PplWare Mobile

MB WAY: Onde ver as comissões que vão ser cobradas?


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Ze Hortalica says:

    Como é óbvio os bancos podem ir à merdinha mais as comissões. Da minha parte não levam um tusto, só mesmo se não conseguir outra alternativa.
    Apesar do MBWay servir para muitas outras coisas, esta seria talvez a função principal, que ficou estragada pela filha da p*tice do costume.
    Vão à bardam**

  2. Joao says:

    Comissões para pagar a merd* que os administradores fazem.

  3. Roque Almeida says:

    Todas as formas servem para roubar os cidadãos, e sempre com aval do Banco de Portugal e dos governantes do sistema.
    Quando será que os portugueses vão acordar?

    • Zen says:

      Não sou contra ter que pagar por um serviço, mas tendo em conta o que se passa em Portugal com a má gerência dos bancos em que todos tivemos que pagar, com os salarios que recebemos… Se ganhasse 3 mil euros não me importava em pagar essas comissões, agora para quem ganha 600 euros….
      Já chega de sermos roubados, chega desta escravidão mental em que nos puseram!

  4. Marco says:

    Por estas e por outras é que o nosso pais não anda para a frente, nem se desenvolve (pelo menos como deveria a nível de celeridade e qualidade), mas neste caso como entre tantos outros a ideologia e mentalidade mesquinha e pequenina (mesmo a tuga, não sendo exclusivo mas muito característico) das empresas, entidades bancárias e por ai fora, na pessoa de quem a gere obviamente em ver qualquer possibilidade de ganhar o que quer que seja, qualquer tostão que seja não hesita.
    E acaba por fechar portas a boas ideias e conteúdos criados, para facilitar a vida das pessoas como é o caso, uma chulice autêntica mas espero que a minha entidade bancária se mantenha como esta e não vá nessas ideias pequeninas sinceramente!

  5. Filipe says:

    Ladrões a roubarem de novo os clientes.
    Adeus MB WAY. Foi bom!

  6. Str says:

    E é uma questão de tempo até taxarem o multibanco, aguardemos…

  7. Grenshines says:

    #somostodosberardos

  8. Flavio says:

    Viva as app com cartões próprios 🙂
    Eu já nem o cartão nacional uso.. quem ficou a perder o banco que uso

  9. Eu says:

    Oxalá apareça uma app em que o utilizador não precise dos bancos para nada. Uma app que subsitua os bancos, basta de chulice é taxas para tudo e mais alguma coisa. O cartão multibanco já se paga anuidade, que não é pouco, e ainda querem intruduzir mais taxas pelas operações, eu dizia o que lhes intrusa pelo c* acima. Este país está a precisar de uma limpeza…

  10. Filipe says:

    Olá Pedro,

    atualmente estou no IT do BPI o 1º banco a taxar o MBWAY, um fator muito negativo para quem como eu, usa e abusa do MBWAY. Não querendo defender nenhum banco, apenas alerto para um pormenor que tem faltado dizer:
    MBWAY de borla no BPI é possível? Sim, usar a app do banco que disponibiliza os Webservices do MBWAY, faz exatamente o mesmo mas dentro da app do banco.

    Mas porque raio cobram comissões na app MBWAY e não cobram na app do próprio banco?! Vou tentar explicar mais em baixo….
    Outra novidade a rebentar, é a por exemplo pela app do BPI conseguir aceder, por exemplo, às contas da Caixa Geral de Depósitos, assim usam uma única app para todos os bancos….… se juntarmos esta informação à do MBWAY, podemos de alguma forma concluir que os bancos querem habituar os clientes as suas apps para no futuro ser a app para acederem a todas as contas bancarias… não sei se me fiz entender!

    Abraço e bom trabalho.

  11. Joao says:

    quando sair a libra estao ficam na m****

  12. Dragartone says:

    Completamente apologista do utilizador pagador, agora o preço é que me parece totalmente desajustado (se sempre tivessem uniformizado uns centimos como custo e por patamares se calhar toda a gente concordava, agora “facilitaram” no início e agora cobram um valor absurdo)…
    Agora também falar-se de serviços de borla e referir o estrangeiro é procurar um paralelismo alternativo inexistente… a não ser que se queira entrar em fachadas de negócios que servem de lavagem de dinheiro.

  13. Aquelegajo says:

    Até ao momento nada de comissões vos millenniumBCP. Provavelmente por serem contas com ordenado domiciliado ? Ou clientes frequentes ?

  14. Master of Menir says:

    Perfeitamente inaceitável, mataram uma excelente app e os interrvenientes, SIBS incluída, estão-se a borrifar; pois borrifemo-nos nós também

  15. Str says:

    MB WAY: Onde ver as comissões que vão ser ROUBADAS? Assim é que está correcto

  16. Zé do Peixe says:

    Na CGD ainda está sem comissões.

  17. Jorge Silva says:

    Mudem para o revolut:
    https://revolut.com/r/jorgeuhna
    – não tem comissões
    – oferecem cartão físico mastercard
    – permite usar com outras moedas sem comissões de câmbio, bom para férias/trabalho no estrangeiro.
    – Podem levantar dinheiro em qualquer multibanco com o cartão

    • Buckethead, O Grande, O Incrível, O Terrível says:

      E como se transfere dinheiro para essa conta Revolut? Não tem que se ter conta bancária para fazer a transferência? Essa é que é essa….
      O ideal seria a Revolut ter licença para eu poder domiciliar o meu ordenado lá, isso é que era. Aí é que as banquetas nacionais vão de vez com os porcos, quando tal acontecer.
      Em relação a taxarem os levantamentos multibanco, é simples, entregar o cartão e levantar o dinheiro do mês ao balcão, de uma vez só. Depois é só fazer pagamentos em dinheiro, como antigamente….

  18. Jorge Costa says:

    Tenho usado o N26.
    O dinheiro segue este caminho: Multibanco > PagServ ao Paypal (minha conta) > Transf p/ conta N26

  19. tobias says:

    dinheiro é debaixo do colchão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.