PplWare Mobile

Pagar menos IVA na fatura de energia? Baixem a potência contratada


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Carlos says:

    E tem razão.

    • Toni da Adega says:

      E que tal acabarem com a potencia contrada e cobrarem somente pelos KWh que sao consumido assim é que devia ser.
      Assim pagava-se somente o que fosse consumido. Se fosse consumido 0 pagava-se 0.

      • Carlos Junior says:

        Aqui no Brasil já é assim, o problema é quando as distribuidoras fazem reajustes na conta. Ai dói no bolso.

      • rui says:

        no reino unido também é assim, e a eficiência energética é o que se gasta e não o que se tem contratado.
        E não venham dizer que é dimensionamento de rede, pois se por exemplo têm uma zona de apartamentos todos certificados até 10 ou 20 kva se todos vierem a contratar o máximo e usarem vão ter o mesmo problema de dimensionamento.

      • Puro Android says:

        E acabar com os tachos das energéticas? É que nem pensar!

    • Gomes says:

      Tem razão? Então eu que vivo numa casa, onde não há gás… a água é aquecida num termoacumulador, ou cilindro para os mais leigos, e o fogão é elétrico, tenho que pagar mais por causa disso?! Tu utilizas combustiveis fosseis, eu uma grande percentagem de energia renovável e ainda pago mais que tu? Esta noticia vem mesmo a calhar, porque ainda esta semana pedi um aumento de potência, porque se a minha mulher se lembrava usar um secador de cabelo e eu estava a cozinhar, lá ia o quadro abaixo… mas TEM RAZÃO!

    • KitKat says:

      Sim e típico dos regimes socialistas.

    • KitKat says:

      Sim e típico dos regimes socialistas.

    • aaa says:

      E tem razão???? Experimente ter agua de furo que tem que ser extraída por uma bomba trifasica porque não ha (mas mesmo que houvesse não usaria porque tb é um roubo) agua camarária e depois diga la se pode viver com 3,45kva….
      O que vale é que para o ano ha eleições, e mais uma vez o povinho estupido vai voltar a votar nos mesmos amigos do alheio….
      Mantém-se a gamela, mudam os porcos….

      • GM says:

        Boa! Aparte a questão da potência, deixe-me perceber. Não paga água aos Serviços Municipalizados porque é um roubo. Prefere ter furo artesiano (com os custos inerentes) e a pagar electricidade, e tratamento de água (se o tiver) porque é……mais barato??
        Claro que a água é cara, também para moderar consumos e comportamentos. No entanto, concordo que a fórmula de taxar o tratamento de efluentes não lembra a ninguém. Essa, concordo que seja um roubo, sem forma de justificar!

  2. Xello says:

    Cá por casa rodam 3.45kVA
    Tenho 4h por dia:
    2 computadores + 2 aquecedores a óleo + 1 frigorífico + 4 luzes led equivalentes a 100w + (por vezes) 1 máquina de lavar roupa (2x no mesmo horário).
    O quadro nunca foi abaixo nem nunca tive problemas

    • Paulo says:

      2 aquecedores em simultâneo? Acho muito difícil…

    • Filipe says:

      Tretas. Aqui nos comentários eu também posso escrever o que me apetecer. Sendo assim, aqui em casa eu tenho 1kVA de potência contratada.
      Tenho mais de 12h por dia:
      4 computadores + 4 aquecedores a óleo + 1 frigorífico + 4 luzes das lâmpadas que dizem eles que são economizadoras + 2 lâmpadas que só são acesas algumas vezes e por alguns minutos + 1 máquina de lavar roupa de 2 em 2 dias (também 2x no mesmo horário).

      O quadro também nunca foi abaixo nem nunca tive problemas.

      Estás a ver como na internet cada um pode inventar o que quiser e parecer credível?

      Com 2 aquecedores ligados ao mesmo tempo, o teu quadro vai abaixo de certeza. Já estive numa casa com essas mesmas coisas e com 1 aquecedor ligado, se colocava a máquina a trabalhar, pumba. “Chapéu luz”. Por isso, não inventes.

      • Xello says:

        Que beneficio tenho eu em mentir aqui??
        Ganho fama? Sou o MAIOR??
        Enfim…
        Não sou nenhum eletricista mas sei o que tenho cá em casa ligado e sei a potência contratada pois vem na factura…
        Precisas de mais detalhes? Aqui vão:
        Eu e a minha esposa trabalhamos apartir de casa a meio tempo.
        1 PC + 1 portátil com um monitor extra (TFT)
        1 frigorífico da Kunft (não sei o consumo)
        2 aquecedores a óleo de 2500w (coloco no mínimo)
        4 luzes led da Philips eq a 100w
        e por vezes 1 máqina de lavar roupa A+++
        as tomadas da cozinha e da sala têm 1 disjuntor dedicado (1 Portátil + monitor TFT + frigorífico + aquecedor a óleo + máquina de lavar)
        as luzes da cozinha e sala têm 1 disjuntor dedicado
        as Luzes do escritório, quarto e casa de banho têm 1 disjuntor dedicado
        as tomadas do escritório, quarto e casa de banho têm 1 disjuntor dedicado (1PC + aquecedor a óleo).

        Não sei se tem alguma coisa a haver mas o prédio foi construído à menos de 5 anos. Espero que com isto tenha esclarecido algumas dúvidas.

        • Hugo Nabais says:

          Que desconversa que para ai vai amigo.
          3.45 kva permitem 2750 watts ligados em simultâneo.
          Dizes no teu post inicial que tinhas 2 aquecedores a óleo ligados em simultâneo e queres o quê?
          Depois agora já dizes que colocas no mínimo! Isso não é a mesma coisa que ligar 2 aquecedores em simultâneo!
          É um detalhe importante não?!

        • João says:

          Possivelmente deves mesmo ter é o disjuntor avariado. Estou a achar o consumo muito elevado para ele não disparar.

        • Daikoni says:

          Só so 2 radiadores a óleo de 2500W são 5000W, a potência que tens permite-te cerca 3300W ligados. Nunca conseguirias ter os 2 radiadores ligados mesmo que toda a tua casa tivesse desligada. Ou tens aí alguma avaria / ou a EDP está a cobrar-te por uma potência inferior à que tens.

    • Gomes says:

      Então experimenta ligar um secador de cabelo, ou uma torradeira, com isso tudo ligado e diz-me lá o que acontece!

    • Hugo Nabais says:

      Só acredita nessa história quem quer!
      – Com 6.9kVa aqui não consigo ter 2 aquecimentos a óleo ligados com os PCs e o frigorífico luzes etc.
      – Os meus sogros tinham 3.45kVA e por vezes só a ligar o aquecedor a óleo se tivessem a máquina de lavar ligada e o frigorífico fazia saltar o quadro!

      • RJCA says:

        Isso é lógico. As pessoas têm a mania de ligar tudo ao mesmo tempo, depois admiram-se…

        • Paulo says:

          Que raio de mania de ligar tudo ao mesmo tempo e quando precisam.
          O Sr. ministri podia viver à luz da vela, e pedalar para gerar energia que assim nem de quadro eléctrico precisava.

        • Hugo Nabais says:

          Pois é pessoas e não só! Quando temos frio em casa (somos 4 pessoas) e ligamos 2 aquecimentos e depois o raio do frigorífico decide ligar ao mesmo tempo… raio do frigorífico e pessoas que ligam tudo ao mesmo tempo…

      • José Carlos da Silva says:

        Tenho 3.45 e consigo ter placa de indução com 3 bicos ligados, forno eléctrico, frigorífico e exaustor e mais uns extras de iluminação – eventualmente uma televisão também. No entanto, basta ter o forno a trabalhar isolado e ligar um fervedor de água eléctrico que o quadro dispara logo.

    • Jorge says:

      Deixa-te estar calado essa coisa está avariada…

    • Simão Leite says:

      mais um que tem luz de “borla”

  3. Louro says:

    Como és cobrado pela energia utilizada, nunca percebi muito bem a cena da potencia máxima… se ainda fosses cobrado um valor fixo, aí sim faria todo sentido…

    Enfim, Portugal a roubar mais um bocadinho.

    • Louro says:

      Onde vivo, as casas sao fornecidas com 24Kva(100amp) e se tiver aqueicimento elético por norma aumentam para 30Kva…

      Como cobram por KWh, quanto mais potencia entregarem mais as pessoas podem usar o que significa que eles cobram mais…

      Em média um britanico paga:
      Eletrecidade: £0.12376/Kwh
      Gás: 0.0278/Kwh

      E a volta de £0.50/dia pelos dois servicos cobinados.

      Uma vergonha os precos que se pagam em Portugal.

      • r says:

        Louro, por isso é que a galp e a edp têm os lucros que a presentão.

      • Paulo says:

        Correcto Louro. Eu e a minha mulher temos dois ordenados perfeitamente normais em UK e a nossa casa de dois pisos está a 21ºC, 24 horas por dia, todos os dias do ano (até quando me ausento uma semana, porque as minhas gatas ficam em casa). Durmo o ano todo apenas com dois lençois, ando descalço em casa o ano todo, etc. Não interessa quanto pago em pounds nem quanto isso dá em euros. Posso apenas dizer que essa despesa me é completamente indiferente e não me pesa minimamente no orçamento. Resta acrescentar que como tenho um contador inteligente, de gás e electricidade (porque aqui fala-se sempre em gás/electricidade), o contador envia a contagem de hora a hora para a central, onde o computador faz uma série de cálculos e ajustes, por forma a pagar sempre o mesmo, todos os meses do ano.

