PplWare Mobile

Paga muito de eletricidade? Saiba se tem potência contratada adequada


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. João M. says:

    O que vale é que podemos alterar a potência ao longo do ano.. No entanto, é sempre bom lembrar que temos a electricidade das mais caras da Europa e tudo graças a taxas e taxinhas.. Familias que passam frio durante o inverno para poupar na eletricidade porque o estado fica com quase mais de 50% da fatura .
    MAs vá, o estado passa inpune porque a malta depois fala mal é da EDP, GALP, etc.. mas o estado é que coloca os preços altos com os impostos.. seja na eletricidade ou combustiveis.

    • fak says:

      @João M.
      não sei como é que o estado fica com mais de 50% em impostos, sendo que seja a fatura de 15€ seja de 150, a taxa de iva é sempre de 23% e as outras taxas (DGEG/CAV) são fixas. se o estado vai buscar a outros locais, isso já não tem nada a ver com a tua fatura e se pagas mais alguma coisa que o contador (que nada tem a ver com o estado), 23% de iva, DGEG e CAV, algo está errado na tua fatura.

      • João M. says:

        Fak, 50% confesso que é um exagero dado que também estava a pensar nos combustiveis. Na fatura da eletricidade (não tenho gas – pago à parte – mais impostos..) pago 27-28% só para o estado. Um bem essencial taxado como “luxo” . para o estado é mais essencial ir comer a restaurantes e ir ao cinema do que ter luz em casa. Não esquecer que se precisas mais potência pagas a 23% a taxa fixa.. ou seja, no inverno, quem precisa aumentar para mais de 3.46 paga mais na taxa fixa e mais em impostos.
        No combustivel pagas entre 43% a 52% só para impostos (depende se é gasóleo ou gasolina). A malta queixa-se que os combustiveis sobem e, como disse, os maus da fita são as empresas mas esquecem-se que temos das utilities mais caras da europa por causa de impostos.

        • fak says:

          @João M.
          a cena é que o que movimenta a economia são exatamente os consumos extra casa, como restaurantes, cinema, viagens, etc…
          mesmo assim não defendo os 23% em cenas de consumo essencial, se pagassemos digamos 6% teriamos mais dinheiro para jantar fora por exemplo, mas lá está, no que ganha num lado perde no outro. assim ganha dinheiro nos cofres do estado, de outra maneira perde dinheiro nos cofres a troco de melhor economia.

          e ambos sabemos que o estado está-se a marimbar se a economia está boa… para eles basta estar minimamente…

    • k says:

      “Não faz mal se o quadro disparar uma ou duas vezes durante o ano, se nunca disparou é porque está com potência a mais do que aquela que seria recomendada para os equipamentos que liga ao mesmo tempo.”

      Não. Não mesmo. Isto quer-se ligeiramente sobre dimensionado. Obviamente se for por muito, é deitar dinheiro fora, mas nunca tão curto que faça o disjuntor disparar por excesso de carga contratada. NÃO é bom ter o disjuntor a disparar, nunca. Corte de corrente súbita é uma excelente maneira de avariar aparelhos. Alguns são mais sensíveis que outros e até pode nunca correr mal, mas NUNCA é bom.

      Dizer que disparar “uma vez ou outra ao ano” (por excesso de carga) também não é realista. Ou tens aparelhos concorrentes e precisas da potencia (e vai andar sempre a disparar se não tiveres) ou não tens e não precisas.

      E a diferença em preço nem é assim tanta, de qualquer maneira. Na EDP, de 3.45kva para 6.9kva, a diferença são cerca de 4,6€/mês e ainda há 2 escalões entre esses 2 que fazem com que este valor ainda seja menor. Por 5€/mês não vou andar preocupado a ir a correr ao disjuntor cada vez que alguém ligou um candeeiro enquanto alguém estava a cozinhar ou arriscar a vida dos meus aparelhos com cortes súbitos.

      Não é essa diferença que me incomoda. Incomodam-me, no entanto, pagar uma taxa para potência/dia. O preço por kw já varia consoante a potência contratada, pagar mais potência/dia nunca fez sentido para mim (faz-me lembrar antigamente a internet por dialup, pagar impulsos de telefone + horas de internet e isso acabou rápido). Ou contribuição audiovisual. Ou 23% de IVA em algo estabelecido como bem de primeira necessidade. Isso sim, chateia-me muito mais.

