Quantcast
PplWare Mobile

CES 2012 – AMD demonstra Trinity…

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. André says:

    AMD Power =)

  2. RickPinto says:

    Esperemos mesmo que assim seja…
    O Bulldozer decepcionou bastante e a Intel, já está a tomar partido dessa vitória…
    Eu que sempre fui cliente AMD, vi me obrigado a mudar pra Intel em 2011. São simplesmente mais rápidos e frescos.

  3. Telmo Neves says:

    A tecnologia continua evoluindo rapidamente 😀 AMD em força :p

  4. Sharp says:

    Fico sempre de pé atrás quando nas afirmações metem um asterisco.
    Neste caso vi logo uns 3 “asteriscos”.. ui 😛

  5. NZXT says:

    “Será o Trinity capaz de vencer o Ivy Bridge da Intel?”

    Duvido.
    A força da AMD será certamente o GPU, mas cada vez mais interessa os consumos e TDPs em que a Intel tem destruído a concorrência.

    Pelo que tem saído nas noticias esta tecnologia estará a “par” ou superior aos processadores Sandy-bridge.

    Mas só o futuro dirá.

    • @lmx says:

      Boas… a nivel de consumos a AMD está muito a frente da intel…pelo menos no mercado móvel…é que o tdp que é lançado dos procs AMD é da arquitectura completa, enquanto que os TDP da intel são do processador apenas!!
      Eu tenho um note AMD, e a bateria chega-me as 4 horas de autonomia, os netbooks AMd teem um poder brutal e duram pelo menos 6-8 horas, e esta arquitectura deve ter um target de autonomia na ordem das 6 horas(12 em standby- 3 e picos em maxima carga) pelo menos…onde é que arranjas um intel em que a bat do portatil de dura 6 horas ou mais???
      So os atoms que são uma porcaria comparados com os AMD(brazos salvo erro).
      A nivel de performance a intel deve estar á frente, a nivel de overcloking,etc nem pensar, e quando as maqinas passarem a ser mais multitask-core friendly duvido muito!!
      A M$ já terá o windows 8 optimizado para os APus da AMd penso eu, pois até agora não estava, e todos os testes que teem sido feitos é com base nisso meso!!
      veremos o que o futuro nos reserva!!
      ps->estes APus podiam era ter melhor suporte para linux, mas também ainda é uma arquitectura relativamente recente.

      cmps

      • NZXT says:

        Boas, sim concordo para netbooks a intel está atrás, mas atenção que falo isto sem saber como está a nova arquitectura atom que saiu agora em Dezembro e ainda estão para sair todas as séries.

        Mas também é importante referir que a série Brazos está a um preço absurdo e só pode ser considerada por quem realmente prefere autonomia.
        Pelo preço compram-se i3 e pentiums. 😐
        Mas pronto, é da escolha de cada um.

        Quanto ao overclocking etc, a AMD à frente?? isso já lá vai à muito tempo, basta pesquisar na net e falo por experiência própria entre mim e amigos a AMD compensa para quem quer comprar até aos 100€ aproximadamente.
        Acima disso fazendo overclocking, os ganhos com a performance, poupança de energia,etc envergonham a AMD.

        E a próxima geração da intel com TDP na ordem dos 77W, acho que nem é preciso falar da capacidade de overclocking dos mesmos dado que um bom cooler hoje arrefece bem 130W.

        • @lmx says:

          Boas…
          Concordo, mas a relação custo/beneficio tende para o lado da AMD.
          O TDP dos AMD contempla toda a arquitectura…os da intel apenas o processador, junta-lhe a isso a gráfica e todas as coisas a volta e vais ver o consumo de uma arquitectura intel Versus uma AMD.
          Os procs da AMD deteem os recores de velocidade(frequência) em Overcloking, mas como cada core x86 da intel e mais rápido que os AMD, de uma forma geral, pois a arquitectura x86(obsuleta) é da intel, no overcloking não atingem prestações tão elevadas…acho que a AMD podia subir os valores da cache, e ai iria ser outra conversa.

          cmps

          • NZXT says:

            Boas,
            a relação custo beneficio não concordo.
            Se falares de questões de preço em que se procura o melhor mas mais barato ai sim. Agora custo beneficio o melhor processador é o i5 2500K.
            É aquele que tem a melhor performance dado o preço.