        • Louro says:

          @Paulo,
          Sim eu também estou numa situação similar.
          Tenho uma moradia térrea com 4 quartos(290m2) e tenho a casa quente o ano todo, só no verão é que desligamos o aquecimento pois não é de todo necessário.
          Pago entre gas e eletricidade uma média de £90/mes…

          Felizmente tenho um salário acima da média do uk, mas mesmo que tivesse o salário mínimo não custaria nada pagar £90 todos os meses.

    • Nuno says:

      Pensei no mesmo.
      Nao passa de uma roubalheira.

    • JLP says:

      Boas a cena do potência máxima, está relacionado com o dimensionamento da rede, imagina que todos na tua zona de residência não tinham limite, a EDP teria que sobre dimensionar a rede de distribuição para conseguir fornecer a todos a potência máxima, assim ao limitar, sabem perfeitamente quais as secções dos cabos e as potências dos transformadores a utilizar em cada zona

      • rui says:

        o limite seria o mesmo que está certificado (de acordo com os cabos) se todos meterem e usarem o máximo que está certificado e são obrigados a fornecer vão ter os mesmo problemas de estruturas centrais.

      • Louro says:

        Ou seja, a EDP tem problemas de dimensionamento no entanto esses problemas nao existem em outros países onde se paga bem menos…

        A questao aqui é cobrarem mais só poruqe sim, pois nao faz sentido algum cobrarem por isso e por uso… Entendia se cobrassem pela potencia máxima se nao pagasses mais nada, eras cobrado como se tivesses constantemente a usar a potencia máxima.

      • Toni da Adega says:

        Exactamante, não é uma forma de cobrar mais, é pura e simplesmente para proteger o cliente.

      • Radamel Matias says:

        Como ajudar ao dimensionamento? Que eu saiba, posso regularmente contratar mais ou menos potencia. Se os meus vizinhos fizerem o mesmo as companhias metem ou retiram cabos? Balelas para vender.

      • Louro says:

        Então explica lá porque é que em países como o uk toda a gente tem a potência máxima e não há problemas?
        Agravado pelo facto de que se paga menos que em Portugal…

        Tretas e os portugueses comem e calam.

  4. Ricardo Almeida says:

    Esta notícia não faz sentido. Simulem uma fatura com 6.9kVA de potência contratada e uma de 3.45kVA e vejam se a diferença é assim tanta… e a maioria das famílias vivem em prédios antigos e mesmo que queiram passar dos 3.45 para os 6.9 não podem porque a instalação do prédio não o permite.

    • Joaquim Alcobia says:

      só na taxa diária são mais de 5€ de diferença.
      Há que ter cuidado é a fazer o contracto, ele espectam lá com os 30A que até abrem a boca e nem damos conta … Pedi uma alteração de contracto (do nome do contracto) e apareceu o homem para fazer o aumento de potencia dos 3 e tal ara os 6,9. Tie de o mandar embora e ligar para os gajos pq tinham metido os 6,9 nos papeis.

  5. Alberto Jesus says:

    Com uma boa gestão energética é possível ter uma potência de 3,45 kVA porque actualmente quase todos os grandes electrodomésticos são muito mais eficientes em termos energéticos. Quem tenha apenas 3,45 kVA deve ter como precaução evitar ligar vários equipamentos em simultâneo (máquina de lavar roupa ou louça, aquecimento, ferro de engomar, forno, microondas, etc.).

    • joao says:

      Lol? ou seja achas normal ter que esperar que a maquina de lavar a roupa acabe para poder ligar o aquecimento e que em quanto se esta a espera nao se possa usar o forno ou microndas ou o ferro?
      já ouviste falar em multitarefa? deves pensar que o dia é infinito e tem que se faze as coisas sequencialmente. É que normalmente o povo so esta em casa 4/6 horas activo por dia e nessas 4 horas precisa de fazer muita coisa. Tu deves ser dos que ficam na sala no sofa e que miracolosamente fica tudo pronto do ar….

      • JV says:

        Na verdade é tudo uma questão de boa gestão e em casa é muito simples. Já ouviste falar em tomadas com temporizadores, por exemplo? Lavas a roupa durante a noite, o microondas só precisa de 2 ou 3 minutos de cada vez e o ferro não está o dia inteiro ligado.

        Quem não sabe gerir isso é normal que se queixe. Tenho 4,6kva, a luz nunca foi abaixo e já pedi alteração para o escalão inferior. Tenho a certeza que nunca terei problemas. E trabalho todo o dia, chego a casa às 20h maior parte dos dias e é a essa hora que faço a maioria das tarefas.

        • Vitor Afonso says:

          E se tiveres placa de indução com 2 ou tres bicos a funcionar ao mesmo tempo e tiveres que usar o forno eletrico????

          Cada um é que sabe das suas necessidades. Aqui em casa a gás só mesmo a caldeira para aquecer àgua para o banho!

        • luis says:

          A potência contratada não pode ser analisada individualmente. Quais os equipamentos que tem em casa para os 4,6kVA?

      • RJCA says:

        Então nesse caso o joao paga e não bufa a potência que a sua “pressa” assim o obriga…

        • Toni da Adega says:

          LOL
          quase 50% da factura é de taxas e de algo chamado de “potencia contratada” que ninguem consegue perceber para que serve.
          E depois ainda há quem seja a favor destas medidas. O pessoal gosta mesmo de ser enganado…..

      • Tony says:

        Há muitos tugas que acham normal terem de fazer o que o Alberto Jesus diz. Depois queixam-se que a produtividade em Portugal é a porcaria que é. As pessoas não conseguem ter uma vida confortável, sem preocupações que deviam de ser desnecessárias pois já pagam mais do que deviam para que essas preocupações sejam resolvidas na origem, claro que depois não produzem adequadamente.

        Só mostra o nível evolutivo do país. Em Portugal é sempre tudo à mingua.

        Em Portugal em vez de se ter um nível evolutivo das infra-estruturas avançado ao ponto de as pessoas não terem de pensar em gerir consumos/utilização da forma como o Alberto Jesus refere (como aliás, já se faz nos países com maior produtividade), e se concentrarem no que é mais importante para a economia do país, não… as pessoas é que ainda têm de se preocupar em gerir os consumos energéticos que fazem porque a EDP “acha” que a rede não aguenta e então cobra mais por disponibilizar mais potência… Portugal tem sempre casos especiais destes quando se trata de sacar dinheiro aos consumidores.

        Até acho que pode ser uma oportunidade para o surgimento de uma nova profissão: “gestor de consumos energéticos”. Se cada pessoa contratar um gestor destes para ligar só o que pode estar ligado a cada momento enquanto o dono da casa se preocupa com aquilo que realmente necessita de ser feito, vai ser a profissão do futuro em Portugal. Este gestor até podia servir para ligar o disjuntor de vez em quando, quando este disparar por consumo “excessivo” – não vá às vezes enganar-se e ligar o aquecimento e a máquina da roupa em simultâneo quando está a ver televisão à noite no Inverno, enquanto o filho está no computador e a esposa aproveita para engomar umas peças de roupa para usar no dia seguinte… e com o frigorífico ligado claro… que como é Inverno, às tantas para alguns até podia estar desligado… Enfim…

        • Alberto Jesus says:

          Caro Tony, não te conheço e também não me conheces e agradeço que moderes a tua linguagem sem faltar ao respeito a ninguém. Só tens que respeitar as opiniões dos outros com eu respeito as tuas. Já agora, permite-me discordar que não existe qualquer relação entre o nível de produtividade e/ou nível evolutivo de um País com uma boa gestão energética de uma casa. Em caso de dúvida, basta fazer umas pesquisas e percebes porque razão os respectivos níveis evolutivo e de produtividades de Portugal são baixos.

      • Alberto Jesus says:

        Caro João, não te conheço e também não me conheces e agradeço que moderes a tua linguagem sem faltar ao respeito a ninguém. Só tens que respeitar as opiniões dos outros com eu respeito as tuas.

      • João Tavares says:

        Ai credo tenho que ligar o aquecimento senão morro de frio…. Santa paciência!

  6. João says:

    Uma medida para se vender durante a campanha eleitoral como “baixamos o IVA da eletricidade” ou para o BE e PCP dizerem que “obrigaram a baixar o IVA da eletricidade”. Quando o comum dos portugueses for fazer as contas, no fim do mês, poupou nem 2-3 euros por mês.
    Um país que vive dos impostos e não foca na economia – nas empresas (que é quem realmente cria riqueza e emprego), e que não foca na defesa das famílias, será um país que não terá futuro. Continuamos a taxar , taxar e taxar.
    É assim que se faz politica. Oferecem-se manuais escolares de borla até ao 12º (para todos, porque quem não tem rendimentos sempre os teve de borla ou parcialmente – chamados escalões A e B) mas as livrarias andam agora a pedir empréstimos aos bancos para pagar dividas porque o estado não paga… Passes sociais “baratinhos” mas depois as transportadoras publicas vêm-se gregas para manutenção e pagar salários – porque os passes é uma das maiores fontes de rendimento dessas empresas e o estado não vai aumentar a sua comparticipação.
    Dizem que iriam baixar o ISP mas foi mais areia… baixa 0.02€ (reais) na gasolina que acredito que não vamos ver porque o preço do petróleo vai milagrosamente subir.
    A inflação vai subir 0.89% e tudo vai subir mas as tabelas de IRS ficam iguais.. o povo ainda vai perder dinheiro
    Enfim.. Assim se atira areia para os olhos do povo e, como o povo gosta de migalhas e grita que Venezuela é que é bom (BE e PCP estão muito calados sobre isso…. estranho)

    • Rui says:

      Os passes sociais é mais um roubo dos grandes centros urbanos ao resto do país. Só há transportes públicos em Lisboa, Porto e pouco mais, no resto do país quem quiser deslocar-se, tem de pagar tudo do seu bolso sem ajuda de ninguém (andar de carro). Já não chegava os portugueses sustentarem as empresas de transportes públicos nos grandes centros urbanos (através das injecções de capitais para sobreviverem e ainda temos de pagar os passes sociais para quem é de Lisboa e Porto)!!!! Chega de roubarem o país!

