PplWare Mobile

As 5 novidades que a Microsoft implementou no Windows 10


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. luislelis says:

    So far… So Good…

  2. lo says:

    windows, muito bom OS para fazer de tudo, trabalho e lazer, enorme compatibilidade com quase tudo.

    Mas o nelson já vai dizer que o OSY é melhor. (e vai também dizer que me enganei a escrever o nome).

    • AA says:

      A vdd é que muitas nas novidades que o windows apresenta já o OSX, apresentava…

    • Luís says:

      A verdade é que apesar de eu quase nunca concordar com o Nelson e ler os comentários dele como leio humor, nesse caso teria razão.
      Estabilidade e Segurança, para além de eficiência e da típica filosofia da Apple de desenhar os OS pensados ao detalhe para as máquinas que o vão correr. É o UNIX que faz o OSXPTOY e não a interface, ao contrário do Windows, que é 100% interface, basicamente ter Windows é como ter um carro pouco potente, que não é o melhor para andar todos os dias a fundo durante vários anos, mas que tá bem desenhado e tem funções atraentes que muitas vezes não usamos.
      Mas seja qual for o melhor, espero e estou confiante que vem aí o novo “XP” um sistema estável e reconhecidamente bom apesar das limitações típicas de um OS Windows.

  3. Alex says:

    Tudo possivel com apps da stardock…

    Esqueceram-se de mencionar os updates feitos ao cmd, pelo menos vai aceitar CTRL+V

  4. billgates says:

    a bem dizer a principal novidade é mesmo o windows nao ser o 9 e sim o 10 😛

  5. Necroman says:

    Isto é apenas o inicio, afinal de contas estas primeiras novidades foram direcionadas para o mercado de empresas. Seguem-se as novidades para consumidores e finalmente para programadores…

  6. Necroman says:

    Isto é apenas o inicio, afinal de contas estas primeiras novidades foram direcionadas para as empresas. Seguem-se as novidades para consumidores e depois para os programadores…

  7. Alberto Costa says:

    Nada de novo, a não ser o n.º 10

    • Dumitru says:

      Vai la fazer algo de novo então!

    • Paulo Pires says:

      Então andas a dormir se não vês as novidades acima indicadas!

    • Paulo Pires says:

      Então andas a dormir se não leste as novidades acima escritas.

    • hhrocha says:

      Nada de novo mesmo, Microsoft foi burra ao tirar o start button depois do pessoal em testes do 8 se queixar disso, regressou ranhoso no 8.1 e voltou em força no 10 uma derrota para a Microsoft. Vários desktops MACOS já tem isso aos anos (copy/past só que na parte inferior), “Novo botão Vista de Tarefas” Alt+Tab?! Novos alinhamentos de janelas?! já não existia antes apps a fazerem isso e salvo erro linux faz isso já à algum tempo.

      Sim podem ter melhorado o Windows um pouco mais mas continua a ser um FAIL para a Microsoft, basicamente limitou-se a fazer Copy/paste e a corrigir o que estragou depois de lhes terem dito que ia dar merd*.

      Novidades Zero!!!

      • SrBla says:

        Não deixam de ser novidades no windows… pois agora todas essas coisas passam a ser nativas no windows. Todos o OSs se têm vindo a copiar uns aos outros, e é errado dizer que uma certa versão é um fail por simplesmente acrescentar coisas que sempre fizeram sentido ter no SO (isto mesmo que existissem aplicações de terceiros que fize-sem o mesmo efeito). Se formos a ver bem mesmo as ultimas versões do macos não têm tido grandes novidades, interfaces mais feias, mais meia dúzia de funcionalidades que aplicações de terceiros e outros sos já faziam….

        • hhrocha says:

          O start button não é novidade no windows nem o “Novo botão Vista de Tarefas”, unica novidade que vejo para windows é mesmo os desktops que já faziam falta mas que não é novo… Eles demoram a ouvir ou ignoram durante muito tempo utilizadores que testam o windows em Beta tests. fazem o que lhes apetece e só mudam quando reparam que erraram mesmo porque quiseram…

          • djizus says:

            Xau… Como estás longe da realidade.

