Quantcast
PplWare Mobile

França quer proibir telemóveis nas escolas…

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Afonso says:

    não consigo virar a página !!

  2. sampaio says:

    concordo plenamente nesta medida.

  3. daniel says:

    sim? Porquê?Não está provado que seja prejudicial á saúde, ponto final.

    • cartoon says:

      Mas é prejudicial para o bom desenrolar das aulas, ponto final 😉

      • HikariKyubi says:

        Acabaste de “matar” a discussão… 😛

      • Almeno Rocha says:

        Mais um que está de acordo…

      • daniel says:

        só se for para ti. Se a ti te afecta, é problema teu. Não o uses.

        • cartoon says:

          A mim afecta-me como prof que sou 😉

          • network says:

            Então não a leve mal mas eu como aluno do 12 só uso telemóvel nas aulas em que os professores não sabem ter mão nos alunos ou simplesmente são maus professores, um bom professor cativa! e além disso dentro da sala de aula ninguém é obrigado a fazer seja o que for desde que não perturbe a aula, ai já é outro caso.

          • cartoon says:

            @network

            Modéstia à parte, considero-me um bom professor, empenhado e que até tem capacidade para motivar os alunos. Nas minhas aulas (muito) raramente alguém se atreve a utilizar um telemóvel. Não os proíbo (têm é que estar na mochila e com o som desligado)mas eles já sabem que se apanho algum com o telemóvel, só o entrego em mão aos pais. “dentro da sala de aula ninguém é obrigado a fazer seja o que for desde que não perturbe a aula”, não é (bem) assim. Dentro da escolaridade obrigatória, se um aluno não fizer nada, cabe a obrigação ao prof (ministério manda) de elaborar mil e uma estratégia para que o menino trabalhe e passe apesar de não querer fazer um chavo. No secundário, que ninguém é obrigado a frequentar, se um menino não quer fazer nada, o seu lugar não é ai. Há por aí muitos baldes de massa para carregar 😉

          • Vítor M. says:

            Sem dúvida que é a melhor atitude. Educar começa em casa, mas muitas vezes esse trabalho passa ao lado determinados assuntos. É uma falta de respeito tremenda dentro de uma sala de aulas ter o telemóvel ligado.. mas pior (como vi há dias) dentro da sala de aulas a trocar sms’s com os amigos.

            Dantes os professores era severos demais, no meu tempo havia um equilíbrio, tínhamos respeito por eles e eles por nós, agora são os alunos que não respeitam, os professores.. pudera eles são mal tratados pela classe politica, os outros é só seguir o exemplo.

            Ai se eu chegasse a casa e dissesse ao meu pai que o professor me repreendeu…

            Agora se um aluno chega a casa e diz que o professor lhe ficou com o telemóvel, é bem capaz o professor de entrar nas quentes, como já se viu em tantos exemplo.

            Cortar o mal pela raiz é proibir a entrada desses aparelhos na escola… radicalismo que resulta da libertinagem… é o costume.

    • kekes says:

      Desculpa mas é extremamente prejudicial para a saude, imagina o que uma gaja fez por um telemovel numa sala de aulas cá em portugal, agora pensa o que pode fazer um francês ao professor, eles são virados da cabeça 😀 alias os bacanos franceses que eu conheço sao fixes mas virados da tola completamente 😀

      Já esta imaginad o cenario? Faz ou nao faz mal a saude… do professor? 😉

    • AmdM says:

      E depois?

      Também não está provado que não faz mal…

      Prevenir é melhor que remediar!

  4. Stênio says:

    Ainda bem que eu não moro na França :D!

  5. a friend says:

    Na minha opinião nem é só uma questão de saude. É também uma questão de educação.

    Telemovel é uma forte distração para qualquer um, quanto mais para uma criança. Dentro das aulas especialmente deveria ser tolerância zero, em vez do silêncioso deveria ser mesmo obrigatório desligar.

    Quanto á questão da saude, é como disse uma vez, um só telemovel pode não fazer muito efeito, agora imaginem 30 telemoveis todos ligados numa area relactivamente pequena, a quantidade de SAR que não está a ser puxada para ali…

    Os parametros de SAR definidos como seguros ronda os 2.0 … um telemovel em média atinge os 0.80… quem tem dois (e não são poucas as pessoas que o têm..) já atingem quase o limite… agora imaginem estar numa sala de aula cheia de telemoveis…ou um cinema… discoteca…. ou outros recintos que frequente muita gente…. Gostava de ver as medições disso num estádio de futebol, num concerto por exemplo….