      • ZédoBoné says:

        Esse pensamento é realmente muito pequenino.
        Existe o principio da solidariedade regional.
        Caso contrário, pense assim.
        Ah, eu não tenho filhos, por isso os meus impostos não devem ser usados para arranjar a sanita da escola X em Gondomar.
        Ora, eu nunca fui passear para Portimão, por isso não devo pagar com os meus impostos a reparação da N125.
        E como nunca fui ver o Mosteiro dos Jeronimos, o que é que eu tenho a ver que aquilo esteja a precisar de restauro?
        Que sorte tenho eu em ser saudável, que se lixe o ordenado da Sra. Dra. do posto médico cá da vila. Afinal aquilo só serve para os velhos sem nada para fazer irem para lá queixar em-see dar à língua.
        Usem os meus impostos para o que realmente faz falta, apoiar o meu clube de futebol, arranjar a estrada à porta de minha casa ou apoiar a 7ª arte. Sim, eu adoro cinema e o cinema precisa de apoios……
        Enfim, isto explica muito a forma como o país vai!!!

        • Rui says:

          Ó Zé, não de lixes.
          Pareces os trogloditas do BE a defenderem o impensável. Então Lisboa que é só a única região do país com um PIB acima da média europeia tem de ser ajudado pelo resto do país que é muito mais pobre, essa é anedótica!!!! Vamos lá todos ajudar os ricos que gastam mais dinheiro que os pobres!!!!!!
          Ao menos pensas nos disparates que dizes? A solidariedade que refere funciona exactamente ao contrário, os mais ricos pagam mais impostos para os mais pobres beneficiarem, ou não é assim?
          Já agora, no interior do país só há cinemas nas sedes dos distritos, por norma!!!!!!! Fale do que sabe.

        • Marco says:

          a solidariedade regional neste pais so funciona para ajudar Lisboa, basta ver os apoios da ue que são desviados para Lisboa.

    • Cortano says:

      “mas depois as transportadoras publicas vêm-se gregas para manutenção e pagar salários”

      Pior mesmo é apregoarem a medida e esperam que as empresas privadas sustentem a baixa de preço.
      As empresas do Estado, mal ou bem, são do Estado, portanto o lucro não é a prioridade – claro que por outro lado, todos os portugueses pagam as empresas publicas mesmo sem usufruirem dos serviços, mas isso é outro problema.

    • Louro says:

      Saí de Portugal faz cerca de 15 anos, e nao foram poucas as vezes em que pensei voltar ao meu país novamente, entretanto surgiu a oportunidade de voltar e trabalhar como trabalhador remoto para a mesma empresa.
      Na minha ideia todos os impostos seriam pagos no UK e poderia viver em Portugal sem qualquer problema, mantendo o salário que tenho cá.

      Decidi entao iniciar o processo de mudanca, um dos principais problemas foram os meus filhos que já crescidos nao querem voltar de forma alguma, mas também nao havia problema, estou a distancia de um aviao durante 3 horas e podia voltar cá para visitar pelo menos uma vez por mes sem problema algum.

      Em 2017 fui entao a Portugal de férias, e ao invés de fazer as férias normais que qualquer emigrante fará, decidi ter mais atencao aos precos das coisas e prestar mais atencao ao que as pessoas dizem.
      Fiquei chocado quando me apercebi que o custo de vida em Portugal estava ao nível do Uk, mas com um salário minimo de pelo menos 3 vezes menos.

      Queria levar os meus carros para aí, apesar de com volante a direita, decidi pedir orcamentos para legalizacao… um podia legalizar por a volta de 500Euros depois de uma borucracia brutal, os restantes teria de pagar em full… o mais barato iria custar-me quase 10000Euros (O carro aqui nao custava isso).

      Saúde pelo hora da morte, quando aqui é grátis,

      Combustíveis mais caros que aqui,

      Supermercado a precos similares,

      Energia mais cara que aqui,

      Isto já para nao falar que por ser residente em Portugal teria de declarar os ganhos no UK em IRS e pagar a diferenca de impostos entre os dois países… para terem uma pequena ideia e contas por alto feitas por um contabilista iria ver os meus rendimentos a baixar mais de 25% por causa disso.

      Epah cheguei a conclusao que…o meu país nao me quer a mim nem aos meus…

      Continuo cá, já deixei de pensar em voltar…

      • Rui says:

        Sabe que normalmente quem governa este país, desde 1974 tem como principal clientela os filhos do partido e a seguir os queridos funcionários públicos. E os chamados direitos adquiridos (só para funcionários públicos), pagam-se e bem …… e alguém tem de trabalhar e sustentar isto. Faça estas contas quando vier novamente ao país, imagine os milhares que funcionários públicos que a única ou principal função é cobrarem impostos/coimas/taxas: Finanças, Segurança Social, GNR, PSP, ASAE, ERSE, …….. e olhe que não ganham o salário mínimo.
        Dou-lhe o exemplo da Saúde, para mim é óbvio o problema: Há um claro descontrolo do sector da saúde, porque os profissionais da saúde ao mesmo tempo que reinvidicam melhores condições salariais, desviam os doentes para as clínicas privadas e consultórios em que são eles os donos para roubarem 50 a 100€ por consulta!!!!! E pior, a fazerem concorrência aos Hospitais públicos, ao mesmo tempo que desviam doentes! Isto em qualquer empresa privada ía imediatamente para a rua, se descobrissem que um seu funcionário anda a desviar-lhe clientes ou a fazer concorrência (é uma das regras básicas dos contratos de trabalho)!
        Depois de gastarem o dinheiro todo nos funcionários públicos, percebem que não têem dinheiro para fazer obras nos hospitais, comprar consumíveis, etc (porque não há sindicatos dos edifícios públicos!!!!!)

        • FP says:

          Já deu para perceber que não gostas dos FP. Espero que sejas mal atendido nos hospitais para que pelo menos tenhas razão no que dizes. Isto de generalizar é o que da. Não tenho paciência para ler mais este tipo de comentarios.

          • Rui says:

            FP, quer que lhe conte como é que se passa à frente numa lista de espera de operações num hospital? Veja a especialidade de que precisa desse Hospital, veja quem é o Director desse Sector (Médico especialista) e vá a uma consulta privada desse mesmo médico! E milagre, é operado em 3 meses quando os outros esperam 12 meses (olhe que eu sei por experiência própria do que falo). Basta fazer o choradinho ao médico que não temos dinheiro para operar na clinica dele, tem de ser pelo SNS……..
            Acha isto que estou a retratar uma história?
            Mais, acha normal um médico fazer 24 horas de urgência seguidas e ganhar só nesse dia 1.000€ e vai o resto da semana trabalhar para a sua clínica? Acha isso ético?
            E médicos que faziam como o deputado e registavam os colegas no ponto?
            E já agora quanto é que ganha um médico por receitar medicamentos ou tratamentos caros, como por exemplo das alergias?
            Como vê eu estou mais que vacinado com trafulhices que se passam no dia-a-dia. Quando se fala mal dos políticos eu sou condescendente, porque eles são portugueses como você e eu!!!!
            Já agora que é FP, acha bem FP reformarem-se por inteiro com 22 anos de serviço? (tenho um familiar da GNR nessa circunstância com a bonificação de ter andado no Ultramar).

        • RSTS says:

          Parabéns pelo resumo

        • RSTS says:

          Parabéns pelo resumo

        • Louro says:

          @Rui
          Eu sai de Portugal ainda na altura de vacas gordas, as coisas ainda funcionavam minimamente e o custo de vida quando comparado com aqui até era baixo.
          Ia de férias a Portugal e as coisas eram baratas… Hoje em dia?
          Custa perceber como é que existem pessoas a sobreviver com o salário mínimo.
          Os funcionários públicos é outra das histórias, trabalham mal e de forma pública (generalizando claro) e ainda estão sempre de trombas.
          Enfim, tenho pena que o meu país esteja na situação que está… É triste

      • pois says:

        Olhe que não vale a pena mesmo!! Pagar impostos para andar a sustentar gajos como o Ricardo Salgado, José Sócrates, Zeinal Bava, Luís Filipe Vieira…entre outros tantos!! Que raio de país é este?
        Depois na justiça ainda brincam, 15 anos para tratar dos corruptos do BPN? Se um gajo devesse 1 cêntimo a eles, acrescia os juros e pouco tempo depois ficava a casa penhorada…mas como são eles está tudo bem, são “condenados” (isto é, 15 anos para averiguar tudo e depois ainda brincam aos recursos, está o Oliveira e costa para bater as botas e a justiça não foi feita) e ainda ficam lá com o que roubaram como se nada fosse.

  7. V3rm3 says:

    Ridicula resposta do ministro, “quem quiser pagar menos IVA na energia poderá sempre optar por baixar a potência contratada.”
    E quem quiser pagar menos de combustiveis anda menos de carro.. quem quer pagar um pacote de tv mais barato, tira alguns canais… Só quem quer pagar menos de impostos é que não tem alternativa.

