Quantcast
PplWare Mobile

Aumento dos combustíveis fósseis é “inevitável” e “vai doer”

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Luis Henrique Silva says:

    Estamos tramados ou temos a sorte de ter dinheiro e compramos um elétrico, ou temos de aguentar.
    Quem ainda se vai safando um pouco é quem tenha GPL.

  2. Pintor says:

    Ambiente pois é o ambiente.

  3. Há cada gajo says:

    O fundamentalismo ambiental, a intransigência fiscal, a ganância obtusa dos intermediários e a poderosa aliança da imprensa cozinhou este cocktail. O povo está a ser comido e bem comido porque tem memória curta e todos estes players sabem-no. Então façam lá o seguinte exercício : sabem qual era o preço do litro de gasolina ou gasóleo no verão de 2008 ??? Por quê 2008 ? Por que o barril de crude chegou aos 146 dólares. E hoje o barril de crude está a 86 dólares com tendência a manter pelo menos até ao final do ano, assim diz o mercado de futuros. Então o que é que se passa aqui ? Alguém é capaz de dizer ???

    • Há cada gajo says:

      E sim, em 2008 o preço de litro de gasolina e gasóleo era mais baixo do que é hoje.

      • Zé Fonseca A. says:

        Temos 3 factores:
        1- aumento das margens de lucro das petroliferas para combaterem as perdas que tiveram durante os confinamentos
        2- aumento dos impostos, nomeadamente o adicional de 0,06cent
        3- maior procura de combustiveis fosseis devido ao aumento dos valores da energia e da possivel escassez de gás

        • Há cada gajo says:

          A questão está nas margens e apenas só. São grandes grupos económicos que tudo dominam. Os impostos, se comparares com 2011,mexeram muito pouco. Só pelas margens explicas teres agora um litro de combustível muito mais caro do que o que tiveste quando o barril de petróleo custava mais 60 dólares por barril.

          • Zé Fonseca A. says:

            Errado, os impostos são percentuais, aí está l problema, devia ser fixo.

          • Há cada gajo says:

            E então ? E o percentual incide sobre o quê ?

          • Há cada gajo says:

            Só o IVA é um valor relativo. Os outros valores são fixos (ISP, CSR, Carbono) .

          • Louro says:

            Está nas margens, mas nao é nas dos que vendem em Portugal.
            Tens de contabilizar tudo incluindo transportes, salarios mais altos e por aí fora.

          • Gajo que lê noticias says:

            Se falas de impostos puros e duros, não.
            Agora taxas não aumentaram? não aumentaram foi pouco.
            Tiveste os famosos 7 centimos da sobretaxa que o antonio costa fez o favor de tornar em permanente.
            tiveste cerca de 6 centimos de aumento da tx de carbono em 2021. Outro tento em 2020. Em 2019 foram cerca de 3 centimos. Para 2022 volta a aumentar mais 5 ou 6 centimos.
            Se a isto somares o custo do biodiesel que levamos quando abastecemos. Mais o iva e isp
            Não houve aumentos de impostos nos combustíveis desde 2011? Essa é para rir

          • Há cada gajo says:

            Lês as noticias, mas não lês o suficiente, para alem de não leres os comentários para comentar como deve ser. Onde é que eu disse que não houve aumento de impostos ou taxas ? Não disse. Tens é de desviar a atenção dos impostos e taxas e olhar para as restantes componentes do preço. Vai ler.

        • Filipe says:

          Mas quais perdas no confinamento? Não puderam trabalhar? Pois. A comunicação social lavou a cabeça de toda a gente bem lavada. Quem teve perdas durante o confinamento foi quem não pôde mesmo ir trabalhar. Tudo o resto continuou na mesma. Acordem.
          E por favor, quando forem eleições, mostremos a esta malta que quem manda no poleiro deles somos nós e tiremos os xuxalistas todos dali para fora. Com 60+ % de abstenção, iremos continuar na mesma.

          • Zé Fonseca A. says:

            Existem custos de operação de refinarias, fracking, logistica, manutenção, as coisas por terem menos rotação não significa que possam ficar paradas, muito menos sem cuidados.
            Os custos de operação mantiveram-se todos os mesmos e como não venderam o suficiente tiveram perdas.
            Quem não pode trabalhar teve uns belos subsidios, a avaliar pela poupança dos tugas que duplicou em periodo de pandemia, diria que foram poucos os impedidos de trabalhar, anda tudo com as contas recheadas, eu proprio poupei mais de 50k em ano e meio, mais do dobro do que poupava anteriormente.

      • Ricardo says:

        As margens segundo a sic atingiram recorde em março de 2020, e que eu saiba em março de 2020 não tínhamos gasolina a 2 euros.

        Mais, o imposto que introduziram e prometeram retirar https ://observador.pt/2018/04/16/o-enorme-aumento-de-impostos-no-gasoleo-estado-cobra-mais-9-centimos-por-litro-desde-2016/

        • Há cada gajo says:

          Certo. E até te digo mais: desde 2011 o imposto sobre o gasóleo é 15 cêntimos mais caro. Mas isso não justifica o preço que temos agora por cada litro. AS petrolíferas e intermediários andam-nos a comer com as margens brutais para compensar os tempos de confinamento. Lembra que em 2008 tinhas o barril de petroleo 60 dolares mais caro que hoje e o litro de gasoleo era bem mais barato.

          • PTO says:

            Um pouco acima dizes: “Os impostos, se comparares com 2011,mexeram muito pouco.”

            Agora dizes: “E até te digo mais: desde 2011 o imposto sobre o gasóleo é 15 cêntimos mais caro.”

