Quantcast
PplWare Mobile

Bateria de um Tesla S começou a arder “sem qualquer acidente”

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Paulo L says:

    “É verdade que situações idênticas também acontecem em veículos a combustão, no entanto tal não deve ser motivo de comparação, até porque a inovação deveria significar mais segurança.“

    Concordo que inovação deveria de vir com mais segurança, mas a forma de como estas notícias são inflamadas vão no caminho de acabar com a inovação em vez aumentar a segurança.
    Acidentes acontecem e vão sempre acontecer, o importante é aprender com eles e criar medidas que os minimizem.
    Se realmente o que importa é segurança, e não cair no Lobby do combustível, então deveria ser notícia as medidas que se tem de aplicar para o mercado ficar mais seguro.
    Carros a combustível também incendeiam, mas não se notícia, umas semanas atras passai por um Renault a arder encostado numa autoestrada catalã (não tinha pinta de ter sofrido um acidente), não vi nenhuma notícia sobre o caso.

    Não é benefíco para ninguém a propaganda nestas notícias com o único objetivo de mostrar que os Teslas não são seguros.
    A Tesla tem sido a responsável por impulsionar o mercado nestes carros, todos os outros vão atrás porque estão a ser obrigados.

    Se o mercado começa a pensar que eléctricos são mais inseguros que combustível, então perdemos todos menos as petrolíferas.
    Que tal uma comparação entre segurança de combustíveis e eléctricos?
    Infelizmente não é possível, porque os acidentes com veículos movidos a combustíveis fósseis não são contabilizados, se um Tesla não pegar numa manhã a 20 graus negativos, é uma notícia mundial.

    • ascdfsfd says:

      Adiciono ainda que carros a combustível já tiveram decadas de problemas em milhares de milhões de carros para os fabricantes irem aprendendo todos os cuidados que devem ter, carros elétricos sendo recentes ainda não tiveram direito ao mesmo.

    • Nuno says:

      A grande diferença é que a Renault vende mais carros em 10 dias que a tesla vende num ano.

      • pastel de nata says:

        e também dão problemas, e os mecânicos não sabem arranjar os carros quando estes aparecem, então se for pessoal da concessionária CONFIAUTO ui ui!! , estes jamais me venderam um carro…

        • VD says:

          *venderão…será!? concordo dessa concessionária é fugir deles, a confiauto sabe é vender com mentiras, depois acompanhar o cliente é que já não interessa!! são os trafulhas do ramo automóvel, passo o tempo todo com o carro na oficina a reparar as mesmas coisas e a sensação que me dá é que eles não sabem o que estão a fazer, é estranho!! e depois julgam que os clientes são burros (por acaso até foram, por ter lá comparado um carro), e espetam qualquer peta para dizer o que foi a reparação…enfim

      • Paulo L says:

        Claro que sim, não descordo, mas não podemos falar de factos nem de % porque simplesmente não existem.

        • Nuno says:

          Eu não estou a dizer que os renaults ardem mais ou menos. Apenas que é preciso ter em conta o número de renaults vendidos que são substancialmente superiores. Até nos carros elétricos a renault vende mais do que a Tesla. Logo não podemos tirar conclusões de uma prova anedótica sem qualquer tipo de outro fundamento.

          • Paulo L says:

            O meu comentario foi que sabes exactamente quantos Tesla arderam, tem problemas, tiveram acidentes e ate quantas pessoas morreram.
            Tudo noticiado e registrado para futuro, relativamente aos carros de outras marcas, não tens informação.
            Dei um exemplo de um carro que vi, mas concordo contigo, é uma prova anedótica e sem qualquer tipo de fundamente, ate mesmo que tu deves ser como S.Tomé, “ver para crer” e neste caso certamente a minha palavra não te serve porque o argumento não te interessa.

            Tens razão quando dizes que a Renault e outros vendem mais, mas, sem que te fies na minha palavra, por ti mesmo, abre o youtube e pesquisa 15 minutos e vais chegar a conclusão que arderam mais carros a combustível nos últimos 3 anos, do que teslas construídos, simplesmente não chegam a noticia porque ja o vemos como normal.
            Usando as palavras do “amado” líder, ardeu!? “é chato mas amanhã é outro dia”

          • Nuno says:

            “O meu comentario foi que sabes exactamente quantos Tesla arderam, tem problemas, tiveram acidentes e ate quantas pessoas morreram.
            Tudo noticiado e registrado para futuro, relativamente aos carros de outras marcas, não tens informação.”
            Errado, todos os acidentes e mortes rodoviárias reportadas são registados, seja pelas seguradoras, bem como pelas forças policiais. Os media não são nenhum tipo de verificação da realidade.