  8. Rui says:

    A estupidez a que chega este governo! Quem contratar até 3,45KVA para 6% de IVA do aluguer do contador e a energia paga 23%. Quem precisar de mais de 3,45KVA (como é o caso de todos os ambientalistas donos de carros eléctricos), vão continuar a pagar IVA a 23% quer no aluguer quer na potência consumida.
    Não me admira nada de um desgoverno que diz que passar os funcionários de 40 para 35 horas não tem custos!!!!!! Ou que só podem reformar-se antecipadamente quem trabalhe e desconte à 40 anos e tenha 60 de idade, sem corte na reforma, mas quem tiver mais de 60 anos ou mais de 40 de descontos, tem corte de sustentabilidade na reforma (o Centeno deve ter feito as contas e achou que só tinha dinheiro para pagar a meia-duzia de reformados e por isso escolhia quem tem 60 anos e 40 de descontos!!!!!!)
    Mas a estupidez deste governo continua a avacalhar o código de IVA, vejamos, se os GNR actuarem no Arena, os bilhetes pagam IVA de 6%, mas se os GNR actuarem no Marquês, os bilhetes já têem IVA de 13%!!!!! Isto é gozar com isto tudo!!!!!

  9. fc says:

    ministro referiu que a potência contratada mais baixa é um bom exemplo de eficiência energética e de uso.

    Só que não. se eu usar a maquina de lavar roupa e depois a maquina de lavar louça gasto mais energia do que se usar ambas em simultâneo, embora o consumo das máquinas seja igual em qualquer das situações vou gastar mais em iluminação para fazer as tarefas.
    Se querem usar o IVA para fomentar de forma activa a eficiência energética dêem uma bonificação na taxa aos electrodomésticos mais eficientes.

    • eduardo says:

      Eu tenho 3.45 e consigo ter a máquina da loiça e da roupa ao mesmo tempo a lavar…
      Só não podem pedir para fazer tudo ao mesmo tempo.. Não posso querer estar a cozinhar com as máquinas a lavar.. cozinho primeiro e durante o meu sono as máquinas podem lavar e de manhã um pouco mais cedo dá para colocar a roupa a secar.. a loiça entretanto também lavou..

  10. z/OS says:

    Que se lixe o IVA e os padrões que o cobram. O que me chateia é a taxa de audiovisual que eu pago na factura de electricidade (o que que uma coisa tem a ver com outra?) sem ter televisão em casa. LADROES e acima de tudo INCOMPETENTES na gestão do país.

    • Filipe says:

      Com os veículos dos nossos amigos que têm a mania que protegem o ambiente, também estiveram em mãos duas alternativas: uma taxa para TODOS na factura da electricidade, ou começarem a pagar pelos carregamentos. Até o pagamento por carregamentos entrar em acção, fomos nós todos a pagar o que eles consumiam.

      O mesmo se aplica à taxa de audiovisual. Andamos todos a pagar para quem está em casa todo o dia sem fazer nenhum, a receber RSI e a ver as “tardes da júlia” e nós nem tv temos em casa porque é totalmente inútil, dado que estamos a dar o litro para ganhar o “nosso”.

  11. Cortano says:

    “Segundo o simulador da EDP, para ter 1 Frigorífico, 1 Máquina de Lavar (roupa ou louça), 1 Microondas ou 1 aquecimento, até 2 televisões e 1 computador já deverá contratar uma potência de 4,6 kVA.”
    A EDP a enganar o consumidor e a vender uma coisa que o consumidor não precisa para o cenário representado.

    Tenho constantemente o descrito a funcionar em simultâneo e com potência de 3,45 e não tenho problemas.
    Claro que não posso meter a máquina da loiça e roupa a trabalhar ao mesmo tempo… ou ligar o ferro de engomar… mas com algum controlo do que se tem ligado, é possível ter os equipamentos descritos ligados com 3,45.

    Agora, a proposta do Governo é mandar areia para os olhos, porque sabe bem que quem tem potência superior dificilmente consegue baixar para a potência inferior – basta ter equipamento AC ou fogão electrico em casa para ser praticamente impossivel de baixar potência.

    • pois says:

      Tenho 6,9 e se te dissesse o que tenho a funcionar…não dá mesmo para baixar.
      Mas quem puder baixar que baixe, grande parte da população tem mais potência do que o que precisam, a diferença não é muita mas é alguma coisa.

      • Cortano says:

        O Governo está a dizer-te:
        Manda a tua “tralha electrica” para o lixo se queres ter redução do IVA.

        É uma tristeza.

      • GM says:

        Desde há uns 8 anos pelo menos que reduzi a potência contratada de 6,9KVA para os 4,6KVA. Nunca deu problemas, até agora, pois há o cuidado de não haver simultaneidade de MLL E MLR. Ou forno. A placa é a gás, pelo que a potência é suficiente. Mesmo com a alteração desde à um ano a esta parte, para os contadores ditos “inteligentes”, com comunicação bidireccional, que já possuem o disjuntor não diferencial incorporado, muito mais sensível, não senti diferença.

        • pois says:

          Sim, mas eu tenho 2 arcas, 2 frigoríficos, portões elétricos, televisões (várias), forno, placa de indução, exaustor, vários pcs, tenho uma casa de banho exterior com termoacumulador (em casa a água é aquecida com a lareira ou com o painel no telhado por isso não gasta luz), as luzes, entre outras coisas mas a lista já vai grande…
          Depois o meu pai ainda usa a máquina de soldar e entre outras ferramentas elétricas dele para as brincadeiras dele…

  12. Adolfo Dias says:

    Continuasse a discutir trocos quando a questão é porque raio um bem essencial como a eletricidade é taxada como se fosse um luxo!?

  13. luis says:

    Para quem tem uma fogão de cozinha elétrico e um termoacumulador, 3,45KVA não chega. Optei por o sistema elétrico para cozinhar e aquecimento de águas uma vez que é mais eficiente e mais amigo do ambiente. E agora sou penalizado no IVA da eletricidade em relação a outros consumidores que preferem usar sistemas a gás que são muito mais nocivos para o ambiente. Já para não falar dos carros elétricos, como foi já aqui referido. Que belo exemplo que este governo está a dar.

  14. Francisco Santos says:

    É triste termos ter estes visionários no nosso “desgoverno” , quem optou por termo-acumulador e fogão eléctrico para baixar a sua pegada ecológica paga os 23% de iva 🙁

    • luis says:

      Nem mais. Vai completamente de acordo ao meu comentário acima. Somos penalizados por estarmos a fazer o mais correto. É que não há forma de ter os 3,45kVA com este tipo de equipamentos. No entanto estão a utilizar energia elétrica que parte dela tem origem em energias renováveis (espero eu, já não digo nada)

  15. Joaquim Alcobia says:

    só na taxa diária são mais de 5€ de diferença.
    Há que ter cuidado é a fazer o contracto, ele espectam lá com os 30A que até abrem a boca e nem damos conta … Pedi uma alteração de contracto (do nome do contracto) e apareceu o homem para fazer o aumento de potencia dos 3 e tal ara os 6,9. Tie de o mandar embora e ligar para os gajos pq tinham metido os 6,9 nos papeis.

  16. ZédoBoné says:

    Muitas vezes falamos mal dos nossos Governantes e com razão, mas desta vez deixem-me dar razão à medida e à posição defendida pelo Sr. ministro.
    O consumo energético em Portugal é um absurdo. As famílias não têm o menor cuidado com os gastos de energia, pelo que temos que incentivar ao consumo racional.

    Eu posso testemunhar em defesa da medida. Lá em casa somos 3 epPor coincidência, ontem dei comigo a pensar em como fiz bem ao reduzir a potência para 3,45 há cerca de 5 anos.
    Ontem, coloquei máquina da Loiça e a máquina de secar roupa a funcionar ao mesmo tempo.
    Quando chego ao quarto da criança, vejo que a minha esposa tinha ligado o aquecedor a óleo para aquecer o quarto.
    Escusado será dizer que pelo meio ainda estava a TV ligada e mais um conjunto de lâmpadas.
    O quadro nem pestanejou!!!

    O que acontece é que as pessoas ainda vivem agarradas às experiências antigas, em que era impossível fazer o que eu fiz ontem. Os electrodomésticos eram, energiticamente, muito pouco eficientes.
    Aos poucos fui trocando e hoje, em casa, só tenho iluminação Led. Logo aqui é possível trocar 40/60w por 5w.
    Esta poupança liberta margem para outros equipamentos mais golutões.
    Por outro lado, os equipamentos modernos são muito mais económicos, permitindo que trabalhem mais ao mesmo tempo.
    Antigamente uma TV consumia +/- 300w, agora consumem 40w. Um computador consumia 500w, hoje, no máximo 65w (portátil).

    Façam as vossas contas e vejam quanto gastam os equipamentos que têm em casa e arrisquem baixar.
    Se não for suficiente, dentro de 30 dias podem mudar novamente.
    Ah, e é gratuito!!!!!!

    Ao fim do ano podem poupar, ainda sem levar em conta a baixa do IVA, cerca de 52,32.