            Enfim… inventas tanto que até te contradizes a ti mesmo, passe a redundância.

          • Há cada gajo says:

            Onde é que estou a inventar ? Estes números estão todos publicados. Não saber pesquisar não significa poder ofender. Se o imposto em dez anos subis 15 cêntimos, achas muito ? quanto é que subiu o preço final do litro de gasóleo só este ano ? És capaz ? Perdes muito tempo com o que não interessa em vez de dizeres algo construtivo.

        • Zé Fonseca A. says:

          Tinhas o barril a custo quase zero

    • Bob says:

      Lembro-me perfeitamente disso, e é o exemplo que tenho dado quando se fala do tópico….

      Afinal, quanto é o imposto que o estado cobre sobre o combustível?
      É que o barril (BRENT na EU), teve o seu pico máximo em Julho 2008, nos 132 dolares, mas logo em Dezembro 2008, foi para os 40$. O preço do combustivel não baixou de acordo. Desde 2008, que nunca o custo por litro de qualquer dos combustiveis acompanhou o custo do barril.
      E quem sabemos sempre que foi aumentado o imposto, é o estado.

  4. Jorge Silva says:

    Energia nuclear? Não, vamos aumentar impostos

    • rui says:

      pode ser que a fusão nuclear esteja pronta daqui a 10 anos era bom sermos pioneiros, investir na fissão agora já vem tarde.

      • Zé Fonseca A. says:

        Se forem reactores gen IV nunca é tarde.
        É preciso ter em atenção que o tempo medio de entrada em produção de uma central nuclear são 7 anos, mais valia ir começando.

        • Joao Ptt says:

          Tendo em conta a propensão para os terramotos e tsunamis, é melhor ter calma com essas ideias de energia nuclear.

          Também acho que a energia nuclear é a energia do futuro, mas é preciso, na minha opinião, solucionar o problema dos resíduos tóxicos, tornando-os perfeitamente úteis e não perigosos para o meio ambiente.

          • Zé Fonseca A. says:

            Já está resolvido com gen IV, é só ler.
            Terramotos e tsunamis não têm impacto em centrais com menos de 40 anos.

        • R says:

          Exactamente, mas ler e estudar não é preciso. Bastam uns vídeos no youtube (e escolhem os duvidosos). E depois com o jornalismo que maioritariamente temos…

      • Gustavo says:

        Fusão? Daqui a 30 anos. Eternamente.

    • Louro says:

      Em Portugal? Claro que nao…

      Tivemos no passado a hipotese de ter uma central nuclear, nao quiseram porque iamos morrer todos… construiram a mesma a uns km de distancia do lado de Espanha.

      Temos petroleo, nao quiseram extrair porque ia destruir nao sei o que e nao sei que mais,

      Temos litium, nao querem extrair porque vai destruir nao sei o que e nao sei que mais.

      Temos locais para instalar paineis solares, nao querem,

      Epah, os portugueses tem aquilo que merecem.

  5. dqdq says:

    alternativas que é bom zero.
    incentivos a sério para comprar um carro eletrico? transportes publicos gratuitos?
    é muito fácil legislar e ter um carro com motorista atribuido.

  6. F M says:

    E se se virarem todos para os eléctricos? Como vai ser do preço da electricidade? Será que alguém já considerou isso? Ou se há sequer electricidade que chegue para abastecer uma população mundial movida a veículos eléctricos e para o resto das necessidades básicas?

    • rui says:

      eletrecidade vai haver sempre, nem que seja a queimar o petróleo e derivados, é mais eficiente que os utilizar nos carros, não vai resolver é nanhum dos problema de custos, poluição e escacez de recursos

      • F M says:

        Certo. E com isso apenas estamos a substituir a dependência de um combustível por outro. Atenção que não sou contra os eléctricos, mas com toda esta agenda descontrolada de que temos de aderir aos eléctricos para ontem, é nesse sentido que caminhamos.

        • eu2 says:

          Porque é que não compram paineis solares como quem compra gasolina??

          • GM says:

            Primeiro, tens de ter disponibilidade de espaço para os instalares. Se morares num prédio, esquece. Depois, para aproveitares a energia produzida pelos mesmos, tens de estar em casa para aproveitares a energia produzida, e carregares o veículo. Só com acumulação podes produzir e usares à noite a energia produzida. Não esquecer que, por ex. as power wall da TESLA (https://www.tesla.com/pt_pt/powerwall) têm no máximo capacidade para 13,5kWh. Para carregares uma viatura com bateria de 50kWh precisas de 4, para seres totalmente independente. E teres capacidade de produção (nº de painéis suficiente) que permita carregar as 4 baterias. Será que compensa o investimento?

          • Tonheco says:

            Tens a minima noção que a esmagadora maioria dos centros urbanos vive em apartamentos? Muitos nem garagem têm?

          • RC says:

            Por acaso é o contrário a maioria vive fora da cidade, segundo o eurostat , 56% contra 44%, e sim na cidade podem ter painéis, os edifícios têm um teto para o céu.

          • RC says:

            GM eu tenho carrinha electrica, tenho 3.2 kw de painéis e ainda uma bateria de 17 kWh, chega para carregar a carrinha com 40 kWh e ainda dá para alimentar a casa. Pago por mês 10 a 15 euros de electricidade, porque nem sempre carrego de dia , quando carrego de noite uso o bihorario e parte da bateria, em bihorario pago 0.088 euros já com iva, isto depois dos aumentos que na verdade não vi aumento nenhuma.

            Leia devagar, sei que para pessoas comuns isto demora a digerir.

    • Tonheco says:

      O problema é não são apenas os carros que consomem electricidade.