  2. José Carlos da Silva says:

    Pago é muito de impostos. O preço efectivo da electridade e gás combinados representam apenas 55/60% da factura.

  3. PauloM says:

    O link da pagina não vai para o simulador. 🙂

  4. paulo rodrigues says:

    O simulador vale o que vale… tenho a potência mínima, 345kVA… depois de colocar quase tudo o que tenho indicava-me que deveria passar para a seguinte, 4,6kVA… ora, até hoje, nunca o quadro se foi abaixo por falta de potência! Temos que gerir a utilização dos equipamentos eléctricos: não tenho o forno ligado+ferro de engomar+máquina de lavar roupa, por exemplo. Esta última até é colocada em funcionamento no horário em vazio, e nada de temperaturas mais elevadas. Não tenho placa de indução, ok… acredito que mesmo que tivesse não iria abaixo o quadro se não tivesse mais equipamentos ligados para além do frigorífico e a arca. Claro que um dos factores será possuir equipamentos com classe energética o mais em cima na tabela possível. Caricato será a CAV (Contribuição Áudio Visual): é um imposto que por sua vez leva com 6% de IVA! Bom, alguém tem que pagar os ordenados chorudos de muitos dos que por lá estão…

    • Dunno says:

      Quando paga imposto sobre o imposto, no mínimo caricato.

      • fak says:

        @Dunno, se pagas imposto sobre imposto algo está mal… eu cá de impostos só pago 23% de iva (+ as taxas fixas de 7cent para a DGEG e 1.06€ para a CAV).

      • João M. says:

        É muito simples.. basta ir ler as faturas:
        CAV: “o valor mensal da CAV é de 2,85€ + IVA (a 6%) mas baixa para 1€ + IVA para para clientes economicament vulneváveis”
        DGEG – 0,07 + 23% IVA
        ISPE – valor + 23% IVA

        • fak says:

          como assim clientes economicamente vulneráveis? na minha fatura nada consta disso ou de descontos na fatura e não tenho nenhuma taxa para ISPE, além disso não pago 7 cent + IVA, são apenas 7 centimos. já tenho o mesmo contrato à 3 anos, se as minhas faturas estivessem mal certamente já teriam dado conta…

          será da area de residencia ou será que haverá algum outro fator como a pontencia contratada ou a tipologia do contrato?

          • João M. says:

            sinceramente não sei.. Fui até validar faturas com EDP (agora uso GALP) e é o mesmo. IVa nas taxas… Duas empresas mal ou a ERSE anda distraida ou é mesmo assim.

  5. Nuno José Almeida says:

    Onde é que um computador portátil gasta 300W

  6. Rrrrrr says:

    o logo da erse nao
    é nada parecido com o do edge XD

  7. Renato Gomes says:

    Isto tudo para poupar 22€ ANUAIS.

  8. says:

    Não entendo como o pessoal paga tanto de electricidade…
    Somos 2 cá em casa, eu trabalho em casa (estou o dia todo no pc) e paguei este ultimo mês energia + gás natural 24€.
    Já a conta da água é outra história, ronda sempre os 15/18€ (isto sim é um absurdo tendo em conta que tento gastar sempre o menos possível)

  9. Ze says:

    O que é que é pagar muito? Eu se pagar 50€ por mês já acho muito, mas há pessoas que acham isso normal e até barato…

  10. fak says:

    a EDP já tem um simulador à tempos: https://www.edp.pt/particulares/apoio-cliente/simulador-potencia/
    recomendo também o simulador de poupança: https://www.edp.pt/particulares/poupar-energia/simuladores-poupanca/

    o hábito também conta muito, a gente cá em casa por exemplo só ligamos as luzes a partir das 21h agora de verão, dormimos com a janela do quarto aberta para entrar a claridade da noite e da manhã para não termos de ligar as luzes (que além de gastar também é incomodo para a outra pessoa a dormir), desligar os stand-by, lavar a roupa a partir das 20h e utilizar um programa rápido (no meu caso, lavagem de 20 mins) para lavar roupas que não precisam de uma lavagem tão grande, etc, por isso é que pago menos de 15€ de fatura. a deste mês só paguei 12.94€.

    ou seja, conta mais o hábito que a potência, impostos ou outra coisa qualquer porque quanto mais barata seja a fatura, também mais energia se vai gastar.