    • int3 says:

      Também pago isso em média. por mês, mas talvez menos. 40 euros nas vou pagando dois em dois meses…

    • luis says:

      Ó zézé, e os equipamentos que antes eram a gás e agora são elétricos porque têm melhor eficiência e não usam combustíveis fósseis? E estamos a falar de equipamentos que têm grandes potências como os fogões de cozinha, fornos e aquecimentos de água. Pode ter razão quando diz que houve diminuição do consumo dos restantes equipamentos, mas foram introduzidos outros que não havia antes

      • Zé do Boné says:

        Luís,

        Falas como se fosse um all-in.
        É verdade o que dizes, mas dificilmente colocas tudo ao mesmo tempo em uso.
        Não é usual estar a cozinhar, ao mesmo tempo que lava roupa e loiça, passas a ferro e aquece o quarto, simplesmente porque não faz grande sentido. Só muito excepcionalmente pode ter uma combinação de consumos excepcionais.
        Nesses casos, facilmente se faz a gestão dos consumos.
        Como afirmei antes, e é absolutamente factual, tinha as máquinas a trabalhar em simultâneo com o aquecedor a óleo.

        • Toni da Adega says:

          Por acaso até faz sentido quantas vezes nao faco isso, chego a casa meto tudo na maquina e vou fazer o jantar.
          Acabo de jantar está tudo lavado.
          Isto com aquecimento como é obvio, aquecimento só faz falta quando se está em casa.

          Eu prefiro fazer fazer gestao do meu tempo, nao posso estar refem de horarios por nao poder fazer 2 coisas ao mesmo tempo.

          Está frio: olha aguenta porque agora estou a lavar a loica

        • Hugo Nabais says:

          Eu também consigo ligar máquina de lavar e secar e da loiça, ao mesmo tempo que uso um secador de cabelo, e o microondas de 900watts, frigorífico e tudo em 3.45kva e o quadro sempre a bombar.
          3.45kva chega para todas as casas!

          • Luis carreira says:

            Olha que para a minha não dá. Como sabes que dao para todas??? A minha quando não está sem ninguem consome 275w por hora. Basta ligar a tv da sala eo pc fixo que fica automaticamente nos 600w. Se ligar os ac’s, maquinas e ferramentas ja nao daria. Isso é tudo muito relativo.

          • Hugo Nabais says:

            Era ironia!!!!!!

    • Louro says:

      @ZédoBoné
      É tudo muito bonito e até fazem bem em incentivar as pessoas a poupar no consumo de energia, aliás o que tu dizes está correcto.

      No entatanto qual é a cena de cobrar pela potencia contratada? Porque nao abastecer todas as casas com a potencia necessária e cobrar unica e exclusivamente pelo consumo de energia?

    • LB says:

      Excelente análise. Também fiz a mesma alteração de potência e as mudanças nas lâmpadas. Numa casa de 4 pessoas, conseguimos viver confortavelmente.

      Um conselho: percam 2 minutos por mês a enviar as leituras. Há dois anos que faço isso e raramente ultrapasso os 60,00€/mês. Quando tinha a “conta-certa” havia sempre acertos e nunca eram em meu favor.

  17. A Mendes says:

    Não é barato, mas é um bom investimento a MLPrazo.
    Adquirir uma Bateria (Tesla, Samsung, LG…existem várias), instalar em Apartamento (com 3,45kVa ou menos), “encher” a bateria de noite (bi-horário) e fazer os consumos de casa SEMPRE pela acumulação na bateria.
    Em moradias: ainda podem instalar uma pequena produção (até 2 mil Watts) e aí, quase ficam autónomos.

    Em apartamentos que possam colocar um ou dois paneis fotovoltaicos, tb podem produzir (dado que a bateria pode ficar no exterior, varanda).

    Pode ser meio radical, mas é um caminho para anular o monopólio das Electricas.
    Considerem que estas baterias têm uma grande longevidade…(perca de 20% ou menos em 20 anos). Por perderem 20%, continuam a funcionar!!

  18. EacHTimE says:

    Como é que só 2 milhões tem a potencia normal?

  19. Bruh says:

    Pois pois. Aqui também vieram dizer que tínhamos potência a mais e que podíamos baixar e poupávamos mais dinheiro. Resultado: era o contador a desligar-se de meia em meia hora. Volta lá para o mesmo que estava que estava muito bem

  20. Skin says:

    Eu também tinha 6,9kVA porque a maior parte dos meus aparelhos são eléctricos: forno eléctrico, fogão com placa eléctrica, ar condicionado. Ou seja, só uso gás para aquecimento de água (esquentador). Mudei recentemente para 4,6kVA com um pouco de receio que não fosse suficiente. O que é facto é que já cheguei a ter o forno, a placa eléctrica, 1 aparelho de ar condicionado, iluminação e frigorífico ligados em simultâneo sem problemas.

  21. eduardo says:

    Tem razão o Sr….
    Cá em casa são 3.54KVA!!!
    Desde que a gestão seja bem feita não existe qualquer problema e não tenho nenhum equipamento a gás: a placa é vitrocerâmica e o aquecimento de água é com um cilíndro. Consigo ter televisão, lampadas LED, frigirifico, arca congeladora, placa (1 base ou 2 no máximo) e forno eléctrico em simultâneo.. Se tentar ligar o microondas já sei que o quadro vai a baixo.. Não podemos querer fazer tudo ao mesmo tempo…

    Pensem quantas vezes é que vocês vão ter tudo ligado ao mesmo tempo? Será que compensa o que estão a pagar todos os meses em excesso?

    • Rui says:

      Finalmente um comentário sensato. Não estava fácil encontrar um.
      O pessoal gosta de falar do aquecimento global e das alterações climáticas e depois não sabe ou não quer saber como usar energia de forma mais eficiente.

      • Toni da Adega says:

        Isto não tem nada haver se estamos a usar a energia de forma mais eficiente ou nao.

        Que diferenca existe entre estar a cozinhar e lavar a roupa ao mesmo tempo e entre fazer as coisa em separado? No final gasta-se exactamente a mesma energia

  22. ferreira says:

    este calhordas nunca conheceu nada de electricidade

  23. Poet says:

    Metam 3,54KVA de potência na Assembleia da República, isso é que era de gente…

  24. Poet says:

    Já agora metam também 3,54KVA na residência oficial do Primeiro Ministro e do Presidente da República…

  25. Vitor Procópio says:

    Essas simulações também me parecem exageradas… ok, deve ser um valor médio, mas isso depende muito da eficiªencia energética dos equipamentos. Sempre tive os 3.45 e só se abusar é que mando o quadro abaixo. Tenho neste momento ligados à tomada:
    1 Portátil
    1 torre com um processador já antigo. 125W de TDP e respectivo monitor.
    1 máquina de louça com o programa mais intensivo (75ºC)
    1 frigorifico
    1 dos bicos da vitrocerâmica no máximo
    1 TV
    1 Receiver AV
    Sem contar com o router do operador, um router próprio, powerlines, uma lâmpada acesa no escritório, 3 GU10 de 5W led, e mais aqueles consumos residuais de hubs que para aqui tenho da smart home. O microondas possivelmente já não ia conseguir ligar, mas mais um bico da placa ainda conseguia.

  26. Pedro Vales says:

    E que tal acabarem com a taxa de audiovisual?

    • ElectroescadaS says:

      Finalmente “alguém” tocou no ponto chave. E já agora porque carga de água tenho de pagar pela factura segura 1, 40€? é por receber a factura em papel?

  27. int3 says:

    3,45kVA chega e sobra.
    Frigorífico, TVs e iluminação e micro-ondas ou forno. Só há razão para mais potência se tiverem uma grande casa.

  28. MotardFeio says:

    É só fazer contas. Vou tentar explicar de forma a que os leigos entendam e possam fazer as suas contas (sem qualquer brincadeira):

    1 kVA = 1 kilo VoltAmpere, e pode-se fazer contas à “carpinteiro” considerando que 1 kVA é a mesma coisa que 1000 Watt, isto só para se entender de forma simples.

    Sendo que [VoltAmpere] será U vezes I (tensão vezes corrente)
    P (potência – Watt) = U (tensão – os 240 Volt tipicamente) vezes I (Ampére – nos 3.7 kva são os 15 Ampére)

    PORTANTO – 3.7 kVA a dividir pelos 240 Volt dá os tais 15 Ampére

    Se somarem as potências do que querem a funcionar em simultâneo lá em casa, exemplo, aquecedor 1000 W + micro-ondas a bombar 750 W + computador 750 W + frigorífico 200 W , ainda sobram uns 700 W para iluminação e outros. As lâmpadas de LED gastam o quê – 8 W cada uma e das mais “potentes”???

    Duas máquinas de lavar (roupa e louça) é que pode ser mais complicado, nada que não se resolva com a da loiça a ficar a lavar durante a noite por exemplo.

    Façam contas, independentemente de ser ou não justo/injusto e dos lucros da EDP (por exemplo) serem sempre na ordem da várias dezenas de milhões, ano após ano.

    • Rui says:

      [Ironia]
      Isso não vale. Trazer factos e bom senso para uma discussão destas é indigno.

    • Hugo Nabais says:

      Só o secador de cabelo da minha esposa consome 2200 watts e os dois aquecedores que tenho um é de 2500 watts e outro de 2000 watts. O meu frigorifico gasta 250watts. Ainda falta tanta coisa ( máquina roupa e loiça placa de indução PCs etc) e já vai acima dos 7000 watts. O limite de 3300 watts (3.45kva) só vivendo de forma miserável a ligar uma coisa de cada vez!
      – olha desliga o aquecedor que vou ligar o secador
      – olha só ligues um aquecedor de cada vez
      – olha não faças as 2 máquinas ao mesmo tempo
      Somos mesmo um povo miserável ao aceitar isto!!!

