PplWare Mobile

Correm rumores que o Android 4.0 poderá sair mais cedo…


O gosto pela tecnologia despertou sentimentos únicos que levaram a escrever umas palavras e a premir o obturador.

Destaques PPLWARE

  1. jose maria marques says:

    Novidades deliciosas! 😀 Fico à espera da saída do novo android para fazer o upgrade do meu HTC Magic, ou então estrear-me no mundo dos tablets 😛
    É impressionante a quantidade de aplicações que todos os dias saem e os constantes upgrades. Android vai dominar todos os dispositivos moveis vão ver 🙂

    • André says:

      Boas… Como fazes o upgrade do teu Magic…
      O meu da Vodafone deixou de poder ser actualizado à muito.
      Uma ajudinha….

      • Antonio Rocha says:

        O meu Magic tem uma rom modificada com o android 2.3.5.. mas acho que isto de forçarem os fabricantes a disponibilizar actualizações uma óptima noticia, as roms oficiais para o magic ficaram pela versão 1.5, uma vergonha, fiquei muito desiludido com a HTC nesse sentido.

    • Couto says:

      Ola… eu tenho o galaxy Ace da samsung , e havera possiblidade de fazer um Upgrade? e como? Agradeço

  2. João Gonçalves says:

    Isto é tudo medo do WP7 Mango? 🙂

    • a Friend® says:

      Muito provavelmente. Se a Google não se apressar em mostrar algo consistente para os clientes e programadores, a adopção ao WP7 poderia ser mais rápida do que previsto e isso é que sim, é o medo da Google, já que a Apple tanto lhes faz, eles nunca irão instalar o Android no iPhone nem o iOS será instalado em outros dispositivos.

      São rivais mas não no mesmo terreno. Já o WP7 é mesmo a ameaça séria, não que seja melhor tecnicamente mas porque tem tudo para vingar depressa junto ao consumidor geral.

      • Carlos Silva says:

        Só uma correcção. Android corre em iPhone.

        • racpxt says:

          Se um dia conseguir um à borla (legitimamente claro) vai ser insta-flash.
          Um SO que faz de mim estúpido e que limita muito do que posso fazer? Jamé! 😀

          • a Friend® says:

            Consegues tirar Crapware do Android sem acesso à root? Conseguiste todos os updates oficiais? Consegues correr todos os jogos/apps da Market?

            Entre outros exemplos mais (e este artigo acaba por ser a prova disso) portanto.. ainda acreditas mesmo que o iOS é limitado e te faz de estupido?

            Claro que sim.. iras acreditar no que dizes até conheceres o sistema com experiência própria. 😉

          • Carlos Silva says:

            Android vanilla (AOSP para os amigos, no qual é baseado a “ROM” do iPhone) não tem crapware.

            Sinceramente não sei como anda o desenvolvimento da ROM, é Googlar um bocado que logo ves.

            Hummm “Updates Oficiais”?! de ROMs cozinhadas?!

          • a Friend® says:

            @Carlos Silva

            Updates oficiais, suporte oficial. Aquele que realmente interessa ao publico em geral.

            Claro que os geeks, com sorte na comunidade e no modelo que escolheram, terão sempre a ajuda das roms cozinhadas, mas isso não é suporte, é desenrasque.

            Ou seja e para resumir o que o racpxt queria “trocar”, se os geeks são válidos para cozinhar roms, então somos “geeks” para fazer JB e cortar as amarras. Portanto se não é tratado como estupido num, também não é noutro.

            A vantágem do iOS? Bem não precisas de rooms cozinhadas, é só cortar as arramas do sistema para os teus tweaks, porque de resto ele é rápido e fluido, não precisa de ajustes por falta de suporte. E mais, hoje em dia até os leigos conseguem facilmente fazer JB… infelizmente fazem-no apenas por causa de usar apps crackadas e não para tweaks…

          • Carlos Silva says:

            @a Friend
            só não tinha percebido se querias ter suporte oficial à ROM do iPhone, por isso é que perguntei 🙂

            O suporte oficial, para mal de muita gente (e eu também não concordo), é dado pelo fabricante do terminal, excepto nos Google Phones/Tablets que é dada directamente pela Google.

            Logo, o problema não é da Google (poderá ser se disseres que devia obrigar ao suporte como dizem que vão fazer com o ICS), mas sim dos fabricantes. Tudo o que dependa da Google está actualizadissimo.

            em Android também não precisas de ROMs cozinhadas, apenas as tens para acrescentar algumas cenas mais core ao SO. mas uma ROM stock com root chega-te perfeitamente para tudo e mais alguma coisa e não tens problemas nenhums. E sim, hoje em dia qualquer um faz root a quase todos os Androids. (Ainda por cima agora com a “moda” dos unlocked bootloaders, já trazem quase root de origem.

          • phixie says:

            Podes conseguir um à borla pelo preço de uma passagem de ida e volta low-cost a Inglaterra. Ah!, espera… disseste legitimamente… 😉

        • a Friend® says:

          Seria uma correcção se em primeiro lugar eu tivesse dito: “O android não corre no iPhone”. 😉

        • Toni Antonio says:

          No iPhone 4?!?! Onde viste isso?!? Ou é como o android é open source como o android 3 e provavelmente também o android 4 vai ser?

          • Carlos Silva says:

            Mas porque é que falas do que não sabes?
            Android 3.0 é Open Source sim.

            E não, ainda não está no 3GS nem no 4, mas aqui também ninguém falou em versões de iPhone.

          • Toni Antonio says:

            @Carlos Silva

            Envia-me então a source do android 3 SFF.

            Posta aquí o link!!

          • Carlos Silva says:

            @Toni
            http://android.git.kernel.org/

            Não tens nenhuma Tag a dizer Honeycomb ou 3.X, mas o código está lá. A parte da framework é que não está mesmo porque eles não a quiseram por. Vão só por quando meterem o ICS.