  7. B@rão Vermelho says:

    Longe vão os tempos de quem vivia perto das fronteiras eram os coitadinhos, hoje são uns “felizardos”
    É muito complicado baixar impostos, seja aqui ou noutro país qualquer, uma vez o dinheiro do lado do governos as despesas ajustam-se logo as receitas.

    • Há cada gajo says:

      Mas o problema não está tanto nos impostos e taxas. A gasolina tem hoje mais 8 cêntimos de impostos e taxas por litro do que tinha em 2011 e o gasóleo 15. O que é que se passa então ??

  8. Tonheco says:

    Falso, o aumento é totalmente evitável e até pode ser revertido.
    Basta olhar para os preços em outros países do mundo.

    O problema é que a europa meteu na cabeça que se tem de governar os bolsos com “as causas do ambiente”.

    As pessoas vão depressa encher a barriguinha de “alterações climáticas”, vai ser mais depressa do que se julga. A classe média/baixa não está para sustentar devaneios de “caviarzinhos”.

    • Tonheco says:

      “Os ambientalistas alertam que aumento dos combustíveis é “inevitável” e “vai doer”.

      Basta as pessoas certas no poder para resolver a coisa, daquelas que gostem tanto de “ambientalistas avençados” como eu.

      • Há cada gajo says:

        Esses ditos ambientalistas são os novos inquisidores destes tempos. São gente muito perigosa. E os resultados vão-se vendo.

        • Joaquim Sobreiro says:

          Com os ambientalistas tenho uma questão: Não é o planeta que está em vias de extinção. Quem está em vias de extinção/genocídio é o ser humano. Só não há recursos para toda a população se civilização ocidental industrializada continuar a consumir como o está fazendo. Continuar com objetivos consumistas não há política ambientalista que solucione.

      • Hugo says:

        E quem são essas pessoas?
        O facto de achares tudo isto tão simples mostra o quão longe estás do que dizes.

      • JMonte says:

        @Tonheco, tens de arranjar um Planeta só para ti e os teus pá. Estás maluquinho meu menino.

  9. Luis says:

    A China vai aumentar a produção de carvão em 6%, mas os Europeus vão ter que passar fome e fazer sacrifícios para o tal carbono zero, que de carbono zero não tem nada, como vamos poder visualizar daqui a 1 década.

    Para termos o tal carbono ZERO teríamos que ter os aviões em terra, apenas consumo de produtos básicos para a sobrevivência, redução da natalidade em 80% e muito mais. Até lá, caminhamos para a produção de ainda mais carbono e um planeta com pessoas a viverem cada vez mais na miséria. Mais uma moda do capitalismo para os idiotas caírem.

    • Há cada gajo says:

      Aviões ? E o transporte naval de mercadorias ? Não se fala disso…

      • Marques says:

        Só os cruzeiros de luxo poluem mais 10 vezes mais que 260 milhões de automóveis na Europa (dados de 2017) … e um carro eléctrico no dia a dia não polui – certo… Mas e os materiais usados na sua construção, que na extracção e refinação poluem muito mais que qualquer combustível fóssil ? E turbinas eólicas, feitas de fibra de vidro, que no fim da sua vida útil não podem ser recicladas e são enfiadas em aterros ? Disso não se ouve falar! Os eléctricos são uma moda dos políticos e ambientalistas mas que não é a solução que precisamos! Mas e as alternativas ? Há, mas não convém que se fale nisso… se têm curiosidade comecem por pesquisar E-fuel.

        • Pedro L says:

          Mas os cruzeiros de luxo servem para vender umas canecas de cerveja /pasteis de belém e a melhor exportação de Lisboa – latas de sardinha coloridas do “mundo fantástico da sardinha”. São portanto intocáveis

          • Há cada gajo says:

            Aliás, os cruzeiros em Lisboa até são o pior turismo que a cidade pode ter, pois os turistas de cruzeiro limitam-se a comer e beber e pouco mais e é quando comem. DE resto, passeiam-se pelas ruas, visitam os Jerónimos, a Torre de Belém e vão-se embora. O que dão é visibilidade à cidade.

        • Toni da Adega says:

          Para proteger o ambiente devíamos apostar em geradores em casa invés de painéis solares

  10. Ze says:

    Alguem tem de pagar a pandemia.

  11. Rui says:

    A Europa quer ser a Madre Greta do clima!
    Quando tudo for à falência, e depois de destruírem a indústria (esperem só por 2022: https://observador.pt/2021/10/18/bce-vai-fazer-primeiro-teste-de-stress-climatico-em-2022/

    Quando desindustrializarem a Europa, vai ficar muito mais limpinhos….. depois vamos viver da agricultura e dos produtos chineses que vêem lá da poluída Ásia!!!!!!

    Só visionários!!!!!!!

  12. Ricardo says:

    Está a doer desde 2016 com aquele imposto adicional que até prometeram retirar caso o preço aumentasse, promessas de palavras não honradas.

    https ://observador.pt/2018/04/16/o-enorme-aumento-de-impostos-no-gasoleo-estado-cobra-mais-9-centimos-por-litro-desde-2016/

    • Há cada gajo says:

      Não te deixes enganar. De 2011 a 2021 os impostos no gasóleo cresceram 15 cêntimos e na gasolina 8 centimos. Nem tudo é culpa da ação direta do estado via impostos. Já tiveste o barril de petróleo 60 dólares mais caro do que hoje e o litro do gasóleo era mais barato. As petrolíferas e intermediários estão a comer e à grande à nossa custa para compensar o tempo em que estivemos todos fechados em casa.

