Facebook mostrou o seu drone para levar Internet a locais remotos


Destaques PPLWARE

15 Respostas

  1. Paulo terra says:

    E se o facebook investisse seu rico dinheiro que não é pouco, em elaborar um projeto sustentável que levasse comida e água potável aos milhares de habitantes que vivem em lugares remotos e que morrem diariamente e que só tem o dia e a noite como entretenimento, aí sim tirava o meu chapéu para esses patrícios super-dotados de massas cefálicas unicamente ativas para o enriquecimento deles próprios.

    • Fragom says:

      Ora aqui está um excelente comentário! Clap, clap, clap…

    • Èderir says:

      Concordo e subscrevo… Mas também me pergunto de que vale a Internet sem computadores ou smartphones? Provavelmente deve ser para os multimilionários que compram ilhas desertas.. As prioridades deste mundo estão todas trocadas…

    • Carpet Mancha says:

      Eu acho que o “Facebook” não tem qualquer obrigação de fazer seja o que for por ninguém, e este é o contributo deles e parece-me que é uma excelente ideia. É pena esta mentalidade portuguesa tacanha, “deu 10 milhoes para ajudar pessoas com problemas de drogas, antes desse á “introduzir uma causa com que a pessoa se identifique aqui” do que andar a sustentar drogados”… E quanto a essa tirada completamente despropositada ,a meu ver ,de que a internet é para entretenimento imagina-te num sitio desses e imagina que és picado por um formiga zombie mutante azul com 14 pernas, acho que ir ao google é capaz de ajudar…Ou ter acesso ao Gmaps ou Hangouts… enfim… As causas que apontas são nobres mas novamente a empresa não tem obrigações humanitárias nenhumas. A união europeia está a colocar refugiados em barcos e a mete-los ao mar de onde vieram, e se calhar (só se calhar) esta é uma organização que deveria ajudar a tratar os problemas a que te referes e esstá muito mais ao teu alcance do que o facebook. Mas é a minha humilde opinião.

      • Carpet Mancha says:

        ooops. ao poste, li mal o comentario ignora a parte do entretenimento, o resto mantenho 😀

        • Chico says:

          Essa historia das empresas nao terem responsabilidade social tem de acabar. Se estas empresas prosperam graças ao seu publico é bom que dêm qualquer coisa de volta. E é bom que essa qualquer coisa no seja apenas mais tecnologia para manter os “status quo”. Este projecto pode ser bom, sim, mas também inegável que o facebook procura estar à frente para crescer. Há 5 bilioes de pessoas a quem chegar. E é pena, porque estamos a construir um futuro muito insustentável e dependente de engenhocas. Tenho pena de geraçao que vier depois de nós que vai acreditar que não é capaz de chegar de Lisboa ao Porto sem usar um gadget qualquer.

      • Chico says:

        Onde eles querem colcar esta Internet morre-se de malária e vai-se descalço para a escola para poupar os sapatos (quem os tem). Garanto que o acesso ao Google por si só não resolve nenhum destes dois problemas. A importancia da Internet é inegavel mas francamente não acredito muito num mundào onde possas aceder internet enquanto caminhas descalço para a escola.

  2. Safrane says:

    Google: prometemos
    facebook: comprimos

  3. Mauro says:

    Pelo que vejo isto è para os milionarios. Bem se acharam isso havemos de ver.

  4. AlexX says:

    Tendo em conta o relativo curto alcance do wifi dos smartphones mesmo que o sinal venha do céu, estes drones vão voar em círculos? Senão a malta vai ficar olhando o horizonte até que alguém dê o alerta: “malta, vem aí a Internet!” e tudo a ver as actualizações dos widgets rapidamente porque o tempo não dá para mais antes que a Internet se vá…

  5. Jack says:

    Se estivesse atento ao vídeo não fazia esse post. Veja o vídeo e repare como é dispensável

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.