          • Toni Antonio says:

            conversas…. ou é GPL open source ou não!!!

            Se vais por ai o iOS tem mais codigo GPL e open source que o android!!

            http://opensource.apple.com/

            deixem-se de andar com essas coisas! ou é ou não! tem e não vantagens…. agora andarem iludidos é que não!

            Nem a apple é o demónio nem a google são anjinhos! São todas grandes corporações e como tal.. a tendência é sempre o domínio! Com open source ou sem…. é o que der mais geito!

            E só mais um apontamento…. GPL/GNU (entre outros licenciamentos) é que é “free”, existe muito software open source que é licenciado e copy right!!

            Abraços amigos!! e Tentem jogar na vossa equipa, não defendam a dos outros que eles não precisam.

          • Carlos Silva says:

            @Toni
            Faz-me um favor e vai ler a licensa para não dizeres baboseiras. GPL *NÃO* é free! É OpenSource *SÓ*! Quem quiser cobrar por um programa GPL pode!
            Mais uma vez, Free Software != Open Source Software

            iOS não tem mais código OS que o Android, mas isso nem que te pintes! Viste ao menos o link que te mandei?!
            Não viste pois não… compara lá:
            http://opensource.apple.com/release/ios-433/

            http://android.git.kernel.org/

            Compara lá a quantidade de código disponível e depois diz que iOS é mais opensource que Android para eu me rir outravez.

      • João Gonçalves says:

        Concordo!

      • Mario Mendes says:

        A Apple não instala mas os chinocas sim, Iphone com Android

        • a Friend® says:

          1) estamos a falar de mercado, não de contra-bando nem “tweaks” feitos por utilizadores.

          2) iPhones com Android? Aquilo nem são iPhones, nem sequer devem usar o Android.. lol.. esses clones do iPhone têm um SO que dá medo ao susto 🙂

      • Bruno says:

        São somente melhorias que já estavam previstas na segunda versão do Sistema 2.0, mas deixaram evoluir ateh saber onde iria chegar e agora vão lançar algo mais robusto e completo. Medo? creio q n. Mas sim, se mantendo na concorrência já que mtas das funcionalidades estão sendo copiadas dentro de cada OS móvel. todos copiando um ao outro e renovando as funcionalidades. Isso é ótimo!

    • p. says:

      Será que já viste as vendas do WP7??? É provavelmente o maior flop de sempre da MS. E vai continuar assim. A MS conseguiu a custo num ano impingir 3 milhões de unidades, duplicando a vendas. No mesmo periodo o Android passou de 10 milhões para 46 milhões de unidades vendidas. A adoção generalizada do Android é já um dado adquirido.
      Ve http://olhardigital.uol.com.br/negocios/digital_news/noticias/android_conquista_36_milhoes_de_novos_usuarios_em_12_meses

      • Tiago Dias says:

        Compara os tempos de vida… Compara as vendas do android no mesmo período de vida que o WP7 se encontra agora.

        Acredito que o WP7 ainda tem muito que dar. Pessoalmente, tem-me causado muito boa impressão.

      • João Gonçalves says:

        Por essa ordem de ideias o IE é melhor que os outros todos, o Windows é melhor que os outros todos, etc.
        Não considero as vendas sinonimo de ser melhor… considero as vendas por uma questão de mercado, ou seja, qual o publico alvo. Android tem smartphones mais em conta, logo possibilidades maiores de vender (tambem tem caros claro). O WP7 está no inicio, acho que as coisas daqui a 2 / 3 anos vão estar equilibradas entre ANdroid, iOS e WP7.
        Acho que cada um tem de comprar o que mais satifaz.

      • RaCcOn says:

        Android apenas dominará se oferecer uma mais valia as marcas na venda dos seus equipamentos…
        Quando estamos a falar em mais valia, estamos a falar principalmente em lucros como é obvio.

        Android não é tão gratuito quanto possa querer parcer, não é tão opensource quanto quer fazer parecer e não é sequer tão ilimitado quanto querem fazer parecer…

        Espero sinceramente que o windows phone 7 venha fazer frente no mercado de qualidade ao iOS…A aliança com a Nokia poderá ser uma mais valia e pode ser que vejamos finalmente excelentes equipamentos estáveis e com um suporte longo no mercado.

        • a Friend® says:

          Como amante de Linux, sempre achei o Android um atentado ao Open-source e hoje a Google meteu os pés pelas mãos.

          E quero ver depois disto (porque sim ainda há muita gente que nega) quem é que vem dizer que o Android é open-source.

          http://www.slashgear.com/google-accuses-microsoft-of-leaking-source-code-secrets-12171292/

          “Google acusa a Microsoft de revelar o seu código Open-Source ultra-secreto”

          Nem consigo exprimir tamanho absurdo…não que seja novidade porque não é… mas por a Google o admitir da pior forma numa tentativa de ganhar um argumento…enterrou-se ainda mais.

          • Francisco says:

            Realmente! uma coisa não pode ser open-Source e ultra-secreto ao mesmo tempo! vai contra o conceito de open-sorce!

          • RaCcOn says:

            Sim sem margem para dúvidas que acho mais ou menos a mesma coisa que tu…
            Inicialmente quando saiu Android e se falava muito no tão aclamado sistema operativo da grande Google que iria ser opensource, pensei que iria sair mais um Linux mas para Smartphones…coisa que se veio a revelar como errada…
            O sistema operativo não é totalmente opensource e para os que dizem que é, estão a ter uma definição errada de opensource…

            Para além disso, Android é mais um dos planos estratégicos da Google para obter informações nossas e do que nós fazemos…
            Não que tenha nada a esconder, mas não me agrada muito…

          • a Friend® says:

            @RaCcon

            Também foste daqueles que como eu, quando foi anunciado o Android pensaste que ias ser open-source ao ponto de pegar nele e portar para qualquer sistema incluindo Nokias com Symbian?

