lado e a consola de outro, não sei como é agora, mas na versao 14, quando eu o usava, a consola era muito util e muito utilizada, e por isso, um segundo ecrã, vinha a calhar, mas para se tirar partido, a janela tem que ser destacada.

    Portanto, tanto texto para concluir o seguinte:
    Se bem que o look de uma janela apenas, dá um ar mais “standard”, não sei até que ponto para a utilização intensiva e em vários monitores, sai beneficiada com esta opção, se bem que me parece que esta tomada de decisão, tem apenas que ver com a tentativa de ser mais apelativo e com isso conquistar mercado na plataforma Windows.

    • a friend says:

      Por ex, o Photoshop para Windows é uma janela unica, com varias TABs, no MacOsX é precisamente como era antigamente o GIMP…

      Mas tanto no Windows como MacOsX, as janelas de trabalho são assumidas como TAB, ou seja, permite o arrastamento para outro monitor…

      Será que isso no Gimp não é igual?…

      • JPedrosa says:

        amanhã vejo-te isso que em casa sou pobre, só tem um ecrã 🙁

        • a friend says:

          eehe.. mas não é preciso dois monitores.. se a partida ele criar um novo ficheiro numa nova TAB e esta der para arrastar para fora da janela principal.. já é o suficiente para veres 😉

          • JPedrosa says:

            sorry, tava para aqui metido numa VM nem pensei mto. De qualquer forma só se pode testar quando sair a versão de janela unica…fui á que tenho agora aqui a 2.6.7 e naturalmente … coiso. está tudo “solto”.

  7. Raicuparta says:

    Ainda me lembro de ficar mais de 10 minutos para perceber como é que fazia uma linha recta no GIMP xD
    Quando esta nova versão estiver completa, vou tentar habituar-me. Só queria mesmo é que fosse mais rápido…

  8. A vantagem é que para além do novo “one-window mode”, também será possível escolher o actual “multiple-window mode”, sendo que só trará vantagens para todos 🙂

  9. a friend says:

    [OFFTOPIC]

    Sou só eu ou a numeração das paginas do Pplware desapareceu?…

  10. UKN says:

    Por acaso já tinha tropeçado nesta notícia …

    Para mim não é uma excelente notícia dado que com o tempo habituei-me com as janelas todas fora do sítio 😉 … o pior era conciliar o Photoshop e o Gimp … com modos de mexer totalmente diferentes …

    Mas venha lá isso, o Gimp para mim já saiu da sombra do PS … basta tirar os Plug-Ins ao PS que fica a jogar no mesmo campo, mas a Adobe também não brinca em serviço e já tropecei nuns rumores do que vem no CS5 …

    Quer-se é concorrência … já que a Corel … comprou o Paint Shop Pro, enterrou o Photopaint e está a enterrar o PSP …

  11. Mario Cesar says:

    Muitos queixam-se do arranque… por acaso noto que no mesmo PC, com windows demora bastante, em linux é quase instantâneo.

    Uma coisa que gostava que melhorassem é a compatibilidade com os ficheiros .PSD, é que os FX normalmente não aparecerem (muito bem);

    É que sem total compatibilidade é difícil substituir o Photoshop.

  12. kekes says:

    Esta e uma daquelas ferramentas que se diz, UAU QUE BOA, (tambem se usa isso nas gajas e afins 😀 ), tem uma evoluçao fenomenal.

    Mas eu sou um usario PS desde 2001, que foi quando tive o meu primeiro PC, e perdi bons tempos a aprender a fazer coisas giras com ele, agora mudar de ferramenta é um bocado complicado, é claro que ja tenho umas bases mas para que mudar se posso usar o PS ameu belo prazer, em relacçao as minhas necessidades, o problema destas ferramentas é a curva de aprendizagem, curva que eu agora nao me posso dar ao luxo de perder… o tmepo vale $$$$

  13. Agatho says:

    Ola pessoal!!
    Estou farto de ouvir falar bem deste programa, no entanto estou habituado ao paintnet, são muito diferentes?
    Para um uso de vez em quando?

    • Miguel Jeri says:

      Claro. Também uso o Paint.NET para fazer rápidos redimensionamentos, crops, ajustes de cor etc. sem estar a chamar o Photoshop. Dá bem para isso e como sou administrador de alguns sites dá-me imenso jeito.

      O GIMP é mais como o photoshop, tem funções avançadas de tratamento de imagens, uma complexidade muito maior no sistema de layers, ajustes mais preciso e uma biblioteca de efeitos muito completa. Uso quando quero fazer cartazes, folhetos, ou um tratamento de imagem muito preciso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.