PplWare Mobile

MB WAY BPI: “Só por erro alguém faria transferências sem utilizar a nossa aplicação”


Autor: Pedro Pinto

Destaques PPLWARE

  1. says:

    Reparem que quem apresentou os valores de comissões do MBWAY foi o BPI, Millennium/ActivoBank e CGD.
    Ora conhecendo as Apps destes bancos facilmente se percebe que são estas que tem funcionalidades de transferir dinheiro dentro das suas próprias Apps.
    Como devem ter pago à SIBS para terem estas funcionalidades dentro das suas Apps agora querem obrigar os clientes a usar as suas Apps em vez do MBWAY.
    Outros bancos que não tem funcionalidades do MBWAY dentro das suas Apps ainda não se pronunciaram…
    Dá que pensar… Não?

    • Zé Esteves says:

      o serviço mbway é gratuito para os bancos

      • says:

        O serviço é grátis para os bancos! Mas e o custo dos programadores da SIBS e dos bancos que fizeram as funcionalidades para as Apps???

        • bola says:

          Quando começou o desenvolvimento do MBWAY quem quisesse podia candidatar-se a ser um gateway de pagamentos sem pagar um tostão sequer.

          Eu desenvolvi uma aplicação desse género com integração e fiquei com um merchant ID e posso ter N clientes a usar apps feitas por mim, não é preciso bancos nenhum.

          Toda a APi é publica e pode ser usada, o que fecharam depois foi a capacidade de certificarem novos gateways de MBWAY .

          Têm aqui N videos de MBWAY já com uns anos e a funcionar
          https://www.youtube.com/user/bolalabs/videos?view_as=subscriber.

          O Problema è mesmo dos Bancos nada mais.
          Uns mais “chulos” que outros.

      • says:

        O serviço é grátis para os bancos! Mas e o custo dos programadores da SIBS e dos bancos que fizeram as funcionalidades para as Apps???

        • Pedro Ribeiro says:

          Poderiam demitir todos que fizeram a do BPI,uma aplicação sem quaisquer preocupação com a experiência do utilizador, altamente instável e lenta.

          • Bruno says:

            Nao concordo, sou cloente BPI faço praticamente tudo com a aplicação e nunca tive problemas. Sempre funcionou a primeira, sem problemas de tipo algum.

          • Sergio J says:

            Estou como o Bruno. A aplicação sempre funcionou às mil maravilhas. Obviamente que a minha experiencia pessoal ou a do Zé não tem qualquer validade estatística.

          • ToFerreira says:

            +1 sem razão de queixa

          • Carlos Cabral says:

            O p.ribeiro deve ter ainda um Samsung gio ou qq coisa assim de 2010

          • Thor Franscisco says:

            Se calhar o problema não está na APP mas no dispositivo móvel que usas.

          • João Nuno Martins says:

            Parece-me que o problema talvez esteja no seu telemóvel. Sou utilizador intensivo da APP há muitos anos e não tenho queixas a fazer.

    • Mateus Pinto says:

      Eu pensava que a MBWAY pertencia à SIBS. Se é apenas mais uma a querer dinheiro, então não faz falta.

      Em todo o caso o BPI acabou de perdoar 116 milhões à SIVA, não entretendo porque que é que temos que suportar estes bancos com os nossos impostos quando estão na falência, mas quando têm lucros não vemos um tostão…

  2. José Marques says:

    Que chulice!
    ainda bem q não sou BPI

  3. Carlos Saraiva says:

    FYI, no ActivoBank nao serao pagas comissoes, se usarem a APP movel, atraves da funcao ActivoPay. Tem algumas funcionalidades basicas do MBWAY como levanter dinheiro, efetuar um pagamento, ou enviar dinheiro para outra pessoa.

    O activoBank tambem ira comecar a introduzir comissoes para a APP MBWAY

  4. Ricardo says:

    Que falta de visão, e argumentação tão saloia por parte de um presidente executivo. Citando a explicação dada aqui, obriga a que quem quer transferir o dinheiro, tenha que saber previamente o nº da conta de destino (lá se vai a parte prática e fácil da “coisa”….). Com o MBWay basta saber o nº de tlf do destinatário. Assim se os clientes do BPI deixarem de usar o MBWay ( que é uma pena…deviam era mudar de banco…) os restantes utilizadores de MBWay, se quiserem transferir dinheiro para alguém que tenha conta no BPI, podem eventualmente vir a ter custos utilizando o seu “homebanking”.

    • Zé Esteves says:

      o serviço através da app do BPI vai funcionar do mesmo modo que a app do MBWAY

    • Carlos says:

      Não defendo a posição do BPI.

      Mas tens que aprender a ler. A App de homebanking do BPI integrada algumas funções do MBWay, tal como a transferência e levantamento de dinheiro através da plataforma MBWay e consequentemente apenas com o número de telemovel.

    • Blackbit says:

      Exactamente, o uso de APP proprietárias tem esses inconvenientes: falta de facilidade de utilização e muito típico em empresas corporativas e fechadas sobre si mesmas.
      Nao gosto de instalar APPs para tudo e mais algumas coisa : é uma para o banco X, outra para o banco Z, e depois temos os jornais A, B, C que tambem querem que uses a app deles, so falta a empreda de limpeza ou o homem do talho tambem ter a sua APP e pedir para tu a instalares (e claro com acesso as fotos, contactos, msg etc do teu telemovel!)!