            Lembro de falar com vários amigos e andava-mos todos entusiasmados com isso, até que na web surgiram varios fakes a quererem enganar o pessoal, tudo a pensar que ia instalar o Android no N95 lol 🙂

            Sabes o ironico disto? É que na altura eu defendia o projecto Android a penasar no “Open” era fortemente atacado pelos cavaleiros do Windows Mobile (ironicamente eu nessa altura tinha um HTC também.. lol) 🙂

            O tempo passa a correr… fuu…..

          • RaCcOn says:

            @aFriend
            Sim é verdade,por momentos cheguei a pensar que seria totalmente Open e que iria poder instalar num N95 por exemplo.
            Para veres como defendia o sistema que eu próprio tinha um telefone com um sistema operativo baseado em Linux…o velhinho Motorola A1200 que ainda está algures por casa dos meus pais.
            O que é certo é que nesse ponto Android veio a revelar-se uma grande desilusão, pois afinal de contas o que deveria de ser totalmente aberto não o é e está cada vez mais longe disso.
            Qualquer das formas, como alguém que durante muitos anos defendeu o opensource como eu defendi e apoiei, acho irónico hoje em dia defenderem o Android como sendo uma plataforma aberta, acho que ao longo dos tempos se trocaram os conceitos do que é e o que não é OpenSource…

            Qualquer das formas o master plan da Google está a ser colocado em prática…

            Don’t be evil…you…not me 😉

        • Carlos Silva says:

          Hummm, acho que ninguém disse que o Android é/seria/será gratuito… (*acho*)

          Em relação a ser open, sim é. A camada Android é toda open, apenas algumas camadas de drivers (kernel portanto) é que não são open. (e no Android 3.X, algumas da stack também).
          Mas isso já acontece em qualquer linux de hoje em dia… Portanto não vejo onde está a confusão :X

          • Toni Antonio says:

            !?!?!?!? em qualquer linux? WTF?!?

            Não usas linux pois não?

          • RaCcOn says:

            Opensource é o código estar totalmente disponível e tu teres acesso ao código como um todo…
            Poderes pegar nele e alterar como quiseres e bem te apetecer e compilar…
            Coisa que não acontece com o Android…
            Logo não é Opensource…caso assim fosse o iOS é tão Opensource como o Android.

            Já agora, Opensource é sempre gratuito…

          • Carlos Silva says:

            @Toni
            Eu *só* uso linux. Queres ver que a nVidia e a AMD/ATI meteram os drivers deles Open Source e eu não sei?!

          • Ricardo Elias says:

            “Opensource é o código estar totalmente disponível e tu teres acesso ao código como um todo…”

            Se um SO (Linux, *BSD, …) incluir um driver/biblioteca “Closed Source”, isso torna o SO “Closed Source”, mesmo que mais de 90% do codigo seja aberto?

            “Poderes pegar nele e alterar como quiseres e bem te apetecer e compilar…”

            Isso depende da licensa. Existem licensas “Open Souce” que nao permitem ser compiladas com outras licensas “Open Souce”/”Closed Source”. Um caso e’ o CDDL e GPL. Podes incluir codigo BSD (2-clause) num programa GPL, mas nao podes fazer o inverso.

            “Já agora, Opensource é sempre
            gratuito…”

            Retirado da FAQ do OSI:

            “Can I sell Open Source programs? Even if I haven’t written it?
            Yes, you can. But depending on the license, you probably can’t stop your customer from selling it in the same manner as you.”

            e da definicao de “Open Source”:

            “1. Free Redistribution

            The license shall not restrict any party from selling or giving away the software as a component of an aggregate software distribution containing programs from several different sources. The license shall not require a royalty or other fee for such sale.”

            A licensa GPL permite que cries versoes proprietarias e/ou cobres pelo programa.

            Fiquem Bem!

          • Carlos Silva says:

            @RaCcOn
            E que tal absteres-te do que não sabes?
            Tu podes pegar no Android e altera-lo, compila-lo e po-lo a correr num telemóvel, apenas não o Android 3.0.
            iOS não é (se será ou não não sei), tão OpenSource como o Android.
            OpenSource != Free Software

          • RaCcOn says:

            @Carlos Silva

            Tu é que te devias de abster daquilo que não tens sequer conhecimento…
            Não ando nisto a dois dias, e durante muito tempo desenvolvi aplicações e ajudei a criar outras Opensource…

            E vamos lá ver…

            Opensource foi uma designação criada pela OSi a muito tempo atrás…a qual definiu quais os parametros necessários para que um software pudesse ser OpenSource…

            Vamos lá ver…

            “Distribuição livre”

            A licença não pode de forma alguma restringir que pegues no código fonte o alteres e vendas ou distribuas gratuitamente.

            “Código fonte”

            O código fonte disponibilizado deverá permitir que compiles a 100% a aplicação na sua totalidade…O código deve de ser disponibilizado como um todo e não apenas em partes.

            “Trabalhos Derivados”

            Podes pegar no código, alterar a tua vontade e compilar…
            O código que utilizas-te deverá ser sempre Open, no entanto não és obrigado a disponibilizar o teu código…
            Exemplo que tens são algumas distribuições Linux que apenas é disponibilizado o código fonte base e que não podem ser consideradas OpenSource…

            “Integridade do autor do código fonte”

            O código fonte original deverá estar sempre disponível, poderás ter de utilizar outro nome e versão na tua nova aplicação alterada.

            “Não discriminação contra pessoas ou grupos”

            A licença não pode ser discriminatória para qualquer tipo ou grupo de pessoas.

            “Não discriminação contra áreas de atuação”
            A licença não pode restringir a utilização…como por exemplo, não pode restringir a utilização do software apenas a particulares…

            “Licença não específica a um produto”

            Não podes pegar num conteudo Opensource e alterar e distribuir o mesmo totalmente código fechado…
            As partes originais do código deverão ser codigo totalmente aberto, no entanto o software alterado não será considerado Opensource a menos que todo o código esteja a ser disponibilizado.

