PplWare Mobile

O escândalo das emissões da Volkswagen explicado


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

194 Respostas

  1. Fernando Jorge says:

    O caricato, é que a tal tal ONG terá feito o teste para provar aos states (ou ao mundo, já não sei) que os Diesel podiam ser pouco poluentes!!!

    • Vítor M. says:

      Exactamente. Saiu-lhes o maior tipo pela culatra alguma vez visto 😉

      • Mota says:

        Muito bem Vitor!

        Excelente artigo, bem explicado e muito simples de entender. Reclamo do que vejo mal mas tbm dou os parabéns quando se deve dar.

      • Rui says:

        Antes pelo contrário..
        Demonstraram que independentemente do seu objectivo, a verdade é mais importante !

      • Adalberto Sousa says:

        És o autor de um artigo e estás aqui a mandar filetes ?
        Não é por nada mandam as boa regras de jornalismo de que os artigos devem isentos e relatar apenas factos. Assim fico na duvida…. até por causa do exagero em que pretendes fazer crer que o mundo agora está poluído graças à VW. Que eu saiba, só um automóvel passou nos testes…….. a VW apenas fez pior: que foi aldrabar.
        De resto a VW meteu a pata na poça pois aldrabou quando não o deveria ter feito. Agora tem os cães de fila do ambientalismo à perna.

        • Vítor M. says:

          🙂 muito mais que o autor do artigo, que procurei perceber a realidade deste assunto, sem sequer me posicionar contra ou a favor, apenas a relatar os factos, sou um consumidor. Se não gostas da minha posição, é justo, mas não seria por isso que a vou mudar.

          Quando ao resto que disseste, e segundo o que está já a ser veiculado pelos meios ligados a este tipo de assunto, apenas estamos a verificar a ponta do iceberg, logo, veremos, tal como referi, muito mais que “os cães de fila do ambientalismo à perna”, podes colocar isso de forma simplória, mas não o é de certeza.

          Agora, como referi, há que saber a verdade… mesmo que já estejam implicadas outras marcas, como a BMW e a Seat… e não ficaremos por aqui. 🙂

          Meter a pata na poça é simpático de tua parte, agora imagina nos crimes ambientais, nas questões fiscais e no defraudar da confiança com os seus clientes. Imagina agora, por causa das taxas de emissões poluentes, que os proprietários dos VW passam a pagar mais 60% de imposto de circulação? Já viste o que está implícito neste esquema?

          Agora, para rematar, o meu interesse como cidadão é muito mais do ponto de vista tecnológico, o software, a tecnologia por trás deste esquema.

          Fica bem meu caro.

          • Vitor Silva says:

            Bem respondido. E eu não sou um cão de fila do ambientalismo. Apenas me preocupo com a saúde, minha e dos outros. Mas os cães de fila da poluição limitam-se a defender a industria da mesma. Que lhes faça bom proveito.

          • MR says:

            Nem mais Vítor M.

  2. sniperpt says:

    O software é tramado, quando se quer podemos iludir e contornar as situações.

    Quem ganha é sempre os mesmos, quem perde somos todos nos que andamos num mundo virtual em que tudo o que parecer não o é.

    Infelizmente é o caminho que o mundo está a seguir, também porque as pessoas compram pelos números muitas vezes em vez de compraram pela sua real necessidade.

    Lembro-me da samsung com os teste de bench pro exemplo.

  3. jAugusto says:

    Pois, um motor custa muito a desenvolver então vamos para um mercado USA em que o diesel representa apenas 2% das vendas e pimba estouramos uma empresa:
    (Engine and powertrain development costs are significant — an entirely new engine could cost $1 billion, while a transmission could cost upwards of $800 million…)

  4. José Mourinho says:

    É realmente triste ver uma marca como a VW adulterar resultados só para ter benefícios fiscais e vender mais.
    Gostava de saber se os motores diesel europeus estão a cumprir as normas…
    Sendo eu possuidor de um VW diesel, fico preocupado já que quando comprei fiquei convencido que estava a ser mais amigo do ambiente.
    Agora espero que essa multa à VW não venha afetar os outros clientes, quando for detetada uma peça com defeito de fabrico e a VW não se responsabilizar pela substituição.
    Já agora e se possível, quais os motores e respetivas cilindradas é que foi detetado alteração da Centralina.

    • Rui says:

      Pode muito bem acontecer o fisco em Portugal recalcular todas as viaturas VW, com base nas leituras reais de CO2 produzidas e que podem ser mais elevadas do que os valores declarados pelo fabricante. Em relação ao imposto pago na compra, o responsável é a marca, mas o IUC anual, pago em função da medida de CO2 é o cliente que paga e pode sofrer as consequências…….

      • Claudio says:

        Bem visto, se o fisco se lembra disto é desta que o preço dos VW em segunda mão cai…

        • Ricardo Costa says:

          É entregar os carros a VW e exigir o dinheiro de volta, isto é o que merecem

          • Ricardo Costa says:

            Se acharam ridículo os meus comentários sobre o assunto

            DECO: Aos proprietários dos carros da marca VW, Audi e Seat (para já as marcas envolvidas no escândalo), a DECO lembra que podem pedir o dinheiro de volta aos concessionários. Mas só tem direito a receber o valor comercial do veículo.

      • Carlos says:

        Se isso acontecer em cada país que cobra imposto de circulação, imagine a quantidade de processos que vão ser colocados nos tribunais contra a VW por parte dos seus clientes. Nesse momento a VW falia, e os governos não querem isso pois não?

        • Rui says:

          Não estou muito certo que os americanos estejam muito preocupados com isso. Até porque o coração automóvel dos EUA, que ainda é detroit é quase um fantasma dos tempos áureos do passado!!!! Muito por culpa da indústria automóvel alemã e japonesa. Além de que nos EUA, só existe 1 fábrica no Tennessee e que tem 2000 funcionários……

          Posto isto, não tenho grandes dúvidas que os EUA estão-se a borrifar para a VW.

          • João Machado says:

            As marcas americanas tambémcavaram a própria sepultura ao fabricar SUVs que gastavam 30 litros de combustível aos 100km.
            Quando os custos subiram ninguém comprou mais a essas marcas. Mais tarde descobriu-se que algumas marcas tinham acordos com empresas da indústria petrolífera para produzirem veículos mais gastadores.

