PplWare Mobile

Espanha: Fim das portagens em vários troços de autoestrada


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Caetano says:

    Não se preocupem, não se vai tornar viral, muito menos em Portugal

  2. Caetano says:

    Não se preocupem, não se vai tornar viral, muito menos em Portugal.

  3. Luis santos says:

    Isto é só para meter inveja á gente

  4. censo says:

    100 km ? Em Espanha ? …é para rir, não ?

  5. Sandro says:

    Não digo que este Governo, faça já o mesmo que Espanha, ainda nesta Legislatura, mas na próxima, com, ou sem, PS, Portugal, deve fazer o mesmo, até porque os nossos ordenados, ficam muito aquém dos praticados em Espanha.

  6. Fábio says:

    Cá metem-se portagens em coisas que se chamam de scut

  7. pretoGUES says:

    estava a ler e estava a dar-me vomitos:
    “cerca de 100 quilómetros de vias vão deixar de ter portagens ”
    ” AP-1 entre Burgos e Armiñón (Álava), de 84 quilómetros,”
    “e têm 468 quilómetros no total.”

    SÓ AQUI JÁ VAO MAIS DE 500KM.
    e mais nao digo

  8. Por ká says:

    Por cá até metem limites de velocidade de 80Kms hora nas auto estradas e com radar

  9. Louro says:

    E lá vou eu deixar de pagar pouco mais de 20Euros numa viagem para Portugal lol

    Ou seja, uma viagem desde o norte do Reino Unido até Portugal, apenas me irá custar as portagens em Franca e em Portugal. (Cerca de 150Euros para cada lado), era cerca de 170 antiamente.

    Agora só falta Franca e Portugal fazerem o mesmo em hipoteticamente viajo deborla.

  10. Joao Ptt says:

    Isto seria inaceitável cá em Portugal… nenhuma concessão aos privados pode terminar a menos que sejam os próprios a não a querer mais… seria sempre negociado uma nova extensão e acho que até já aconteceu isso mesmo com a A1 se não me engano… os “galifões” com dinheiro não querem partilhar a auto-estrada com gentinha… o ideal era mesmo que a auto-estrada fosse só deles.

    Caramba até se fazem concessões com ganhos garantidos! Isso é o sonho de qualquer empresário… vou abrir um hipermercado num pardilheiro qualquer… mas a autarquia tem que garantir que eu vou ter um determinado retorno quer as pessoas lá vão ou não! Que negócio da China!

    Só gostaria de saber qual foi a percentagem que veio de volta para a UE e para os cidadãos de Portugal que contribuíram com o dinheirinho para a sua construção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.