Quantcast
PplWare Mobile

Facebook messenger irá permitir pagamentos entre utilizadores

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Tavares says:

    Sinceramente não sei se alguém confiaria os seus dados bancários a uma rede social como o Facebook,quando toda a gente sabe que o negócio deles é vender a informação que “sacam” aos utilizadores.Mas alguns(muitos!) utilizadores têm uma boa “filosofia” sobre a privacidade…”NÃO TENHO NADA A ESCONDER”.Por isso devem ter alguns “clientes”…

    • Mota says:

      +1

      Nem mais.

      A unica utilidade que isto pode ter, é para “lojas online” no facebook, de resto..

      Pessoalmente concedo muito pouco informação pessoal ao facebook.

  2. Johnny says:

    Boa facebook, já tens o nossos Nomes,Morada,Cidade,Código de Postal, Fotografias nossas, numeros de telemóveis.

    Ah pera ainda queres ter informação sobre os meus cartões e banco blabla? Nem pensar, nunca confiaria em tal coisa.. Uma coisa é navegar no facebook outra coisa é envolver contas bancarias em redes sociais.

    Facebook mais uma vez a tentar sacar mais informação sobre utilizador.

    Acham mesmo que eu confiaria no facebook? Estão a espera que associe as minhas contas bancarias no facebook.. Naah.

    Ainda bem que uso Nomes e Nicks falsos no facebook incluindo morada, o que o facebook tem é tudo falso hihi.

  3. RichardCooper says:

    Depois dos testes á manipulação dos humores dos utilizadores, a seguir testes ás contas bancarias! heheh 🙂

    O facebook não me inspira o mínimo de confiança!

  4. Vítor M. says:

    Será que todo este movimento é para combater este produto?

    E será, como disseram já em comentários em cima, e muito bem, que dá confiança às pessoas?

    • Johnny says:

      Vitor já provaram que é possível manipular o Apple Pay, seguro não é, prefiro pelo método tradicional como usamos hoje em dia.

      E nunca aderia a isso tipo de coisas.

      • Nunes says:

        como é que já provaram que é possível manipular o Apple Pay se ele ainda não está activo?

        • Sergio J says:

          Ele queria dizer manipularam o touch id

          • Nunes says:

            Mesmo o TouchID a única coisa que provaram é que é possível usar uma impressão duplicada de grande qualidade – um pouco diferente de manipulação.
            A probabilidade de alguém ter sucesso com isso é muito pequena, por causa das várias camadas de segurança – sensor de alta resolução (necessita duma impressão de alta qualidade), número limite de tentativas, password, o dono conseguir bloquear o acesso remotamente, etc!

          • Sergio J says:

            Nunes, não discuto. Estava a dizer o que achava que ele se estava a referir.

    • miguel says:

      Victor explica-me la qual a diferença d confiar os dados do cartão de multibanco(cedito)a Apple/facebook/google/Pplware??

      Partimos do principio que são todas seguras…mas ha sempre um Mas

      Por isso nem Apple nem facebook nem google apanham os meus dados do cartão, pelo menos sendo eu a introduzi-los

      • Vítor M. says:

        Há um princípio que devemos ter em conta, o da experiência. Aqui claramente há duas empresas (das citadas) que se destacam, no que toca ao controlo da segurança de cartões de crédito, a Apple e a PayPal. A Apple tem a maior base de clientes e cartões de crédito registados, segundo eles são mais de 800 milhões (graças ao iTunes) e muitos anos de experiência, o que abona a seu favor. O PayPal tem um serviço que há anos que dºa mostras de segurança nas transacções comerciais.

        Assim, como dizes e bem… há sempre um “Mas”… embora que há um MAS maior numas empresas que noutras.

        A Google também tem uma base de dados em crescimento, contudo ainda é muito pequena face ao que os restantes, incluíndo a Amazon, já possuem. O que o facebook está a pretender é disponibilizar no mercado um produto que “incentive” as pessoas a colocar os seus cartões de crédito também no facebook, para além das empresas que promovem as suas páginas, o facebook quer agarrar também o particular.

        Isso é que faz confusão, até porque o facebook, de todos estes players que falámos, é o menos robusto em termos de estrutura.

        • Pedro says:

          Acho que confiar numa é igual a confiar noutra. O Facebook já deve ter alguns milhões de empresas pagantes, qualquer pequeno negócio gasta uns trocos em publicidade. Por isso a questão de segurança é transversal seja empresa ou particular.

          Em relação a esses 800 milhões de cartões de crédito parece um exagero.. e sim eu li a notícia disso, não referem é quantos estão ativos.

          • Nunes says:

            A questão de segurança e confiança não é igual para uma e noutra!
            O facto de a Apple controlar o hardware e o sistema operativo permite-lhe montar um sistema muito mais seguro do que o que a Facebook consegue por si.
            Quanto a confiança, o modelo de negócios da Facebook necessita desses dados de negócios e pagamentos para ganhar dinheiro com publicidade, é o seu ganha pão. E tendo em conta a sua história não se pode confiar que não venha a ter ideias não muito “simpáticas” para esses dados no futuro!
            A Apple não necessita desses dados, nem sequer sabe que pagamentos são feitos. Os seus rendimentos vêm doutro lado.

          • Sergio J says:

            A maior parte de quem tem iphone tem um cartão de crédito activo. Quem compra música via Itunes também tem. E a o iTunes facturava muito.

          • Nunes says:

            @ Pedro
            quanto ao número de cartões crédito é irrelevante.
            O Apple Pay é independente do cartão que está guardado na loja do iTunes. O máximo que faz é dar a possibilidade de ir buscar os dados da loja para usar o mesmo cartão, mas podes usar cartões diferentes e mudar sem que isso mude o que está no outro serviço.
            O que importa é o número de dispositivos que pode usar o sistema de pagamentos.

      • Nunes says:

        Um dos pontos fracos no uso dos cartões tradicionais ou nos pagamentos em que se dá o número de cartão e mais alguns dados, é que esses dados podem ser duplicados ao ser feita a transacção e usados para fazer outros pagamentos.
        Um sistema como o Apple Pay acaba com esse problema, pois os dados são únicos a cada transacção e o comerciante nem sequer sabe que cartão é usado ou de quem é o cartão. E a Apple tb não faz ideia que pagamentos é que fizeste, pois isso é tudo tratado pelos bancos e o sistema de cartões da VISA/MasterCard.

  5. probiotico says:

    Será que resulta????

  6. Luis says:

    ha muita gente que pensa q

  7. jeton90 says:

    e para quem como eu não tem facebook como vamos fazer?

  8. Benchmark do iPhone 6 says:

    Por falar em Touch ID – é incontestável que é muito divertido. Além de desbloquear o iPhone (5s/6) já há várias apps, protegidas por password, que também desbloqueiam usando o mesmo Touch ID.

    Vai ser um elemento fundamental no Apple Pay, junto com a “tokenization”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.