        • José says:

          A VW já faliu… só que ninguém o disse ainda… faliu no dia seguinte ao do escandalo…
          A Citroen, faliu, salvo erro, no princípios dos anos 70… e só porque a Policia não renovou o contracto com a Citroen, para os D-super, preferindo os Peugeot. ( foi nesta fase que a Peugeot comprou a Citroen.
          Não estamos a falar em milhões de Citroen, estamos a falar em milhares apenas.
          Concluindo… mais uma empresa para ser comprada pelos chineses.

      • JJ says:

        Por acaso acho mais ao contrario…
        Tendo em conta que os carros de antes de jun-2007 pagam menos IUC do que os carros depois dessa data, carros esses que polui-em mais.

      • ze says:

        O iuc em portugal é pago com base na cilindrada do carro

      • Vlad says:

        Não foi o nível de emissões de CO2 que foi aldrabado, mas sim o de monóxido e dióxido de azoto.

      • Pedro says:

        Sr. Rui, as leituras de CO2 são reais, com ou sem fraude. Eu já fui com o meu carro à inspecção e não fui alertado para nada. O que está aqui em causa é o NOx, outro gás…

      • Fazedor de Donuts says:

        O cliente não pode ser prejudicado de modo algum, seja de que marca for. A culpa tem de cair exclusivamente nos fabricantes, não pode haver efeitos retroactivos aos quais o cliente também foi enganado. Dêem ideias ao governo dêem, depois queixem-se, que o governo acha que na opinião publica, o cliente enganado já de si pela marca está prestes a aceitar ser penalizado por tal acontecimento. Eles andam ai… calma.

  5. JV says:

    Isto é aterrador. Soube, como toda a gente, da existência deste problema há dias mas não fazia ideia da magnitude. Tinha lido que estava 22 vezes acima dos limites, mas 40 vezes é absurdo e difícil de entender. Isto significa que os VW e o Audi A3 andam a poluir tanto como carros – eventualmente – dos anos 90.

    A BMW também está metida ao barulho e não me admiro nada que venham a ser descobertos outros modelos além do X5 (já li também do X3).

    Para alguém, como eu, que conduz um destes carros, fica agora de pé atrás. Considero-me uma pessoa ecologicamente responsável e fico muito desiludido com a marca com esta descoberta.

    • Rui says:

      Leste mal então. Quando apanharam a VW, também testaram o BMW X5, mas os valores medidos no X5 eram semelhantes aos que o fabricante declarou, portanto não existe problema nenhum com a BMW. Pelo menos para já.

      • Nuno says:

        procura melhor o artigo da revista alema build onde se fala que o X3 da bmw apresentou também dezenas de vezes o valor permitido pela norma Euro6.

        • Rui says:

          Olha que não, os valores ultrapassaram por 11 ocasiões os limites da marca, o que é diferente de dizer que o valor lido é 11 vezes o limite da marca! É uma questão de português 🙂

    • ZeTolas says:

      Lê melhor a notícia e

    • ZeTolas says:

      (cont.) e vê melhor os resultados do BMW pois os resultados apresentados estão a cumprir!

      • Silva says:

        Há suspeitas tambem no BMW’s X3 xDrive 20d ultrapassou o limite 11 vezes.
        Antes que digam alguma coisa acerca de sites manhosos que nao sao de confianca, estao nos sites Bloomberg.com e reuters.com 😉

        • Dave Snow says:

          Acho um pouco estranho, a ser verdade o BMW X3, muitos outros BMW deveriam ter o mesmo problema pois são vários os modelos com o mesmo motor:

          BMW 2-litre twin-turbo four-cylinder diesel
          (BMW X1 16d (116ps), 118d (150ps), 218d (143ps, 150ps), 316d (116ps), 318d, 418d, 518d, X1 18d (143ps), 120d, 220d, 520d (190ps), X1 20d (163ps, 184ps), 125d (224ps), 225d (218ps), 420d (184ps), 425d, 525d, X1 25d (218ps), 320d (163ps, 184ps), X3 18d (150ps), X3 20d, X4 20d (190ps), X5 25d (218ps), Mini Cooper SD (170ps), Clubman Cooper SD, Countryman Cooper SD, Coupe / Roadster Cooper SD, Paceman Cooper SD (143ps))

  6. Claudio says:

    Alguém consegue esclarecer se o software punha os wolk. num patamar de poluição inferior ou semelhante à concorrência ? Enganaram? ok, tem de ser punidos; mas os carros em questão são assim tão poluentes ? pelo escândalo estão a marcar os carros da marca como armas com rodas… será mesmo isso ?

    Não quero defender a marca, longe disso, mas não deve ser a primeira marca a “contornar” as regras…

    • sniperpt says:

      Isso vamos ver pois levantaram a lebre.

    • Rui says:

      Obviamente que os americanos tentam à anos impedir a invasão de motores diesel, que ele não fabricam!!!! Mas a resposta a restrições legais, não pode ser através de aldrabar os números. Há formas de resolver o problema e outras marcas com motores diesel, investiram e conseguiram cumprir com a legislação americana. A VW deve ter feito as contas e chegou à conclusão que fica mais barato desenvolver software para enganar as autoridades.

      • Silva says:

        Foi a mesma coisa que a Ford fez com o Pinto e o Explorer com os pneus Firestone, saiu ca para fora um relatorio onde mostrava que era mais barato pagar indemnizações que reparar toda a frota.

    • Silva says:

      Eles introduziram um software de forma a mentir nos resultados das emissoes, quando estava em cima de rolos ou eram feitos certos testes como na inspeccao, era reduzida a potencia de forma a reduzir as emissoes.
      Nao é por os outros fazerem ou deixarem de fazer que se pode fazer, espero que seja punida e exemplarmente.
      Foi a 1º marca a ser descoberta e a admitir que o fez.

  7. Miguel says:

    Excelente artigo!

  8. RF says:

    Muito bom artigo/informação!! TOP mesmo!!

  9. JM says:

    LOOOOOOOL isto não é nada de novo…… aos anos que isto tem barbas, só agroa é que veio a báila.

  10. Carlos Fernandes says:

    Não compreendo, se tem um software que diminui as emissões, porque é que não o deixam estar sempre ligado? O desgaste do carro é maior? retira a potência? não compreendo.

    • Vítor M. says:

      Imagina que o sistema estava “ligado”, então o desempenho do automóvel era substancialmente mais baixo. Menos potência, menos capacidade de resposta, um motor certamente atrofiado sem os valores que a marca apresenta. Imagina o que seria uma Passat de 130 cavalos estar de tal forma “não poluente” que para puxar 1700 kgs de carro parecesse uma arrastadeira, quem queria comprar um carro desses?