            Quanto aos TDPs a Intel contempla tudo, é o TDP do chip, no caso dos actuais é 95W, dependendo claro do processador que estamos a falar.

            E atenção aos records eles não interessam a ninguém. são sempre atingidos com sistemas de refrigeração absurdos que nunca são utilizados pelo utilizador comum.

          • @lmx says:

            Boas…
            quando falei do preço referia me ao brazos…são sem duvida muito melhores que os atoms.
            a intel não contempla tudo, apenas o tdp do chip, ficando de fora por exemplo o maior consumidor…a placa grafica…quer da ati quer da NVidea, sim porque a placa grafica que os intel trazem integrada, é para esquecer!!
            Nesse sentido os AMd consomem muito menos, pois 1 chip tem um tdp de x que é referente ao consumo da arquitectura…não sei se até inclui memória RAM, e por isso muito menos gastador.
            Concordo que esse i5 me parece muito bom, mas e a que TDP???
            é que eu pago a luz aqui em casa…!!
            95 wats max, agora juntalhe uma grafica razoavel e vais para os 200 wats 300 na boa…e quem paga a conta da luz???Prefiro AMD desde que tenha bom desempenho e me consuma menos, mas esse i5,2500k é para mim o unico que valeria a pena, no entanto não sou socio da EDP…

            cmps

          • NZXT says:

            “…não sei se até inclui memória RAM, e por isso muito menos gastador.”

            bom a conversa ficou absurda e terminou por aqui.

          • @lmx says:

            ficou absurda???
            o tdp da AMD é lançado tendo em conta uma série de chips e não apenas o processador, que é o que acontece na intel…se isto é ser absurdo, muito bem, mas eu concordo, pois acabo com um sistema com muito menos gastos energéticos…
            quem não concordar, segue as suas opiniões e vontades como tudo na vida…

            cmps

        • @lmx says:

          Boas…
          pelo que tenho visto pela net fora a nivel grafico a AMD nos brazo’s tem cento e tal por cento, pelo menos, de vantagem em relação aos atoms, é da noite para o dia, e isto são comparações ja com os novos!!

          • NZXT says:

            Boas, não podem ser comparações com os novos porque que eu saiba e a intel indique no site ainda não há séries para netbooks só tablets.
            (mas posso ter visto mal)

          • @lmx says:

            Boas…
            são os novos, é evidente que são amostras para os integradores testarem.
            faz uma pesquisa e vais ver, os brazos, são mais do dobro de processador que os novos intel…onde os novos atoms ganham é mesmo e apenas em consumo.

            cmps

  6. Tony Silva says:

    Olá a toda equipa do pplware,

    Quero agradecer por publicar o meu artigo aqui.

    Queria apenas referir que o artigo contém um erro técnico. O gpu do trinity não se baseia na nova arquitetura CGN mas sim na actual VLIW4. Será fabricado usando a tecnologia da Globalfoundries de 32nm SOI/HKMG.

    Peço desde já desculpa a todos pelo erro cometido.

  7. Emannxx says:

    A meu ver, a AMD tem evoluído bastante na área das placas gráficas.

    Uma placa gráfica mediana da AMD faz praticamente o mesmo que uma media-alta da Nvidia (já comprovei) e, por incrível que pareça, corre todos os jogos que lhes metemos à frente (refiro-me a uma HD 5470 m) sem grandes problemas – e quando os há, reduz-se uma coisa ou outra e está feito.

    Fiquei mesmo surpreendido com a a sua performance.

    Quanto aos processadores… infelizmente não são algo que me cause grande surpresa. Fazem o seu trabalho, mas devido ao seu aquecimento, deixam bastante a desejar. A serie “i” da Intel continua, na minha opinião, a ser a melhor linha de processadores do mercado.

    • PapiMigas says:

      É pena é esquecerem-se de desenvolver drivers em condições para linux. Mas força nisso!

