PplWare Mobile

Faraday Future – Rival da Tesla tem autonomia para 600 Km


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

41 Respostas

  1. David Guerreiro says:

    Esse sistema de câmara em vez de espelho retrovisor, o Elon Musk disse que em vários países isso não é permitido, por isso se a Faraday quer ter mercado, tem de se adaptar. Em 2018 já a Tesla anda a entregar Model 3.

    • joguirian says:

      Não é permitido?Uma coisa é o Elon Musk dizer outra diferente é o que se vai ter que mudar na elgislação, a mercedes ou BMW que estão a implementar sistemas semelhantes nos seus protótipos e já agora o novo mitsubishi gt que está previsto para 2019 também tem as câmaras…

      • toni da adega says:

        Uma coisa é dizer que é legal outra coisa é dizer que é necessário mudar a legislação. Se existe algo que a legislação nao o permite entao nao é permitido.

    • chico pastor says:

      Acho sempre muito interessante quando a tecnologia se propoe resolver o que já é resolvido há décadas com um espelho. A menos que apresentem vantagens determinantes no uso de uma câmara, para mim é apenas mais um gadget acopolado ao carro que serve para gastar dinheiro em caso de avaria.

      • José says:

        Ora nem mais pensei o mesmo! Isto só encarece o produto final e está sujeito a avarias graves e certamente com reparações igualmente caras. Mais uma forma de sacar dinheiro escusadamente! Coisa que um simples espelho resolve sem problema algum e apresenta-se como tecnologia muito fiável e muito testada já há muitos anos e sobretudo barata. Não faz sentido algum usar estas tecnologias a não ser quando muito como suporte. Adoro tecnologia, não a descuro nem desdenho a sua utilidade, mas gosto muito mais de racionalidade e saber viver em relação ao mundo que tenho.

      • Ricardo Raimundo says:

        Eliminação dos ângulos mortos?

      • Miguel Nóbrega says:

        ah… lindo Datsun 240Z

      • MarioM says:

        Nem mais.
        Temos muitos casos desses, veja-se os faróis antigamente eram em vidro duravam a vida do carro e conseguia-se ter uma boa luz, actualmente vêm com plástico ao fim de meia dúzia de meses toca a substituir o farol completo. quem ganha ? O fabricante assim vende peças.

        • Miguel says:

          Qual é o preço de um farol em vidro e outro em plástico?

          • MárioM says:

            Tens de começar 1º por eu só troco o vidro se partirem o farol no plástico sou obrigado a substituir o farol porque já deves ter percebido como é que ficam.
            De farois só tens os nome.

          • MárioM says:

            E podes ir saber de alguns que ficas com uma agradável surpresa, por exemplo Citroen C3 – 218€- Audi A3 – 343 € e podíamos ir por aí fora.

      • Miguel says:

        Aerodinâmica…

      • Darcy Brás da Silva says:

        É uma forma elegante de integrar os componentes necessários para que estes veículos possam ser apenas atualizados a nível de software e ganhar capacidades autónomas, sem necessidade de compra de novo veiculo

  2. lmnfigueira says:

    “A empresa afirma que o veículo possui 1050 cavalos de potência e pode ir dos 0 às 60 mph em apenas 2,39 segundos. Isso é mais rápido do que o Modelo S P100D da Tesla, que pode atingir 60 mph em 2,4 segundos.”

    Muito mais rápido, sem dúvida.

    Rival da Tesla mas que não vai passar do “papel”.

  3. Miguel Nóbrega says:

    Preocupem-se em fazer bons carros não a compararem-se com a Tesla…
    A Tesla tem carros, este não é um carro, é uma experiência, uma nave espacial, um barco, nem sei…
    Não sejam políticos!

  4. joao says:

    estou um bocado confuso com isto dos carros electricos. Não é suposto serem “verdes”? “económicos”? “acessíveis”? Não é suposto serem para um espaço urbano? Não é para irmos no sentido de deixar os combustíveis fosseis? Entao porque raio o carro tem 1050 cavalos e vai dos 0-60 mph em 2,39 segundos? (o tesla também tem uns valores assim ridículos). É para as corridas? Arranques? isso não é la muito verde. Os teslas andam á volta dos ~60k$, isso não é lá muito económico nem acessível. Alguem me explique sff.

  5. Jorge P. says:

    Vou só deixa isto aqui:
    http://www.theverge.com/2016/12/22/13908160/faraday-future-vs-ff-cayman-global-problems-jia-leeco-lesee-car

    TL:DR: “If you’re an investor, you’re f*cked.”

    • Alex says:

      Eu acho piada a este anúncios, ainda mais aos jornalistas que tenham confirmar a maravilha da coisa.
      O Tesla pode ser comprado hoje, o concorrente maravilha é um protótipo (se é que chega a tanto).
      O concorrente da Tesla vai ser a Nissan, a BMW, VW, … Não uma start-up de origem duvidosa.