            “Licença não restrinja outros programas ”

            Não podes criar uma versão Linux por exemplo e na licença dizer que não pode ser utilizada a aplicação X ou Y com aquela distribuição.

            “Licença neutra em relação a tecnologia”

            Podes dizer que o teu software deverá utilizar a aplicação X ou Y obrigatóriamente…

            Fonte: A minha experiência e conhecimento + (http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%B3digo_aberto)

            E eu é que falo das coisas que não sei?

            Android não é OpenSource nem aqui nem na china…
            Para ser Opensource, teria de ter todo o código disponível coisa que não tem e deveria de ser possível o acesso a todo ele coisa que também não tem…

            Prova disso, é o código secreto do Android

            lol

          • Ricardo Elias says:

            RaCCOn:

            “Android não é OpenSource nem aqui nem na china…”

            O Android (Sistema Operativo) e’ “OpenSource”, em que grande parte do codigo e’ disponibilizado usando licensas aprovadas pelo OSI, e Fechado/Proprietario, nas pequenas partes em que a Google nao disponibiliza o codigo ou o codigo pertence a terceiros e e’ apenas disponibilizado as versoes compiladas.

            Como estamos a falar de um Sistema Operativo (que inclui varios “Programas”: kernel, drivers, bibliotecas, etc) e nao num UNICO programa, nao podes simplesmente categorizar todo o SO como Fechado.

            O iOS tem componentes “Open Source” mas isso nao faz dele “Open Source” (mas faz dele Fechado/Proprietario com componentes Open Source). Do mesmo modo, o Android ter componentes fechados, nao o torna Fechado.

            Actualmente, apenas o Android 3.0 e’ completamente fechado.

            Seria bom que o Android fosse 100% (o codigo de TODOS os componentes)
            “Open Source” mas isso seria Utopia.

            Fiquem Bem!

          • RaCcOn says:

            Estamos a falar do sistema operativo e não dos seus componentes…e Android não é Opensource…tem apenas partes que o são…como já foi dito várias vezes e por várias pessoas.

            iOS também não o é, tem também apenas partes que são, mas o facto de Android ter mais código fonte disponível não quer dizer que seja Opensource.
            Como é obvio o software de terceiros pode ou não ser opensource assim como acontece com outros sistemas operativos.

    • p. says:

      Será que já viste as vendas do WP7??? É provavelmente o maior flop de sempre da MS. E vai continuar assim. A MS conseguiu a custo num ano impingir 3 milhões de unidades, duplicando a vendas. No mesmo período o Android passou de 10 milhões para 46 milhões de unidades vendidas. A adopção generalizada do Android é já um dado adquirido.
      Ve http://olhardigital.uol.com.br/negocios/digital_news/noticias/android_conquista_36_milhoes_de_novos_usuarios_em_12_meses

      • a Friend® says:

        O Android vendeu, fragmentado. E queimou a reputação dele junto aos clientes (especialmente os leigos) por causa disso.

        Ao contrário dos Geeks, há muita gente insatisfeita com o Android por causa disso tudo, aquilo que precisamente o Android 4 quer resolver.

        Por isso mesmo é que disse, o timing é curto e escasso, caso a Google não apresentasse nada o quanto antes, o WP7 poderia ganhar terreno e fortemente.

        Ele teve fracas vendas ainda porque ainda não está em todas as marcas e dispositivos. Deixa a Nokia e outras marcas adoptarem-no que irás ver um disparo enorme. Eu não gosto da MS, mas reconheço que ali o trabalho está bem feito, está consistente e acima de tudo é mais amigável do publico em geral, aquele que realmente dita o mercado.

        Em termos de padronização o WP7 já é aquilo que o Android quer ser.

        • João Gonçalves says:

          @ a Friend@

          Sim senhor, é de mim ou mudaste para uma pessoa com bom senso? Não eras assim. 😉 jk

          Concordo a 100% com tudo o que disseste. Tenho iOS e WP7 e por acaso acho que com o proximo update / telemoveis Nokia com WP7 as coisas vão ser diferentes.

          • a Friend® says:

            O meu bom senso teve cá sempre…a forma como me viam/liam é que poderia ser interpretada de forma diferente 😉

    • Luís says:

      A Google não precisa de ter medo da MSFT em nada, simplesmente não se querem deixar dormir à sombra da bananeira, não é nem nunca foi essa a politica da Google.

  3. Hélder Ferreira says:

    O que realmente era boas noticias, era esta nova versão dar para instalar em smartphones também.

    Mas mesmo que isso venha a ser possível, de certeza que precisará de pelo menos um processador acima de 1GHz e acima de 512 de RAM.

    É realmente muito mau para os smartphones Android, se as versões anteriores têm assim tantas lacunas, estas mesmas versões não irão levar fix’s e as pessoas irão continuar com smartphones com uma versão cheia de lacunas.

    O bom do iPhone é que cada versão do SO, recebe actualizações, assim não deixam de dar suporte a versões anteriores do iOS.

    • Leonel Augusto says:

      Segundo percebi:

      “Deixará de existir versões para smartphones e outras para tablets, ficando assim o SO Android mais uniformizado” e ainda “Sem requisitos de hardware: os donos dos dispositivos móveis Android já não terão de se preocupar se o seu hardware suportará ou não determinada aplicação ou funcionalidade e as operadoras, devido a isso, diminuirão os “esquemas” de venda”

      Por isso os teus receios estão dissolvidos visto esta versão vir preencher essa grande lacuna.

