PplWare Mobile

Microsoft já usa ADN para guardar dados de um computador


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. CMatomic says:

    Do sintético ao biológico é um pequeno passo , isto levanta varias questões fisiológicas e morais .

    • Antwin says:

      não estou a ver onde é que isto levanta questões morais, ainda menos fisiológicas. Já é possível sintetizar ADN há algumas décadas e o que é feito pela Microsoft não tem aplicação em seres vivos.

      • CMatomic says:

        “não tem aplicação em seres vivos”
        Tem a certeza disso ?
        Eu não tenho duvidas que isto se pode aplicar em seres vivos .

        • Antwin says:

          não tens dúvidas porquê? só porque se trata de ADN?
          não basta ser uma cadeia de ADN para poder ter aplicação em seres vivos, a cadeia necessitaria de certas sequências para poder ser introduzido no genoma dum ser vivo, para poder ser regulado e ter alguma função no organismo. O que a Microsoft está a fazer não tem nada disso em conta, apenas traduz informação binária numa cadeia de ADN, não tem qualquer preocupação com o que é que é a sua sequência poderia representar num ser vivo, não lhe dá qualquer função para além de armazenar informação.

          • CMatomic says:

            Pode não ter função directa num ADN de um ser vivo , mas algo alienígena pode ser agregado ao ADN Humano .
            Imaginamos que um ser vivo tem no seu ADN informação binária , uma maquina pode ler essa informação e adequar uma intervenção no corpo desse ser vivo .

          • Antwin says:

            mas que imaginação que tu tens. Isso tem alguma coisa a ver com o que a Microsoft está a fazer?

          • Bit a bit says:

            Vejam o lado bom…. Daqui a alguns anos, não precisaremos mais comprar um SSD/HD Externo para fazer nossos backups! Injetaremos nossos ebooks, movies e músicas nos nossos Bíceps! Kkkkkkkkkkk

        • Redin says:

          Uma sequência de ADN explica como tudo o que constitui o ser vivo, desde a cor da pele, dos olhos, estrutura molecular, etc,.
          Se alterares esse ADN para poder servir de utilização para guardar informação, esse ser vivo deixa de ser quem é para passar a ser outra coisa qualquer. Seria parvo pensar que isso um dia viria a ser possível. Um código genético é isso mesmo, um código que se for alterado…

          Nesta sequência, somente será possível a utilização de ADN sintético para um fim específico e nada mais

          mas quem sou eu para dar um parecer sobre isto, não é?

  2. judas iscariotes says:

    a Microsoft guardar algo deve ser novidade

  3. Lumia 630 DS says:

    Estou a ver um perigo ao longe, ao fundo do túnel…mas ando a ver muito Sy-FyHD, deve ser disso….

  4. ZarkBit says:

    tanta ignorância que anda praki…

  5. Helder says:

    Qualquer dia á nascença metem uma porta usb na cabeça. Queres ser médico etc é só enfiar uma open na cabeça.

  6. Carlos says:

    Artigo muito bom, so nao gosto dos videos promocionais. Estes videos sao feitos apenas para promover as pessoas que aparecem. A voz off seria suficiente, mas velr algue’m a falar para a camara hoje em dia e’ insuporta’vel.

  7. Limbus says:

    Sendo 4 elementos, porque não base 4 em vez de 2?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.