PplWare Mobile

Fujitsu Stylistic S01–O smartphone para a terceira idade


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Almeno Rocha says:

    De louvar a aposta da Fujitsu…

  2. Vasco says:

    Interessante….

    e o preço e data de lançamento?

  3. Ricardo says:

    Ora aqui está uma coisa útil. Infelizmente, parece-me, pelas caracteristicas, que não vai sair barato. A adaptação do android, é uma ideia excelente. Espero que venha a incentivar as pessoas de mais idade a usarem os telefones com tecnologias mais recentes.

  4. Bruno Jesus says:

    Esta muito parecido ao Windows Phone… Já tou mesmo a ver a Microsoft a cair-lhes em cima… lol

    • Nuno Pinto says:

      Nao estaras confundido? A Microsoft nada tem a ver com as marca que recorrem a tribunais quando sentem o “Ku” apertado e sem resposta para dar a concorrencia.

      • Afonso Tech says:

        Exato, também tinha essas palavras debaixo da língua, o Windows Phone é um SO totalmente competitivo, 99% dos que não gostam não exprimentaram.

  5. henrique almeida says:

    boas qq android dá! Há launchers para isso tipo o BIG LAUNCHER

  6. JS says:

    Para a 3ª Idade?
    A terceira idade não tem dinheiro para comer,medicamentos,quanto mais para um smartphone,acho bonito elegante mas para o publico em geral
    Agora 3ªIdade?
    Não sabem lidar com um telemovel basico quanto mais com este

    • JS says:

      Esqueci de referir com todo respeito da 3ªIdade
      Obrigado

      • A Magalhães says:

        Caro JS, eu pertenço à tal 3ª. idade que falou no seu post, aquela que diz não saber lidar com um telemóvel básico, quanto mais com este (modelo Fujitsu em apreço). Engraçado… tenho um Galaxy S2 que roteei, estando actualmente e desde há uma semana com o Jelly Bean 4.2.2; tenho um Asus Nexus 7 com JB 4.2.2 e estou à espera amanhã de um Tablet/Smartphone Bq Elcano, além de em minha casa ter construído uma rede de 3 computadores, um pouco desactualizados, é certo, (o mais “moderno” é um iCore2 QuadCore de 64 bits com 16GB de memória 6 TB em discos, BluRay e em dual-boot (Windows 7 e Windows 8), porque o guito não chega para tudo e isto são umas economias que faço em detrimento de vícios que tinha (tabaco, cafés, jornais e revistas, etc.). O problema é que aqui o “velho” começou a trabalhar com computadores, ou antes, com mainframes, ou antes, com sistemas de cartões perfurados Siemens/Nixdorf, ainda não existiam PC’s em casa das pessoas… E aqui o “velho” está quase a chegar aos 70… Espero que quando chegar à minha idade, possa dizer o mesmo a um jovem que escreva num Blogue – ou o que existir na altura -, a criticar os velhos que não sabem lidar com transmissores quânticos, o mesmo que eu lhe estou agora a dizer… Saúde!

        • Alexandre Amaral says:

          O Js em parte tem razão (a questão dos medicamentos, a outra apesar de ser verdade não podemos generalizar), tem de ver A Magalhães que o seu caso é uma excepção à regra.
          Eu bem sei que a fujitsu não faz um telemóvel a pensar no mercado Português, mas a realidade nos dias de hoje infelizmente é mesmo essa, sem dinheiro para comida, para medicamentos, e mesmo que se saiba mexer num dispositivo destes, sem dinheiro para o comprar.

        • JS says:

          Sr A Magalhães desculpe se tomou a mal o meu comentario,foi com todo o respeito pela 3ª Idade,que por la caminho a passos largos apesar de ter 51 anos em relação ao senhor,desde ja o senhor é um previligiado em relação á maioria,visto que muitos como disse em cima não têm dinheiro para o seu dia-a-dia,e ainda bem que o senhor esta bem na vida e era o que muitas das pessoas podiam fazer ou ter,ja eu não posso dizer o mesmo dos meus pais e sogros e eu incluido so possuo um desktop e um telemovel daqueles como disse basico,enfim vivo no pais real e não posso ter o luxo que o senhor tem,sim porque o que diz no seu post não é qualquer português que viva do seus 350,485,500,ou 600 euros como no meu caso posso ter o que tem.
          Mas enfim foi um desabafo meu que talvez fique calado para a proxima.
          Obrigado

        • Valente says:

          A Magalhães
          Cartões perfurados? Ei.. eu também comecei por aí. Ainda não tinham inventado a informática, chamava-se mecanografia. E de electrónica só valvulas.
          E eu cá continuo com o meu hobby de tira Rom, mete Rom em smartphones e tablets. E estou a caminho rápido dos 76 !!!
          E parabéns pela sua actividade.

          • A Magalhães says:

            Exacto, Valente! Mecanografia… Ao serviço de um Dep. de Contabilidade. E o espaço que hoje um desktop ocupa, estava metido numa sala com vários m2 e chamavam-lhe mainframes. Trabalhei com vários modelos IBM da série 30. Quanto ao post doi sr. JS, meu caro, talvez não me tivesse expressado bem no meu “desabafo”… Pelas suas palavras, deduzo que me considera um tipo rico, cheio de massa para comprar tecnologia em contentores… Se bem leu, eu desisti de muita coisa – não o que é de essencial para a sobrevivência -, mas de futilidades do dia a dia. Com esses “amealhos” fui comprando peças, umas novas, outras em “outlet”, outras em leilão, parea ir construindo as minhas máquinas., Repare que eu não tenho nenhum i7, i5 ou i3 sequer… Tenho um Core2Quad a 2,8GHz que é peça de museu. Quanto aos smarts, comprei o S2 vai fazer agora 2 anos, quando recebi o subsídio de férias (quando ele ainda era por inteiro), o Nexus 7 foi comprado depois de ter vendido umas peças que não me faziam falta, já que este Tablet nem se pode considerar muito caro; e o bq Elcano custou-me € 199,90 e comprei-o depois de ter vendido duas máquinas digitais compactas que não me faziam falta. Quanto à minha “riqueza”, se quiser trocar comigo, até posso ficar a ganhar… Mas tudo bem, não levei a mal nem fiquei ofendido sequer com o que disse, apenas me limitei a responder ao seu post da terceira idade e da falta destes “velhadas” em saberem lidar com télélés… Mas olhe que conheço muita “velhada” que percebe da coisa… Cumpts.

    • Jorge Mateus says:

      Ora toma lá que é para aprenderes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.