      • Luis says:

        Tu que andas por aqui a defender os queridos dos socialistas, 60% é impostos 40% são facturação, desses 40% há que pagar o frete que é uma grande fatia e ainda pagar o IVA sobre esse valor, depois ainda os salários e o valor líquido começa a descer e muito, e agora vens me tu dizer que o estado não tem culpa?? Oh amigo, o combustível é mais barato aqui do que em Espanha antes dos impostos

      • Há cada gajo says:

        Não estou a defender ninguém. Só estou a constatar factos, ao contrário de ti, que na falta de conhecimento e de argumento, resolves acusar sem sentido. Te defendes quem ? Os intermediários ? Esses coitadinhos.

        • Test User says:

          @Há cada gajo: Não apresentaste factos nenhuns. Basta pesquisares no google o que estas dizer não faz sentido.

          1- Petroleo é o mesmo, as gasolineiras são praticamente as mesmas , existe diferença entre Portugal e Espanha. Preço sem impostos é mais barato em Portugal do que Espanha.
          Diferença: Impostos.

          2- Preço barril em 2008: 147 dolares. Mesmo assim mais barato actualmente

          • Há cada gajo says:

            Apresentei-te factos e números. Que não saibas fazer constas, isso já é outra coisa. Os impostos fazem diferença, mas neste momento não são só os impostos. Essa é a narrativa que te agrada porque está na tua agenda. Mas tens de utilizar melhor as tuas pesquisas do google pois nos resultados só escolhes ver o que te convém.

          • Test User says:

            Explica na tua narrativa a diferença entre Portugal e Espanha

        • Luis says:

          Oh amigo eu estou a constatar factos já tu andar aqui a espalhar baboseiras mas esqueceste que a margem das gasolineiras é bruta e que o sector foi dos poucos que continuou a laborar o que quer dizer se houve menos consumo na pandemia e manteste os teus trabalhadores de algum lado o dinheiro tem de vir, ou era melhor despedir as pessoas? Tens cara de que és um gestor top

          • Há cada gajo says:

            E então ? Tens alguma gasolineira ? Isso explica.

          • Luís says:

            @Há cada gajo mas quem é que disse que eu tinha uma gasolineira? Tu é que teimas em dizer que a culpa é da margem das gasolineiras (foste bem lavadinho) quando eu acabo de te dizer que 65% vai direitinho para o estado mas tu culpas os restantes 35% de serem uns bandidos? E ainda nesses 35% existe uma fatia que vai ser taxada pelo IVA (dupla tributação) que eu julgava que a UE já tinha avisado Portugal de que isso era ilegal

          • Há cada gajo says:

            Essas tuas continhas estão todas mal feitas. FAz alguma coisa útil, consulta os valores na direção geral de energia, depois faz contas (sabes não sabes??) e depois passa por aqui a comentar o que acabaste de escrever. Mas vai mesmo fazer essas contas e vê pelos teus olhos. Não te limites atacar e a falar com argumentos enviesados ou falaciosos.

          • Luis says:

            @Ha cada gajo
            https://www.erse.pt/numeros-e-estatisticas/combustiveis/
            Tens aqui os números para ver, agora vê lá que percentagem vai para o estado

          • Há cada gajo says:

            Luis, já viste os números ou simplesmente colaste o link ? Vê lá os preços do gasóleo de há um ano e compara lá com os de hoje e depois vê lá qual foi a componente que aumentou o seu peso relativo na composição do preço de referencia. Consegues ver ou também estás toldado pela narrativa populista e dominante de que os culpados são sempre os mesmos ?

  13. André Martins says:

    Ajudem-me…por favor!
    Os impostos sobre os combustíveis são taxados em (de uma forma genérica e para simplificar a lógica) 60%. Com base neste pressuposto, o Governo fez as suas estimativas de receita.

    Se este aumento dos combustíveis é inesperado e abrupto, as receitas da fiscalidade também estão a aumentar. Certo? 60% de 1,30 é menos do que 60% de 1,80…

    Porque não pode o Governo reduzir a incidência fiscal, por forma a aliviar os Tugas, e a manter na mesma a sua expectativa de receita??

    Isto não dá para desenhar…senão fazia um croqui 🙂

    • Há cada gajo says:

      Eu faço-te outro desenho. Em 2008 o barril do crude chegou a ser transacionado a 146 dolares por barril e agora anda nos 86. Em 2008 a gasolina e o gasoleo eram mais baratos do que são hoje. O valor de impostos por litro não mexeu assim tanto desde 2011. Temos de ser justos.

      • X-Tremis says:

        Já postaste isso umas 3 vezes.

        Não duvido do que dizes, mas se calhar era mais elucidativo comparar os preços dos combustíveis (e composição, incluíndo a respetiva carga fiscal) de 2008 e os de hoje em dia, só para ter uma noção.

        O custo da matéria prima não é o único factor no preço dos combustíveis, e embora seja importante, convém olharmos para os dados na totalidade, e não só para uma fatia.

        • Há cada gajo says:

          Também já aqui o disse, mas repito: em 2008 a gasolina tinha 58 centimos em taxas totais e hoje tem 66 e o gasóleo tinha 36 e agora tem 51. Portanto…

          • Test User says:

            Errado têm 98 centimos de imposto.
            Pesquisa por: Preço médio sem impostos da gasolina em Espanha é mais elevado do que em Portugal

          • Luis says:

            Como é que numa gasolina (a mais barata) que está a 1.80€ e sendo o ISP 65% tu dizes que os impostos são 0.66€?? Que raio de contas são essa?