  29. Miguel says:

    Para a potência em nada se entra com o tempo, mas com a simultaneidade de equipamentos em funcionamento.
    E claro a potência de cada um desses aparelhos, posso ter 500 aparelhos de 1W e tudo na boa.
    Mas um aquecedor 2000W, uma placa 2500W e lá se vai o disjuntor.
    Ou seja 3,45kWh é irrealista, tenho aquecimento a gás e simplesmente não consigo ter a placa, indução, mais forno ligado ao mesmo tempo, e nem sequer falo da potência maxima em cada aparelho. Basta o frigorifico entrar em acção para estragar tudo, enfim…
    O intressante era saber então qual a potência contratada do ministro, já que ele está tão preocupado com a eficiência energética.

  30. luis says:

    Deixo a minha sugestão, só é pena que nenhum dos nossos políticos veja isto. Se quisessem mesmo promover a eficiência energética na fatura da eletricidade, poderiam adotar o esquema dos escalões para quem consome mais eletricidade, tal como já é feito na fatura da água (pelo menos na minha zona). Até podiam só aplicar este esquema dos escalões ao IVA: 1º escalão tem IVA a 6%, 2º escalão a 13% e 3º escalão a 23%. Era uma forma de fazer as pessoas pensarem que quanto mais eletricidade gastam, mais o IVA sobe.

    • luis says:

      Isto porque a potência contratada não está em nada relacionado com o consumo de eletricidade. Podemos ter necessidade esporádica de um maior consumo de electricidade mas no dia-a-dia os 3,45kVA até eram suficientes. Mas tendo uma potência contratada superior para essas situações esporádicas, já são consideradas aos olhos do governo como pouco eficientes no usa da energia elétrica

  31. Jhonathan says:

    Estao protestando no lugar errado!

  32. Mateus says:

    Tantos comentários que nunca acedam o verdadeiro problema desde há décadas com a miséria da EDP:
    – a potência contratada é muitas vezes insuficiente porque a tensão (volt) fornecida pela EDP é inferior a 220v (cheguei a ter 190v…) e os aparelhos ao puxarem mais energia para compensar, o quadro vai abaixo

    – a EDP preocupa -se em pagar salários milionários à direção, meter taxas e cobrar muito para investir em energia verde, só que depois grande parte dessa energia é vendida ao exterior e os lucros ficam para a EDP. Ou seja, usam taxas autorizadas pelos governos (= nosso dinheiro) para novos aparelhos e o lucro e vantagens são para…a empresa

    – ao deter o monopólio, a EDP não quer saber se fornece bom serviço, o importante para eles é cobrar

    Em suma, a EDP é uma empresa que abusa porque o tuga não se manifesta e paga. A direção e governos há décadas que detém este espólio entre amigos e conhecidos.

    • Miguel says:

      Não se pode misturar conceitos.
      Mesmo que o aparelho tenha de puxar mais corrente porque a tensão é insuficiente, o aprelho nunca vai puxar mais do que a sua potência. Ou seja um aparelho de 1000W, se tiver 220V vai puxar 4,5A, se tiver 190V puxa 5,2A a potência essa será sempre de 1000W.

    • João says:

      É fazer uma queixa à EDP. Eles são obrigados por lei a repor o valor correto da tensão 230V em determinado tempo útil. Agora sem cumprem ou não é outra história. Mas se não se queixar dificilmente resolvem de iniciativa própria.

  33. Paulo says:

    E tem razão!
    Claro cada um é um caso, mas se usarem o cérebro e fazer um pouco de gestão podem nem precisar de tanta potência!

    3,45 kVA a mim dá para TV, frigorífico, máquina lavar loiça e roupa ao mesmo tempo e até tenho mini arca de 100 litros e nunca me foi abaixo! …

    Agora claro se ligo o forno chapéu! Mas para isso basta usar o cérebro e desligar as máquinas loiça e roupa… Ou claro só metemos as máquinas de lavar depois do forno desligado…

  34. pedro says:

    tive que aumentar a potencia para 10,35kVA desde que mudaram o contador antigo para o contador inteligente da ultima geração, pois os disjuntor geral começou a não aguentar e estava sempre a “saltar” com os mesmos hábitos de consumo … é só aldrabices com estas empresas !!!

  35. Pedro Miguel Santos says:

    Eu estou com 3.45kVA e consigo ter ligado ao mesmo tempo:
    – 1 computador + 2 televisões + máquina lavar loiça + máquina lavar roupa + microondas + algumas lampadas LED + Aquecedor a óleo. Sempre que tento ligar o forno ou cafeteira eléctrica, tenho de desligar o aquecedor senão vai abaixo… Vou ter de aumentar agora por causa da instalação do ar condicionado 🙁 .. mas enfim, foi bom enquanto durou, lol 🙂

  36. Luis Manuel Santos Gomes says:

    Gostava de perguntar, porque tenho curiosidade, qual a potência que o Sr. Ministro tem contratada na casa dele? 😉

    \o/ \m/

  37. Xico Fininho says:

    A ninha única sugestão no meio destes comentários todos é: testem baixar a potência contratada para a potência logo abaixo da atual, façam o vosso estilo de vida habitual. Se ao fim de 1 ou 2 meses o contador nunca foi abaixo, baixem de novo a potência, até encontrarem o melhor nível para vocês. Se possível evitem ligar ligar eletrodomésticos “pesados” todos ao mesmo tempo. Eu tenho chaleira, fogão e forno elétrico, máquina de lavar roupa, microondas… É lógico que se ligar tudo em simultâneo o contador não aguenta ou então tenho margem para baixar a potência.

  38. Hugo Nabais says:

    Gostaria de saber como é que a viver com a minha mulher e 2 filhas ou um colega meu que tem 3 filhas seria possível ter os 3.45 kva sem passar necessidades. Enfim é uma medida para encher chouriços e enganar os incautos.

  39. Nuno Cabral says:

    Tenho 3.45 Kva tenho em simultâneo arca congeladora, frigorífico, 2 TV’s, Microondas, exaustor e 4 divisões com luzes e aquecedor a óleo. Só quando ligo forno elétrico é que não posso ligar em simultâneo o ferro de engomar

  40. Frederico says:

    Afinal temos que incentivar a natalidade ou não? é que 4 sao 2 pais e dois filhos! patetico!!!

  41. Ricardo says:

    E quem não pode alterar a potencia pois a instalação é trifásica e a EDP recusa-se a alterar para monofásico?

    • ElectroescadaS says:

      Já morei num apartamento (alugado) e pedi essa alteração e foi feita. É tudo uma questão de alteração feita no contador e quadro eléctrico… :mrgreen:

  42. António Silva says:

    Exemplo de uma fatura da EEM na Madeira de uma casa familiar com a potência contratada (3,45 kVA), bastando 3 aparelhos (torradeira+secador e micro-ondas) para o contador desligar-se.
    – Consumo horas cheias – QTD (281,00) / Preço Unit. (0,1629) Valor (45,77) IVA% (22)
    – Potência contratada (3,45kVA)… QTD (34dias) Preço Unit. (0,1611) Valor (5,48) IVA% (22)
    – Imposto Especial de Consumo de Eletricidade (0,0010 Euros/kWh)… QTD (…) Preço Unit. (…) Valor (0.28) IVA% (22)
    – Taxa de exploração… QTD (1) Preço Unit. (0,080) Valor (0.08) IVA% (22)
    IVA (22%x51,61)

    Contribuição audiovisual… valor (2,85) IVA% (5)
    Total.. 2,99
    Total Faturado 65,95 euros

    Quero agradecer a todos os FDP que contribuem para esta roubalheira.

  43. Jbs says:

    Porque acham que a EDP esta a vender e a incentivar a uso de painéis solares?!? A rede já está subdimencionada! Fica assim o consumidor final a sustentar a rede.

  44. Pedro Miguel Santos says:

    Hugo Nabais: Desde que não ligues tudo ao mesmo tempo e faças como eu que tive de adquirir o hábito de não poder ter em simultaneo o forno/cafeteira/aquecedor … De resto nunca tive outros problemas 🙂 Se queres ter tudo ao mesmo tempo ligado, tens de fazer contas às potências dos equipamentos e fazer o cálculo para saber qual a potência a contratar.

    • Toni da Adega says:

      Ou Portugal podia fazer como certos paises fazem paga-se o que se consome independentemente da potencia contrada.
      Por exemplo a factura seria: kWh consumido * preco kwh + iva. Está feito em Portugal é +- isso e no final multiplica-se por 2

      • Louro says:

        @Toni,

        Isso nao dá lucro fácil… é necessário fornecer a energia.

        Cobrar pelas potencias contratadas e meter lá mais uns pós com contas e calculos estranhos que ninguém percebe é muito mais simples e dá mais lucro.

        • Toni da Adega says:

          O engracado é isto é jogar areia para os olhos, ver todos a apoiar a medida e ninguem conseguir ver que Cobrar pelas potencias contratadas nao faz sentido obsolutamente nenhum.

          • ElectroescadaS says:

            Podes sempre fazer contratos com a concorrência mas tenho as minhas duvidas se realmente vais poupar alguma coisa…

  45. Antonio F. says:

    Já há uns meses que passei para 3,45 kW e tarifa bi-horária. Chega perfeitamente e pago menos 8 a 10€ por mês. Duas televisões, computador, algumas luzes e nunca tive problemas. As máquinas da roupa e loiça logo antes de me ir deitar. É uma questão de mudar os hábitos… O planeta agradece e a carteira também.

    • Hugo Nabais says:

      Isso é possível porque parece que vives sozinho. Agora na esmagadora maioria dos lares vivem 2 ou mais pessoas e viver com 3.45 kva cerca de 3300v watts é viver de forma miserável tendo em conta o que consume um aquecedor secador máquinas de roupa e loiça placas de indução microondas etc etc etc

      • Pedro Miguel Santos says:

        Hugo, conforme te disse em cima, vivo bem, apenas mudei os meus hábitos e somos 3 lá em casa. No meu caso tenho fogão a gás, parece que não mas faz toda a diferença … 🙁

      • MotardFeio says:

        Somos 4 na minha casa, e vivo com os 3.45, e não passo miséria, e sou Engenheiro Electrotécnico.