    • codemaster says:

      Há e tal… mas a radiação dos telemóveis é uma percentagem (pequena) do resto das radiações sob as quais estamos desde que somos um embrião, queres ver que os rádios e as televisões também não funcionam com ondas electromagnéticas?! Alem disso, até a tribo mais remota que vive no meio da Amazónia e que nunca ouviu sequer falar em telemóveis, também está sob o efeito de ondas electromagnéticas, elas sempre existiram, mesmo antes de as termos “inventado/descoberto”.

      Alem disso o telemóvel não funciona sempre em potência máxima, isso só acontece nos momentos em que está a fazer/receber uma ligação (e é por isso que quando estamos no carro ouvimos aquele ruído intermitente no rádio). E para mais, maior concentração de pessoas não implica maior SAR, isso não é assim tão linear, nunca vais ter uma exposição de energia superior aquela que existe disponível. Num concerto/estádio é impossível estarem todas as pessoas a usarem o telem ao mesmo tempo, não existe disponibilidade de rede para tanto.

      A longo prazo também não posso dizer que com toda a certeza, que não haverá algum tipo de consequência para o corpo humano, mas se assim for temos de ver tudo o que consumimos e pensar se mais cedo ou mais tarde não nos vai fazer mal… provavelmente é melhor deixar de beber água engarrafada.

      Quanto à proibição dos putos, acho bem, se for com a intenção de promover um melhor ambiente na escola e na aula, agora se for por causa de malefícios para a saúde, preferia que fechassem os McDonalds.

      • Rui Silva says:

        Eventos como o Rock in Rio por exemplo colocam transmissores moveis para transmitir somente para o espaço do concerto. Tendo em conta os enormes geradores necessários para alimentar as antenas com certeza emitem bastante radiação…

      • a friend says:

        “E para mais, maior concentração de pessoas não implica maior SAR, isso não é assim tão linear, nunca vais ter uma exposição de energia superior aquela que existe disponível.”

        Quanto a isso não sei…mas não deixa de ser uma maior exposição.. o SAR pode não ser multiplicavel a nivel de valores, estilo 2+2=4 SAR (isso não faço mesmo ideia se é assim que funciona)… mas não deixa de ser uma maior exposição de radiação quando estamos perante varios telemoveis…

        É o mesmo que me apontarem um laser para a minha mão… fica ali aquele ponto vermelho… se apontarem varios, não quer dizer que o ponto vermelho fique mais luminoso, mas que vai iluminar mais areas do meu corpo isso vai…

    • NCB says:

      Concordo com tudo.

      Começa logo por pertubar o funcionamento da aulas e dificultar a vida aos professores. Dentro de aula estão ali para aprender e não para andar a receber/enviar sms’s e ter vida social dentro de aula.

      Chamem-me antiquado mas antes sempre se viveu perfeitamente sem haver telemóveis nas aulas. Se havia algo ocasionamente e realmente algo urgente havia sempre os telefones da escola e as contínuas.

      Isto é um bocado como o tabaco até os anos 60’s. Ninguém ligava aos problemas de saúde que provocavam (eram escondidos até) e até os médicos davam o aval. Mas um dia quando as taxas de cancro aumentarem assustadoramente vão ter de abrir os olhos.

      Mesmo um só telemóvel pode parecer inofensivo mas as dores de cabeça/queimaduras após longas conversas começa por muitos a ser notada. Então em locais públicos de alta densidade humana ui… já nem sei se somos mais afectados pelo tabaco no ar ou se pelos telemóveis… 😉

      • network says:

        Isso tem um nome que não é antiquado é …. deixa ver se me lembro… já sei! Medo da evolução! gostava de saber se pensas no mesmo quando andas de carro a queimar gasolina a 70km/h dentro de uma localidade ou quando andas de transportes públicos suado pelo calor levantas o braço para te apoiares, mas hey! eu não sou obrigado a levar com o teu cheiro, ou mesmo quando vais sair com a tal rapariga todo perfumado e passas na rua e deixas um rasto de perfume de 3 metros, gostava de saber se também pensas da mesma forma sobre isto, é que muito sinceramente eu pelo menos não me vejo obrigado a levar com o cheiro a suor, o cheiro a perfume ou o cheiro a gasolina mas levo e tenho de me amanhar.