    • eu mesmo says:

      essa versao vai servir tanto para tablets como para smartphones e deverá correr mesmo nos smartphones menos potentes

    • Filipe Antunes says:

      Pelo o que li, será o melhor do Android Honeycomb para tablets e do Android Gingerbread para smartphones… criando uma plataforma única que poderá ser utilizada em todos os dispositivos, numa tentativa de diminuir o problema de fragmentação do sistema 😉

    • R. Campachi says:

      Apesar de ter escrito que o Android ICS “não terá requisitos de hardware” acredito que haverá limitações. Nem todo aparelho terá capacidade computacional para receber, de forma satisfatória, o Android ICS, pode ser possível fazer hacks, mas não vai correr redondo.

      Meu palpite é que qualquer aparelho que veio com o Android FroYo aguenta essa nova versão.

      Só a prática dirá.

    • Hélder Ferreira says:

      @Todos

      Obviamente que as marcas / operadoras irão aprimorar a coisa de forma a dar frutos a equipamentos com melhor hardware.
      Mas não esquecer, que as comunidades irão desenvolver custom roms, e como toda a gente sabe, são muito mais leves do que as stock.

      Eu próprio posso dizer, que tenho no meu A5 uma rom 2.3.4 e funciona excelentemente (excelente duração da bateria [aprox. 3 dias no uso normal], muito fluída), se fosse uma stock 2.3.4, nem 1 dia a bateria durava e não tinha o desempenho que esta tem num processador de 600MHz.

      O meu receio estava no bom funcionamento em equipamentos de gama baixa, por exemplo o Sapo A5 ou o HTC Magic, são +/- da mesma gama.

      Leonel Augusto, eu também li essa parte do hardware, e fiquei receoso de que seja totalmente assim, porque esta versão de certeza que tem mais funcionalidades do que a 2.3.4 e a 3.0+.

      As possíveis imagens do Android 4.0 está a correr num Nexus S (1GHz single core).

      Só ficarei descansado quando vir esta nova versão a correr em equipamentos de baixa gama (em processadores de 600MHz e 800MHz).

  4. a Friend® says:

    O dilema agora é que grande parte dos dispositivos actuais não vão estar aptos para receber o Android 4 e há quem diga que nem mesmo os topos como por exemplo o Galaxy S.

    Tudo dependerá dos requisitos necessários (cpu, gpu, ecrã, etc) e é algo que só surtirá efeito em hardware futuro, ou seja, esta solução vai dar muita dor de cabeça aos actuais compradores que já gastaram uns bons euros… mas…infelizmente só assim é que se resolve o problema que assombra o Android desde sempre.

    • Hélder Ferreira says:

      Pelo que diz no resumo dos requisitos, não há requisitos de hardware, pelo que parece, irá funcionar em qualquer smartphone ou pelo menos em smartphones não topo…

      Se realmente isso for verdade, será sem dúvida uma grande abordagem do Google, mas agora, se o SO precisar de hardware topo de gama, aí mais uma vez o Android ficará assombrado.

      Ou pelo menos que dêem suporte às versões anteriores e lancem actualizações para corrigir as falhas que essas versões tenham.

    • Filipe Antunes says:

      Abaixo está um link que o “Alguem” meteu com as primeiras imagens e está a correr num Nexus S! Não me parece que vá ser assim tão pesado como isso… Pelo o contrário, as versões do Android têm vindo a ser cada vez mais “leves”! Quem tem um aparelho mais fraco como eu (HTC Magic) nota isso bem..

    • a Friend® says:

      @ambos

      Não me refiro a hardware como se de um PC trata-se. Isso até um low cost o correria a bem ou mal. Trata-se é de que caso sejam “padronizado” ele irá ter exigencia por parte das marcas para fazer modelos dentro dos requisitos do Android, ou seja, ecrã isto, cpu no minimo aquilo, etc..

      Os requisitos passam a ser ao fabricante e não aos consumidores. É isso que convém ser melhor explicado. Caso ele funcionasse em todos os modelos actuais então a fragmentação continuava igual, nada mudaria.

    • racpxt says:

      Comentário automático: “Notícia de algo novo no Android? Toca a despejar o argumento nº 387 pag. 6, nem vale a pena ler o artigo, cola de certeza”. Ups… Epic fail!

  5. Francisco says:

    Será que um os que está programado para ser lançado no fim do ano e anteçipa-lo 3 meses não o vai transformar num queijo suíço…ilol

  6. Bruno Cruz says:

    É agora que passo a ser um Android. lol.
    Tenho um “velhinho” Touch HD com Win mobile 6.5 (cooked) e ando à algum tempo a analisar o Android. Na minha perspectiva está a evoluir muito bem, e mais agora com esta uniformização. Contudo tenho uma questão: todas as Apps desenvolvidas para as diferentes versões vão ser compatíveis? Ou vamos passar um tempo à espera que migrem para esta nova versão e a partir daqui fica tudo uniforme?
    Relativamente ao desenvolvimento para equipamentos mais antigos, não sei se o consumidor final vai ficar beneficiado. Isto é, o Android é desenvolvido para funcionar nos dispositivos mais fracos ou antigos (como queiram denominar), o que leva a que as funcionalidades não sejam as melhores e mais “ambiciosas” por causa da performance, e os que tem dispositivos novos e mais potentes ficam com “sobras” de hardware porque não é utilizado. Isto é um pouco “pau de dois bicos” porque se puxam para os equipamentos novos, os mais antigos ficam prejudicados e vice-versa.

    No final de contas este Android, se for como eles prometem, vai ser de “Comer e chorar por mais”.

    Abraços

  7. Dinis says:

    Afinal parece que toda a liberdade que o Android tem só trazia um marasmo de problemas e incompatibilidades etc.
    E aos poucos a Google esta a perceber que tem de por mão nisso e começar a ser mais rigorosa e a colocar regras tanto aos fabricantes de equipamentos como os aos programadores de modo a proteger o consumidor final.