    • Paulo says:

      Obviamente que tira a potencia. Nunca ouviram falar de alterar as centralinas para aumentar a potencia dos motores? (tunings….)
      O inverso tb é verdade, o motor detectava quando estava a ser inspeccionado e mudava as parametrizações para um desempenho óptimo em termos de poluição

    • Eu says:

      Por alguma razão a Mazda tinha dificuldades em meter motores diesel nos EUA com potências semelhantes às da concorrência mas a respeitar as emissões.

  11. Rui says:

    Bom artigo, bastante completo. Só faltou referir o problema fiscal. É que os motores VW ao apresentarem valores de poluição muito superiores ao que declaram, estão a pagar muito menos impostos do que deviam! Sabemos que adulteram os valores de NOx, mas ninguém garante que os valores de CO2 também não são mais elevados do que o que era suposto. E se o CO2 for muito mais elevado, a VW fugiu ao fisco e os donos de VW podem ser incomodados a passarem para outros escalões de IUC (imposto pago anualmente)!!!!

    • Vítor M. says:

      Sim, essa área, como sabemos e é assim também em Portugal, os carros que mais poluem… pagam mais impostos. Por isso existem várias “tácticas” para os veículos poluírem menos, uma dessas técnicas é o ECO start/stop. Enfim, não falta quem drible a lei.

      • Eu says:

        Isso é falso, e o que é utilizado para o cálculo do IUC é o CO2 e a cilindrada.
        Na generalidade os Gasóleo poluem muito mais e pagam menos de IUC. Nos gasolinas, o exemplo mais ridiculo é um Auris Hibrido ou um Prius (quer se goste ou não do carro) por ex paga tanto como paga um Honda Civic 1.8 bem mais poluente. 🙂

        • Rui says:

          Estás enganado. Não tenho provas que os carros produzam mais CO2 do que a VW indica, mas tenho quase a certeza que o software que reduz a potência, rotações, etc quando o VW detecta que está a ser testado não produz apenas menos NOx, por consequência só podem produzir menos CO2 artificialmente, é óbvio. Além de que deixa a dúvida no ar, se o software só reduzisse o NOx como afirmas, porque é que instalaram em 11 milhões de motores e não apenas nos 500.000 vendidos nos EUA?
          Outra afirmação errada que fazes, o prius paga o mesmo iuc de um carro com motor 1.8, porque…… O prius tem mesmo um motor a gasolina 1.8 instalado 🙂 só é possível ecológico a muito baixa velocidade (apenas nos grandes centros urbanos, porque acima de 30 a 50km/h é o motor a gasolina 1.8 que funciona! 🙂

          • Claudio says:

            Eh lá que o meu prius está avariado !!! é que acima dos 50km/h dependendo das condições de estrada/condução (elevação/aceleração) o motor não esta sempre em funcionamento (motor de combustão claro).
            Para não falar que o motor do prius tem ciclo de combustão atkinson mais eficaz em consumo logo também em poluição, logo comparar com um motor 1.8 “normal” não é muito correcto.

          • Nuno Moreira says:

            Permita-me uma correcção.
            No Prius e no Auris Híbrido, como em geral nos híbridos Toyota, o motor eléctrico ajuda com bastante frequência o motor a gasolina (trabalhando em simultâneo), ajudando assim para um menor consumo mesmo em estradas fora da cidade e, consequentemente, menor poluição.
            Em cidade é onde o condutor tem maior percepção dos benefícios do sistema híbrido, mas não é onde funciona em exclusivo.
            Existe esta percepção errada de uma forma geral, também porque existem várias marcas com híbridos mas apenas na Toyota o sistema é eficiente na generalidade dos percursos.

          • Rui says:

            A questão não é essa. O Prius tem um motor a gasolina de 1.8, é um facto indesmentível, o que referi é que é normal que pague o mesmo IUC que outro motor a gasolina da mesma cilindrada.
            Quanto à eficiência….. já conduzi mais que uma vez o Prius e só foi económico nos primeiros metros (vivo fora dos centros urbanos) e garanto que ouvia muito bem o motor a gasolina a trabalhar!!!!
            Quanto aos consumos e eficiências…. a minha esposa faz médias 1 litro a baixo de mim nos 2 carros que utilizamos…… eu é que não sou eficiente a conduzir 🙂 e notei isso mesmo com o Prius. Para além de me fazer confusão ter apenas 2 pedais e nunca saber muito bem quando posso ir embora e ter a certeza que ficou desligado, principalmente se deixar alguma janela aberta…….
            Também confesso que só uso a 1ª e 2ª velocidade a tirar o carro da garagem e não notei por isso eficiência nenhuma no Prius! Culpa minha não morar em locais urbanos e ainda por cima ter o pé pesado!!!!

      • rmcrys says:

        A ideia não é driblar mas sim poupar onde se pode. Um motor ligado em fila é poluição desnecessária.

        Na Europa há muito menos poluição que nos eua, daí que usa-se massivamente diesel porque ainda nos podemos permitir “algum” CO2 e NOX, mas lá não. Na Europa já usamos filtros de partículas e carros com consumos muito reduzidos, nos EUA tens imensos veículos que ainda que sejam a gasolina, gastam 15 e 30L/100 km daí que isto com a VW foi por andar a enganar,e ver se impulsionam a indústria americana, não porque tem peninha do ambiente.

    • sniperpt says:

      Essa questão está a ser levantada e é possível que venha acontecer.

      Achas que o nosso fisco está distraído onde pode ir sacar mais uns trocos valentes.

  12. Diogo Jesus says:

    E agora o que vai ser da VDG sem os petroleiros?!
    Para quem percebe minimamente de mecânica sabe perfeitamente que estas imposições ambientais levam a que sejam metidos componentes no carro que dão imensas dores de cabeça.
    Vou dar um exemplo, um carro a gasóleo deve ter catalisador, mas se o tirares e fores a inspeção eles nem notam, porque não é medida a quantidade de NOx emitida, mas a opacidade dos gases. Ou seja, m**** para o catalisador, que para além de dar cabo do turbo, se não estiver lá ninguém vai dar por falta dele.
    EGR’s, filtro de partículas, catalizadores?! M**** para isso! tudo fora, só dão avarias, dores de cabeça e claro que depois de tanta imposição é quase impossível fabricar carros com desempenhos aceitáveis e tenham isso tudo a funcionar.
    Lembram-se de criar regras e mais regras, mas não se lembram que é impossível fazer filhoses de água. Vão mas é dar na cabeça à China e deixem os carros em paz.