        Realmente deve-vos fazer muita comichão o raio dos telemóveis, não sei porque mas aposto que muitos dos que aqui tão a falar têm PDAS ou Iphones topos de gama mas não os tou a ver a deixa-los em casa com medo das ondinhas que fazem mal as pessoas…

  6. Hugo Cura says:

    Já estão tantos factos provados, alguns aparentemente de maior dificuldade, porquê este constante “vai – não vai” em torno desta polémica que parece não ter fim?!

    Na minha modesta opinião está tudo mais que provado. Existe, com toda a certeza, uma gigantesca evolução na ciência que está camuflada e agendada para a altura certa. Nessa imensidão de certeza que constará esta singela prova.

    Pergunta-se agora:
    – porque é que esse estudo científico + prova ainda não apareceram? Pois é, o dinheiro paga muita coisa.
    – quando saberemos a verdade acerca disto? quando algum grupo de cientistas, freelancers, se dedicarem a isso.
    – alguém iria perder com a verdade? I think so.

    Sinceramente não faço ideia se a radiação electromagnética é ou não prejudicial e até me preocupa ou pouco mas… não consigo passar sem um bem que considero essencial.

    É tal e qual como os veículos a hidrogénio. Já aí podiam estar há muito! E porque não estão? … é lógico.

    Repito, é apenas a minha opinião.

    • NCB says:

      Havia os lobbies das tabaqueiras a disfarçar os malefícios, há agora os das operadoras e fabricantes de telemóveis. é muito poder a abafar as coisas.

      Basta usar um bocado de bom senso para perceber que radiações eléctricas e cérebro humano não devem combinar lá muito bem. Mas enfim muita gente nem sabe que excesso de raios-x também não é lá muito bom nem o facto de viver muito perto de postes de alta tensão.

  7. Fernando says:

    é um perigo ter uma antena perto da cabeça. faz sempre mal. essa proibição não é ao calha. percebo de electrónica o suficiente para afirmar isto. o nosso corpo também funciona por impulsos eléctricos que vem especialmente da cabeça, com um telé á mistura não me admira nada que haja interferências com o corpo humano.

    • cartoon says:

      Eu só uso telemóvel sem auricular em último recurso. Não é por mania, mas basta-me estar 5 minutos com o aparelho encostado à cabeça para começar a sentir dores fortes no ouvido e um calor interno intenso…

      • a friend says:

        É sempre preferivel o auricular…

        Mas esse calor por acaso acho que grande parte das pessoas sente e nota-se mais nos aparelhos maiores, pode ser mesmo o calor do proprio aparelho e não propriamente da radiação que ele emite.

        Reparo isso em alguns modelos diferentes, em especial de plastico e os niveis de SAR são identicos, o que me leva a acreditar que esse efeito secundário não seja propriamente a radiação a provoca-lo 😉

  8. bruno says:

    “alguns pais, ainda que queiram os seus filhos protegidos de eventuais perigos para a saúde, reclamam o direito de os contactar quando quiserem”

    só hoje compreendi a tormenta que os meus pais viveram durante anos a fio…

  9. r0cki says:

    Eu bem que gostava de ver as noticias anteriores, mas enfim…

  10. Eradication says:

    Gostaria de saber para que é que uma criança dos 6-10 precisa de telemóvel , na escola é para aprender e trabalhar , não é para andar a brincar com telemóveis e magalhães.E possivelmente andar com material que pode prejudicar a saúde.

  11. cwally says:

    Acho ridiculo os pais exigirem contacto permanente com os filhos durante as aulas! Ora como foi na idade deles?! Telefonem à secretaria da escola, ora essa….meninos mimados é o que é.

    Meu filho não terá telemóvel antes dos 13/14.

    E além do problema de saúde está o funcionamento das aulas.

  12. Sérgio Br. says:

    Acho bem esta medida, e espero que Portugal toma a posição do governo francês como exemplo.
    Nas aulas telemóvel desligado! Que seja pela saúde ou pelo bom funcionamento das aulas.

  13. Lokier says:

    Telemóvel para quê? Vai-se para escola estudar ou fazer o que? Se quiserem contactar os meninos (em caso de urgência) liga-se para a escola, não percebo a necessidade de estar 24/7 contactáveis mas prontos. :\

  14. Barrigas says:

    A medida parece-me porreira para o bom funcionamento das aulas.