          • FD says:

            Durante a apresentação, foi dito que isto era apenas o inicio, e é isso mesmo, muito mais irá haver. Por isso penso não ser adequado neste momento fazer juízos acerca da falta de novidades.
            Se nos previews finais não existir nada de novo, então aí pode-se concluir isso, apesar de pelo menos para mim, desde que hajam ganhos ao nível da eficiência seja já bastante suficiente.

  8. lipho says:

    Á primeira vista gostei muito, espero ser fluído como o 8

  9. JJ says:

    Confirmado o que já se sabia… agora ver o que vem mais por ai.

  10. António says:

    Windows xp good
    Windows vista bad
    Windows 7 good
    Windows 8/8.1 bad

    windows 10 ??good??

    • Jorge says:

      Em que terra é que o Windows 8 é mau??

      • Bahh says:

        Na minha terra.
        Pelo menos o interface gráfico e o posicionamento das opções de manutenção (rede, programas, mais dificuldade em gerir as coisas… tudo péssimo).

        • Jorge says:

          A isso chama-se receio do que é novo. Uso o 8 desde que saiu e não tenho razão nenhuma de queixas. Roda que é uma maravilha, está tudo à mão. A questão do MetroUI em vez do menu iniciar é uma mera formalidade para mim, vai dar ao mesmo.

          Quanto a “manutenção”, continua tudo igual, não sei qual é o problema.

          • Carlos Nascimento says:

            Nao é receio do que é novo. Chama-se horror apessimas interfaces. Só o de a microsoft obrigar a ir á interface metro para ir para o desktop só aí é perca de produtividade, para não falar no search e afins que eram bem melhores no menu iniciar sem qualquer configuração.

            Outra coisa que acho uma aberração e o facto de as apps do metro não partilharem nada com as de desktop, é um pessimo design, etc… fezlimente a microsoft aprendeu com os erros e emendou muita coisa com o 8.1 e parece que finalmente viu o erro que cometeu.

            p.s. Nem tudo o que é novo é bom. Se não, eles nao voltariam atrás no design do w8 po w10

    • Blop says:

      Faltou completar a lista
      windows 98 good
      windows 2000/millenium bad
      windows xp good
      windows vista bad
      windows 7 good
      windows 8 bad
      “windows 9” este iria ser “good” mas é melhor deixa-lo dentro da empresa 😀
      windows 10 “good/bad”

      • Eu acho que é baseado no núcleo, então mesmo:
        Windows NT 6 = Vista
        6 + 1 = 7 (núcleo 6.1)
        6 + 2 = 8
        6 + 3 = 8.1
        6 + 4 = 10

        Acho que essa é a questão mais lógica !

      • Pedro says:

        Serei o único que teve uma melhor experiência com o millenium do que com o 98?

        • Bahh says:

          Não… mas o Windows XP estava a anos luz do Millennium, foi como passar do burro para o mercedez benz classe C.
          Os formatanços acabaram efetivamente no Windows XP. Ainda que muita gente possa ter tido que formatar, passou a ser muito raro… no 98 e ainda no Millennium era de quantos em quantos meses a formatar… mais no 98, mas no Millennium ainda podia acontecer com alguma facilidade.

        • jonny says:

          2000 food

          Millenium worst windows e ver

          E sim, eu usei todos e o millenium foi a pior experiencia informática de sempre, apenas ultrapassada pelo OSX

      • Nuno Vieira says:

        Windows 2K bad? Não me digas que havia algum Windows NT anterior ao 2K e que era melhor que este e nunca me contaram.

  11. André Sá says:

    preços ?

    • MM says:

      O W10 ainda nem terminado está e vocês já querem saber o preço?!
      Oficialmente e em termos de mercado, o W10 será apresentado na Primavera da 2015. Isto foi um género de “teaser”.
      Hoje começa o período de “beta testers”… portanto, como querem já saber o preço e como se vão processar os upgrades, etc.?!