    • rui says:

      Na maior parte das vezes dão problemas porque vão fazer reprogramações nas “oficinas de esquina de rua”. Hoje em dia qualquer um diz que sabe fazer reprogramações (ou como os azeitolas chamam: “repros”). Depois vão dizer aos donos que é melhor tirar X peça ou X peça porque tem mais rendimento e depois o que se vê é largarem uma nuvem de fumo e andam pouco mais do que andavam antes. O pessoal sem um pingo de juízo entende como “desempenho aceitável” num carro desses como a deixar uma bola de fumo (e noutras marcas entendem como a deixar fazer mais barulho). Mas preocupam-se com a VW porque segundo eles enganaram os clientes e depois mal saem à rua é só “fumarentos” que acham que andam ali com um carro capaz de ir a uma pista e fazer um tempo de jeito quando nem há “kit de unhas” e poluem bem mais do que esses de que acusaram a VW de mexer.

    • ze says:

      Ontem avariou-se o meu filtro de partículas,e nao encontro nenhum mecanico que o saiba reparar.
      Diogo Jesus help me.

  13. pedrostrik says:

    excelente artigo que explica em português a falcatrua dos hipócritas da VW, esta empresa vai e já está a passar muito mal, bem feito.

  14. Fernando says:

    Já não bastava os “repros” que andam praí “cheios de estilo” a deixar uma nuvem vulcânica por onde passam. Bem mas esses estão logo denúnciados, nem é preciso fazer testes. Depois os carros antigos é que não podem circular em Lisboa… Enfim.

    • Rui says:

      Pois também há mau jornalismo em Portugal. Essa notícia foi mal traduzida da Bild. Em lado nenhum a notícia da Bild diz que a BMW falsificou os valores. Refere sim que um modelo o X3, ultrapassou por 11 vezes os limites que a própria marca dá como referência (um teste é um conjunto de leituras instantâneas de valores), mas tudo diferenças marginais, que nada têem a ver com o software criado pela VW para os valores de poluição reais serem até 40 vezes superiores ao limite legal. Os valores lidos no BMW andaram sempre em linha com os indicados pelo construtor e em 11 leituras excederam um bocado o valor dado pela marca, mas nunca ultrapassaram os limites legais, que a VW ultrapassou em 40 vezes a cima desses limites.

      Outra coisa, a BMW está a caír na bolsa, como quase todos os construtores estão a caír, com a excepção da VW que agora está a recuperar alguma coisa da gigantesca queda, sem que isso signifique obviamente que a VW é que está bem agora e os outros estão todos mal 🙂

      Percebeste o que quiz dizer?

  15. VL says:

    Falta um detalhe sobre o qual nenhum governo terá coragem de agir e vem de encontro com que já se escreveu por aqui no que respeita a veículos “alterados”.
    Basicamente se as viaturas em causa não cumprem a lei, não podem circular, ou seja deveriam ser apreendidas em caso de incumprimento….e cada proprietário deveria ter direito a ser indemnizado por isso.
    Tal como qualquer produto defeituoso, deveria ser devolvido á fabrica e reposto por outro.
    Parece-me que é isto que a nossa lei do consumo diz,,,,,

    • Silva says:

      A lei tambem diz que viaturas vendidas em 2º mao tem obrigatoriamente de ter 2 anos de garantia, ou 1 ano por acordo mutuo.
      O que se ve é stands a aplicar garantias por mais 500/1000€ ao valor do carro.

  16. Realista says:

    A VW podia muito bem ter dito que usava Android e que aquilo era um bug… como estamos habituados aos bugs e problemas de segurança do Android ainda se livrava da multa.

  17. miguel says:

    Será erro ou por desconhecer , é o Co2 (Dioxido de Carbono) o responsável poluente , o N(azoto) é 1 gás inerte logo não poluente , o uso de Nox tem o efeito contrario .

    • Vítor M. says:

      NOx is a generic term for the mono-nitrogen oxides NO and NO2 (nitric oxide and nitrogen dioxide). They are produced from the reaction of nitrogen and oxygen gases in the air during combustion, especially at high temperatures. In areas of high motor vehicle traffic, such as in large cities, the amount of nitrogen oxides emitted into the atmosphere as air pollution can be significant.

    • Rui says:

      Não. Nós na Europa é que normalmente só damos importãncia ao CO2 produzido por um carro (o principal indicador é o nível de CO2 produzido, apesar de também medirem partículas), mas os americanos restringem mais é o NOx, onde é precisamente o calcanhar de aquiles dos motores diesel em comparação com os carros a gasolina.

      • Filipe says:

        Sim, Portugal tem um visão enviesada das coisas. Para ser mais justo o ISV e o IUC deveriam basear-se em CO2 para motores a gasolina e NOx para motores a Diesel…

  18. Alberto Esteves says:

    Uma grande verdade é que os américas são os maiores porcos mundiais a seguir à China em termos de poluir o meio ambiente e depois saiem-se com estas cheios de moral.

    https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_carbon_dioxide_emissions

    Claro que não estou a desculpar a VW, porém outra grande verdade é que se a VW fosse fundada pelo Roosevelt ao invés do Tio Adolfo isto nunca chegava a publico com impacto que teve, haveria um lobby a contradizer o estudo e a descrdibilizar a EPA e a universidade que os ajudaram.

    ‘merica

    • José says:

      Claro. Vejam o que se passa com a extracção do gás de xisto que, só a sua extracção é mais poluente que as emissões da queima dos produtos finais… dizem os produtores de petróleo…

  19. R!cardo says:

    Ora eu tenho um VW de 2010 a diesel, devo preocupar-me?

  20. Guillherme says:

    Grande Artigo Obrigado pllware!