          • Há cada gajo says:

            Meus caros, vocês deixam-se enganar pela narrativa dominante. Os valores de taxas e impostos estão todos no site da Direção Geral de Energia. Depois é só fazer as contas. Só o IVa é que é uma percentagem. Todas as outras taxas são de valor fixo. Agora pensem porque é que as gasolineiras estão sempre a tentar vender os combustíveis ditos “aditivados” (as taxas são fixas, seja gasoleo simples ou gasoleo aditivado, e o mesmo se passa na gasolina).

          • Test User says:

            @: Há cada gajo
            Explica porque diferença entre Portugal e Espanha,
            Como é que o preço médio sem impostos da gasolina em Espanha é mais elevado do que em Portugal.

          • Há cada gajo says:

            Quero lá saber do que se passa em Espanha. Quero é que me expliques, se fores capaz, porque é que o preço do litro do gasoleo ou gasolina está tão mais caro não tendo havido crescimento proporcional de taxas. E isso é que tens de ver. A culpa não é só do Estado como todos facilmente acusam (é mais fácil e não dá trabalho a fazer contas). Se usares a cabeça, fazendo contas, e comparações com outros períodos, vais chegar a outras conclusões e também vais ter mais dificuldade em identificar os culpados (esses estão escondidos, embora com o rabo de fora). Diz-me. Faz lá um exercício sério. Dá trabalho, mas tem de o fazer.

          • Test User says:

            1- Nem sequeres consegues dar argumento

            2- Em condições iguais , os combustiveis são mais baratos em espanha.
            So sabes dizer: “Quero lá saber do que se passa em Espanha.”

            3- Faz lá calculo, se não existe crescimento impostos
            Impostos 2008 : 0,58295
            Impostos 2021: 0,66798
            Qual e taxa crescimento? (Agora faz lá um exercício sério. Dá trabalho, faz a tua parte).

            Iva 2008: 20% e agora? (cresceu ?)
            Taxa carbono existia 2008?

            Falacia de argumento dizeres que não houve crescimento nos
            impostos.

            4- O que estava a dizer André Martins estava a dizer governo pode reduzir impostos. Pode se estado espanhol cobra menos e se houve aumento impostos. Vais dizer que não pode descer impostos.

          • Há cada gajo says:

            O teu problema é outro. Onde é que eu disse que não houve crescimento de impostos? Não disse isso. Só disse que a subida dos preços não se explica só pela subida de impostos e que a subida que ocorreu foi menos proporcional que outras componentes do preço do combustível. Querer meter tudo debaixo da cortina da subida dos impostos é o exercício mais fácil. Os intermediários entretanto agradecem, pois as atenções estão todas viradas para o governo.

          • Test User says:

            Deixo-te as palavras do presidente Republica sobre impostos combustiveis: “há muito existem e são elevados, correspondendo a escolhas políticas, ”

            Os intermediários que tanto falas, vão limitar as margens de comercialização dos combustíveis, por decreto.

            Outras que não controlas vais controlar como? Vais extrair Petroleo?

            Variaveis que te controlas que representam 68.77%, achas que não se deve mexer e que esta tudo bem.

          • Há cada gajo says:

            Insistes em não querer perceber o que eu já disse aqui várias vezes só porque contraria a tua narrativa e tua ideia pré-concebida. Porque é que não explicas também aqui a necessidade de ter sido aprovada à pressa uma lei para limitar as margens nos preços e em que também o presidente disse ser para já um paliativo ? Eu disse que os impostos sendo altos não aumentaram tanto como aumentaram as outras variáveis….mas tu, nem que te abra a cabeça e enfie isto lá dentro. Não entra. Não tenho culpa.

          • Há cada gajo says:

            Olha, vê o José Gomes Ferreira na SIC Noticias., que pessoalmente até não gosto muito, mas que partilha exatamente da mesma opinião que a minha, simplesmente porque os números estão todos à nossa frente. Mas niguem que ver. O rei vai nu !

          • Test User says:

            Não tenho culpa que não percebas o essencial.
            Limitação das margens fez descer os preços?

          • RC says:

            Não fez descer os preços nem faz, é com o iva da restauração que era a 23% e passou a 13%, houve baixa de preços ? Se sim, eu não dei por isso.

          • Há cada gajo says:

            Pois, logo vi.. Para ti é só o Estado que arrecada dinheiro com os combustíveis, não há mais ninguém.

          • Test User says:

            Voltamos ao mesmo. Estado não precisa defesa.
            Estado representa 68.77% de um litro gasolina.

            Apesar de parco vão fazer um desconto de 10 cêntimos de por litro com limite por mês. Vais dizer que não há e não havia margem para descer.

          • RC says:

            @Test User, aos preços atuais não, provavelmente nem a 58 % chega, isso talvez seja verdade quando o petróleo está baixo, como aconteceu à um ano.

            Só iva é uma percentagem, os outros impostos dos combustíveis são um valor fixo por tonelada de combustível.

          • Test User says:

            impostos são impostos. IVA é um imposto
            Dados ERSE para 95: (50.06% ISP,CR e TC e 18,7 % de IVA)
            Quem esta abastecer não vai fazer essa distinção.

          • RC says:

            @Test User, não entendeu o que eu disse, ISP é fixo, não é uma percentagem sobre o valor do combustível, e IVA são 23 %.

            Portanto quando o petróleo está mais alto e consecutivamente os preços ao consumidor estão mais elevados também, o total de ISP em relação ao valor final do combustível é menor.