      • Bahh says:

        Eles podem bem saber!
        Ainda sou do tempo em que o Windows XP (o primeiro Sistema Operativo de jeito da Microsoft) só tinha 2 versões Home e Profissional… mas estes idiotas só pensam nos cifrões $$$$ e então querem ter “500” versões para maximizar os lucros com compras iniciais e atualizações de capacidades da versão, enfim uma tristeza… tem o produto todo, cujo investimento já foi feito, e em vez de fazerem uma só versão tipo “Windows 10” com tudo e um preço baixo para garantir que todos compram legalmente via download (torrents por exemplo… se o custo dos downloads for preocupante. Também baixava os custos de ter de fazer testes em cada uma das versões que disponibilizam.

        • nf says:

          O windows XP tinha muitas versões, incluindo o media centre, CE e tablet. Sim, o tablet apareceu com o XP em computadores portateis com painel tactil e que rodavam sobre o teclado para um formato que agora dizem que é novo. Havia soluções comerciais de quase todos os fabricantes, com especial atenção aos HP.
          (caros e pouco em PT)

  12. Dário Silva says:

    Dá para instalar esta versão em dual boot?

  13. Rneves says:

    Confirma-se que será grátis para os users do win 8?

    • JJ says:

      Tudo leva a crer que sim, ou pelo o menos a um preço reduzido.

      A Microsoft quando lançou o Win8, informou que a sua politica com relação aos upgrades iria alterar. Por isso na altura quem já tinha versões anteriores, podia comprar o Win8 por 35€.

  14. Luis says:

    Novidade é aquele cabelo!!!! 🙂

  15. Miguel says:

    Novidades algo “banais” nos dias de hoje noutros SO… Mas vamos esperar por mais!

  16. eu mesmo says:

    atão e onde posso sacar?!

  17. Mark says:

    Nada de Novo tudo cópia da Apple e Linux

    • henrique says:

      Multi desktop existe no OSX e no Linux a décadas
      e aquele botão para abrir todas as janelas e desktops ta igual ao botão do multi tarefa do Android

    • rmcrys says:

      Bandidos! A copiar elementos dos outros! A marca do teu carro também devia ser processada, porque copiou elementos dos primeiro automóvel como as rodas, elementos dos primeiros rádios, elementos das primeiras lâmpadas, elementos dos primeiros pintores…etc etc. Isso de “haaaa copiaram X ou Y do Linux, xpto, etc” é a maior idiotice de sempre já que se assim fosse seria impossível ter um produto completo muito bom, e terias imensos produtos incompletos maus.

      Se fosse assim o iPhone não podia ter touch porque copiou de outro modelo, os samsung não podiam ter câmara poque outros usaram (Sony Ericsson?), etc etc. Idiotice. E pior ainda é porem-se a defender marcas como se vos pagassem ou fossem da família…

  18. Filipe says:

    Pode parecer simples e parvo mas pelo menos, o “Novo Menu Iniciar alargado” e “Melhorias no alinhamento de janelas” vão ser bastante úteis.

  19. Filipe Serra says:

    Fixe era voltar o interface de gestão de redes wireless.

  20. Lino Lisboa says:

    Se for fluido como o 8.1, muito bem. Parabéns à Microsoft pelo trabalho nos últimos tempos.

  21. Tenrinho says:

    Finalmente multiplos desktops 😀

  22. Sérgio Dias says:

    Um sistema estável e maduro com o actual windows 8.1 não precisa de alterações radicais nem de muitas novidades, apenas as que os utilizadores pedem e melhoramentos de performance.

  23. old says:

    Algumas novidades ja existem em outros sistemas a décadas..
    Gosto do w7.

  24. Sergio J says:

    as pessoas queixam-se que não havia menu iniciar. Agora vão continuar a meter os icons espalhados pelo ambiente de trabalho e barra de tarefas. Não estou a dizer que não seja bem vindo. Estou a dizer que as pessoas fizeram um bicho de sete cabeças.

    Há uns anos tive no Windows os ambientes virtuais. passado umas semanas acabei por remover, porque tornava a gestão confusa.

