Quantcast
PplWare Mobile

É oficial! Dístico do seguro do carro deixa de ser verde e agora é branco

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Marco says:

    “Desde o passado dia 1 de julho que este documento passou a ser impresso em folha branca,…”

    Onde? Cá em casa depois disso vieram todos a verde…

  2. ok says:

    O meu sempre foi branco

  3. Louro says:

    Estamos em 2020 e em Portugal as pessoas ainda tem de andar com apendices colados no vidro do carro…

    Portugal sempre atrasado…

    • Barbatos says:

      Concordo completamente. É absurdo uma pessoa ter de se preocupar em colocar papéis no para-brisas.

    • Gerardo says:

      Tens de me dizer onde é que isso não é preciso. Aqui na Irlanda andas com 3 dísticos no carro e são o dobro do tamanho

      • Joao says:

        Em España não é preciso nem autocolante nem qualquer documento documento acreditativo.

      • Toni da Adega says:

        Basta atravessares a fronteira, no UK não se utilizam dísticos no carro.
        Se houver um problema qualquer pessoa sabe se o carro tem seguro, inspecao e Imposto.

      • Louro says:

        @Gerardo,
        Ia responder mas alguém já respondeu antes de mim.

        Espanha, UK entre outros nao tens nada no vidro, nem tens de andar com documentos atrás de ti.

        Eu estou no UK, nao tenho nada nos vidros dos meus e nao ando com qualquer documento atrás de mim, está tudo guardado em casa por questoes de seguranca.

        Quando vou até Portugal, vou ao site do seguro, imprimo o certificado que lá está e levo o documento do carro comigo, já tive algumas situacoes engracadas em que fui mandado parar em Portugal e o policia dizia que os documentos que eu tinha nao eram válidos.
        Um deles dizia que tinha de apreender o carro se eu nao tinha um documento igual ao documento unico ou livrete em Portugal… dizia ele que era uma norma europeia 😀

        Engracado que esse queria também que lhe mostrasse prova que tinha pago o Road tax(Equivalente ao IUC), como se Portugal tivesse alguma coisa a ver com os impostos que sao pagos em outro país.

        É uma festa, entre estas leis que nao fazem qualquer tipo de sentido e muitos policias que nao sabem as leis…

        • Gerardo says:

          Eu entendo que existe informatização, mas enquanto todos os policias não tiverem um sistema automatizado de leitura de matriculas, é bem mais produtivo numa operação stop ir olhando para o vidro e só mandar parar os carros que têm algo anormal, do que mandar para qualquer carro aleatoriamente.

          • Carlos Fernandes says:

            Mas achas que é assim que funciona? num carro de patrulha em andamento o condutor indica as matriculas, o ocupante introduz no pc e… tem acesso a tudo, quem tiver em falha …é só ligar a sirene e mandar encostar.

          • Joao says:

            Em todas as operações stop há pelo menos um computador ou, na pior das hipoteses, vários rádios e os dados de todos os veiculos e respectivos condutores são validados desta forma, com o objectivo de interceptar veiculos com ordem de penhora, conductores com titulo de condução caçado ou com um mandato de captura vigente, etc. O selo no vidro é complemtane desnececssário.

          • Louro says:

            @Gerardo,
            A questao é que existe informatizacao… praticamente todos os carros da policia estao equipados com vários sistemas de comunicacao e computador bem como cameras que lhes permitem ler matriculas de forma automática.

            Nao há qualquer tipo de razao para mandar parar um carro que tenha tudo em dia (seguro e inspecao) e sob o qual nao recaiam fortes suspeitas de estar a transgredir uma qualquer lei.

            O que tens no vidro, nao é visível/legivel a mais de 1 metro, logo nao tem qualquer tipo funcionalidade prática a nao ser o apendice que reduz a visibilidade do condutor e que o coloca em perigo em nome de multar caso nao esteja lá.

            ridiculo.

          • Louro says:

            Andavam todos muito preocupados com os vizinhos nao saberem em que mes e ano compraram um carro, era estupido e privacidade bla bla bla… no entanto andam com vinhetas a dizer quando é que tem de ir fazer inspecao e quando é que acabam os seguros…

            Se nao fosse triste, era de rir.

