PplWare Mobile

Japão fabricou o mais poderoso Laser do mundo, uma arma letal!


Autor: Vítor M.


  1. Eric says:

    com a desculpa da fusão inercial qualquer dia temos canhões a apontar para cima de nós directamente do espaço!

    • lmx says:

      +1

      “On the one hand, there is the defense component, because high energy density plasma physics can be productively studied on such devices. It’s necessary for developing thermonuclear weapons. On the other hand, there is the power industry component. The world’s leading physicists believe that laser nuclear fusion can be useful for future energetics,”

      Isto não me parece nada bom… Os EUA teem um, os Franceses teem outro, os Russos teem outro, e agora o Japão dá-me ideia que também vai ter…

      No entanto a energia que falam, acho que é a energia do feixe de laser..
      OS EUA,Franceses, e russos usam a técnica de amplificarem imensos feixes e depois conjuga-los em Um apenas, e as potencias dos feixes são de 2megajoules para o Francês e Americano e 2.8 para o Russo, presumo que seja valores máximos de energia que o laser final tem(já depois de juntos todos os feixes de laser..).

      Daí eu achar que a energia consumida pelo Americano do artigo, se trate da energia fornecida no feixe final..mas é apenas um palpite..

      Quanto mais curto for o disparo, maior a potencia do laser, aqui parece-me que eles conseguiram diminuir muito o tempo de disparo, mas não vejo referencia a vários feixes..pelo que dá a ideia que se trata apenas de um feixe..mais uma evolução..e os 100 metros parece-me outra..a ideia que tenho é a de que o russo deve ter mais de 200 metros de cumprido(as instalações onde está alojado tem mais de 360 metros de comprido..), os outros 2 devem andar mais ou menos por medidas muito acima das dos japoneses..mas mais uma vez isto ainda é uma coisa experimental..

      Apesar de resolver problemas energéticos…isto é um perigo..o ser humano não é bom por natureza e tende a auto-destruir-se..

  2. dajosova says:

    Estou preocupado é se uma roda dentada quebra na engrenagem e encrava aquilo tudo … resultando no não desligamento do laser!

  3. lmx says:

    Haa avaancos brutais nesta Área, na América no Japão, a última vem da Rússia, onde se estaao a prepara para produzir os primeiros lazers que podem fazer corte com uma precisão xerca de 1000 vezes superior ao que existe nos dias de hoej, e sem queimaar..
    A primeira aplicação? cirurgia, corte de vidro, metal, etc..

    nem sei como vai ser no futuro.. mas se isto for usado para o mal..vai ser pessimo..

    • Rui says:

      Estás atrasado, no ocidente já usam à algum tempo o laser nas cirurgias. Inclusivé nos hospitais portugueses, cada vez se utiliza menos o bisturi e mais o o laser nas incisões. Nas operações aos olhos, é o laser que se costuma utilizar e não é agora, já à alguns anos que é feito!!!!

      • André Lopes says:

        “1000 vezes superior ao que existe nos dias de hoej, e sem queimaar..”

      • lmx says:

        Os lasers actuais provocam queimaduras e aquecimentos brutais…
        Ao ponto de terem que ser feitos disparos de x em x tempo, para tentar diminuir o efeito disso..e a cirurgia mesmo assim não é o desejável..
        E a mesmo pessoas a ficar cegas, e com danos, por exemplo na vista irreparáveis..

        Ou seja aquecimento e queimaduras..
        Este laser, não aquece ou queima á volta, e é extremamente preciso.

        É uma evolução..

        A própria Samsung já fez testes e ficaram maravilhados,parece que vai avançar com a utilização desta tecnologia..
        Pelo menos para já sabe-se que será para cortar o vidro para smartphones, mas há também empresas interessadas no ramo da medicina..incluindo na América..

        É que uma das vantagens deste laser também é o facto de puder ser multi-material..o mesmo laser pode utilizar comprimentos de onda diferentes, apesar de obter o máximo de potencia nos 6.45 microns( que é o mais indicado para utilização em tecidos humanos), mas pode ter 10-12 comprimentos de onda diferentes…para diferentes materias..

        Isto abre portas a algo que por exemplo os EUA procuram pelo menos desde 1983..
        E foi pelo facto de haver procura para isto, e não se ter conseguido criar até agora que o famoso departamento de Lasers da Universidade de Tomsk, criou este laser..

        “Researchers at Tomsk State University are excited by the new laser because it is multi-functional and has the potential to be used in a number of different spheres. For example the ability to cut bone and tissue with no side effects could prove revolutionary for the medical industry. “

      • Rui Miguel Costa says:

        Com as tecnologias que há hoje em dia, preocupa-se sinceramente que as pessoas não saibam escrever português:
        – “à algum tempo”, deveria ser corrigido para há,já que é uma referência temporal.
        – “Inclusivé” Não existe. Essa palavra deve ler-se “inclusíve”, mesmo sem a existência do acento no “e”. É uma palavra grave.

  4. borderline says:

    primeira aplicação…star wars

  5. jo says:

    isto é a humanidade a ir de encontro ao que se espera: um dia aniquilam-se uns aos outros porque o espaço do planeta é de dimensões fixas…

  6. Antonio says:

    … a guerra das estrelas continua…

  7. Jeremias Humberto says:

    Imagino esse dispositivo nos protegendo de eventos catastróficos como um meteoro em direção da terra. não o vejo como arma de guerra. sem teorias conspiratórias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.