  21. JSM says:

    Muito bom artigo Vítor M., bastante esclarecedor, parabéns! 🙂

  22. André Lopes says:

    Estou safo o meu TDI é de 2006. Além disso tem Repro e passa na inspecção sem ir pela porta do cavalo …

    • rui says:

      É só mudar o mapa antes de lá ir e dar uma limpeza à traseira. Não é? 🙂
      Agora, se passa com repro, ou foi uma bem feita ou é como um artista que conheço que tem cunhas e só precisa de lá deixar o TDI para ficar registado em como lá foi e dão-lhe a folhinha a dizer que passou e pode vir embora. Confessa lá. 🙂

  23. Rui says:

    11 milhões de veículos onde? EUA??? É que só na Europa e Coreia são estimados mais de 40 milhões

  24. José Mourinho says:

    Pelas noticias que deram agora às 13h, a VW também adulterou na Europa motores 1.6 e 2.0tdi.
    Resumindo, se isto pega de vez, vão implementar nos IPO maquinaria para ler os níveis ligando à centralina…
    Muita gente vai-se ver grega por terem retirado filtro de partículas, válvula EGR e adulterarem a potencia lol

  25. Rui C says:

    O meu Audi A3 está safo. 😀

  26. Maciel says:

    e agora outra questão!! O pessoal que tem chaços velhos, ainda que bem afinadinhos e poupadinhos, não podem andar na maior parte de Lisboa. E agora como é que ficamos em relação a estas autênticas bombas poluidoras??

    • Malic X says:

      Se passam na inspeção porque é que são bombas poluidoras?
      De acordo com as regras europeias os níveis de NOx aceitáveis continuam muito acima dos americanos. Por alguma razão eles, que detestam diesel, criaram regras absurdas para limitar a entrada do diesel.
      Não estou a sugerir que o comportamento da VW é aceitável, que não é. Acho é que não devemos generalizar.

      • Maciel says:

        No entanto não responde ao essencial, na inspeção só monitorizam (tanto qt sei) o MO, e nenhum outro gás. Se estes emitem aqueles gazes nocivos até 40 vezes mais que o permitido significa que alguns dos que sao impedidos de entrar em Lisboa poluem menos, e no entanto estes mais novos podem entrar à vontadinha. Pergunto apenas para pôr em causa a justiça da medida da CML, por mim é-me igual já que não tenho nem um dos velhos nem um destes da Vw agora sob suspeita.

  27. AC says:

    Mas são 40 vezes mais ou entre 10 e 40 vezes mais, portanto até 40 vezes mais? Esta palavra até faz muuuita diferença… Haja rigor.

  28. rmcrys says:

    Falso, o sistema tem uma componente de hardware (um reservatório) onde o software quando detecta os testes direcciona os NOx para esse reservatório.

  29. Filipe says:

    ainda bem que despachei o Golf a tempo 😉
    No entanto, muito bom artigo. Parabéns!

  30. Freddy says:

    Ora cá está o software deixa qualquer fumarento português feliz da vida. Na hora da inspecção tudo ok na hora do que eles chamam aço é tudo a deitar fumo que nem chocos. agora parabéns pelo artigo.

  31. João Porto says:

    O que a VW fez é muito grave. Gostava que todos fossemos mais exigentes em tudo e não apenas neste caso.
    Quem circula nas estradas vê estes crimes diariamente e não precisamos de medir os níves de Nox e C02. No Porto os Autocarros da Resende são uma vergonha. Quem circula na rua ou atrás destes veículos perde anos de vida com o fumo preto.

    Os Jornalistas e os media têm uma responsabilidade acrescida em denunciar estes casos e responsabilização. Pesquisem na net sobre os Autocarros resende e vão encontrar várias pessoas a denunciar.

    • Pereira says:

      É uma verdade! Mas ultimamente também tenho notado que os da STCP, nomeadamente os mais antigos, estão cada vez a fazer mais fumo, coisa que não acontecia. Pode ser do desgaste, ou dos trocos que andam a poupar na manutenção/combustíveis, etc…

  32. Pereira says:

    Isto parece-me acima de tudo um erro muito infantil da VW… O problema reside na essência dos motores diesel, isto é, no facto de serem diesel! Os EUA têm legislação muito mais apertada que a Europa no que concerne a libertação de NOx. Como desenvolver sistemas específicos para um mercado incipiente e em arranque como o dos EUA ficava caro, deixaram-se ir pela chico-espertice e arranjaram forma de dar a volta ao texto.
    Agora o que não se está a falar é no prazo de validade dos sistemas anti-poluição dos diesel actuais e no grande decréscimo de eficiência destes componentes (CAT, FAP, EGR, sensores, etc) com o tempo e utilização.
    Um diesel com 100.000 km com tudo como manda a lei está longe de emitir os valores anunciados de fábrica.

  33. Nuno says:

    Sera que vao proibir os VW de entrar no centro de lisboa , ja que os carros velhos nao podem entrar por causa da poluição ..pelos vistos estes ainda sao piores.. dava bastante jeito que assim era menos transito 🙂

  34. orlando Silva says:

    Sera que nao compreendi ou – legalmente – so os carros a diesel vendidos nos EUA ou em outros paises onde o NOX e medido e que estao em falta legal?
    Na europa so medem (e taxam) o CO2, nao o NOX. Por isso, embora em termos de saude os carros facam mal, em termos legais, nao ha diferenca.
    Tenho razao?

    • Pedro Jorge says:

      Boas
      são os carros em todo o mundo embora em Portugal como é um pais atrasado 20 anos só mesmo tentar encontrar talvez uma banca de ensaio que consiga saber se o carro é adulterado ou não

  35. BJ says:

    BOA TARDE A TODOS…
    IMFELIZMENTE SÓ EVOLUÍMOS COM OS ERROS… (GRANDES E NEFASTOS PARA NÓS PRÓPRIOS).
    ESPERO QUE COM ESTE TRISTE EPISÓDIO, PARA NÓS E NATUREZA, SE COMECE A MUDAR MENTALIDADES E DE PARADIGMA.
    VENHAM EM FORÇA E COM PREÇOS JUSTOS, (MAIS BARATOS QUE OS ATUAIS CARROS DISEL) OS CARROS ELÉTRICOS, COM AUTONOMIAS DE 350, 400 OU 500 KM.
    A TESLA É UM EXCELENTE EXEMPLO DISSO.

    • rmcrys says:

      Tens consciência que a produção de um carro eléctrico, principalmente a bateria é muito mais poluente que um a combustíveis fósseis, a electricidade tem que ser produzida para já muito com combustíveis fósseis, e as baterias ao terem que ser substituídas entre 80.000 a 120.000 km (3000 a 12.000 euros) são resíduos e poluição.