            Se em Junho o peso dos impostos em Portugal sobre os combustíveis era de 54 %, neste momento é ainda menos, já que desde Março ou Abril que não se mexe nos impostos e taxas nos combustíveis.

            https://eco.sapo.pt/2021/07/22/peso-dos-impostos-nos-combustiveis-bate-media-europeia-fiscalidade-na-gasolina-e-a-quinta-mais-elevada/

          • Test User says:

            @RC: Se lesses o artigo refere: “E estes lugares cimeiros repetem-se quando se olha para a fiscalidade, que inclui o ISP e outras taxas, mas também o IVA.”
            Fiscalidade inclui sempre IVA

            Achas que esta tudo bem em ser quinta mais elevada, Por acaso ganhamos o mesmo.

          • RC says:

            Os impostos pouco têm a ver com o que se ganha, mas sim com o que se gasta, despesa publica.

            Se não ganhamos mais é porque não fizemos por isso, tivemos todas as condições durante mais de 2 décadas para isso.

            Até se pode ver quando há eleições, a maioria prefere não perder 15 minutos de praia durante 4 anos a ir votar.

          • Test User says:

            RC estas inverter lógica
            Os impostos são de acordo com que se ganha ou rendimento.

            A Despesa Publica, se gastam mais que os impostos tem deficit orçamental. Existem países que gastam menos e têm excedente orçamental.

          • RC says:

            Do combustivel não.

    • Elektro says:

      Não se pode reduzir a incidência fiscal porque é preciso atirar dinheiro para a TAP, Radares de trânsito, Tachos no parlamento, pagar dividas milionarias de outros… Só coisas úteis…

      • Tuga apenas no tutano says:

        Não fale de verdades, já que pode haver aqui membros do PS que continuam com palas e acreditam em tudo o que Costa e companhia diz ao seu rebanho…. É só um conselho…

    • wtvlol says:

      O Sócrates riu-se.

  14. Rui says:

    Notícia de última hora ou Alerta CM:
    “António Costa, vai reduzir o litro da gasolina para 900ml”

  15. Sapo says:

    Sim vai doer. Vamos andar a pé e passar fome porque os preços dos combustíveis não afetam apenas na ida a bomba afetam os custos de produção pois a agricultura não é movida a tratores eléctricos, os produtos não chegam aos mercados nas costas de burros. As transportadoras portuguesas vão falir por não conseguirem competir com as espanholas e demais. As pessoas vão comprar menos pra economizar. Tudo isso junto é mais um pouco que não estou a ver ou lembrar vai resultar em menos impostos nos cofres dos governos e mais dívidas impagáveis que se farao acompanhar de mais cortes menos investimentos…. Feedback loop. Estamos todos ferrados neste caminho escolhido para todos nós por este governo.
    Pelo menos talvez a natureza sobreviva porque quanto a nós vamos todos morrer sofrendo

    • Joaquim Sobreiro says:

      O conceito de “passar fome” é algo que não deveria ser expresso sem o ser vivido. Alimentação e nutrição são termos que deveriam ser ensinados nas escolas e família, como fatores de saúde.

      • Jotas says:

        E são ensinados nas escolas.

        • Joaquim Sobreiro says:

          O impacto positivo da alimentação foi postulado por Hipócrates, considerado o pai da Medicina, com a conhecida frase “Que o alimento seja o teu remédio e o remédio seja o teu alimento“. Nem na faculdade de medicina isto já é ensinado.

          • Jotas says:

            A alimentação (equilibrada) é apenas uma das componentes do conceito de vida saudável que se promove nas escolas pois inclui, por sua vez, a componente de saúde mental e a componente social. Por isso, a frase que atribui a Hipócrates só está parcialmente correta de acordo com os conhecimentos científicos atuais… e olhe que a esperança média de vida já ultrapassava, em 2019, os 81 anos em Portugal.

          • Pedro V says:

            Tudo o que os gregos Sabiam aprenderam com o Egipto, essa enorme civilização e cultura ainda hoje menosprezada quanto à sua real grandeza e dimensão.

      • Sapo says:

        Meu filho minha mãe já teve semanas em que só podia dar xuxu com arroz a mim e minhas irmãs, eu já passei fome e vivi nas ruas em Barcelona em Sevilla e em Málaga assim que não je faz falta nenhuma lição quanto a passar necessidades mas aqui vai uma para você quem passou sempre tem no fundo o temor de voltar a passar

        Cumprimentos

        • Joaquim Sobreiro says:

          Pois então estamos a falar do mesmo, das crianças que morrem de fome diariamente no mundo, sem lhes ser dada outra possibilidade de sobreviver.

          • Jotas says:

            Nos países mais ricos morre-se da fartura, que é “outra forma de passar fome”. As famílias mais pobres vão conseguindo a comida minimamente necessária para sobreviver mas não quer dizer que seja a mais saudável pois esta última tem tendência a ser mais cara. A mais barata, regra geral, está cheia de gordura, açucares e outras substâncias pouco saudáveis. A obesidade (e outras doenças) instala-se e mata na mesma, só que mais tarde…

      • Zé Fonseca A. says:

        Hoje em dia toda a gente passa fome, não sabes que o jejum intermitente está na moda ?

  16. eu says:

    Tenho carro a GPL e não notei quase nada a subida dos preços.

  17. paulo says:

    inflacao a chegar amigos! nao é o a gasolina que esta a subir é o euro e o dllr que estao a cair + !

    • ETH says:

      Dinheiro barato, apoios às empresa e famílias,altas dividas publicas, bolhas em acções, crypto S&P500, imobiliário, preços das matérias primas a aumentar , a inflação vai começar a subir. No momento que se começar a ouvir de problemas de bancos, companhias aéreas, imobiliárias é FUGIR!
      A transição energética tem que se fazer com apoios fortes ás alternativas,eliminação de ISV, IVA, portagens , ofertas em postos de carregamento, etc. Não é só aumentar impostos sobre os fósseis, uma empresa quer comprar um camião TIR elétrico, existe?