          • Gerardo says:

            Pelo menos aqui na Irlanda eles metem policias no meu da estrada e os carros todos em fila devagarinho a passar pelos policias e a única coisa que eles fazem é olhar para os vidros. Só param se detectarem alguma falha nos 3 dísticos obrigatórios. Claro que isto pode ser substituído por tecnologia que vai evitar até fraude, mas até lá é a olho.

          • Miguel C says:

            … o trabalho manual é mais produtivo do que o automático!

          • Louro says:

            Nao conheco a Irlanda, mas das vezes que por aí andei nao vi nada disso.

            Pelo que dizes os disticos aí sao grandes, em Portugal sao pequenos, a menos que estejas para aí a um metro do carro nao consegues nao só ver como nao consegues ler, logo é inutil.

            Mais simples meter um carro na beira da rua com uma camera que vai lendo a matricula dos carros que passam, nao é necessário eles abrandarem nem nada, se houver algum stress, mandam parar mais a frente.

            Assim as pessoas deixavam de andar com o parabrisas todo carimbado, cheio de apendices que limitam a sua visibilidade.

            No UK antigamente tinhamos a rodela para a tax, algo que foi abolido para aí em 2013 ou 2014 se nao me engano, quando tirei aquilo do parabrisas o carro até parecia outro, e eu tinha aquilo encostado no canto do lado esquerdo em baixo.

        • rafa says:

          república das bananas

  4. Carlos Fernandes says:

    Mas isto é uma estupidez “Apesar de todas as alterações, é importante lembrar que o condutor continua a ser obrigado a afixado no para-brisas” …criem um portal ou app em que ao se colocar a matricula é identificado que o seguro está pago ou não.

    • Woot! says:

      Isso já existe, chama-se segurnet.

      • Joao Ptt says:

        Aparentemente o sistema não é fiável, e é por isso que querem o seguro ainda afixado. Se algum dia for fiável, talvez deixem de pedir que isso esteja afixado.

        • Woot! says:

          Não é fiável? Estás a brincar não? É um sistema centralizado utilizado por todas as seguradoras!!!

          • Nuno Boaventura says:

            Fiavel so se for agora. quando mudei de seguradora, a segurnet dizia que a apolice estava cancelada e eu tinha comprovativo de pagamento junto com carta verde valida.

          • Woot! says:

            Nuno isso foi falha da tua seguradora ao comunicar com a segurnet. Se a tua segurador não comunicou, a segurnet não sabe não é?

            Pode ter havido um timeout no serviço, sistemas em baixo, teres apanhado um erro qualquer. Acontece como em tudo na vida.

    • Louro says:

      O problema é que isso já existe e as autoridades já há muito tempo que conseguem confirmar se o carro tem ou nao seguro através da matricula do mesmo.

      Da mesma forma como conseguem confirmar se tens inspecao em dia e tudo mais, na realidade nao há qualquer tipo de razao para que tenhas de andar com coisas coladas no vidro do carro ou até mesmo que tenhas de circular com documentos dentro do país.

      Vivendo eu num país onde nao tens de ter nada colado no vidro e nao tens de circular com documentos, quando visito Portugal e tenho de andar com um carro daí, acho perigoso ter coisas coladas no vidro pois está a obstruir a visao.

      • PSebas says:

        A razão é ainda não estar regulamentado que não é necessário, por incompetência política, e pode originar multas de 125€, caso o selo não esteja colocado no vidro, ou 250€, se a carta verde completa não acompanhar a viatura. E é sempre apetecível manter essa multas…

        • Louro says:

          Sim sem duvida que é sempre melhor manter uma forma de multar o pessoal…

          Retirar obrigatoriedades significaria menos multas, sem margem para dúvidas.

      • King Baniram says:

        Tao Oh Louro, andas a meter o seguro no meio do parabrisas? 😀

        Mas sim, a mim nao faz confusao porque secalhar ja tou habituado, mas o papel do seguro, colocado na parte superior direita, nao interfere com nada.

