PplWare Mobile

Google lançou uma ferramenta de encriptação de mensagens


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Benchmark do iPhone 5 says:

    Antes disto aparecer, se eu encriptar um texto com uma aplicação (TrueCrypt, PGP, etc) e colar o resultado como texto do email e enviar, quem o receber tem que ter a mesma aplicação e fazer o inverso. Quem o interceptar pelo caminho e quiser desencriptar vai ter que usar a força bruta, a menos que a aplicação tenha um backdoor (é disto que se fala sobre o TrueCrypt) que facilite o trabalho.

    Com esta extensão do Chrome o processo fica simplificado, desde que quem recebe o mail também a tenha. Se não fizer isso, os mails que enviar são os normais. Acho que é isto.

  2. Marco says:

    quem quer cifrar utiliza clientes de email com suporte, se é um grande passo este do google? é, mas n confio.

    • ricardo says:

      Nao precisas confiar. O Open PGP é aberto e o código fonte da aplicação também, o que significa que podes analizar exactamente o que faz o seu código.

      Mesmo para quem não programa, o facto de ter codigo fonte disponivel, é uma segurança pois significa que milhares de programadores vão analizar o código e detectar/corrigir possiveis falhas.

      • Marco says:

        nao é no openpgp, nesse confio, n confio é na google. Plugin da google para gerir as minhas chaves? hummm não obrigado.

      • JJ says:

        No meio desses milhares de programadores, estão programadores mal intencionados que passam a conhecer ao detalhe o funcionamento do programa, podendo explorar com maior facilidade falhas.

        Mesmo que seja difícil, terem o código fonte, já é meio caminho andando. Mas lá esta, também mais facilmente são detectados possíveis intrusos… Por isso tem o seu lado bom, como mau, mas não deixa de ser uma boa forma de segurança.

  3. Nelson says:

    OK, boas notícias…

  4. Cris. says:

    Dificultam apenas a visualização de e-mails por terceiros durante o transporte. A minha principal preocupação continua a ser a colaboração Google – NSA (e afins), e esta implementação não resolverá isso.
    A única verdadeira solução é sair do serviço gmail.

    • JJ says:

      Sair do Gmail e de praticamente qualquer serviço de emails do mundo…

    • Nelson says:

      Se duvidas então da Google, a verdadeira solução é instalares um cliente de email no teu computador, instalar um software PGP, e cifrares as mensagens logo no teu PC.

      Eu tenho o MacGPG, vou continuar a utilizar o Mac e o Mail.app e o mesmo MacGPG.

      Assim até os campónios podem receber mensagens cifradas, mesmo usando o Webmail do Gmail…

      • Marco says:

        sabes se o macgpg vai ter port para o novo os x? port rápido.

        • Nelson says:

          É um software que sempre teve um grande suporte, e sempre se destacou pela qualidade…

          Também ninguém diz que lá pela interface do SÓ ser diferente, que o mail vai efectivamente ter grandes mudanças…

          • Marco says:

            o problema é mesmo esse, antevejo grandes mudanças na aplicação, o que poderá fazer com que o macpgp deixe de ser compatível

    • Miguel says:

      Ja dizia o outro: quem não deve não teme, sinceramente não entendo tanta preocupação com o facto de a NSA poder ver os vossos emails.
      So se deve preocupar quem andar a preparar ataques terroristas.

      • Benchmark do iPhone 5 says:

        Então manda um mail a dizer que ela é uma “bomba” a ver o que acontece. Ainda vais parar à lista negra da NSA. Um dia precisas de ir aos EUA e não te autorizam.

        Ou começa a trocar mails sobre alta tecnologia, ou futuros negócios e depois vais reparar que as empresas americanas “descobriram” a tecnologia ou fizeram elas o negócio. Ou sobre outra coisa que lhes interesse, não é só terrorismo.

        (Tudo inventado, mas não sei até que ponto, porque a pesquisa nos mails é feita por meios automáticos com base em palavras-chave).

        Por acaso não tenho um receio da NSA por aí além. Mas da estupidez em geral tenho, incluindo a da NSA.

        • Marco says:

          sei de um grupo de investigação que viu o programa deles copiado 2 vezes por um outro grupo internacional, a mama acabou qd os emails do grupo passaram a ser cifrados. (desculpem mas n posso divulgar mais)

      • Cris. says:

        “quem não deve não teme” està sobre vigilancia porque o seu IP utilizou as mesmas keywords usadas para fazer uma bomba.
        – Você, trabalha remotamente, usa uma VPN com encriptaçao, isso é suspeito -> sobre vigilancia.
        – Você faz uso da sua liberdade de expressão, e expressa um comentario na Internet anti-entidade governamental porque X,Y,Z, haverà meios de o pôr sobre …
        Bem percebeu onde quero chegar. À tambem a questão de quem vigia o vigilante e as suas acções.
        Tenho conta google e acho que eles tem um serviço mto pela qualidade/preço mas desde de à 6 meses para cà, tenho andado a migrar tudo, inclusive facebook, dropbox e afins. Fechar contas, apagar serviços, e pco a pco vou conseguindo. O e-mail serà um grande desafio mas vou desistir do gmail a medio termo.