  18. Tonheco says:

    Alguém ainda se lembra dos combustíveis estarem quase a esgotar-se e isso faria com que aumentassem muito de preço?
    A tanga é a mesma, só muda a razão da desculpa.

    • Several Definitions says:

      Claro, basta teres sido jovem na década de 90. E o mais engraçado é que essas previsões são sempre para 10 anos depois. Já passámos por duas que eu me lembre mas o petróleo não só não escasseou, como ainda por cima aumentou a oferta do mesmo.

      Faz lembrar o Al Gore a dizer que em 2005 a Antárctida iria estar completamente derretida se ninguém metesse travão nas emissões de CO2.

      Caso ainda ninguém tenha dado conta, quem está a puxar esta agenda é a própria ONU. E já não vem de agora.

      • Pedro V says:

        E quem controla os fantoches da ONU? A elite não quer saber dos pés descalços. É só enquanto a robótica não nos substitui quase na totalidade. Depois, mesmo aqueles que fazem 1 ou 2 milhões por ano vão ver em que estágio estão, na realidade. Acham que são mourinhos, especiais. Vai tudo a eito.

  19. RatazanadoPunjab says:

    A mim estes aumentos pouco me afectam porque faço poucos kms e como tenho um trabalho flexível entro muito cedo ou saio tarde, em resumo, quase nunca apanho trânsito.
    Mas ás vezes tenho dias livres aos dias de semana e levo os pequenos à escola e quando dou por mim estou mergulhado num trânsito infernal ás 10.30 da manhã.
    10.30 da manhã e as estradas cheias de carros por todo lado que nem sei como fui ali parar.
    Ainda me vêm dizer que o combustível está caro?
    Para alguns, poderá estar, mas pelos vistos, e felizmente, para a maioria está-se bem.
    Ou querem-me dizer que essa gente vai trabalhar a essa hora ou saíu do trabalho ás 10.30?

    • Zé Fonseca A. says:

      Hoje em dia já so vou à empresa para almoçar, saio de casa às 12h e regresso às 14h, também não apanho trânsito.

    • Pedro V says:

      O sr acha que toda a gente trabalha em escritórios das 9h às 17h? Possivelmente, todos esses que vê dizem o mesmo de si e poderão também eles estar a usar o veículo esporadicamente. Esporadicamente uns nuns duas, esporadicamente outros noutros. Somos demasiados para o que este planeta suporta.
      A culpa é das alterações climáticas, do trump e do bolsonaro.

      • RatazanaDoPunjab says:

        Todos a usar esporadicamente?
        Então se não fosse assim nem cabiam nas estradas.
        A culpa, como estamos em PT, é do Passos.

        • Pedro V says:

          Hehe. É para isso que se vota. Para depois haver alguém a quem apontar o dedo.
          Até aos 18 apontamos aos pais.
          Dos 18 para cima apontamos para os políticos. Nunca nós, sempre os outros.

  20. Samuel MG says:

    Anda alguém além do governo e das petrolíferas a encher-se com o preço dos combustíveis 🙁

  21. Jorge says:

    O mal é que são tantos impostos em cima da gasolina que é demais. Os impostos para sustentar parasitas do rendimento mínimo e ladrões do estado por isso é que não baixa.

  22. Jorge says:

    O mal é que são tantos impostos em cima da gasolina que é demais. Os impostos para sustentar parasitas do rendimento mínimo e ladrões do estado por isso é que não baixa.

  23. Sardinha Enlatada says:

    Epa se isto e para rebentar ao menos que afectasse a todos, pobres e ricos e politicos a mistura. Mas nao e o que se vai passar infelizmente. Eu sou adepto de dar um passo atras para dar dois a frente, mas era se todos estivessemos ao mesmo nivel. Assim e mais do mesmo, os tubaroes voltam a atacar. Sem do nem piedade.

  24. wtvlol says:

    E novidades?

    Já sabemos quem vai pagar a pandemia e afins: zé povinho como é habitual.

  25. Joao Ptt says:

    No final do dia… +/- 60% em impostos, parece-me claramente extorsão.
    Trocar os políticos todos e meter lá uns que baixem para os 10%.

    As margens dos postos de combustível deveriam aumentar, que é uma vergonha não conseguirem ganhar dinheiro a sério só com o combustível quando o mesmo está a custar uma fortuna ao cliente final… os lambosões do estado é só sacar à grande, mas quem está mesmo a trabalhar e a investir a sério anda ali “ao tio ao tio” com restaurantes e tal para ver se faz algum dinheiro.

    • FreakOnALeash says:

      Não me parece que a IL tenha hipótese sequer de ter peso para apoio a um governo de direita quanto mais governar…Tem lá muito erros de casting!

      • Joao Ptt says:

        Não digo IL, ou qualquer um dos actuais, mas políticos diferentes que tenham mais bom senso de por exemplo não andar a extorquir a sociedade de recursos cobrando impostos claramente excessivos para os serviços efectivamente prestados.

  26. alt.menino says:

    É só unicamente o poder da energia a mudar de mãos…..

    • Pedro V says:

      Que cada um de nós, viva num prédio ou numa moradia, procure a autonomia energética. Mas as prioridades não são essas para a maioria da população?
      Quem joga hoje à noite? Qual é a apresentadora de TV que mostra mais o peito para ganhar audiências? O big brother vai bem?

  27. Nuno Frederico says:

    O pior de tudo para mim são os ordenados miseráveis.

