PplWare Mobile

COVID-19: OMS admite baixar o nível de alerta da doença

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. jorgeg says:

    O scamcontinua, esses criminosos destruíram economias e vidas. Aguarda-se um pedido de desculpas e responsabilidades destes criminosos, cadeia com todos eles.

  2. Joaquim Sobreiro says:

    Tudo é uma questão de definição de pandemia. Que se mantenha a definição anterior e que não se subsidie a fomentação do medo.

  3. Art says:

    Ainda me lembro do pânico que ia na cabeça de muita gente…alimentado por organizações como a OMS , alimentado por políticos ignorantes ….que levou a medidas absurdas e desesperadas..das quais se aproveitaram os charlatães das curas e prevenções fraudulentas….felizmente nunca tive muito medo , nem havia que ter …só lamento que numa ida a uma farmácia de madrugada estive quase a “consolar” a farmacêutica que estava quase em pânico …infelizmente apareceu um cliente cerca das 3 da manhã quando as coisas já estavam encaminhavas….

    • Mike says:

      ART…no último paragrafo não dizes pão…
      Lamentas ter estado a consolar uma farmacêutica em pânico de madrugada e infelizmente apareceu um cliente ás 3 da manhã quando as estavam coisas encaminhadas….O quê?????

  4. Lucas says:

    Fechem tudo…
    Batam palmas aos enfermeiros…

    • Jorge says:

      E já agora batam palmas também aos milhares de médicos que “trabalham” em administrações de hospitais, de centros de saúde, de ARS, de ERS, do Ministério da Saúde, do Observatório da Saúde, dos Institutos afins … que quando começou a pandemia se fecharam em casa borradinhos de medo e que foram dos primeiros a tomar a vacina.

      • Joaquim Sobreiro says:

        Preferia dizer: o pessoal e instalação sanitária criada mediante as escolas médicas impostas em 1907/8 como aplicação do relatório Abrahan Flexner, financiado por Rockefeller. As ordens profissionais são a mordaça para todo o que não segue os protocolos propostos pelo poder económico das grandes farmacêuticas.

  5. SANDOKAN 1513 says:

    “…desde o início da pandemia foram registados mais de 760 milhões de casos e cerca de 6,8 milhões de mortes em todo o mundo provocadas pela COVID-19.” Esta é para os negacionistas e as teorias de m**** de que a COVID-19 nunca existiu.Que ganhem mas é juízo !!

    • Profeta says:

      Sandokan divide esses 6,8 milhoes de mortes por todos os paises e verifica quanto corresponde a cada um o numero de mortes. Essa publicidade e uma boa forma de enganar os tolos. Nao concordas ?

    • _RJCA_ says:

      Abominas os “negacionistas” mas és um “Covideiro” convicto. Ganha mas é juízo porque desrespeitas o nome que usas como nick…

  6. Profeta says:

    O panico criado ao nível mundial e sempre uma boa forma de manipular as massas através da psicologia. Sempre foi assim e sempre sera. Por isso cada vez mais é urgente as pessoas começarem a abrir os olhos e não fazerem tudo o que lhes dizem. Assim viram cães amestrados, que só sabem rebolar e pular quando o dono mandar.

  7. AlexX says:

    “Acho que estamos a chegar ao ponto em que podemos olhar para a COVID-19 da mesma forma que olhamos para a gripe sazonal”. É preciso dizer mais? Será que existe forma mais clara ou objectiva para dizer o que desde o início se sabe?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.