  8. aver says:

    Esperem pelos WP7 da Samsung, ou pensavam que ia só fabricar Android ?
    E que a Nokia tinha o exclusivo do WP7 ?
    Houve aquela coisa toda da parceria Microsoft/Nokia, mas também já há parcerias com a Acer, ZTE e outras (por isso acho que a Nokia devia fabricar Androids e tudo o que pudesse vender, porque a parceria com a Microsoft não lhe garante grande coisa).
    Acho que ainda não está nada decidido como vai estar repartido o mercado dos SO “mobile” em 2015.

    • aver says:

      … e dos fabricantes, que não é a mesma coisa.

    • a Friend® says:

      O meu unico receio de futuro é de que a Google para manter market share e tentar canabalizar o WP7 faça esquemas com o Android, continuando a dar asas às marcas e operadoras de o modificarem como entendem, mesmo cumprindo as exigências supostamente impostas pelo Android 4.

      Isso para o consumidor será muito prejudicial…e para as marcas um elevado esquema de negócio para continuar a induzir o consumismo. Visto que um SO actualizado de suporte longinquo continua a ser a dor de cabeça dos fabricantes de hardware e operadoras…pois acaba-se grande parte do lucro.

      Talvez por isso é que a adopção do WP7 tenha sido “baixa” relativamente ao Android, por parte dos fabricantes. Vamos lá ver para que lado irá pender o “don’t be evil”.

      Mas a decisão final acaba sempre no utilizador. Acredito que vamos ter pela frente ainda muitas reviravoltas e muito complicadas de prever o desfecho. Só espero é que a Google pense no Symbian e no Windows Mobile e relembre o resultado que deu. É fácil chegar ao topo, dificil é manter-se lá.

    • Francisco says:

      Claro que a samsung provavelmente ter wp7! Já há rumores que a htc vai ter! Há rumores que a htc já disse que se a microsoft oferecesse o mesmo acordo que fez com a nokia que abandonava o android…!Com a quantidade processos de uso indevido de patentes que o android está envolvido, com a pre-derrota da htc no caso Apple, com a possível derrota da google no caso do java(oracle),etc o android vai deixar de ser “free”(que ele já não o é por exemplo para a htc que paga à microsoft royaltis por cousa de patentes) e tornar-se “caro” para as marcas que vão procurar alternativas!

  9. Serva says:

    Bom dia ,

    Por enquanto , todas estas noticias são puras especulações e não vale a pena se especular sobre algo que ainda praticamente não existe nenhuma informação oficial, excepção para o factor essencial , este SO será transversal a todas as plataformas moveis já largamente difundido pelos responsáveis da Google ligados ao projecto Android , sendo aliás esse o objectivo principal deste lançamento , certamente a par de outras melhorias que possa trazer , mas com um carácter secundário o OBJECTIVO é mesmo a compatibilidade , aliás quem usa Linux não estranhará certamente que este passo possa ser dado , ele a muito que é implementado praticamente em todas as Distros existentes e são mais de 3000 , para todos os gostos e feitios , este é o encanto que o Android certamente também terá e que já tem de certa forma com os programas como o ”Launcher” e outos , que temos a nossa disposição no Market que nos permitem transformar o SO por completo .

    Penso que a Google não iria fazer um SO pesado que só pudesse correr em dispositivos de topo , isso seria um contra censo , já se pode adivinhar isso mesmo olhando para o Kernel 2.6 que foi escolhido (a ser verdade as noticias que circulam), portanto a customização do próprio SO ficará certamente na responsabilidade de cada fabricante , mas a base do SO deverá correr em plataformas low cost esse é um objectivo já anunciado pela Google a muito tempo .

    Vamos esperar para ver quais as próximas noticias e até lá vamos nos manter calmos .

    Não ligo muito aos profetas da desgraça que começam logo a traçar cenários negativos , este pode ser o passo final, eu diria não para um crescimento superior ao actual porque penso ser irrealista ,mas para que este So se mantenha com estes índices de penetração e sustentabilidade .

    Aceitem os meus sinceros cumprimentos

    Serva

  10. BTN says:

    O WP está muito mais rápido e estável do que o Android, daqui a uns meses o WP irá ser uma verdadeira ameaça ao Android!!

  11. pn says:

    Esse “deitar para canto” do WP7 acho ainda extremamente prematuro… em termos de quota de mercado global os smartphones hoje em dia representam quanto? 20%? Eu diria que até agora as pessoas com smartphones são “early adopters”.

    Em 2012 a Nokia vai entrar em força com o WP7, a HP também vem ai com um novo WebOS, meh o jogo ainda vai no inicio!

  12. vdf says:

    tenho um vodafone 945…. com o android 2.1 E NÃO EXISTE ATUALIZAÇÃO

    • aver says:

      Tenho um iPhone 3Gs com dois anos, com as actualizações todas. Vem aí mais uma, o iOS5, garantida para mais um ano.
      Isto do caro e do barato é relativo. “Às vezes o barato sai caro”.

    • asfd27 says:

      é verdade, também tenho o mesmo equipamento e não há maneira de o actualizar.

    • RaCcOn says:

      Pois, infelizmente para o Android as marcas não dão o devido suporte devido aos custos que isso envolve…

      Aqui, iPhone 3Gs irá ter iOS5, iPhone 4 também…

      É caro?Claro que é, mas apenas se fizer-mos as contas a curto prazo…

      Algumas pessoas já começam a mudar de mentalidade…estão a deixar de comprar Gb e Mhz que é o que muitas marcas oferecem…
      Vamos lá com tempo…
      Espero que o Windows Phone 7 seja bem sucedido…pelo menos estão no bom caminho.

  13. André Ferreira says:

    E se eu comprar, por exemplo, um samsung galaxy ace com sistema android 2.2, será que posso instalar esta nova versão do android?

    Abraços.

  14. Serva says:

    Boa tarde ,

    Vejam este vídeo um pouco off topic , mas muito bem realizado o teste , vale a pen perder uns minutos .

    https://www.youtube.com/watch?v=WXVAty_U1UU&feature=related

    Cumprimentos

    Serva

    • a Friend® says:

      “…mas muito bem realizado o teste ” ?!