    Mas a questão é: vão revistar as malas de todos os alunos à entrada das escolas? E claro, esta questão levantará logo outras questões.

    Por outro lado, se realmente se verifica que as ondas electromagnéticas fazem mal à saúde, já será um problema que os fabricantes de telemóveis terão de resolver, até porque é um assunto de saúde pública.

  15. Olly says:

    O governo francês quer adoptar essa legislação com base num estudo realizado em que ESTÁ PROVADO que os telemóveis (a radiação emitida) são, de facto, prejudiciais para a saúde das crianças até aos 12/13 anos. Quando li a notícia pela primeira vez (há cerca de 1 mês) o artigo citava a fonte do estudo… mas já não o encontro.

    Opinião pessoal: Sou 100% a favor. Primeiro porque os miúdos vão para a escola para aprender e não para passar o tempo a enviar sms aos colegas 😀
    Segundo, porque se a nós, adultos, os telemóveis provocam anomalias no aparelho auricular, imagino nas crianças.

  16. JN says:

    Eu a pensar que a proibição era porque distrai os jovens nas aulas ou então devido à capacidade de por pdf’s de livros inteiros no telemóvel de maneira a tirar 100% num teste…

    afinal é por causa da saúde deles…bah

  17. RPinto says:

    Em Portugal já existem escolas onde é proibido ter o telemóvel na sala de aula, e acho que deveria ser assim em todas, não só pela questão da saúde, mas pelo bom funcionamento das aulas e para melhorar a educação.

  18. jr says:

    É por conta destes franceses que vamos chegar todos aos 200 anos. O problema é depois a Europa andar a seguir estas regras. Eles agora querem proibir os telemóveis, querem proibir o véu islâmico, querem proibir o uso do Photoshop porque distorce a realidade,… Porque é que não vão proibir o c……

    • cartoon says:

      Cuidado, a proibição do uso do véu tem as suas razões. Primeiro porque a nível cultural, o uso do véu num pais onde culturalmente falando não existe essa tradição, leva/intensifica à exclusão social/racismo (que em França já não é pouca!).
      Depois vem a questão do anonimato por detrás do véu. Por uma questão de segurança, as pessoas devem andar de cara destapada (a menos que tenham alguma doença infecto-contagiosa e aí sim justifica-se por exemplo o uso de uma máscara)de forma a poderem ser identificadas em caso de necessidade.

  19. jr says:

    Já agora proíbam os computadores na sala de aulas. Já viram os miúdos todos ligados à internet por WI-FI dentro de uma sala de aulas? Aquilo é que devem ser ondas. É só demagogia.

  20. Eradication says:

    demagogia é a tua argumentação digna de um pais de 3º mundo , não sei o que as leis francesas podem afectar a ti no teu dia a dia , dado que vives em Portugal ( digo eu ).

  21. maquiti says:

    @Eradication

    Muita Arrogancia no teu comentario!

    M

  22. Gerardo says:

    Deviam era proibir a escumalha que por lá anda a roubar, violar e humilhar quem quer estudar e ser alguém na vida……

  23. UKN says:

    Em vez de se educar proíbe-se … vais longe Napoleão …

    • Lápis Azul says:

      É isso exactamente! É mais barato proibir que educar!
      O telefone não faz falta dentro da sala de aulas.
      Todas as escolas têm telefone.
      Só um encarregado de educação/pai/mãe/etc MAL-FORMADO e MAL-EDUCADO é que vai telefonar para o seu filho durante o período de aulas…
      Se for o caso de uma criança/aluno que necessite de algum cuidado médico e/ou especial vigilância, a escola, os auxiliares de acção educativa e os professores deverão ser informados da situação.
      A BOA EDUCAÇÃO, A BOA FORMOÇÃO E O CIVÍSMO TEM DE VIR DO BERÇO, EM CASA, E NÃO NA ESCOLA!

  24. Pedro says:

    Acho muito bem, se os pais querem que os filhem andem contactáveis nem precisam de lhes carregar o tlm com tanto dinheiro, agora carregar balúrdios por mês para andarem totalmente distraídos durante as aulas, não está com nada

    Passei agora para o Ensino Secundário e na minha escola é totalmente proibido o uso do tlm dentro da sala de aula e nem sequer pode ser guardado no bolso. Ainda não vi qualquer desvantagem disto a funcionar assim 😉

  25. bismarques says:

    Há uma maneira simples de acabar com os meninos/a que brincam com os telemóveis nas escolas que se chama “bloqueador de sinais GSM”.Com tanta gente “inteligente” que há no governo, nunca se lembraram de colocar um aparelho destes em cada escola para se resolver o problema de uma vez por todas?