        • Hugo says:

          É possível que ele não recorte o dístico e ande com as folhas A4 no pára brisas.

          • King Baniram says:

            É bem capaz sim, as coisas la no UK são diferentes de cá, ele pensa que estamos ainda no nivel de idade da pedra 😀

          • Louro says:

            @King Baniram
            No uk nao temos nada dessas complicacoes… parabrisas limpo, sem nada é fantástico… devias de experientar para perceber a diferenca.

            Idade da pedra é ter de andar com apendices colados nos vidros lol

        • Louro says:

          Eu nao gosto de ter apendices sejam de que tamanho for no parabrisas ou em qualquer outro vidro no carro.

          Os vidros servem para ver para fora, nao para andar a colar autocolantes, caso contrário entao que se metam esses apendeices na chapa, se for nas portas por baixo dos espelhos provavelmente vai ter alguma aderencia do pessoal do tuning que gosta de meter autocolantes da Brembo e afins quando nao tem nada disso instalado no carro.

  5. Rick says:

    Esta mudança permite que seja possível imprimir a “carta verde” em casa depois da seguradora enviar por e-mail.

  6. ReactionN says:

    Isto e tudo muito giro mas so serve para poupar as seguradoras porque agora podem dizer aos clientes para imprimir em casa e eles assim cortam custos na impressão e no envio da carta… muito espertos…

    Adicionalmente, sendo a carta verde de cor verde por uma questao internancional… como vai ser daqui para a frente? E que se, entre outras coisas, a cor e um elemento distintivo e de validacao da existencia de seguro a nivel internacional como vai ser se alguem tiver um acidente fora de Portugal?

    • Joao says:

      POis…muita Europa mas só para algumas coisas. A minha seguradora, por exemplo, recusa-se a emitir uma carta verde para o meu carro porque não é obrigatorio em Espanha, só para circular fora da EU.
      Ora todos sabes que as autoridades Portuguesas não opinam o mesmo. Tenho tido sorte porque nunca me chatearam mas sendo que vou a Portugal umas 15x por ano, algum dia há-de calhar

    • PSebas says:

      A justificação é ser mais prático, mas a realidade é que os custos com o envio e mesmo com a impressão não devem ser nada pequenos e vão reduzir bastante.
      A carta verde é o nome do certificado internacional de seguro, mas pode ser diferente de país para país, nem na UE são iguais, por exemplo os nossos vizinhos Espanhóis não têm nada no vidro, apenas um documento com comprovativo do pagamento.

      • Joao says:

        Em Espanha há também a carta verde e é igualzinha à Portuguesa. A unica diferença é que não é obrigatorio por nada no Para Brisas

        • Louro says:

          Só tens de circular com a carta verde caso te desloques a outro país fora da EEE, dentro de Espanha nao tens de circular com a mesma.

          A carta verde por norma (dependendo da seguradora) nem sequer é emitida por defeito, só se tu a pedires.

      • ReactionN says:

        Isto so prova que este pais faz sempre as leis para o lado dos “fortes”… aquilo que eu pago de seguro nao chega para mandarem uma cartinha com a folha verde? vou ter que ser eu a suportar este custo ou os seguros tb vao baixar porque nao tem tantos custos? Cada vez mais triste com este Pais…

  7. falcaobranco says:

    Eu apanhei essa mudança precisamente em Julho… era verde e agora é branco… só muda a côr, não sei o porquê de tanta confusão… desde que tenha seguro até pode ser rosa ás bolinhas amarelas…

    E no vidro basta andar esse dístico… não é preciso mais nenhum… para quem tiver duvidas, pergunte a um BT…

  8. O servente says:

    Portugal é um país muito avançado, cheio de tecnologias, fibras, apps, gigabit etc e todos orgulhosos. Depois saem do centro de grandes cidades ou nestes temas como seguro do carro ou inspecções e vêem que na realidade parece terceiro mundo…

    • Gerardo says:

      Agora a inspecção também e mau? Bom era quando não existia e viam-se carros todos podres, com faróis partidos e pneus carecas a circular nas ruas

      • Joao says:

        Acho que o que O servente quis dizer é que os mecanismos existem mas não são eficazes. Pegando no exemplo das IPOs, todos sabemos o regabofe que é…Está-se a atribuir a privados a capacidade de certificar sem que lhes sejam atribuidas responsabilidades algumas e sem qualquer tipo de controlo.

