Quantcast
PplWare Mobile

As 6 melhores notícias de 2015, segundo Bill Gates

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Maria Inês Coelho


  1. KURT says:

    Esperava ver mais noticias ligadas à tecnologia nesta lista, por isso na minha opinião fica aqui comprovado que a nível tecnológico não foram feitos GRANDES progressos (pelo menos na óptica de quem está por dentro e conhece tudo aquilo que já é possível desenvolver, o que torna tudo muito mais claro), contrastando com o que aconteceu na ciência e medicina.

    • rand says:

      O Gates “agora” é um filantropo por isso é perfeitamente normal que as melhores noticias para ele estejam relacionadas com temas sociais em vez de tecnológicos.

      ” a nível tecnológico não foram feitos GRANDES progressos ”
      Discordo completamente com a tua opinião.

    • rui pinheiro says:

      o que realmente importa não é a tecnologia…

      • José Coelho says:

        +1
        As pessoas é que importam… O amor, o respeita, a felicidade verdadeira, a saúde… São coisas que não têm preço e não se podem ser substituir por tecnologias…

    • David says:

      Já temos tudo o que precisamos anível tecnológico. Agora é melhorar fazendo a tecnologia barata, acessivel e transparente. É muito mais importante cultura e oportunidades. A técnologia é só uma ferramenta.

      • TiagoDM says:

        não me tinha apercebido que já conseguíamos viajar no tempo ou no espaço a distâncias de anos-luz…

        • ro301 says:

          TiagoDM se para ti é importante viajar no espaço a distancias de anos-luz fica a saber que mesmo assim não vais longe. Os planetas que se pensam ter vida ficam a milhões anos de luz. Talvez se tiveres vida eterna chegas lá mesmo a essa velocidade.

    • Tiago Reis says:

      Todas as noticias que o Bill Gates acha as mais relevantes de 2015, estão ligadas directamente à tecnologia e ciência

    • Zaark says:

      O Bill Gates não vê só gadgets tecnológicos à frente, that’s why. O mundo tem problemas maiores que a corrida ao deca-core e o estagnar do mercado de smartphones.

    • KURT says:

      Para responder resumidamente a todos, para quem tem uma visão muito fechada do que é a tecnologia e para quem resume essa área a smartphones e outros gadgets então esses comentários fazem todo o sentido! Tecnologia não é só entretenimento meus amigos, não serve apenas para satisfazer os caprichos de uma sociedade consumista!!

      • rand says:

        Exatamente por isso é que discordo com a tua opinião, por exemplo, na área da medicina foram feitos avanços tecnológicos extremamente importantes (alguns deles feitos em Portugal)

        • KURT says:

          Existem avanços tecnológicos reais que na maioria das vezes apenas são divulgados/apresentados ao publico anos mais tarde! Toda a tecnologia que nos é apresentada já foi explorada à algum tempo, eu por achar que houve grandes avanços esperava ver mais conteúdo tecnológico na lista, uma vez que esse conteúdo não esta presente, só posso concluir que esses avanços não foram assim tão significativos (por já terem sido feitos antes, de tal forma a que não signifique assim TANTO para alguém que está dentro do meio). Resumindo existe uma diferença significativa entre aquilo que nós conhecemos e aquilo que “eles” conhecem!

      • Sérgio says:

        Em dois comentários disseste duas coisas completamente opostas.

  2. irlm says:

    Isto é com a fundação Gates.

  3. José says:

    Grande Senhor, é uma pena ter deixado de estar à frente da Microsoft. A meu ver, a Microsoft, perdeu muito do seu brilho, com a saída do Senhor Bill Gates.

    • Zaark says:

      Não sei se foi a saída do Gates ou a entrada do Mr. “Developers, developers, developers” que fez perder o brilho à MS…

    • Carlos says:

      Quando ele estava,criticava-se a Microsoft porque ele estava. Agora critica-se porque ele não está. Coitada da Microsoft, presa por ter cão e por não ter. Bill Gates é uma grande personalidade.

    • Ricardo Raimundo says:

      Deixou a MS para de dedicar a coisas maiores. Se eu acumulasse fortuna como este senhor faria exactamente o mesmo.

      • Nelson says:

        Agora dizem que é filantropo… será que alguém já se debruçou seriamente sobre os efeitos das vacinas e tratamentos que tão caridosamente este senhor distribui em África? Os relatos que se vão ouvindo da boca quem por lá trabalha no terreno e é obrigado a ministrar os tratamentos fornecidos pela Fundação Gates, pintam uma fotografia bem menos ‘colorida’ deste senhor. Mas basta ver ATENTAMENTE a sua Ted Talk para perceber que ‘bate tudo certo’. Mas á muita gente ‘com fortunas’ que concorda com ele e dá uma ajudinha…

  4. David says:

    No terceiro ponto: “3. Atribuição do prémio Nobel da Medicina a investigadores de “doenças dos pobres”

    Quero dizer que não há doenças de pobres e doenças de ricos. É verdade que muitas das doenças que ele fala só acontece ou maioritariamente acontece a pessoas que vivem na pobreza mas não é por elas serem “diferentes” financeiramente que passamos a classificar tudo o que se relaciona com elas como “doença dos pobres” ou “conversas de pobres”… Penso que o grande problema é viverem em Países que as radicalizam da sociedade e nem uma oportunidade lhes dão. Não gosto que usem pessoas para este tipo de coisas nem que se promovam á custa da sua miséria. Esses médicos fizeram a sua obrigação e é uma pena que só se pense nas pessoas quando se está mais perto da morte.

  5. pentestbox says:

    Quero ver falar de notícias como o steam machine, o linux crescendo no mundo dos games, isso ele não vai falar nunca kkk

  6. jesua says:

    O gates ja nao tem tempo para pensar em coisa disnecessaria porquê ele acomulo tanto capital que nao deveria morarr neste. O gates deixo MS porque aquilo ja era um trabolho nulo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.