Quantcast
PplWare Mobile

Baidu tem novo carro autónomo para competir com a Google

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Vitor says:

    Autónomo-“…que é independente; autossuficiente…que funciona sem depender de outro sistema ou dispositivo”!Não me parece que o adjetivo para estes “inventos” possa ser AUTÓNOMO a partir do momento que não conseguem fazer uma condução INTEGRAL sem a intervenção humana! Muito parecido com as palavras TRÁFEGO ILIMITADO na publicidade das operadoras de telecomunicações…

    • Justiceiro says:

      Concordo contigo na parte do autónomo, já na última frase, tiveste uma atitude demasiado triste!
      Actualmente o tráfego ilimitado está atribuído a valores entre os 250 e os 1100 GB mensais, se achas que isto não é ilimitado, porque tens sempre de criar “balizas” de consumo para poder monitorizar a coisa, além que o mercado empresarial é que precisa de grandes débitos, o consumidor só precisa se for um criminoso que saca dezenas de gigas da net sempre sem querer pagar os direitos de autor, cria a tua própria infra-estrutura e compete no mercado com eles. Só sabem reclamar…

      • Vitor says:

        Eu apenas comentei a utilização da palavra ILIMITADO em condições LIMITADAS…ainda não há muito tempo que as operadoras de telecomunicações faziam “propaganda” de internet móvel ILIMITADA…e tinhas um máximo de 15 Gigas à velocidade contratada! Depois de consumires os 15 Gigas do plafond acontecia uma de duas coisas…ficavas sem “ligação” ou a velocidade baixava para 128/256 Kbs! E não me parece que alguém possa ser apelidado de “criminoso” por consumir mais de 15 Gigas de net/mês…deves ser acionista de alguma operadora!!

        • Justiceiro says:

          E era realmente ilimitado!!! Apenas não mantinhas a velocidade de download, logo era ilimitado de verdade! Não percebo qual o teu problema contra as telecomunicações, e contra o mundo em geral. Quando não concordamos com algo e odiamos assim tanto, a solução é simples: criar a nossa empresa para concorrer com o que não gostamos e assim tornar as coisas mais “ao nosso gosto”. Eu não sou accionista de nada, apenas defendo o lado da razão, e tu não tens razão nas injúrias que fazes às empresas em causa.
          Aos olhos da legislação europeia, o download de conteúdos de forma ilegal (sem pagamento das devidas compensações ao proprietários das obras) é um crime, logo, quem o faz é criminoso. Simples e sem discussão possível!

          • Vitor says:

            Eu, pessoalmente, não tenho problema nenhum…mas para mim quando alguém faz um contrato com determinada velocidade ILIMITADA e as operadoras (neste caso) colocam em letras quase “invisíveis” um LIMITE ao tráfego com essa mesma velocidade é, no mínimo, publicidade enganadora! E a mim não me faz qualquer diferença…vivo bem com os 5 Gigas que a minha operadora me “oferece” dentro do meu contrato de telecomunicações! Mas quando o contrato começou eram apenas 500 Megas…quando de aproximou o fim do período de fidelização passaram para 5 Gigas! Quanto aos “proprietários intelectuais” das obras…quem tem de se saber defender são eles! Para quem comete um crime…existem os tribunais!!

          • sdsd says:

            Tu só defendes o lado da razão porque não tens a noção da tua ignorância na matéria, toda a gente sabe que os operadores de telecomunicações omitem ou tentam esconder o que não lhes interessa, ainda hoje induzem as pessoas erro com notas em letras minúsculas que de alguma forma contradizem o que afirmam em letras garrafais. Quem legislou não foi Deus, devia pensar um pouco nisso e não optar por raciocínios evidentes como se fossem absolutamente esclarecedores. A sua ideia de se não concordam “criem a vossa empresa” é de tal forma despropositada que penso que não há nada a dizer. Não quero que interprete o meu comentário como um ofensa.

      • As13 says:

        Deves ter uma operadora. Ilimitado com corte acima de 15gb tambem não é enganar o consumidor.
        15 gb da para ver o que e quanto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.