        Não trabalho na EDP nem nada que se pareça, e acho que os lucros estão muito mal distribuídos, e que a taxa audiovisual é treta, etc e tal.

        Potência contratada implica que a EDP tem necessariamente de conseguir garantir essa mesma potência faça chuva ou faça sol, dia e noite.
        Se quiseres trifásico com 100 MW e eles autorizarem, terão de possuir estrutura capaz de te fornecer isso ininterruptamente.
        E isso paga-se.

        Não pagas mais caro por um motor de carro com 200 cv do que por um com 100 cv (mesma marca e mesmo modelo)?
        Não significa que andes sempre a 180 com o mais fraco e andes a 90 com o mais potente. No entanto com o fraco nunca passas dos 180, e com o potente se calhar dás mais 40 ou 50.

        Disponibilidade versus consumo.

        Também por isso de noite o kW seja mais barato que de dia, é que o vento sopra a qualquer hora, e não consegues armazenar essa energia à noite para gastar de dia. E o que consegues ainda não é significativo.

        Os radicalismos é que estragam tudo.

        Mas se eu tivesse caldeira, fogão de indução, dois aquecedores ligados no máximo, duas máquinas a lavar e a mulher a secar o cabelo, tudo ligado em simultâneo?! Mete aí uma torradeira, um grelhador eléctrico e um desumidificador e és dos melhores clientes da EDP e amigos.
        Haja discernimento para hábitos razoáveis de utilização.

        Deves ser daqueles que só toma banho de imersão todos os dias e deixa a torneira a correr água do princípio ao fim enquanto lava os dentes – SEM OFENSA.

        Agora foi uma tirada infeliz da parte de um governante, no entanto acertada – o planeta agradece que todos nós saibamos consumir de forma racional.

        • Hugo Nabais says:

          MotardFeio,

          Nenhuma das tuas comparações faz qualquer sentido, os cavalos do carro e os gastos de água etc.

          E não me ofendo pois essa tua imaginação não tem qualquer fundamento de verdade, sou altamente poupado e ninguém em minha casa toma banho de imersão, nem desperdiçamos nada, até fazemos sempre a reciclagem correctamente e sempre tentamos não deixar equipamentos ligados desnecessariamente.

          Não acredito que vivas bem (miserável por ser forte) com 4 pessoas em casa e 3.45 kva, podes dizer o que quiseres mas não acredito, tenho várias experiências quer na minha casa (com 6.9kva) quer em casa de familiares que vivem 2 sozinhos com 3.45kva e por vezes é complicado.

          Somos 4 aqui em casa e temos 6.9 kva e por vezes no inverno a potencia não chega e já temos que andar a ter atenção ao que ligamos ao mesmo tempo!!
          Com 3.45 kva seria até IMPOSSÍVEL viver com dignidade, pois ao sermos 4 na casa, nos dias de temperatura negativa ou quase, só mesmo ligando 2 aquecedores que no total consomem 4500 watts (já rebenta os 3.45kva).

          Se és realmente Engenheiro Electrotécnico, sabes bem que com 3.45kva não consegues ligar mais do que 3300 watts em simultâneo.
          Tenho aqui em casa aparelhos que consomem:
          – 1 aquecedor na casa 2500 watts
          – 1 aquecedor na casa 2000 watts
          – 2 aquecedores de casa de banho 600/1200 watts.
          – Secador cabelo da minha esposa 2200 watts.
          – Secador cabelo das minhas filhas 1800 watts.
          – Máquina da roupa no ciclo varia entre 1000 a 2000 watts
          – Máquina da loiça no ciclo varia entre 1000 a 2000 watts
          – Ferro de engomar 2000 watts
          – Frigorífico 250 watts
          – Congelador 260 watts
          – A/C usado apenas no verão de 1000 watts
          – 4 TVs em média cada uma entre 100 a 150 watts
          – 3 Computadores, um portátil de 90w e 2 PCs de 500 watts.
          – Várias luzes económicas nas várias divisões da casa (ainda só tenho 3 LEDs, mas já não tenho nenhuma das antigas incandescentes)

          Implicas que ligo tudo ao mesmo tempo, mas é completamente falso e impossível, como se pode ver em cima, tudo ao mesmo tempo daria dezenas de milhar de watts!
          Alias, eu até programo as máquinas para trabalharem durante a noite!!!!!!

          Vou dar-te uns exemplos para desmontar as tuas afirmações com dados REAIS E CONCRETOS!
          Exemplo: COM TUDO DESLIGADO, como é que se passava aqui a ferro e alguém secava o cabelo com 3.45kva ou 3300 watts?!
          Resposta: IMPOSSÍVEL, se alguém quisesse secar o cabelo, a pessoa que estava a passar a ferro teria que antes desligar o ferro!!!

          Outro exemplo melhor:
          – No Inverno, ter apenas um aquecedor ligado na casa de 2500 watts
          – apenas 2 TVs ligadas 250 watts
          – apenas 2 PCs 500 watts
          – Algumas luzes ligadas.
          – Máquinas desligas, secadores e ferro desligados, todos os outros aquecedores desligados.
          Liga-se o compressor do congelador, pumba já saltou o quadro !!!!!!

          E dizes que 4 pessoas podem viver com dignidade com 3.45 kva?!

          Para mim dizer isso é que é uma ofensa! Uma ofensa à inteligência das pessoas!

          • ElectroescadaS says:

            2 pessoas com 3,45 é complicado??? Deixa-me rir…

          • MotardFeio says:

            Tenho de responder e respirei fundo antes de o fazer. Até gostava de tomar um café ou uma cerveja contigo pessoalmente (Hugo Nabais) que isto a escrever/ler torna-se mais complicado perceber o entendimento de quem está do outro lado.

            Tudo depende dos hábitos de consumo.

            As analogias que fiz fazem sentido sim, para quem as sabe interpretar. Pode é haver quem não concorde.

            SE um aquecedor (vamos supor a óleo) tem 2500 Watt (não se escreve no plural – dá para perceber por aqui que REALMENTE tenho a formação que afirmo ter), ele só gasta os Ampére correspondentes SE estiver com as duas resistências ligadas (ou os dois “botõezinhos”) simultaneamente, e estiver na fase de aquecimento.

            Ora como dispões de termostato, cuja função é desligar as resistências quando a temperatura regulada é atingida, voltando a ligar quando a temperatura baixa de um certo valor, ele não está permanentemente ligado a sugar 2500 Watt.

            Como não moro na Covilhã ou em Vinhais, tenho uma casa relativamente bem isolada e com apenas 3 quartos, não tenho necessidade de ligar DOIS aquecedores no máximo simultaneamente. Basta-me ligar uma das resistências de cada um deles que faz practicamente o mesmo efeito, com a vantagem de ter um em cada ponta da casa, mantendo um melhor equilíbrio Termodinâmico. Assim, apenas gasto – no máximo e pontualmente, os tais 2500W.

            Eu só seco o cabelo com toalha, a minha esposa não costuma secar o cabelo com secador a não ser quando se quer arranjar para irmos jantar fora e afins – e assim é raro ter DOIS aquecedores no máximo juntamente com um secador de 2000W.
            Também aqui sou bafejado pela sorte, pois em vez de duas filhas como tu, tenho dois filhos, e esses não usam secador.
            Menos um secador.
            Na WC não uso aquecedores, não sentimos necessidade cá em casa. Sorte a minha.

            Máquinas de lavar, só quando vou dormir à noite para a cama, e aí os aquecedores estão desligados.
            Como tenho um édredon e uma colcha quentinhos, basta o calor da minha esposa 🙂 .

            TV só tenho uma das grandes na Sala, de resto estão banidas das restantes divisões, por uma questão de que – é assim que escolhemos viver.

            PC tenho apenas portátil, felizmente não levo trabalho para casa e não o uso a não ser por diversão / entretenimento.

            Passar a ferro, só a empregada, e essa vem de dia, quando não preciso de aquecedor ligado – a minha casa é mesmo porreira.

            Não temos ar condicionado por aqui, no Verão até que sabia bem às vezes, mas a casa nem é muito quente!! Benesse da boa construção, sorte a minha.

            Para quem queira há por aí muitos livros que ensinam a parte técnica das coisas, e eu se tivesse tanta traquitana ligada em simultâneo como referes, se calhar mandava era instalar um quadro Trifásico lá em casa. Usa-se a partir de uma certa e determinada Potência contratada.

            De resto não me vou alongar nem mostrar diplomas e cenas, ou dizer o que faço na vida, se ganho bem ou mal.

            Considero que sou uma pessoa com algum conhecimento neste campo, com as minhas necessidades que CLARAMENTE são distintas das de outros, o que não faz mal!

            E OFENSA é dizeres – sem me conheceres de lado algum – que NÃO VIVO COM DIGNIDADE?

            Não ofendas um pais de filhos, mas se calhar faltou qualquer coisa na educação que tiveste lá em casa. As minhas desculpas a quem te educou, se calhar não têm a culpa.

          • Hugo Nabais says:

            MotardFeio,

            Obrigado pelo convite, mas não me parece que alguma vez quisesse tomar algum café ou cerveja contigo.