      • Claudio says:

        preço das baterias do prius era de cerca de 1500€ em 2014, poderá ser até menos atualmente e esse intervalo de kms para substituição é … ridiculo (pelo menos para toyotas)

    • José R. says:

      O problema é o loby dos combustíveis, que não tem permitido que se evolua noutras alternativas.
      Tal como refere, a Tesla é um dos exemplos, que espero que venha mudar o mundo automóvel. pelo menos em termos de autonomia, já está mais aceitável. A rapidez no carregamento de baterias é outro ponto importante a ter em consideração. O preço é que ainda não ajuda muito, são veículos ainda muito caros para a bolsa de um normal cidadão. Para isso, é preciso dar provas que esta alternativa é aceitável e passar à construção em série, em grandes quantidades, para que o preço possa descer para valores considerados “normais”. O carro elétrico com uma boa autonomia, carregamentos rápidos, e muito importante, muitos locais para recarregamento, será uma opção que irei considerar. Não podemos é esquecer, que para ser ter energia, também se fabrica muita poluição. Ideal, sim, seria um veículo elétrico com um sistema que se autorecarrega. Mas isso não seria do agrado de muitos, que deixariam de lucrar…

  36. Diogo Pereira says:

    Será que a C.M. Lisboa vai proibir também a circulação de carros VW no centro da cidade?

  37. silva says:

    Tambem deveriam verificar os autocarros da Carris, é com cada fumarada que parece um TDI reprogramado

  38. Pedro Jorge says:

    Boas a todos
    Só tenho duas perguntas? Onde se faz o tal teste cá em Portugal? Será que o meu carro for um desses adulterados tenho direito a reclamar por um carro novo?
    O meu carro é um Skoda Fabia 1.4 Tdi de Março de 2008 e desde que o comprei sempre me queixei do consumo, passado 15000kms queimou a bomba de gasóleo, passados outros 15000 queimou o rele da bomba de gasóleo e entretanto não abaixa dos 5,5l aos 100 de resto anda entre os 6.7l e 7.l2 e quando circulo a 125 o carro vai para 9l a 10l e no relentim chega atingir litro e meio instantâneo
    ouve uma altura que fiz reclamação a SIVA mas de nada fizeram, deram como desculpa que é dos pneus e ser motor com injetores bomba…
    Andei com Peugeot 1.4 hdi com consumo de 4 litro, Renault 1.5 dci com o mínimo de 3,5l e um fiat 1.6 multijet com 5 litros aos 100 e então o meu carro por mais fraco que seja gasta mais derivado aos pneus e injetores bomba?
    Comprimentos

    • rmcrys says:

      Carro novo? Lol certinho…

      Eu tive um skoda Octavia 1.9 TDI injector bomba, e média real com pneus 205 raio 16: 4.8 a 5.6 L/100. Tenho um A3 2.0 TDI 140cv (caixa de 6) e as médias são idênticas, talvez uns 0.3 a 0.5 L/100 superior em andamento mais rápido no A3.

      Os motores vw sempre foram um dos melhores diesel, antes gastavam mais óleo para dar durabilidade com tanto rendimento (versões 1.9 TDI de 115 a 150cv, e primeiros 2.0 TDI). Outros motores com MUITOS problemas do grupo são os 1.4 TSI / TDI.

      No teu caso tens um motor defeituoso, mas infelizmente nenhuma marca é boa com garantias, nenhuma.

      • Pedro Jorge says:

        Sim o carro está todo de origem desde o dia 7 de março de 2008 e já conta com 130.000 kms alem de ser o primeiro proprietário e por isso digo que é exagero porque alem deste tenho mais um Opel frontera 2.5 tds com 400.000 kms que faz medias entre os 7 e 8 litros de auto estrada e os 9 a 10 litros em cidade e por ultimo tenho uma Audi A4 1.9 tdi quattro 131cv como motor AWX de março de 2002 que em auto estrada faz-me no mínimo 4,5 litros na casa dos 130km e em cidade não passa dos 6,5l mas já faz algum fumo e este é devido a grande quilometragem percorrida e o motor a precisar de reforma.
        Cumprimentos

    • Rui C says:

      Manda isso para abate e compra um carro a sério. Sai-te mais barato.

    • Rui says:

      Eu tive um skoda fabia break 1.4 tdi durante 10 anos, vendi-o com 270.000, km e as médias nunca passavam dos 5 ou 5,5l. Médias não o consumo instantâneo. Era um motor muito bom e económico, só tenho a dizer bem desse carro. O único defeito era o ruído, mas não se pode ter tudo. Esse motor com esses consumos de 6 e 7l que indica deve ter algum problema.

    • arturo says:

      Pedro, um carro ao ralenti pode gastar 1 ou 1.5 litros, mas é por hora, claro, se o carro está parado, não é aos 100 kms

  39. Rui says:

    Capa do jornal i, secretário-geral da DECO afirma que a VW deve indemnizar o Estado Português. Agora é fazer as contas a todos os países!!!

  40. Alexandre Figueira says:

    Se estão assim tão preocupados com o ambiente, deixem de comer carne, porque a indústria agropecuária polui muito mais, que a automóvel, quanto à mentira da VW já estão a pagar por ela, muitos mil milhões de prejuízo.

    • rmcrys says:

      Ja agora deixem de usar Internet, TV, pc e telemóvel, porque a produção e energia gasta poluem ainda mais. Peixe também nem pensar, do o óleo e combustível dos barcos … ahhhh e nada de viagens!!! O combustível dos veículos/aviões também polui, então o melhor mesmo é metermo-nos numa caverna a comer alfaces.

      • Miguel says:

        Os problemas têm de ser resolvidos consoante o seu grau de impacto… Seguindo essa linha de pensamento ainda se usaria gasolina com chumbo.

      • Nuno Moreira says:

        O que está em causa é um sistema engana as autoridades.
        Ou seja, as viatura VW eram homologadas com certos dados oficiais de emissões poluentes, mas na verdade emitiam mais em 10 a 40 vezes (consoante o modelo).
        É fraude.

  41. Scm says:

    Outro escândalo são os consumos anunciados pelas marcas, são uma fraude total e ninguém é responsabilizado. Parabéns pelo excelente artigo!

    • Miguel says:

      Não é escândalo nenhum pois são testes feitos de forma a se poderem comparar consumos entre automóveis nas mesmas consdições. Na realidade, todos gastam mais que o anunciado pois as condições são diferentes.

  42. azzancha says:

    Não estão a ver a coisa pela perspectiva certa.
    há um gajo que desenvolveu uma máquina analizadora de gases, que por ironia do destino o tio tem um cargo político alto e até tem poder de Decisão nas leis .
    para dar uma ajuda ao sobrinho, o tio arranjou uma manobra de modo a que o sobrinho tenha muitos rendimentos.
    Há, o sobrinho pertencia à tal ONG.
    (não sou de teorias da conspiração, mas é caricato)

  43. LMSM says:

    mais outro escândalo é o VOLANTE DO MOTOR BIMASSA, tenho uma passat 2.0 tdi de 2011,que levou um aos
    7.000 km e outro aos 30.000Km.
    Vamos fazer uma lista de mais contemplados?
    luismendes.