            Perfeitamente normal arderem mais carros a combustão interna do que carros elétricos. O número de carros a combustão interna são várias, mas várias mesmo, ordens de magnitude superior ao elétricos. E um vídeo de youtube não é prova de nada, existem outro fatores que podem influenciar o tipo de vídeos que são colocados. Sem dados não se pode tirar conclusões.

          • Paulo L says:

            Certo Nuno, leva a bicicleta que é bastante ecológico

            Eu vou de carro (a diesel)

    • E-Lektro says:

      Já nem me ralo, todo este tipo de noticia é sempre visto como “Claro que isso ia acontecer, os carros eléctricos não são de fiar”, “Condução autónoma? Eu gosto é de conduzir” mas ninguém se lembra que se cada vez houver mais pessoas a adoptar a condução automática irá haver uma redução brusca de acidentes ou que o consumo de petróleo poderá ser racionado de melhor maneira devido a redução de máquinas que dele dependam.

      É isso mesmo, vamos lá deixar de desenvolver e inovar, finalmente podemos regredir e voltar a época em que um pilha eléctrica (de Alessandro Volta) nem cabia no bolso, ou mesmo acabar de vez com a camada de ozono, a camada de ozono nem deve fazer nada mesmo. (Comentário Irónico)

      Mas em primeiro lugar deveria (na minha opinião) haver regressão das redes sociais, que tanto as pessoas gostaram de transformar um conceito excelente que era conectar pessoas em venda de informação e uma plataforma de narcisismo e de ofensas.

      “Ah mas os carros da Tesla são caros”, é uma tecnologia em DESENVOLVIMENTO o que estavam a espera? Os telemóveis da Apple também são caríssimos e fazem a mesma coisa que todos os outros e todo o tipo de publico os compra! (Nada contra a Apple)

      “Os carros eléctricos têm pouca autonomia”, Existem carros eléctricos com excelentes autonomias e para além disso cada vez mais se irá procurar melhorar essa característica mas primeiro alguém precisa de financiar adquirido e criticando o produto.

      Porque as pessoas apenas não entendem, o desenvolvimento tem falhas e mesmo o que não esteja em desenvolvimento também, a diferença é que algo em desenvolvimento pode ser melhorado.

      Um abraço a todos, e a minha sugestão é: Abracem as novas oportunidades, explorem-nas, critiquem-nas, melhorem-nas e finalmente vivam-nas!

  2. Salva says:

    Lobby dos combustíveis a funcionar

  3. João says:

    Elon Munsk agora compra baterias à Samsung?

  4. Tucatula says:

    Baterias solidas, do que estam a espera.

  5. ca al says:

    Meus amigos carros arder de CI é todos os dias em todo o lado do mundo

  6. iDespairing says:

    O planeta tambem arde.

  7. Ivo Mariano says:

    Vi em plena autoestrada uma carrinha de 2014 Mercedes Benz E220 a começar arder, sem qualquer razão aparente. É estamos a falar da marca Mercedes que vê a segurança em primeiro lugar.

  8. Cardoso says:

    O que É lamentavel e pagar se mais de 100 mil euros por 1 Tesla! E de repente! La vao os 100 mil euros!!! Agora querem comparar um carro de combustão!!! Pela norma não chegam a metade do preço! E quando um Tesla arde ! As pessoas referem se ao Alto preço do mesmo que começa a arder estando o veiculo Imovel!!! Isso é de referir e muito bem!!!

    • Paulo Martins says:

      Mas quê? Lamborghini’s e Ferrari’s também não pegam fogo? E não custam bem mais que o Tesla?
      O carro pegou fogo do nada, não falta aqui exemplos desde Renault a Mercedes, se fores pesquisar no YouTube encontras vídeos destes de todas as marcas e de carros para todas as carteiras, o facto do carro custar 100k não invalida que não possa arder como qualquer outro.

    • Bruno Coimbra says:

      What??? Qualquer carro do segmento luxo (onde a Tesla se encontra apesar de muitos acharem que é o carro para o povo é que podem comprar um) o preço é igual ou muito superior e nem preciso de ir para Ferraris lambo Porsche
      E mesmo nos mencionados não faltam casos de combustão “espontânea” e levam décadas de avanço em desenho e montagem de carros

  9. José Manuel da silva regueira says:

    vejao isto pelo lado positivo em milhares de carros tesla aparece uma noticia destas de tempos a tempos isto quer dizer que o carro e mesmo bom