        • Cris. says:

          “quem não deve não teme” està sobre vigilancia porque o seu IP utilizou as mesmas keywords usadas para fazer uma bomba.
          – Você, trabalha remotamente, usa uma VPN com encriptaçao, isso é suspeito -> sobre vigilancia.
          – Você faz uso da sua liberdade de expressão, e expressa um comentario na Internet anti-entidade governamental porque X,Y,Z, haverà meios de o pôr sobre …
          Bem percebeu onde quero chegar. À tambem a questão de quem vigia o vigilante e as suas acções.
          Tenho conta google e acho que eles tem um serviço mto bom pela qualidade/preço mas desde de à 6 meses para cà, tenho andado a migrar tudo, inclusive facebook, dropbox e afins. Fechar contas, apagar serviços, e pco a pco vou conseguindo. O e-mail serà um grande desafio mas vou desistir do gmail a medio termo.

      • guilherme santos says:

        Essa opinião é, no mínimo, uma colossal aberração. A ideia de que “quem não deve não teme” dá direito a qualquer imbecil (como os imbecis da NSA, os imbecis da antiga polícia política ou outros imbecis equivalentes…) possam controlar, invadir ou utilizar o nosso domínio privado para fazer dele e com ele o que bem entenderem e para as patifarias que entenderem, só pode partir de quem nunca viveu em ditadura e, portanto, não tem a menor ideia do irrenunciável valor da liberdade. Abdicar dos nossos direitos fundamentais em nome de uma “suposta autoridade” quem nem sequer sabemos quem é e ao serviço de quem está é descer à condição de irracional. Eu, pessoalmente, “não devo” nada a ninguém “mas temo” muito que estejamos a descer ao nível da mais completa podridão e o ser humano – como dizia Saramago – a caminhar alegremente no sentido do grunhido…
        Sobre o nível em que actualmente se entende o conceito da liberdade (e, por maioria de razão, da dignidade humana), basta apreciar as práticas de submissão e humilhação quase medievais em que se transformaram, voluntariamente, muitas das chamadas “praxes académicas”; entre pessoas que deveriam fazer parte das elites intelectuais (os universitários)que deveriam ser exemplos numa sociedade evoluída!

      • Marco says:

        histórias do nosso pais, quem não deve não teme.

        Tipo 1: é pá os vermelhos é que são fixes, são uns gajos porreiros ajudam e pensam na gente.

        Bufo: Oh srs da PIDE ali o tipo 1 é comunista, ouvi-o a dizer que os vermelhos é que eram fixes e que ajudavam.

        srs da PIDE prendem o Tipo 1 para ver se este é mesmo comuna, la pelo meio leva uns açoites, fica uns dias sem ver a família.

        No final lá chegam à conclusão que o tipo não é comunista nem os vermelhos são do PCP.

        Outra coisa q nunca percebi é o correio normal, n poder ser aberto, e o pessoal n gosta pq é pessoal mas os email já podem ser abertos lidos por maquinas ou não, qd são a mesma coisa.

  5. Ricardo Afonso says:

    Blackberry…?

  6. miguel says:

    Lol vai de valer de muito, a backdoor esta lá a pedido da NSA.

  7. Xoxota says:

    Fresquinho, fresquinho. Acabadinho de chegar da NSA.

  8. Mus says:

    Isto é o mesmo que um ladrão vender sistemas de alarme.

    Pode funcionar bem contra outros ladrões, mas duvido que o ladrão que venda o sistema de alarme não saiba dar-lhe a volta e roubar a casa.

    Isto, para quem não percebeu, é o que faz a Google com a mensagens no Gmail: lança uma ferramenta para encriptar as mensagens, mas ou mesmo tempo espia essas mensagens e vende a informação que consegue sobre os nossos hábitos a companhias publicitárias na net.

    E, para finalizar, quem garante que este novo programa, que poderá também ser utilizado em outros clientes de e-mail, não dará à Google possibilidade de espiar o que fazemos em e-mails como o Outlook ou Ymail?

  9. Jorge Neves says:

    Não tem nada a haver com o artigo, mas só a título de informação… O android 4.4.3 foi lançado e começa a chegar aos dispositivos (Nexus) via OTA.
    Ao que li o rollout começou ontem. E acabei de receber a minha actualização. 😉 (Pode ser que o pplware escreva o artigo sobre isto amanhã :D)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.