      Testes de internet bem realizados são feitos em produtos que operam na mesma rede, desde quando é que um teste 3G versus 4G é um teste bem realizado?

      Seria o mesmo que se fazer um teste de uma linha ADSL contra Fibra Optica!

      E diga-se de passagem, para 4G ficou muito a desejar…resta agora saber se a culpa é do dispositivo ou da operadora. Espero que quando tiver-mos 4G as coisas sejam realmente diferentes e acima de tudo no preço.

  15. Serva says:

    @a Friend

    Desculpa nem vou comentar , o que queria sobretudo dizer com este vídeo e dos plágios e dessa treta toda ,é que estamos a falar de dispositivos completamente DIFERENTES e acima de tudo o IPAD NÃO É MELHOR EM HARDWARE ok , se precisas que te faça um desenho faço , não estou para estar em discussões estúpidas e que não levam a lado NENHUM aceitem que existe equipamentos muito mais evoluídos hoje no mercado que o Ipad 2 e Iphone 4 .

    Sem mais comentários que já me chateia esta treta toda e aliás visualiza o outro vídeo , que já tens um teste diferente as maquinas .

    Cumprimentos

    Serva

    • a Friend® says:

      Tu é que estas a levar isso para a guerra, fazendo comparações absurdas. Alias, vê os comentários do próprio video, até os amantes de Android concordam.

      E não, não precisas fazer desenhos que toda a gente sabe que o iPad 2 é melhor e está cá há mais tempo a liderar as vendas. Não precisou de esperar ideias de ninguém para ser lançado nem atirar areia para os olhos dos consumidores com specs que nem usufrui decentemente delas. Chama-se a isso inovação sabes?

      Quantas apps nativas tem mesmo o Android 3? Já sabes se ele vai receber o 4?

      Naturalmente percebo que com essas duvidas e incertezas fiques na retranca quando escrevo algo. Agora guerras? Por favor, sempre te vi como alguém adulto e maturidade o suficiente para não levar a conversa para esse lado, afinal enganei-me.

      Passa bem.

  16. Arthur Gomes says:

    Só não sei quando isso chega definitivamente ao mercado. Mal encontramos a versão 3.0 nos tablets e 2.3 nos telefones e já anunciaram a 4. Acho que é só marketing.

    • aver says:

      O Android, como é um projecto open source secreto, quem não for engenheiro do Google não sabe nada, nem o roadmap.
      Agora, o que começou a circular pela internet foi um roadmap da Samsung (que já o desmentiu).

      Indica o primeiro smartphone com Android 4 para a semana 48 (começa a 28 de Novembro).

      O que indica para ser lançado em Outubro é um smartphone WP 7.5 (Mango).

      http://www.telefonino.net/Samsung/Notizie/n27803/Svelata-la-roadmap-2011-di-Samsung.html

    • Hélder Ferreira says:

      Não creio que seja verdade essa tua ideia de ser só marketing.
      Existem N razões para serem verdade, primeiro porque vai sair o iPhone 5 (iOS 5) e vai sair a nova versão do Windows Phone 7.

      E como diz neste tópico, o lançamento desta nova versão irá coincidir com o lançamento do iPhone 5, o mesmo se diz em outros fóruns de tecnologia portugueses e não portugueses.

      Há muito tempo que o Android anda assombrado pelas falhas que tem e por haver diferentes versões para smartphones e tablets.

      A versão 2.3 já saiu a algum tempo igualmente como a versão 3.0, até porque já existe a versão 3.3.

      O Google estava a planear lançar duas novas versões com o mesmo nome: 2.4 Ice Cream Sandwich para Smartphones e 3.4 Ice Cream Sandwich para Tablets, contudo estas duas versões irão estar numa só versão a 4.0.

      Se leres alguns posts acima, irás encontrar um site onde mostra umas imagens de um leak do Android 4.0 (provavelmente um beta).
      Até nem mostra a versão mas só mostra o nome Ice Cream Sandwich e a versão do kernel é mais avançada do que a do 3.3 ou do 2.3.

      Está previsto para Novembro sair o primeiro telemóvel com o Android 4.0, o Google Nexus 4G ou também conhecido por Google Nexus Prime.

      Mais provas do que isto, só quando ele sair oficialmente.

      • a Friend® says:

        É verdade, para resolver uma lacuna. Mas penso que o que ele quis dizer é pelo timming do lançamento, que, pela tua optima explicação acaba justificar isso.

        Algo que estava projectado a ser lançado no final do ano (novembro, dezembro) ser adiantado uns 2 meses só vejo o factor markting, porque são precisamente 2 rivais a lançar algo no mesmo mês…

        Se tal acontecer (porque nada está confirmado) penso que ele não virá a 100% e depois com updates é que lhe vão afinando. Precisamente aquilo que tentaram com o Android 3.. passado uns tempos já tinham em mãos o 3.1 para resolver os enumeros bugs e falhas de performance do sistema.

        Este, a meu ver, é um passo muito errado da Google. Eles criaram um habito muito forte (que não é de agora) em lançar para o publico geral produtos Beta. Aconteceu com o Gmail, aconteceu com o Buzz, e até mesmo o Android. Só que a Google não se pode esquecer de que em produtos free é aceitável, o cliente não tem por onde se queixar. Agora em Android’s, sistema free ou não, a pessoa gastou dinheiro no produto (hardware) e obviamente quer algo minimamente estável e funcional. No Android 3.0 fizeram um péssimo serviço nesse aspecto e lá está, por causa do factor timming.