  44. Pedro Jorge says:

    Bom dia!
    Hoje ao ler o JN vem lá explicito que a Skoda assume que os seus carros ã diesel não são adulterados nos motores 1.6 e 2.0 modelos produzidos desde 2009 até a data, noutro cabeçalho passa a informação que os Fabia, Roomsters, Octavias e Superb poderão estar adulterados e noutro comentário que fiz anterior o meu Carro é um Fabia 1.4 tdi de 2008 com os consumos exagerados e no JN afirmam que estes gazes são dectetados quando se remove o filtro de partículas e outro meio tipo catalisador… O meu carro não tem nem uma coisa nem outra e depois admira-me que Polos , Ibizas do mesmo ano terem 75cv e o meu 85 cv ou será por ser injetores bomba e jantes 16 com pneus 205 45 r16
    Outra questão em conversa entre fóruns TDI, ClubSkoda, BrisSkoda, porque o meu carro faz manutenção 30 em 30.000kms e utiliza óleo sintético 5w30 enquanto outros modelos utilizam óleo 5w40 para 15 em 15.000 kms
    Vou saber onde fazer o tal teste e depois vou reclamar o carro ou melhor, o motor do carro e a eletrónica se ele realmente for adulterado
    Cumprimentos

    • rmcrys says:

      Pedro Jorge, pneus desses num … Fabia, 1.4 TDI é o mesmo que meter pneus de camião numa vw touran…não passa pela cabeça de ninguém, e isso são pneus para carros com 100 CV e muito mais binário/cilindrada.

      Os motores em questão são motores EURO 5, COM filtro de partículas, e com common rail. Os motores vw anteriores (injector bomba, euro 4) são motores com mais disparo às 1500/1750 rpm, mas muuuuuito mais poluentes.

      A mentalidade de deficiente de muita gente leva a retirarem os filtros, catalisadores, alterar a gestão para maior potência (e emissões), porque no único neurónio que funciona as partículas, NOx, emissões não tem significado, e o que interessa é “botar fumo” e “dar gás”. Ainda bem que a maioria dos europeus não pensa assim …

      • Pedro Jorge says:

        Pois quando comprei o carro era está medida de pneus que tinha montados e descritos no DUA.
        Quanto a cavalagem do carro o vendedor na altura disse que eram 85cv e 4 litros aos 100 e de velocidade maxima era os 185 no máximo e na verdade por 2 ou 3 vezes já foi aos 205 mas digo que é muita velocidade pra um carrito pequeno

        • Vida says:

          Boas a minha skoda de 2004 com uma velocidade de 90 gastava 3,9 e a 120 gastava 4,8 aos 100, com pneu 195, mas acho que tinha 75 cv. Podes ter um pé pesado ou algum problema no motor.

  45. jda says:

    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/e/e0/Greenhouse_Gas_by_Sector.png

    Eu tive um vw passat de 2010. Em 100.000 km teve 3 vezes na oficina com problemas graves. Bem dita a hora que o troquei por um bmw que já vai com 220.000km e nunca me deu nenhum problema.

    • rmcrys says:

      E eu conheço pessoas que antes dos 100.000 la foram os motores BMW ao ar com fugas de óleo, e outros do grupo vw mais de 300.000 sem problemas.

      As únicas marcas que realmente tem uma fiabilidade marcadamente pior são as italianas, inglesas, e (já foram pior) americanas. Por experiência ainda de tudo estão as japonesas, depois alemãs/sul coreanas, depois Ford, depois francesas (Renault em último) e lá bem no fundo italianas.

  46. Pois says:

    Por isso é que o meu carrinho andava bem para a potência que tinha! Quando estava em estrada eles abriam os filtros todos… LOL

  47. Pyntoo says:

    Bom artigo, obrigado pelo esclarecimento.

  48. Pedro Jorge says:

    Está dito e mais que dito, os motores em questão começam pelo código AE189 e vem nos blocos 1.2 tdi, 1.6 tdi e 2.0 tdi com sistema common rail, quem tiver este motor pode ir reclamar que a marca acarta com todas as despesas

  49. Sr Passos coelho says:

    As pessoas falam e falam…
    Por exemplo o Golf 7 GTD tem 200 cavalos e tem esse software se vão a marca atualizar o software ficam com 150, uma pessoa pensa na mais vale ter os 200 doque ter 150 e parecer uma rastadeira.
    E bonito falar mas na ora da verdade muita gente não vai atualizar.
    Na ipo ta tudo bem na estrada é o que interessa, olha manda mais um bocadinho de emissões para a atmosfera….

  50. Mena Machado says:

    Muito esclarecedor . Fiquei ainda mais convencida que os alemães têm uma estratégia, que é sempre a mesma, criam uma imagem de seriedade e disciplina e quando todos estão convencidos disso, eles agem pela calada, a ética é só aparente. Como diz a frase “Consegue-se enganar muita gente durante muito tempo, não se consegue enganar toda a gente durante o tempo todo” .

  51. Nuno Pinto says:

    Tenho um Seat Ibiza 1.2 tdi de 2011, modelo bastante económico mas com potencia no limite do aceitável.se o carro for actualizar o software da centralina e ficar com menos potência, ninguém vai querer fazer isso.O problema está longe ser resolvido…

  52. fernando says:

    Vendo wv passat , com chips alterado,
    Melhor oferta.

    Lá se vai o valor comercial do meu carro pensado eu ter feito um grande negócio quando paguei 24.000€ por ele! E agora?

  53. Rui says:

    Triste ler comentários de proprietários de Diesel a afirmar que compraram as viaturas por serem amigas do ambiente… Isto só pode ser gozo!

  54. João Porto says:

    Os Alemão tiveram muito mal mas nós por cá temos que ser mais exigentes. No transportes públicos do Porto é assim todos os dias, https://www.youtube.com/watch?v=m1zL_v4T20A

    Na estrada os carros particulares é o que se vê e os TDI sempre foram os piores.
    A Tesla está a procurar uma localização para uma fábrica na Europa. Podiamos trocar com a Auto-Europa 😛

  55. Dina Miguéis says:

    Sabem se as viaturas Audi a4 2.0 TDI de 2009 estão no rol das afectadas?