    Abraço

    bismarques

  26. Emannxx says:

    Mas será possivel que eu hoje só me rio com as noticias? Meu deus… es mundo piora de dia para dia!

    Primeiro é a conta no mac que apaga ficheiros de outra conta, agora isto… lol

    Enfim… se eu, lutava com unhas e dentes para que não implantassem essa lei ou c’rraio é.

  27. avlis rotiv says:

    Eu tenho 17 anos e não uso telemóvel!..
    Olhem que bom exemplo que sou 😛
    Só se forem para me ligar, da familia, resto nada…

  28. Sergio Br. says:

    Esta lei passa a existir devido ao forte abuso de certos alunos com os telemóveis nas aulas. Já é altura de ser tomada providências sobre isso.
    Vamos lá acabar com os ‘triiin’, ‘brrbrr’, ‘toctoc’, … no meio das aulas.
    Do governo francês só posso dizer bem ao ter a ‘coragem’ de tomar esta medida que gera polémica.

  29. network says:

    Para mim enquanto estudante sou contra por várias razões, existe algo chamado liberdade pessoal, ou seja, cada um pode ter em sua posse, utilizar da forma que quiser e bem desejar tudo o que ao mesmo lhe pertence.
    Se uma aula é perturbada pelos telemóvel há um caminho muito fácil: RUA, é para isso que servem as faltas.
    Eu só uso telemóvel nas aulas de professores que não têm mão na turma, que não se impõem como professores ou então maus professores, um bom professor sabe cativar, sabe impor-se numa sala de aula e sabe mandar para a rua quando deve.
    Apesar de tudo isto devem ficar a saber que numa sala de aula ninguém é a obrigado a fazer seja o que for lá dentro, se eu estiver numa aula e não quiser prestar atenção à mesma não presto, claro desde que não prejudique o caminho da aula, ora eu pelo menos se estiver numa aula não vou parar de ouvir o professor só porque o meu colega tá a mandar uma SMS à amiga colorida do Algarve.

    Por amor de deus…

    • Lápis Azul says:

      Liberdade não é libertinagem…

      Ir para a rua não é solução, é facilitismo…

    • cartoon says:

      Há por aí meninos que não andam a ler o estatuto do aluno… Pois é!! 😉

    • cartoon says:

      @network

      Já que tens assim tanta liberdade pessoal, desafio-te a entrares numa esquadra da polícia a fumar um charro… 😀
      Palpita-me que com essas tuas ideias de liberdade pessoal vais passar uma boa parte da tua vida na choça! 😀
      Ou então alista-te como voluntário na tropa e vai lá falar da tua liberdade pessoal para ver se não te contam logo os ossos! He! He!

    • Alex says:

      O “trabalho” de um estudante é estudar e isso pressupõe uma determinada postura no local de trabalho.Com essa atitude presumo que o caro network trabalha para se sustentar.A nossa liberdade acaba onde começa a dos outros e devia saber que é uma falta de educação não respeitar a pessoa que está ali a tentar transmitir conhecimentos e a ser pago pelos nossos impostos para o fazer.Quando tiver uma ocupação profissional experimente a ter esse tipo de raciocínio em relação à utilização do TM; de facto o seu superior hierárquico vai dizer-lhe isso mesmo: RUA

  30. aver says:

    Acho que o post não fala em uso de telemóveis nas salas de aula. Nem de que os alunos ficam proibidos de levar os telemóveis para a escola por causa disso.
    A prova provada é quando se fala, no último parágrafo, em criar aparelhos que permitam apenas enviar/receber mensagens. A miudagem que conheço dispensa bem a “voz” desde que tenha SMS (se usam o SMS também nas aulas não sei, mas palpita-me que sim).

  31. Fr telemovel says:

    desculpem la mas eu estou en franca tenho 14 anos e nao concondo porque o que e que os telemoveis podem fazer de mal nas escola
    aserio eu nunca vi isto pagase para ter un telemovel e ja nem se poddeandar com ele nao acho ke nao e justo e nos recreios serve para ouvir music
    desculpem la mas e a minha opiniao

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.