    • @lmx says:

      boas…tenho um note AMd fusion e de facto noto isso mesmo…de não esquecer que uma empresa que fabrica cpu,gafica,controladores de memoria,chipsets,etc, terá como resultado final uma maquina mais optimizada que uma outra empresa que integre productos de varias empresas!!
      Eu também ja confirmei isso!!
      concordo exite 1 i5 que se poderá equacionar, de resto penso que os outros, não espantam,…falas-te no aquecimento???os Processadores AMD actuais são mais frescos que os intel, tenho das duas empresas,no portatil entãi é uma diferença da noite para o dia.
      Gostava era que de uma forma geral o suporte para linux fosse melhor…a AMD está a fazer um grande esforço, mas a intel e a NVIdea ja lá andam a mais tempo…

      cmps

  8. Quase isso says:

    É um fartote de rir com este tipo de afirmações. Boa sorte a conseguir fazer seja o que for com uma placa gráfica AMD de gama x (sendo x entrada, gama média ou topo) a fazer sequer o mesmo que uma placa gráfica Nvidia, quanto mais fazer melhor lol. Basta ver que a AMD precisa de lançar uma gama de placas gráficas uma geração adiantada para poder competir (especial destaque no “competir”) com a geração anterior da Nvidia.

    De qualquer maneira, em relação ao artigo, se a AMD não começa a apostar forte no segmento desktop, perde-o completamente para a Intel, coisa que não interessa de todo ao consumidor.
    Apesar dos CPUs Bulldozer terem performances medíocres, tanto pelo design em si, como pela falta de suporte dos sistemas operativos a certas funções que não estão a ser aproveitadas de todo, o que é facto é que não são boas compras, tanto que até Phenom II X6 têm melhor performance.

    Basicamente já não se vê AMD como nos tempos do Athlon 64…

    • @lmx says:

      Os novos APUś da AMD tem uma boa arquitectua, o problema, é que foi a primeira versão, e como é normal não estava explorada, e nesta próxima geração ainda não estará, pois esta arquitectura teem muito potencial.

      O problema do suporte não pode ser levantado dessa maneira, tens que reparar que é uma arquitectura nova e que até ao Lançamento do Win8, salvo erro apenas linux teem suporte para os mesmos APUś isso vai mudar com a saida da versão 8 do windows(para quem quer windows).
      Não se podem fazer comparações quando o set de intruções usado no windows não contempla o set de intruções da AMD, é evidente que o processador não é utilizado, mas o facto de não ser utilizado não implica que tenha uma prestação “mediocre”…

      E sim é verdade que a tecnologia Vision ou Fusion são muito a frente ao ponto da Apple encustar as cordas a intel, pois se esta não se apressa a Apple verse-á forçada a mudar para AMD, e isto não é ao acaso, são arquitecturas muito pensadas para a questão multimédia/jogos, e funcionam muito bem!

      cmps

      cmps

  9. Quase isso says:

    lmx, entendo perfeitamente o que falas, mas o que é facto é que mesmo com a aplicação dos patchs parciais que adicionam suporte para o conjunto de instruções não utilizadas dos Bulldozer, esses CPUs continuam muito aquém do esperado, tanto que até CPUs Intel de 2008 com especificações inferiores têm melhor desempenho (para além dos Phenom II X6 já mencionados anteriormente).

    A AMD ganha pontos no segmento HTPC, não no desktop, em que não tem a menor hipótese de competir com CPUs Intel e GPUs Nvidia, o fosso de desempenho é simplesmente gigantesco.

    Cumprimentos

    • @lmx says:

      Boas…
      do meu ponto de vista a intel ganha, embora a luta não seja justa, pois não existe integração completa dos productos AMD…no mercado de baixo consumo a AMD tem a melhor plataforma do mercado e continuará a ter por uns anos pelo visto, pois os novos atoms estão melhores, mas não chegam para os brazos.
      A nivel de consumo um ponto onde a AMD vai ganhar, que anteriormente era atribuido á intel, agora joga a favor da AMD.

      Nos portateis, talvez com menor desempenho, mas com muito mais autonomia que os procs intel, e isso deve ser tido em conta, pois eu quero uma maquina rapida, mas com uma autonomia o maior passivel.

