PplWare Mobile

Em 2013, 99% do malware destinou-se ao Android

Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

43 Respostas

  1. BIRKENAU says:

    O Android é tipo o Windows para o telémoveis, mas mais perigoso porque as pessoas não querem saber de firewall ou antivirus.

  2. eu mesmo says:

    Android quase impenetravel??? Mas que é que escreve estes artigos??? Que comédia!!!

      • Nunes says:

        mas claro… não interessa que sejam dados “massajados” pela própria Google, num momento em que os casos de malware no Android continuam a aumentar! Sendo que é a Google que tem razão, isso deveria significar que esta notícia e outras idênticas, não correspondem à realidade

        • Pedro Pinto says:

          A Google garante (como é normal e seria de esperar) que dentro do ecossistema deles a probabilidade de existir ataques de malware é muito reduzido

          • Nunes says:

            A Google não garante nada, nem pode garantir publicamente tal coisa! O que quer é dar a ideia que não há um problema de malware no Android, por isso mostra certos dados e põe-se a falar em probabilidades para negar a realidade! O engraçado é que não mostram a probabilidade do utilizador apanhar com malware ao longo da sua utilização do telemóvel!
            Tb ignora que há muita coisa que passa ao lado do seu “radar”, pois há muitas aplicações legítimas infectadas, e malware que não é reconhecido pela sua ferramenta

          • Nelson says:

            É muito reduzido?

            Eles nem verificam as Apps’s que põem na store AT ALL.

            A google não te garanta absolutamente nada!

      • Nelson says:

        É quase impenetrável, mas estão aí os dados (em cima).

        O assunto é simples, o Android, em si (AOSP) é bastante seguro (Linux), o problema, são as “técnicas de segurança” que a Google aplica, baseadas em permissões (que ninguém lê/percebe) que nem estão bem documentas, e a maioria das app’s têm mesmo declarações de permissões em excesso. Na “loja”, que não é bem “loja”, mas mais “mercado”, pois não há qualquer verificação das app’s antes de chegar á play store, é tudo ao molho, e só quando os utilizadores se queixarem muito, é que retiram as app’s. Por exemplo, no caso do Android da Amazon, já é diferente, e as app’s oferecidas são previamente testadas, bem ou mal, são testadas antes de serem postas “á venda”…

        Também não interessa muito.

        A maioria dos utilizadores de android, não deve sequer colocar o cartão de crédito no telemóvel, porque os estudos indicam que os “androidanos” não compram app’s, nem compram nada na net, aliás, utilizam pouco a net, pois consomem menos dados, mesmo o sistema sendo menos eficiente em consumo de dados.

        Depois do maior medo, o cartão de crédito, vem o trabalho. Dado que a mais utilizadores android não têm idade de trabalhar face á “concorrência”, ou de ter cartão de crédito, e como compram menos app’s, supõe-se que usem mais o telemóvel para jogos e gratuitos e outras apps’s gratuitas (normalmente são app’s de redes sociais, que normalmente são gratuitas) em vez de app’s de produtividade e de conectividade empresarial, que muitas são a pagar, e de qualidade mediana, no máximo.

        Portanto, tirando o cartão de crédito e o trabalho, resta pouco interesse em ter segurança no telemóvel, só se for para hackear a app do tamagochi 🙂

    • int3 says:

      apple fan boy detected

  3. Rui says:

    Para quem tem um smartphone Android e só instala apps a partir da Play Store, é necessário instalar algum anti virus ou firewall?

    • int3 says:

      anti-vírus são uma treta.
      firewall?…

      Acho que o pplware tem que fazer um artigo sobre: “AV vs Firewall”

      • Ricardo says:

        +1

        O problema são as apks manhosas (…pirata… cof.. cof…) que se encontram por aí e por vezes as permissões exageradas que algumas aplicações da Google Play pedem.

        Firewall no smartphone?? Deixem-se lá disso … Algum cuidado é suficiente.

    • Nelson says:

      Necessário?

      Não.

      Faz alguma coisa?

      Sim. Se os developers do AV souberem já que app’s são maliciosas.

      Protege-te a 100%?

      Não. Pelas razões anteriores.

  4. Nunes says:

    ” apesar desta plataforma móvel ser quase impenetrável.”
    lol

  5. darth says:

    a arranjar um smartphone, sera android. uma vez que so irei instalar apps a partir da playsore, acho que estarei bem…

  6. Rui P. says:

    Tendo em conta que essa % quase corresponde à quota de mercado do mesmo… 😉

  7. Ricardo Wong says:

    Sim precisa de 99% em variedade de malwares, que nem todo malware consegue comprometer modelos diferentes.

    Aliás, quantos destes 99% de malwares são efetivos? Quantos Androids comprometidos com malwares existem no mundo ? Quem sabe, 0,0001% ?

    Sempre o mesmo papo, quase todos malwares são feitos para Android mas nenhuma estatística sobre qualquer sucesso deles no Android como um todo , só infecções pontuais na Rússia e China por não terem Play Store …

    • ruben silva says:

      Diogo o mesmo que voce..

      Android pode ser o sistema que mais é “atacado”, mas será que tem efeito ou resultados ?

      Eu nunca vi nada do genero no meu telemovel, ou de dezenas de telemoveis dos meus amigos/familiares.

      E só cai, quem foi realmente retard -.-

  8. MWR says:

    É para abrirem os olhos e verem que o problema que o Windows sofre é o mesmo que o Android.

    Ambos têm uma GRANDE quota de mercado, o que os torna os alvos mais desejados.

    O Android deveria garantir a segurança quer a aplicação viesse da Play Store ou não. Ou no Windows também só fazem downloads de sites mais “seguros” ?

    O Malware sempre vai incidir mais sobre quem lidera o segmento.

    • int3 says:

      O problema do windows é ter muitos malwares criados para ele. sim, iguaimente ao Android. O problema REAL do windows é que todos funcionam no windows na boa e temos um sistema infetado. O android não 🙂

      • MWR says:

        Que raio de ideia é esta que os malwares são criados, mas depois não funcionam ?! Quem os faz, fá-los especificamente para o Android e sabe bem o que está a fazer.

        Qual é lógica de escrever código que não funciona?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.