PplWare Mobile

Caixa Geral de Depósitos: TPAs já aceitam pagamentos com iPhone e Apple Watch


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. BA says:

    Agora só faltava mesmo era deixarem os clientes com contas deles poderem usar o Apple Pay…

  2. Miguel Nunes says:

    A RedUnicre suporta o Apple Pay desde o dia em que foi lançado em Portugal, mas não vi qualquer menção em qualquer artigo do Pplware sobre este assunto.

  3. DScom says:

    Comunicado que serve apenas para o banco abordar o assunto. Puro marketing..
    De resto não serve para nada. O real interesse da coisa são os cartões funcionarem. Certamente terão de desenvolver uma solução idêntica à da CCAM onde cria um cartão virtual na app para que seja esse cartão associado.
    Não me admirava nada que os experts quisessem cobrar por isso.

  4. Rafael says:

    Num país onde domina o Android e a Samsung, andam ambos a dormir.

  5. Paulo Pedroso says:

    Alguem conhece alguma forma de fazer o mesmo em android?
    Havia o SEQR que passou a Glase e depois fechou.
    O samsung pay nao há ca, google pay a mesma situação

  6. João says:

    Isto na CGD é tudo muito bonito, mas a realidade é outra…
    A impossibilidade de utilizar o cartão de débito para associar a paypal, revoluts e afins é só pura estupidez.
    Pergunta-se nos balcões como é possível contornar a situação e só encaminham para a subscrição dos cartões de crédito.

    • Pedro Ferreira says:

      Os bancos portugueses estão condenados a fracassarem. Que venha a real concorrência inter-fronteiras na Europa, que é para os grandes esmagarem rápido estes bancos despesistas da treta.

      • Filipe says:

        Esses bancos do resto da Europa são muito piores que os de cá. Levantamentos de dinheiro em ATM pagam comissões, débitos diretos também pagam comissões e há um sem fim de sistemas “anti fraude” que por vezes congelam contas por causa de se gastarem 5€ num café onde não se costuma ir e portanto é um comportamento não habitual

    • Paulo says:

      Mas nem o cartão de crédito da CGD dá.

    • censo says:

      Isso está muito mal contado. Tens de explicar tudo tudo, a não ser que eu seja um cliente muito especial, o que não acredito.

    • Filipe says:

      Eu tenho cartões de débito da CGD em todos esses serviços, PayPal, Revolut e outros. Não tem qualquer dificuldade e cartões MBNet também dão sem problemas.

      Da caixa por causa de outro assunto não relacionado até já me disseram que o PayPal era algo que os comerciantes usavam e os clientes não precisavam de nenhuma conta no PayPal para usar o serviço, portanto não sabem mesmo nada de nada

      • João says:

        Eu também tinha a funcionar impecável, até o cartão acabar a validade e me mandarem o novo.
        Pelos vistos todos os cartões de débito novos emitidos pela CGD não permitem essas operações.

    • Paulo says:

      Tenho um cartão de débito associado ao PayPal sem problema nenhum, já no Revolut a própria app só aceita visa ou MasterCard…

    • Ricardo says:

      Eu tenho o meu cartão de débito da CGD ( vulgo multibanco ) associado ao paypal, com débito direto do paypal. Sempre que pago por paypal, uso o débito. 2 a 3 dias depois vão á conta e descontam.

  7. Paulo says:

    Isto não é novidade nenhuma. Eu já tenho Apple Pay com o N26 e pago em qualquer terminal com contactless, seja ele CGD, ou não. Isto é mesmo marketing. Ponham mas é os cartões a funcionar no AP, senão quando o Apple Card estiver disponível em Portugal, é com esse que vou andar. Eles até dão bonus e tudo. Não há anuidades, nem nada.

    • Filipe says:

      Esse cartão nunca vai chegar cá. A não ser que o meu caro ache que o Goldman Sachs, que é quem realmente emite o cartão, não a Apple, vai entrar na banca de retalho em Portugal

  8. Rui Marreiros says:

    Todos os TPA´s que tem a função “contactless”, permitem pagamento ApplePay.
    Só falta mesmo é os atrasados dos bancos tugas permitirem usar os seus cartões.
    Lastimável é ter que se usar um banco “online” para o efeito.
    Acordem para a vida. Se fosse para ganhar guito à nossa custa, já tinham acordado.

    • Filipe says:

      Acho que lastimável é o Apple Pay, so contrário de Google Play e MBWAY cobrar uma taxa aos bancos de cada vez que uma compra é registada através de Apple pay. A Apple consegue ser mais gulosa que os bancos que cá temos

      • MN says:

        Filipe, quase de certeza que não é da banca, senão sabia que o o MBWAY é uma despesa para os bancos, só quem ganha com isso é a SIBS que cobra por tudo e por nada.

        Não estou a defender os bancos, que cá realmente têm muito a evoluir.

        • Paulo Silveira says:

          Mas se os bancos sao os donos da sibs não são eles que lucram à mesma? E ainda por cima com os custos repartidos.

        • Filipe says:

          Como diz o Paulo Silveira, os bancos são os donos da SIBS…

          • Anonimo says:

            Carissimos a SIBS é uma entidade completamente parte dos bancos. É a entidade portuguesa aliada a comuniao europeia responsável pelas transações, processamento de pagamentos do nosso país. Se fosse dos bancos não estaria agora o “caos” instalado de os bancos estarem contra a MBWay e quererem cobrar taxas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.