  10. Bruno Coimbra says:

    Frases como “É verdade que situações idênticas também acontecem em veículos a combustão, no entanto tal não deve ser motivo de comparação, até porque a inovação deveria significar mais segurança.” Vindas de alguém na área da informática e engenharias é só ridículo pois muito do trabalho de inovação que faz é por tentativa erro e anéis fechados de realimentação/correção….além q a indústria automóvel clássica (térmicos) leva décadas de vantagem e mesmo assim acontece igual ou pior. Tenho uns vídeos em que a viatura com MOTOR PARADO e um telemóvel conectado na entrada USB ficou num estado igual a este tesla…

  11. Carreira says:

    A ganância do homem passa a frente da segurança, na aviação fizeram todos os testes e não resultou, acabaram por fazer uma caixa blindada sem oxigénio, num carro é completamente impossível ou o peso vai passar 3500kg

  12. Joao says:

    Calma pessoal.
    Terça começo uma trip em viena até ao sul de itália. Volto pela croácia. Dps aviso se ardeu ou se me dei mal.

  13. Paulo Mendez says:

    Eng Pedro Pinto confirma que foi mesmo a bateria que ardeu?

  14. Ricardo says:

    Quem pagou galp ou a BP?

  15. José says:

    Caro,

    A sua afirmação não está próxima da realidade.

    “É verdade que no dia a dia existem milhares de acidentes com veículos a combustão mas… não são notícia! ”

    Temos aqui que distinguir duas situações os carros hoje em dia ardem maioritariamente por falhas na instalação electrica, compartimento do motor (turbo, colector etc…). Não me recordo de ter lido ou ouvido relatos diários especialmente na ordem dos milhares em que os depositos de combustivel (gasolina, diesel, gpl) são responsáveis por estes acidentes. Se souber de um dos ultimos 3 dias indique-me. São milhares certo?

    Outra questão é confirma que foi a bateria que ardeu? Se foi a Tesla está em maus lencois .

    Não me recordo de nenhuma noticia semelhante (bateria arder sem colisão) com um Nissan, Renault, BMW ….

    • Paulo L says:

      Uiiii, esse é o tipo de argumento mais parvo que ja li.

      “Temos aqui que distinguir duas situações os carros hoje em dia ardem maioritariamente por falhas na instalação electrica, compartimento do motor (turbo, colector etc…). ”

      Mas estes não podem ser considerados acidentes em carros de combustão?
      Eles não arderam? ou queres dizer que o problema não é do carro mas sim da instalação eléctrica? ou do dono que deixou o telemóvel ligado?
      Se esse for o caso, então talvez não sejam milhões.

      Mas nesse caso podemos usar o mesmo argumento na Tesla, se o problema foi a bateria, então o Tesla (carro) não sofreu nenhum acidente/incidente, até porque o dono foi estupido, levou o carro com a bateria, se ao invés o estivesse a empurrar em vez de usar electricidade, nada disso aconteceria. Alem de que seria ainda mais amigo do ambiente (se não considerarmos o impacto do cheiro a transpiração)

      Sinceramente, ainda vais dar uma de Trump e dizer que acidentes com carros a combustão não existem, é tudo “fake news”

  16. Rui says:

    Quanto menos humanos tiver o processo de fabrico mais vezes isto vai acontecer, vejam o caso dos airbags Takata, se tivessem humanos no processo de fabrico tinham dado pelo problema e salvo muitas vidas… para além dos milhares de milhões poupados em multas! Aqui o caso vai ser o mesmo, isto foi alguma coisa que falhou no processo de fabrico/montagem, mas a Tesla que se prepare, porque o tempo dela está a acabar os construtores tradicionais estão a chegar e a Tesla não ganhou prestigio que se equipare para os construtores tradicionais!

  17. Wishmaster says:

    Apesar de ser um facto que as baterias representam um perigo que existe nos carros eléctricos, a verdade é que sendo o caso nos EUA, temos logo que desconfiar da sua veracidade.

    RECORDEM que os EUA (entenda-se aqui algumas empresas) tentaram prejudicar a Toyota, sendo que apareceram inúmeros casos de Toyotas que aceleravam sem explicação!!!
    Mas o que eles não esperavam é que a Toyota tinha em todos os seus veículos um computador que registava todos os movimentos do condutor, quando acelerava etc….E nos casos de acidentes que houve, provou que o condutor estava a acelerar, não foi o carro que acelerou sozinho à maluco.

    Por isso, casos destes a acontecerem nos EUA, é sempre de duvidar.

  18. António Manuel da Silva Gonçalves says:

    O que eu vejo aqui é uma grande displicência, tanto por parte do dono, que de acordo com a notícia estava “no trânsito”, como da polícia, como dos outros carros e mirones, parace o país do “deixa arder que o meu pai é bombeiro”, por este andar “salve-se que poder”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.