Quantcast
PplWare Mobile

Google quer garantir protecção contra os ataques DDoS

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Nelson says:

    É… Tudo muito mascarado de bonito, e tal, mas a verdade é que a Google é uma companhia, tem esses serviços, porque é um ISP, 99% das pessoas não sabe, mas quanto mais requisite do for um site, mais os outros ISP’s têm de pagar pela largura de Banda. Se a internet fosse uma rede de estradas com portagens, e os sites fossem cidades, o que a Google está a fazer, é gerar interesse nas suas cidades, para depois lucrar com as portagens!

    Por exemplo, eu sou cliente ZON, este site está alojado pela Sapo, que pertence á Portugal Telecom, se eu quiser ver uma página deste site, ou ver um vídeo no Sapo Videos, a ZON tem de pagar um acesso á PT, para que eu tenha uma velocidade e um delay aceitável, se a ZON não quiser pagar, pode pagar a outro ISP, e esse outro ISP fornece então acesso aos clientes da ZON aos sites da PT, como por exemplo, o pplware.

    A internet é um mundo de negócios mais complexo que o petróleo, e que só tem comparação com o mercado de valores (bolsa).

    A Google não é nenhum anjo. E esses serviços não são absolutamente nada de novo, a Google só está a tentar passar um serviço (proteção ddos) que é feito por hardware, para a cloud, e um serviço que já existe sob a forma de diversas empresas que vendem certificados, para a cloud deles também.

    • Nelson,

      Independentemente da Google ser ou não um bicho papão, acho que tens aí uma informação errada.

      Os ISP’s não pagam uns aos outros para dar acesso aos sites. Existe um ponto de troca de tráfego Internet a nível nacional e todos contribuem de forma transparente.

      Mesmo que não se queiram ligar a esse ponto, podem sempre aceder via Internet normal.

      Eles podem não ser santos, mas também não são os diabos que queres fazer parecer.

      • Nelson says:

        > Os ISP’s não pagam uns aos outros para dar acesso aos sites. Existe um ponto de troca de tráfego Internet a nível nacional e todos contribuem de forma transparente.

        Em Portugal, não sei como se processa, podem ter acordado isso gratuitamente para todos, mas a nível internacional, não, não é de borla, paga-se pelo Megabit/segundo, e não é pouco.

        O trabalho de um ISP é arranjar maneira de conseguir reduzir os custos.

        Podes depender apenas de outro ISP, exemplo, imaginemos que a Sapo e a PT são empresas separadas, e a Sapo só depende da PT.

        Mas isso fica caro, porque se os utilizadores da Sapo utilizarem muito um serviço alojado pela Google, e a PT tiver uma ligação com a Google, a Sapo vai ter de pagar por tráfego em segunda mão (2 hops).

        Logo, começa a compensar á Sapo abrir uma ligação direta á Google, e deixar de pagar o tráfego á PT, a 100%.

        Aliás, quando a maior parte do tráfego, é para a Google, para quê pagar á PT? Se quiser ir a um host da PT, fácil, vou busca-lo á rede da Google, e Google vai busca-lo á PT, e a PT de certeza que lhes faz um bom preço, ou a PT começa também a pagar BEM pelo acesso á rede da Google.

        Compreendes?

        Aliás, se não existisse Facebook, Dropbox, VPN, P2P e Pornografia, neste momento, a Google controlaria a Internet por 99%, a maior parte do tráfego, são para sites da Google, como o Google, Gmail, Google Sites, Youtube, etc.

        No momento que isso acontecesse, que não está tão longe, a Google seria dona, por completo, da Internet!

        Seria impossível, por exemplo, para ti, para mim, criar um serviço sem a “benção” da Google. Então serviços que necessitam de grandes larguras de banda, tipo Spotify, Dropbox, etc. Nunca, nunca seriam comportáveis, ainda por cima, gratuitamente.

  2. Miguel L. says:

    O que é que esta malta ganha com isto? Para um serviço?Rouba dados?

    • Tiago Santos says:

      Imagina que o site atacado segue o modelo da amazon… Umas horas down pode originar um prejuizo consideravel. Isto varia com o volume de vendas do site.

      Cumps

  3. Terry says:

    “Google queR garantir protecção contra os ataques DDoS”

    Continuem com o bom trabalho 😉

  4. sergio says:

    por uma internet cada vez menos livre…

  5. Rui Costa says:

    Não conheço concorrência a este serviço e se for gratuito será muito bom. A questão de “Mais uma vez a Google embarca em projectos que visam garantir a liberdade de expressão e uma Internet livre de barreiras e de filtros”… falta saber se as agências governamentais não tem o olho metido nisto.

    • Nelson says:

      Já existe, e já tens instalado.

      Para os sites, já existem há NNnnnnn

    • MM says:

      A própria Google recolhe dados, não te preocupes tanto com as agências governamentais. A Google recolhe dados dos próprios mails enviados e recebidos em contas GMail. Ou porque é que achas que recebes publicidade e outro lixo tão direccionado aos teus gostos?!
      Além de que, toda esta informação é valiosa 🙂
      Portanto, antes de te preocupares com as agências governamentais, preocupa-te com quem está mesmo próximo de ti, a Google.

      • Profect says:

        Existem opções do género:

        “Receber publicidade sobre os seus interesses”

        Experimenta não escolher essa opção e depois diz-me o que acontece..

        DAAAAHHH

  6. Norberto Vale says:

    “A ideia da Google é alargar este serviço a todos os sites que o queiram usar, mas para já dedica-se a sites que fomentem a liberdade de expressão.”

    “Este serviço faz uso da estrutura da Google e assenta noutro serviço já em utilização que e pretende melhorar a performance de sites. O Page Speed consegue melhorar estas performances ao canalizar todo o tráfego pelos servidores da Google, que estão prontos para tratar de ataques e de picos de tráfego.”

    “Para já a Google está a convidar todos os donos de sites que fomentem a liberdade de expressão ou que estejam ligados a movimentos cívicos para se ligarem ao Project Shield…”

    Eu, quando quero apanhar um gato, também faço bxbxbxbxbx!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.