  56. Pedro Jorge says:

    Aqui ninguém vai tirar nem por cavalos no motor, o que vão fazer é uma atualização na centralina ou Gateway do carro e depois levam uma folhita as finanças pra pagar o devido imposto sobre o veiculo, mas de muitos proprietários de bluemotion, ecomative, greenline e os amigos do ambiente da audi poderiam em contrapartida pedir também a folha pra meter jantes maiores

  57. ANTONIO C. says:

    Boas a todos.Só posso dizer que a VW está a servir de bode expiatório para acarretar a” solo” com este escândalo.
    Conduzo duas versões do 1.9 tdi(Touran,Caddy III).O Touran tem computador de bordo,que faz a media de consumo até aos 10mil.Rodando até aos 120K h,tenho sempre medias de (4.7L/4.8L). Para uma maquina com 1700 quilos de peso mais carga é obra.Apenas comparo com outras marcas que para potencias idênticas e com menos uns centímetros cúbicos apenas se ficam pelo menos por(6.5L) de media, afinal….Quem queima pior?

  58. Luis says:

    Eu só quero saber o que vai acontecer ao meu carro (SEAT Ibiza 1.6 105cv FR de 2013) e afinal ao que vou ter legalmente direito.. Quanto ao ambiente, o governo que se entenda com as marcas.

  59. Mgaspar says:

    Experimentem um carro com fap , a funcionar ao relantin dentro de uma garagem e vão ver o que vos acontece !? Não fujam não … São quase todos iguais , os únicos que se safam são os que tem uma wideband a gerir a mistura . Agora ja quase todos têm …

  60. J.Fonseca says:

    A verdade é que já não há ninguém em que se possa confiar. Sobretudo quando se trata de situações em que estão envolvidas somas astronómicas, na indústria automóvel como em outras industrias. Em todos os países e sob todos os regimes políticos.

  61. António Jo says:

    É claro que eu me preocupo com o meio amnbiente e com o excesso de poluição, mas o que eu quero mesmo saber é se o meu Audi com o motor 2000 Diesel, tal como está, funcionana melhor ou não, em termos de potência e do rendimento do motor!

  62. Paulo says:

    Para mim que ate nasci na Alemanha e facil fazer um comentario sobre este tema. fraude igual a penalizacoes e prisao. Tenho 2 modelos desta marca A4 2010 e A5 2011 se tiver incluido como me parece nesta burla bem artilhada e queixa para cima da marca e tribunal com eles que se faca justica a todos os prejudicados que neste caso sao todas as pessoas que andam a respirar mais porcarias a conta de empresas que nao respeitam o que deviam e nao so os que compraram como eu, os que comprararam apenas estao a ser ainda mais lesados do que os outros . Cumprimentos.

  63. Antonio Camilo says:

    E lamentável que isto aconteça qual sera a tomada de posição do fisco de cada pais em relação a esta situação veremos a ver vamos.

  64. Claudio Canilhas says:

    Eu confirmei hoje mesmo que o meu A1 2013 esta com o tal software vamos ver o que acontece, uma pessoa gasta tanto dinheiro para ter o carro que gosta e vem aldrabado??

    • Pedro says:

      Olha, o meu Altea Xl é de 2010 e também vem aldrabado… Acho que com isto tudo, o mundo automóvel vai mudar! Mas em 2014 fui à 1ª inspecção (IPO) e não acusou nada… Como o que é medido é o CO2 , não ouve problema. Será que futuramente vou mudar alguma coisa? Para quê? Para o carro ter mais potência ou menos consumo? Esperar para ver… 🙂

  65. Ruben says:

    Boa tarde, o meu VW de 2013 também possui esse software fraudulento.
    O meu carro ainda se encontra na garantia, alguém sabe como devo atuar?

    • José says:

      Segundo a DECO eles são obrigados a receber o carro e indemnizar o dono pelo valor comercial. Isso dará cerca de metade do valor de compra ( sem impostos ).

  66. Manélí says:

    Não vencemos nas guerras, pode ser que com os fumos lá vamos. Terá sido este o pensamento?

  67. paulo says:

    boas… meu carro esta assim na lista negra, como posso tratar isso? primeiro carro que comprei e adoro mas penso fomos todos enganados …..

  68. José says:

    A DECO informa

  69. tommy says:

    Como Mecatrónico e programador, conseguimos reduzir as emissões dos veículos do grupo VW para o limite de lei, o problema é que o veículo ficou com menos CV (Cavalagem) o que implica a parte burocrática, dado que os carros foram vendidos com X ..CV… e agora ficam com menos CV… menos emissões menos Potência…

    • tommy says:

      Gostei do artigo, mas continuo a ser adepto da VW, à parte deste problema continua a ser umas das melhores do mundo, também gostei da maneira simplificada como explicaram o problema, embora ainda faltem aí algumas coisas, Sondas, egr etc etc… com conhecimento de causa, dado que estive a trabalhar no grupo VW…

    • Nuno Pinto says:

      No meu caso,antes de ser chamado a vw vou a um banco potência medir Cv e Binário, depois da reparação volto a medir, se ficar com menos cv/binário já não sou eu que falo com a Vw.

  70. tommy says:

    Antigamente quanto alterava um carro era mecanicamente, atualmente troco o mapa, ou compro kit potencia, neste caso a VW adiantou-se, agora levamos por tabela

  71. Vania says:

    Bom dia.
    Gostaria de saber se alguém me poderia esclarecer esta questão. Tenho um VW Golf 2010 que foi afectado por esta situação. Desde há 3 meses, que de vez em quando, acende a luz de avaria de motor. Fui à VW onde me ligaram o carro ao computador e o erro que dava era no “medidor de gases”. Disseram para fazer uma viagem grande com o carro para “limpar..”.
    Acontece que nestas duas últimas semanas, o erro tem sido frequente e há dois dias voltei à VW, e neste momento o erro está relacionado com a válvula EGR… terei que a substituir… =\
    Até que ponto não estará relacionada com este problema? Já aconteceu a alguém?
    Não sei o que fazer…
    Muito obrigado.

    • Nuno says:

      Olá Vania, o meu VW está a fazer exatamente o mesmo. Aposto que está relacionado com este sistema todo nos motores diesel, o mais triste será ter que substituir a EGR e ninguém se culpabilizar pois nada me garante que daqui a 70mil km a nova válvula tb fique no mesmo estado. Vou tentar a minha sorte via DECO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.