  6. joguirian says:

    O Elon Musk esteve à beira da falência com a spacex e conseguiu levantar-se. A situação da Faraday é mais complicada porque a ideia não é original, temos o rimac e o lucid, vamos ver, mas acho que há mercado e estou ansioso que finalmente saiam do papel…

  7. ze says:

    Considerando que o tesla tem 672 cv, este novo carro tem 1050 o que dá uma diferença de 378 cavalos a mais.
    o tesla atinge 60 mph em 2,5 segundos o outro em 2,39 segundos, o que perfaz uma diferença de 0,110 segundos.
    A minha questão qual a vantagem deste em relação ao tesla que tem uma autonomia de 613 km aproximadamente com uma bateria de 100 kWh e este com uma de 130 kWh tem uma autonomia de aproximadamente 600 km? Qual a vantagem de por cavalos em deterimento de autonomia?

  8. Alvega says:

    Ai está mais um que vai ERRADICAR, os motores de combustão interna.
    Pena que seja somente video e muita publicidade.

    • Carlos Silva says:

      Não vai erradicar, porque ao preço que custam os eléctricos, muita gente vai preferir combustão interna. E a política ridícula do aluguer das baterias também deixa muito a desejar…

  9. RF says:

    Eu gostava de ver era carros “normais” como promete ser o Tesla model 3.. ou até do segmento a baixo deste, como motores eléctricos e uma autonomia decente! Já que BMW’s i3, Renaults ZOE e outros tantos totalmente eléctricos nem para a voltinha de domingo dão!

    • sm says:

      O Sr. deve dar umas voltinhas de domingo muuuuuuuuuuito longas.
      Não diga disparates!

      • Carlos Silva says:

        A autonomia de muitos não chega para ir de Lisboa ao Algarve sem ter de parar meio dia para carregar.

        • Ricardo Silva says:

          Já vi pelos seus comentários que precisa de actualizar. Começando pelo início sabe pelo menos o que é um carro eléctrico? Depois procure no Google “postos de carregamento rápido” e assim sucessivamente.

    • Costa says:

      o ZOE deste ano já faz mais de 400Km.
      Bom fim de semana

      • Miguel Nóbrega says:

        Por agora é o ùnico de preço aceitável com autonomia “decente”.
        Os Tesla também são bons, mas são demasiado caros, não são para pessoas normais usarem…
        O desta notícia tem um design de barco, nave espacial ou submergível, por melhor que fosse muita gente nem o considerava comprar… Tipo o Fiat Multpila dos electricos e ainda assim comparando o Fiat é mais bonito :p

  10. Daniel says:

    Já não é verdade que o BMW’s i3 e Renaults ZOE e outros tem pouca autonomia. o BMW I3 tem autonomia de 300km em óptimas condições e 200 km em condições normais, o zoe tem 400Km e 300 Km em condições normais, o Nissan leaf também aumentou a a autonomia em 2016, penso que para 350Km, mas sem certeza.
    Além disso, alguns modelos como o BMW tem a possibilidade de ter um extensor de autonomia, que é um motor a combustão para gerar eletricidade.

    Para a maior parte das pessoas a autonomia atualmente já não é um problema real mas psicológico.

    Com o aumento da autonomia também aumenta a vida útil das baterias, que era um outro problema.

    Agora só falta baixar o preço que deve acontecer em poucos anos.

    Quanto ao problema do tempo de carregamento, com o consórcio que foi estabelecido entre vários fabricantes para instalar em toda a europa milhares de carregadores ultra rápidos, capazes de fazer cargas em 10 minutos, desaparecem quase todos os problemas que os elétricos tinham.

    Por tudo isto, claramente que os carros elétricos são o futuro, e o ano de 2018 com o Tesla m3 é provavelmente o ano deviragem.

    • Nunes says:

      O novo Opel Ampera E diz que faz 500km.

    • Ricardo Silva says:

      Vá não exageremos, essas autonomias são aquelas que testam dentro dos “laboratórios”

      A autonomia vai depender do tipo de trajecto que casa um faz (relevo), o ar condicionado é também uma limitação em termos de autonomia e claro o” tipo de pé ” do condutor.

      Mas hoje em dia os carros no mercado já servem 90 e muitos % dos condutores, o comudismo, hábitos e alguns cálculos errados é que impedem mais carros eléctricos na estrada.

      Também acredito que o ano de maior boom será 2018, não pelo model 3, mas pelas baterias de maior capacidade a preços mais baixos.
      O ampera-e já uma realidade, o Model é um produto de marketing e poderá ser fantástico pelo sua tecnologia, não acredito que seja pelo preço ou autonomia.

  11. Gustavo Woltmann says:

    O que há uns anos era protótipo começa finalmente a sair do papel e dos programas de design! O futuro avizinha-se estranhamente confortável..

  12. MárioM says:

    Vamos ver quantos compradores os carros eléctricos vão ter em 2º mão daqui a algum tempo.

    • Ricardo Silva says:

      Porquê daqui a algum tempo? Porque não hoje?

      • Traveller says:

        eu comprei o meu em segunda mão e foi muito difícil de encontrar, vendem muito melhor que outros em segunda mão, mas não em stand’s que não sabem o que é um carro electrico.
        O as gasóleo é que deve ser difícil vender daqui a poucos anos quando já não se fabricarem e não poderem andar nas cidades, a ver vamos como vai evoluir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.