      A arquitectura da AMD não é aproveitada. Quando tivermos processos que correm livremente em qualquer um dos cores e uma gestão de memoria partilhada entre cores que funcione, ai toda a gente vai gostar dos APUs da AMD, até lá ainda falta percorrer uma grande distancia, mais pelos productores de Sistemas Operativos.
      Mas claro concordo que este tipo de arquitectura, tem caracteristicas mais htpc, que desktop, ou mobile, embora note que o consumo desta arquitectura é muito bom e dificil de bater como conjunto grafica +processador.

      cmps

      • Quase isso says:

        De facto a luta não é justa, e por vários factores, tal como a produção de silicone estar muito mais a tender para o lado da Intel, o que novamente me faz falar do risco que é um monopólio de mercado.

        Os Atoms são “brinquedos” com usos relativamente específicos, e claramente inferiores às ofertas da AMD. Para haver algo remotamente competitivo, as plataformas integradas de baixo custo/consumo da Nvidia com CPUs Intel é a única coisa que apresenta resultados quase semelhantes.

        Em termos de portáteis, a AMD já está fora da corrida (em termos de desempenho) há vários anos, na minha opinião culpa do processo de fabrico, que é algo exterior à AMD, apesar da nova arquitectura deles ter de facto boa gestão energética.

        O que muitas pessoas se esquecem é que é muito pouco provável que alguma vez vá existir multithreading puro universal, pois há aplicações que simplesmente não podem ter a sua execução repartida por threads separadas, correndo o risco de ter menor desempenho, instabilidade de sistema e até mesmo corrupção de dados.

        Infelizmente continuo a achar que existe demasiado concluio entre certas e determinadas empresas, o que resulta em haver subaproveitamento do hardware disponível no mercado, como se pode ver na performance menor que devida da plataforma Bulldozer. Há também que ter em conta que esses processadores não são verdadeiros sucessores à geração anterior, mas foram publicitados como tal, e daí tanta desilução (conjunto de instruções não aproveitado à parte).

        Resumindo, enquanto a AMD oferecer APUs seguindo a mesma filosofia de construção, nunca terão máquinas de topo pois os consumos disparariam de imediato se lhes fossem pedidos níveis de desempenho tipicamente encontrados em sistemas preparados para esse nível de desempenho. No entanto, têm sistemas integrados fantásticos e por bom preço, as pessoas apenas têm de ter a consciência do que estão a comprar e para o quê.

        • @lmx says:

          Boas…

          concordo com o que disses-te,e sei que muito dificilmente a AMD será A REFERENCIA no mercado dos portateis, mas o mercado dos portateis é vasto, ou seja os requesitos pedidos pelos compradores são diversos, ou deveriam ser e penso que existem alguns destes “espaços” que podem e deveriam ser ocupados pela AMD, pelo menos penso que seja essa a ideia da AMD.

          Em relação ao multithreading também concordo, de facto o mercado desktop é mais imune a existência de varias threads por processo, muitos dos programas não são multithread, e a serem podem piorar o desempenho.
          Mas existem muitos casos onde deveria ser um requesito e muitos onde já o é.
          No entanto o multithreading estará sempre confinado a um x de aplicações, mais berrante será o caso dos portateis(ou deveria), pois neste caso serão pedidas ou deveriam ser pedidas exigencias do sistema menores comparativamente.
          já do ponto de vista de servidores quanto mais alto débito melhor se enquadra esta tecnologia.

          Acredito que a AMD venha a diferenciar mais a sua linha de APUs com o tempo, os destinados ao lowpower(onde estão bem posicionados), portateis,desktops e servidores(onde estão bem posicionados).
          Se a AMD fizer isto no futuro poderá garantir grandes receitas de mercado, caso contrario…irá esvair-se aos poucos nas areas ondeefectivamente não apostou.

          Para terminar, penso que nos portateis os 25% e os 50% de incremento no cpu e grafica espectivamente indirectamente dizen-nos que a AMD não quer de todo perder este mercado.
          Estas maquinas para quem joga, ou para quem tem um SO leve, ou para quem não utiliza programas de grande processamento são fantasticas.
          Eu tenho um phenomIII no meu portatil e utilizo o matlab sem problemas por exemplo.
          Muitas pessoas teem procs i3, porque não um AMD e ficam com um conjunto proc/grafica muito interessante e com uma autonomia invejavel??

          cmps

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.