            Pelos vistos és engenheiro mas falta-te capacidade de interpretação em Português.
            Eu disse:
            “Com 3.45 kVA seria até IMPOSSÍVEL viver com dignidade, pois ao sermos 4 na casa…” (e depois expliquei as minhas razões)
            Lamento que não tenhas entendido aqui o indigno é a limitação a 3.45 kVA para a minha família e muitas outras!
            O facto de eventualmente viveres bem limitado a 3.45kva e serem realmente 4 pessoas “crescidas” em casa e não compreenderes que isso é indigno para outras pessoas ou mesmo para a maioria, demonstra que és uma pessoa que só pensa nela.

            E os meus aquecedores são termo-ventiladores, gastam mesmo a potencia máxima, mais uma vez achas que sabes tudo mas estás errado!

            Achas mesmo que a maioria dos portugueses tem empregadas e as casas todas bem isoladas, ou que não moram em zonas frias?
            Achas mesmo que 3.45 kVA para a maioria das famílias com 4+ pessoas não é uma limitação indigna?
            Esta é que é a questão aqui teste tópico!
            Eu tenho a certeza que para a maioria das famílias de 4 ou mais pessoas, viver com 3.45 kVA é indigno, pode haver umas raras excepções.
            3.45kVA serve para uma ou duas pessoas viverem confortavelmente.
            Não consigo perceber que alguém não veja isto, mas fica lá na tua!

            Quanto aos comentários que me fizeste chamando-me despesista de água, e que tomava banhos de imersão, e que ligava tudo ao mesmo tempo, e depois criticas a educação que os meus país me deram, sem conheceres minimamente o que estavas a dizer?! Atirar acusações para o ar?
            Não tenho mais nada para te dizer senão que se calhar os teus pais é que falharam no capitulo da educação e respeito ao próximo.

            Tudo de bom para ti e para os teus e que os 3.45kva te continuem a servir!

        • Miguel says:

          Eu sou engenheiro mecânico e também sei fazer contas.
          Alias eficiência nada têm de ver com controlo de consumos. Posso ter o aparelho mais eficiente do mundo a trabalhar, mas na realidade nem dele precisava…
          E também posso ter uma potência baixa, só por que não tenho simultaneidade mas depois uso muito mais energia…. enfim
          E mais uma coisa em minha casa tenho todos os aparelhos ligados…
          Sim, mas não estão todos a funcionar.
          E tenho paneis fotovoltaicos e carro eléctrico.
          O ministro demonstrou bem que não entende de poda, e por isso mais valia ficar calado. Aliás receita para a maioria dos politicos deste país.

  46. Pedro Miguel Santos says:

    Hugo, conforme te disse em cima, vivo bem, apenas mudei os meus hábitos e somos 3 lá em casa. No meu caso tenho fogão a gás, parece que não mas faz toda a diferença … 🙁

    • Hugo Nabais says:

      Pedro, assim é impossível de viver em condições, digas o que disseres, falo do que sei, como já disse aqui várias vezes, 3.45kva permite ligar em simultâneo um total de 3300 watts.
      Só o secador de cabelo da minha esposa é de 2200 watts, o secador das minhas filhas acho que é de 1800 watts (felizmente só 1 para as duas), tenho 2 aquecedores e no inverno muitas vezes tenho que ligar os 2 ao mesmo tempo para não passar frio naquelas noites de temperaturas negativas ou quase, um de 2500 watts e 2000 watts o outro (só aqui 4500 watts).
      O microondas é de 900watts, tenho 4 televisões em casa por vezes estão 3 ou 4 ligadas e não faria sentido dizer a uma ou duas das pessoas que não poderia ligar a televisão, tenho ainda o ferro de engomar de 2000watts, frigorífico de 250watts, várias luzes, forno, PCs, aquecedores de casa de banho, etc.
      Não faz sentido andar a desligar tudo para poder lavar a roupa ou a loiça ou passar a ferro!
      Só a usar o secador de cabelo ou o ferro de engomar juntamente com as outras coisas do tipo luzes, Pcs, TVs, boxes e já estaria a consumir a totalidade dos 3.45kva!
      Se aceitasse o que tu aceitas seria viver de forma miserável de andar a desligar tudo para poder ligar alguma coisa, seria pouco diferente de viver num país de terceiro mundo.
      Fico chocado com a mentalidade de muito aqui que acham normal uma família viver limitada a usar 3300 watts. Eu tenho o dobro disso, de momento, e já acho pouco e tenho por vezes problemas! É por estas e por outras que continuamos a ser os miseráveis da Europa e não saímos disto!
      Experimenta a ir a outros países como Espanha, França, UK, etc e vê se há muitas famílias a viver com apenas 3.45kva disponíveis.

      • Daikoni DK says:

        Eu que não uso gás em casa, tenho tudo eléctrico, com a potência de 3.45KVA, não dava para ligar o “fogão” (placa de indução). Se dissessem 6.9KVA, ainda podia e deve de cobrir a maior parte das famílias, 3.45 nem pensar. Mesmo 6.9KVA não dá para mim nem de perto, só se desligar a casa toda sempre que cozinho… lol
        E também é impraticável estar a desligar forno, micro-ondas, máquina de loiça e roupa, só porque tenho mais qualquer coisa a trabalhar, já nem falo de A/C. Por norma não tenho tudo a trabalhar ao mesmo tempo, mas também estar a dosear os aparelhos (se ligo X tenho que desligar Y…) é só parvoíce nos dias de hoje.

  47. Daikoni says:

    Sim, se tiverem um mini-apartamento, só com um frigorífico, uma TV e uma luz de mesa cabeceira dá.

    Não uso gás em casa. Só a placa de indução é de 7000W, placa normalíssima (por norma os bicos não trabalham todos e no máximo, mas consumos de 4-5KW deverão ser frequentes), só isto faz 2x essa potência contractada.
    Se contasse com A/C (só tenho numa sala, e a potência máxima dele é de uns 6000W, mais uma vez não deve de trabalhar sempre nessa potência máxima mas..), frigorífico, luzes, máquina loiça nem roupa, nem forno, nem computadores.

    • GM says:

      “….só tenho numa sala, e a potência máxima dele é de uns 6000W, mais….”.
      Atenção, pode ter 6kW, sim, mas são kW térmicos. Em termos de potência eléctrica absorvida serão uns 1,5kW, pois o COP deverá rondar os 4,0 (depende da marca e modelo do equipamento). Se a potência eléctrica fosse igual à potência térmica, não havia vantagem em ter um equipamento desses para aquecimento. A vantagem dele é a eficiência: consome 1kW de eléctricidade, e dá-nos o equivalente a 4kW térmicos. É como se tivesse um equipamento de 4kW, só que consome apenas cerca de 25%.

      • Daikoni says:

        Obrigado pelo esclarecimento, pensava que os KW anunciados era relativamente a energia consumida, e não a energia térmica ‘produzida’ (meto entre ‘ ‘, porque o A/C não produz energia, permuta é a energia com o ambiente exterior).
        Isto que disseste justifica o impacto menor do A/C na conta da luz do que eu esperava quando o pus =D
        Thanks, já aprendi mais uma!

  48. Fernanda says:

    Não sei quantas pessoas vivem em casa desse ministro. Mas na minha casa somos 7, tenho 5 filhos e todo o meu apartamento é eléctrico. Impossível ter a potência mínima. Todos os electrodomésticos são A+++ e mesmo assim não dá. Se pensarmos no total de pessoas por consumo somos bem poupados. Acho que se devia fazer a conta de número de pessoas e dimensão por consumo e não de um modo geral.

  49. Nelson Magroz says:

    Desde alguns anos que tenho instalado um pequeno aparelho (EFERGY) que mede o consumo eléctrico em casa e faz uma panóplia de coisas interessantes.
    Uma das razoes para o comprar foi poder controlar mais o consumo e aprender a poupar e resultou. Cheguei a ter 6.9 kVa de potencia hoje tenho 5.75 kVa .
    Ha umas semanas atrás por curiosidade calibrei o aparelho para dar alarme se a potencia de 3.45kVa fosse insuficiente e até hoje nunca tocou .. Por isso se calhar vou aproveitar e mudar a potencia para o mes que vem … Ca em casa somos elementos e a electricidade é a principal fonte de energia . Para aquecimento usamos uma caldeira a a gasoleo de classe B

    • Miguel says:

      Eu tenho um Cloogy para monitorizar consumos e sei que em 99% do tempo não seria necessário mais do que 2,3kVA, mas quando ao fim de semana ligo forno e placa lá vai o quadro abaixo. E tenho 4,6kVA já por causa disso. E os 2,3kVA só porque o meu aquecimento é a gás, se não nada feito.
      Alias com os novos contadores a potência deveria ser paga conforme fosse necessária pois os contadores conseguem controlar isso. Mas isso não era nada interessante para a EDP distribuição.
      Mas o importante aqui é que o comentário do Sr. Ignorante era que uma medida de eficiência era baixar a potência contratada quando nada é mais falso. Pois eu posso ter 3,45kVA e mesmo assim ser mais despesistas do que alguém com 4,6kVA.
      Faz me lembrar um concurso que a EDP teve a algum tempo em que premiava quem tivesse maior eficiência energética, mas só era para quem tivesse painéis fotovoltaicos, bombas de calor e afins, e isso não é nenhuma medida de eficiência.
      O uso eficiente têm que ser medido em circunstâncias análogas, casas com tipologias e agregados semelhantes, e depois ver de todas as formas de energia consumidas, qual a que realmente gasta menos isso sim é verificar a eficiência energética o resto são comentários absurdos de alguém que nem para empregado de limpeza lá de casa o contratava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.