      É essa a sociedade digital que nos estão a vender?

    • luis borges says:

      Realmente, falta de visao… principalmente do lado esquerdo 😀

    • GM says:

      Vai ao MB, que por enquanto é gratuito. Eu não utilizo MB Way, não faço transferências em homebanking (salvo entre as minhas contas agregadas no cliente frequente MillenniumBCP). No homebanking, faço pagamentos de serviços, consulto saldos, pago impostos, etc. Tudo o que envolva pagamentos de comissões, remeto para o MB. Dá mais chatices, mais trabalho, é menos conveniente, menos rápido, mas não contribuo, pelo menos por este canal, para encher os bolsos do banco. Até à data em que se lembrem de começar a cobrar pelas operações no MB. Aí, logo vejo como irei proceder.

  5. Marco says:

    Em vez de uniformizarem os serviços bancários querem ser diferentes e obrigar a alguém que os sigam (clientes BPI). Melhor mesmo é mudar para um banco que não se ponha com estas tretas, como já alguém sugeriu.

  6. Trilobits says:

    Mais uma razão para fechar a minha conta…

  7. Tiago says:

    Não consigo é perceber o ataque da pplware ao BPI (se calhar até consigo 😀 ).E os outros bancos? milleniumm , CGD ? são tão ou mais caros que o BPI, mas o BPI permite fazer transferencias pela app deles… os outros bancos também ?

  8. Miguel Carvalho says:

    Passem a usar o REVOLUT !
    O primeiro a carregar no link, tem um cartão à borla 🙂

    https://revolut.com/r/miguelini

    E não, não tenho mais… sorry!

    • Emanuel Barros says:

      Exacto! Só o que já poupei em comissões da treta que os bancos inventam. Mesmo que se pague algo em Euros não quer dizer que o processamento seja feito na Europa e se não for eles cobram comissões.

  9. jose says:

    Nós os consumidores é que temos a culpa. Só temos que encerrar a conta e utilizarmos um banco que não cobre comissões. Se todos fizéssemos isto as coisas mudavam.

  10. Kyllaz says:

    O Novo Banco prepara-se para o mesmo… Abri agora a aplicação e tenho dois novos icons, um para transferir dinheiro e outro para levantar. O icon do mbway aparece no canto infeiror direito em pequeno quando se ativa a funcionalidade.
    Para mim outro ponto de grande importância que os bancos ainda não falaram é sobre as taxas a serem pagas
    pela criação/utilização de cartões virtuais que no meu caso é para o que uso mais o mbway.

  11. Fulano says:

    Façam como eu e utilizem os balcões. Custa zero e ainda dou emprego a muita gente.

    • Amigo do Fulano says:

      Desculpa… onde é que as operações ao balcão são gratuitas????
      Qual é o banco que não cobra comissões para (por exemplo) levantar ou depositar dinheiro ao balcão?

  12. McGoms says:

    Não entendo o stress bancário sobre isto.. se é necessário o cartão físico (que pagamos bem pago) para usar a APP MBWAY, porque raio os bancos se põe com estas tretas?
    – Não chega já o que lhes pagamos?

    • Fulano says:

      Eu posso responder a isso utilizando o texto acima.
      “No primeiro trimestre o BPI registou lucros de 49,2 milhões de euros”
      Ficaste esclarecido?

  13. Pedro Ribeiro says:

    Pablo Forero, não e erro e por que a aplicação do seu banco e ruim, não oferece uma boa experiência, não oferece uma boa performance.

  14. Nildo says:

    Mbway é superior a qualquer app de banco, seja qual banco for.
    Na app mbway vc pode adicionar vários catões inclusive de vários bancos diferentes e pode escolher qual usar na hora de pagar ou enviar dinheiro.

    • Sonicreducer says:

      Ora aí está … Eles querem empurrar as pessoas para dentro das apps deles ..para poderem enfiar publicidade pela APP a dentro e controlar quantas vezes a pessoa abre a APP e a localização e afins… Esses dados valem ouro 😉

  15. Ricardo says:

    Sim, livrem-se os bancos de investir algum dinheiro e assumir alguma perda com o MBWay apenas para beneficio do utilizador/cliente. Onde é que já se viu uma empresa que oferece ao cliente aquilo que ela quer ou a ter decisões comerciais em beneficio do cliente?

  16. Cortano says:

    Eu já pago uma anuidade pelo cartão (que se for CC ainda mais caro é). Também já pago comissões ridículas de manutenção de conta.
    A argumentação do BPI é estupidamente ridícula.

  17. Nuno Rompante says:

    Um pensamento retrógrada destes senhores dos bancos que cada vez mais demonstram só o interesse de ganhar dinheiro a curto espaço em vez de olhar para um futuro onde estes movimentos seriam mais fluidos que seria uma coisa boa para eles. Mas como já é costume dizer “palas nos olhos dificulta a visão”. SIBS é sim uma empresa com uma boa visão no rumo certo, mas tem que haver sempre pessoas a remar contra a maré.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.