      • Hugo says:

        Opah muda de nome mas diz algo de jeito. Não mandas uma para a caixa.

  9. Pirata das cabernas says:

    A minha carta já veio branca mas o dístico veio verde

  10. Euéquesei says:

    Finalmente uma boa notícia, que vai ajudar a desenvolver ainda mais o país e torná-lo uma referência na civilização ocidental.
    Era isto mesmo que o país precisava com urgência, mudar a côr do dístico do seguro.
    Aplaudo entusiasticamente todos aqueles que lutaram corajosamente para que isto fosse possível.
    Que povo sábio, bravo e intrépido este, que toma medidas destas contra ventos e tempestades.
    Um orgulho ser Português.

    Agora vamos resolver com a mesma coragem problemas menores como a corrupção, gatunagem, ladroagem, nepotismo, incompetência e traição à pátria.
    Estou plenamente convicto que este bravo povo tudo fará para que estes problemas, menores, sim, eu sei, sejam tratados da mesma forma corajosa como a dura batalha da mudança de côr do dístico…
    Aguardo em armas, contem comigo, bravos….

  11. Aj says:

    Se o governo se preocupasse mais com coisas importantes como por exemplo, ser puribido comprar um automóvel sem ter carta de condução, ter que apresentar carta no momento da compra do automóvel, seja no concessionário seja na conservatória, isso sim era um passo à frente. Agora perder tempo com a cor de um papel. ….

    • Stalin says:

      Espilica aí

    • Louro says:

      E quem nao tem carta mas quer adquirir um veiculo para um familiar?
      E quem nao tem carta mas quer adquirir um veiculo para fins recriativos, tipo levar o mesmo para a pista ou para andar de na sua propriedade privada?

      Já nao basta ter de pagar impostos de todos os carros quando um gajo nao teria necessidade de os legalizar/ter matricula?

      • AJ says:

        o familiar que o compre, quem não tem carta não tem nada tar a comprar o que não pode utilizar legalmente. Um carro não é um brinquedo para brincar no quintal. o tempo que brinca va tirar a carta.

        • Hugo says:

          Ficou claro AJ, percebes zero do que falas.

        • Louro says:

          @AJ,
          Deixa adivinhar és daquele tipo de pessoas que o tens a carta de conducao e o teu carro serve só e apenas para te poderes deslocar de A a B.

          Eu por exemplo aos fins de semana gosto de fazer todo terreno ou entao de ir para a pista e acelerar até onde der, tenho dois carros para fazer isso mesmo, um deles está “road legal” e posso andar com ele na estrada, ou outro nunca teve sequer matricula atribuida e anda no reboque.

          Por acaso tenho carta de conducao, mas se nao tivesse necessidade de a ter, porque razao haveria eu de ter de a tirar se só quero andar em terreno privado/pista?

          Porque razao haverei de ser obrigado a pagar IA e afins se nem quero que o meu carro seja registado e tenha uma matricula?

          um carro é um objecto como qualquer outro, no entanto tens de pagar determinados impostos/valores para poderes circular nas ruas(e acho muito bem), se nao circula nas ruas nao tem de pagar absolutamente nada disso, e qualquer pessoa, quer tenha carta ou nao, pode e deve de poder comprar um.

  12. Polo says:

    Tinha que ser verde???

    Já tive verde escuro. Verde claro, é até azul!

  13. PMT says:

    Para OCR vai facilitar muito! Finalmente alguma inteligência!

  14. Pedro Nogueira says:

    Até o PDF que eles enviam por email após pagamento vem verde. Folha toda branca, zona do dístico para recortar a verde. 5 dias depois recebi a carta verde por correio e vinha toda verde também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.