  28. Nuno Frederico says:

    Eu vou começar abastecer sempre em Espanha. Não comem nada.

  29. Lucas says:

    A Greta tem €€€ para elétricos e para imensas cenas “verdes” .
    Não se preocupem a grande líder Grteta irá orientar os eco ansiosos e PSEUDOverde.

    Força Greta.

  30. Dumb&Dumber says:

    Primeiro justifiquem que produzem hidrogênio e eletricidade para os eletricos por fontes renováveis.

    Depois expliquem o que fazem as baterias dos carritis quando derem pa ir ao pão (atenção, ha muito como as aproveitar, so nunca dissersm nada).

    Por fim, com os nossos salários, ISV e IVA em cima do ISV (super legal), digam como compramos popos novos, ou, o que fazemos com um popo eletrico com 8 ou mais anos… Tipo.. uma idade boa pa se comprar um carro a bom preço… E quanto ainda tem de autonomia o popo carregado de 18650…

  31. Bernardo duro says:

    Quando os vossos filhos morrerem a de fome ou de radiação… Será tarde demais….

    • Dumb&Dumber says:

      Filhos??
      Bem, então nem vale apena estarmos com tretas…

      Tb acha que o covid nao existe?

    • Several Definitions says:

      Morrer de quê? Fome? O Brasil sozinho produz alimentos suficientes para um terço da população mundial. Essa ladaínha dos recursos repetida muitas vezes mas sem bases que a sustentem… Recursos não faltam. Se há desperdício e se a gestão e difusão dos mesmos não é feita da melhor forma, isso já são, como se diz na gíria “outros quinhentos paus”.

      A parte da radiação confesso que não percebi. Estavas-te a referir à suposta camada do ozono? Aquela ideia que te venderam que há um escudo que protege contra radiação UV? Isso não existe caríssimo. Existe sim é uma camada na atmosfera (estratoesfera) onde há a possibilidade de existir concentração de ozono. E onde também há a possibilidade de a mesma se dissipar, o que efetivamente se verifica quando é de noite.

      Mas não vás pelo que escrevi. Lê antes o que escreveu o Gordon Dobson. Hint: A unidade de sistema internacional para medir O3 é DU que é sigla para Dobson Unit.

      Já agora, sabes quando foi a primeira vez que se falou em “buraco na camada do ozono”? 1977. Parecia que estavam à espera que a autoridade na matéria morresse, o que, de facto, aconteceu. Em 1976…

    • Rafael says:

      Meu caro se coisa que seja verdade nesta vida e que todos nós temos que nos mentalizar isso mais tarde ou mais cedo. É que nada dura para sempre, tudo tem o seu tempo. Até lá vamos vivendo um dia de cada vez.

  32. Nuno Frederico says:

    Se estivessem mesmo preocupados com ambiente. Faziam os elétricos 100% autónomos. Em vez de tetos panorâmicos ponham painéis solares. Mas depois ia se a mama

  33. rm says:

    Bring on the pain!!!

  34. Luís says:

    Caro, quem são os ambientalistas e/ou cientistas? Gostaria de saber qual é a formação deles, background, projectos que desenvolveram. Obrigado

    • Pedro V says:

      A resposta do polígrafo é que esses especialistas representam 99,9% dos especialistas mundiais. É muita gente para os enunerarem todos. A especialista-mor é a velha inglesa que controla esta fantochada. Legalmente só lidera a CW.

  35. António M. says:

    Apenas um tiro no escuro.
    Fico com a sensação, que isto do aumento dos preços da gasolina é um desvio para não se falar da duvidosa eficácia da vacina Covid.
    Parece-me que o Covid 19 morreu, só que ele anda ai.

  36. Tuga apenas no tutano says:

    O que acho piada é que falem em neutralidade carbónica e cada vez mais aumentem as taxas na Europa. A sério? Há um planeta para os europeus e outro planeta para a China e os EUA, que estão nas tintas para as metas do ambiente e fartam-se de usar centrais de carvão sem problema. Mas, não deve haver problema, já que o campo de forças que envolve a China e os EUA impede que a poluição deles não passe para o resto do mundo. Que palhaçada…

    • Tonheco says:

      Os EUA e a China crescem e vivem devido á sua economia de produção.
      A Europa vive de carros (feito com peças chinesas ) e de impostos.

      O triste fim da Europa chega a olhos vistos, o futuro da UE é cinzento.

  37. Pedro V says:

    Quando o tema tem uma base política a caixa de comentários está sempre ao barrote.
    Portugal e a sua triste partidocracia travestida de democracia representativa. Não há carga fiscal que valha para tanto luie hond.

  38. falcaobranco says:

    Como em tantos milhares de casos e situações, se deixassem de falar disso nos media, se calhar as coisas alteravam-se…

  39. António says:

    Quando leio ambientalistas numa notícia até me dá náuseas.
    Devem pensar que toda a gente tem 30 mil euros para dar por um Fiat 500 elétrico (nada contra o carro em si), esse grande carro familiar, que ao fim de 7 ou 8 anos tem de ser trocado.
    Para quem como eu faz uso dos carros por 20 ou mais anos é um atentado.

  40. Ze says:

    algum dia nós temos pagar a taxa do carbono porque já não há oxigenio……., então as notas vão purificar o ar……dão nomes e mais nomes as taxas, mas nós estamos é falidos e temos que ir buscar papel a algum lado
    visto que as taxas dos compustiveis e a segunda maior fonte do governo para pagar a nossa divida (juros) aos chinos ops FMI ta mas e tudo F***

  41. Rafael says:

    É sempre a mesma história. Tudo pelo Int€r€ss€ do Ambi€nt€……

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.