        São este tipo de inconstâncias e mau serviço que leva a Google a criar uma má reputação perante o publico. Quando sair o Android 4, vai continuar a haver MUITOS produtos com Android 2.(x) … Alguns tablets com Android 3.(x) e o 4 a circular. Estou curioso por saber como é que a Google irá gerir isto, porque uma coisa é quase certa, o Android 4 não será para todos os equipamentos da actualidade. Como disse acima, ele ao ser padronizado, é algo que só surtirá efeito no futuro em que independentemente do CPU, RAM, etc… há coisas que terão que ter um padrão certo, como é o exemplo dos ecrãs e devidos aspect ratios. Tecnicamente ele será possível correr em todos os hardwares Android (com cozinhados, etc…) mas isso não significa propriamente que esteja preparado para aceitar tudo o que lhe é fornecido em termos da market. Seja o que for, espero que seja desta que façam a melhor opção e parem de uma vez por todas a confusão que já anda.

        E uma coisa é certa, os produtos vão cada vez menos ter diferenças abismais de hardware, porque gerir low costs vs high ends prejudica em muito o ecosistema e evolução do sistema, vamos agora ver é que para que lado a Google irá pender mais. Porque vendo que o “low” e “mid” vendem mais, talvez estes sejam os mais beneficiados, o que a meu ver sempre será a melhor jogada para manter o mercado elevado. Foi algo que já tinha dito aqui no pplware à bastante tempo. E não estou a dizer que com isso se deixe de fazer high ends. Apenas as apps é que terão sempre em conta a gama mais baixa para abranger o máximo de dispositivos possíveis.

        • aver says:

          Daqui a 2 ou 3 dias sai o Beta 6 do iOS5.
          O Android 4 saía na mesma altura e ainda não teve nenhum beta conhecido ?
          Estranho. Mas como o Android é só segredos …

          Em todo o caso toda a gente aplaude a Apple por, pela primeira vez, lançar uma quantidade de versões beta do iOS para developers, para evitar bugs. Se o Android não os lançar, de uma versão que não é uma mera actualização, a probabilidade de sair asneira aumenta muito.

          P.S. Claro que são sempre guardados alguns segredos para as versões finais, que não estão nas versões beta. No caso do iOS os developers com acesso às versões betas também estão obrigados ao sigilo … mas sempre vão transpirando os “changelog”, até ajuda à publicidade. Agora o Android, leio no post “Soubemos por portas e travessas que a versão 4 pode sair em Outubro”. Tch…

        • Hélder Ferreira says:

          Acabei de receber a confirmação que a versão usada naquelas imagens do possível Android 4.0 é uma versão de testes (beta), contudo quem o experimentou não teve acesso directo a este beta, daí ser um leak.

          O Google tem umas politicas muito interessantes em relação aos beta testers, eles são escolhidos a dedo, daí não sair muitas informações sobre avanços do Android.

          Também recebi uma confirmação de que saiu uma versão, não oficial, do Android 2.4.
          Este Beta foi lançado pelo Google, chegando a ser usado em 2 ou 3 equipamentos, mas acabou por ficar por esses 2 ou 3 equipamentos, pois o Google descontinuou.

          O Android 4.0 poderá funcionar em equipamentos de baixa gama, contudo, como disse o a Friend, depende dos padrões usados pelas marcas / operadoras.
          Mas como é óbvio, acabará por sair Custom ROMs que irão funcionar em equipamentos de baixa gama e nos topo de gama.

          Tal como aconteceu com o 2.3.4, se for uma rom criada pelas marcas / operadoras, não funciona como deve ser em processadores 600 e 800MHz, contudo as Custom ROMs funcionam lindamente, posso confirmar porque tenho uma no meu A5.

          Agora com esta nova versão, muitos topos de gama não irão receber actualizações oficiais para esta versão.
          As pessoas gastaram dinheiro em equipamentos topo de gama, para agora não receberem actualizações, e se quiserem usar a nova versão terão duas hipóteses, ou compram um novo ou usam uma custom rom 4.0, o que será mais certo.

  17. Serva says:

    @Helder Ferreira ,

    Bom dia totalmente de acordo com o teu post , de facto a Google tem andado rápido e como dizes já existe a versão 3.3 .

    A Google já tinha anunciado a algum tempo a intenção de unir as 2 plataformas a Tablet e a dos Smartphones e penso que o irá conseguir agora para quando é que ninguém sabe , mas eles têm de andar rápido porque como dizes vão sair 2 versões novas de SOs concorrentes , espero é que por esta pressão que tudo corra como o planeado e que seja desta vez que estes problemas sejam de uma vez por todas resolvido .

    Cumprimentos

    Serva

  18. Serva says:

    Errata , (deve-se ler ”resolvidos”

    Obrigado

  19. migas says:

    Será que o SE Xperia X10 livre de operador irá suportar o upgrade?

  20. Carlos says:

    Pessoal,venho aqui a este espaço de opinião para fazer uma pergunta.É possivel colocar o android num terminal que não o tem? Penso num samsung Jet s8000. Se sim onde poderei ir par ao instalar? Obrigado

  21. Serva says:

    Boa tarde ,

    De facto a Google tem muito o hábito de chamar aos seus produtos beta , mas atenção que estes produtos são totalmente funcionais e livres dos bugs característicos do que todos classificamos como versões beta de outros produtos , a Google tem esta postura por achar que o produto ainda não está acabado (segundo o seu ponto de vista) e por isso chama de beta , acontece com o Gmail com o Chrome com os docs etc .

    Agora no Android vamos ver como é que eles vão descalçar esta bota é que são milhões de dispositivos que podem ficar sem suporte a actualizações , espero sinceramente que isso seja levado em linha de conta e que os utilizadores de Android não se sintam defraudados por meros calendários de marketing da Google e das pressões que os fabricantes de telemóveis deverão estar a fazer , no fundo que o bom senso prevaleça se é que existe espaço neste mercado tão agressivo para que isso aconteça .

    Aceitem os meus sinceros cumprimentos

    Serva

  22. Ricardo says:

    É desta que compro um Iphone e espeto-lhe com Android 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.