  11. pagaEnaoBufa says:

    O mais engraçado é que o “cilindro” ou termo-acumulador não está disponível nos equipamentos de aquecimento do simulador.
    Ou seja se fores cozinhar e ligares a vitrocerámica o exaustor, a tv da cozinha e iluminação, estás sujeito a estourar com os 3,45kVA se usares a água quente.

    • João M. says:

      Acho que estes simuladores fazem as contas por excesso. Tenho um fogão de indução, que se ligar microondas, TV, pc, consola de jogos, e 2-3 luzes LED, o simulador diz que vou precisar de podencia acima de 4-5 (isto com frigorifico ligado). Na realidade o meu contador está nos 3,46 e não me foi abaixo ainda..

  12. fábio says:

    Acho piada que acham a electricidade cara, pagam 50€ de electricidade e 50€ por um pacote de televisão e desses não ouço ninguém a queixar. Alguns se calhar ainda metem sport Tv.
    Mas claro há que ter prioridades. Televisão é mais importante que electricidade e água.

    • João M. says:

      Fábio, acredito que se queixam de tudo. No entanto, eletricidade é um bem essencial e as pessoas acabam-se por queixar por isso mesmo – PRECISAS eletricidade ou nada em tua casa funciona — e é taxada como luxo.
      Já Pacotes TV as pessoas sabem que é um “extra” e a mentalidade muda – mas também se queixam dos preços. A diferença é que mal colocas um então ficas fidelizado – o que faz com que não consigas mudar, por mais que te queixes.

  13. Certo? says:

    Vejo aqui tantas contas e potencias e so tenho a dizer que temos um ministro que é um autentico Palhaço quando diz: Que os Portugueses façam como ele baixem a potencia, visto que ele já fez o mesmo ,claro que nunca deve estar em casa.
    Também não sei como pagam 25€ e estão em casa todo o dia, pois eu aqui em casa somos três saímos de manhã e vimos ao fim de tarde e so ao fim-de-semana estamos em casa e temos placa/forno e Cilindro e Combinado é são 80/90€ mensalmente.
    Obrigado

    • fak says:

      @certo?

      fazes-me lembrar o meu vizinho, farta-se de se queixar que paga sempre mais de 100€ em eletricidade, mas tudo o que tem dentro de casa é da idade da pedra e deixa sempre as 6 luzes do jardim ligadas, às vezes 24 sob 24h…

      não estou a dizer que é o teu caso, o que quero dizer é que às vezes as pessoas não tomam o seu tempo para se aperceberem do que está mal.
      quando viva com os meus pais também eramos 3 e não pagavamos mais de 50€, e demais tinhamos 20kVA de potência (luz trifásica – por causa da antiga dona, cuja fábrica vinha buscar a energia à casa e nunca mudamos a potência).

  14. Nuno Miguel Fernandes says:

    Vamos também começar a andar a 50km/h nos carros para o combustível durar mais 2 dias! Era mas é baixarem os preços da eletricidade isso e que era!

    • paulo rodrigues says:

      Por circular a 50kmh não significa que gasta menos combustível… bem pelo contrário.

    • fak says:

      baixar os preços é para esquecer, lembra-te que 99,9% das empresas são privadas, e só não digo 100% porque o estado ainda detém qualquer coisa da EDP acho eu, corrijam-me se estiver enganado.

    • JV says:

      Com uma condução responsável, sim, faz sentido andar mais devagar para o combustível durar mais. Eu faço-o, tenho uma média de consumo mais baixa que o normal e poupo centenas de € em gasóleo por ano. Chama-se poupança

  15. Ginger Ale 007 says:

    Aqui em casa nunca se passou da barreira dos 3,45 kVA contratados nem nunca passaremos disso(em electricidade porque nem gás natural temos.Vai-se de vez em quando comprar uma botija ou outra e já é bem bom !!).Bem fez o Ministro do Ambiente e da Transição Energética,o engenheiro civil João Pedro Matos Fernandes,ao pedir às pessoas para gastarem menos energia.Muito bem. 🙂

  16. Certo? says:

    Ainda há pessoas que apoiam quem nos roubam este dito engº é mais um que nos aldraba todos os dias
    Como podem ver aqui:
    https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/matos-fernandes-diz-que-psd-e-cds-pp-votaram-contra-a-reducao-do-preco-dos-passes-sociais-e-verdade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.