    • Sergio J says:

      sabem o que era porreira. Eram as pastas de icons como no android ou ios. Isso sim seria util. Eu sei que há aplicações para isso, mas podia vir nativamente.

  25. Mr. M says:

    Fiquei entusiasmado e curioso com o que foi mostrado, ainda assim, não consigo deixar de sentir que são ‘inovações’ óbvias que já deviam ter sido postas em prática desde do vista. Ao contrário do windows 8 este 10 parece-me mais pensado, cuidado e convidativo (até agora), o 8 sempre me cheirou a trainwreck desde que foi anunciado. Fico contente com este ‘novo’ rumo que a microsoft está a tomar com o próximo OS vou acompanhar atentamente.

  26. pedro says:

    Só não concordo com a Aplicações da ModernUI executadas numa janela … acho uma asneira, só gera confusão !!! o ambiente ModerUI deveria continuar “independente” do ambiente clássico mas mantendo a facilidade de acesso tal como está no Windows 8 e Windows 8.1 (sem o update 1) ….

  27. Abílio says:

    Acho que o pessoal critica, critica mas a maioria não sabe o que quer e quase todos continuam a usar o Windows.

    • Bahh says:

      A usar o Windows XP ou 7! O 8/ 8.1 quase toda a gente desinstala ou desespera com aquilo (sim, muita gente gosta daquilo também!).

      O que o pessoal quer é: ambiente de trabalho onde possam meter tudo, e que abra logo quando se entra na sessão; menu acessível diretamente de todo o lado que permita aceder a todos os programas que se instalou, e eventualmente uma lista com os programas que mais se usam para ir mais rapidamente ao que se costuma usar.

      Foi simples. Microsoft, é só voltares ao Windows 7 e fazeres aqueles embelezamentos do costume e meter “Windows 10” na frente do pacote e lá vai mais uma fornada a vender-se como pãezinhos quentes.

      • FD says:

        Mas o 8.1 já faz isso tudo que dizes incluindo a lista dos programas mais usados, é só ordenares o all programs do menu iniciar por “most used”…

  28. OR says:

    Engraçado isto até parece o Linux mint com compiz que utilizo já à bastante tempo, que coincidência!!! Esqueceram-se foi de colocar a parte do que é inovador, no vídeo de apresentação. Isto à coisas, até estou estúpido com tanta inovação no windows 10 :).

    • cnavigator says:

      OR, por favor, leia o meu comentário abaixo e veja o vídeo da apresentação e veja as inovações que foram apresentadas, além de que as mencionadas no artigo nunca foram introduzidas como “inovadoras” durante a apresentação, ao contrário de que pessoas como você querem fazer passar.

    • djizus says:

      Só é pena que no mint não consigas trabalhar.
      Ah desculpa, tens dual boot do windows.

      • OR says:

        No mint não se consegue trabalhar, dual boot loooooolllllllll, eu não sou defensor de linux ou windows ou o que seja, mas eu experimento antes de dar opinião. Acho que o mito do linux bicho papão já lá vai à muito, para quem realmente experimenta a sério. Instalar no pc só para ver se é bonito claro que irá ser sempre o linux bicho mau e feio. Eu não sou contra o windows, agora apresentar funções como se fosse a maior novidade do mundo, como querem fazer passar no video isso é falta de seriedade (mas pronto à que vender o peixe não é). E claro também tem que se dar valor à microsoft pelos bons produtos como o office, o resto dispenso (mas nada que o wine não resolva ==> sinónimo ==> não é preciso windows para correr o office, corre directamente em linux). Agora vou fazer como um geek do linux (o que não sou, pois digo também mal do linux, pois nada é perfeito), bons virus, muitos ecrãs azuis e muito encravamentos do sistema.

  29. KingDi says:

    Adoro esse pessoal que só sabe fazer o mais fácil. Que é dizer que só sabe é copiar e não sei mais o que, ou seja, criticar o Windows por tudo e por nada. Se trabalham com um sistema muito melhor, gostava de ver isso… OS X??? Não me parece, até porque as pessoas não precisam de dar cerca de 2000€ ou mais para ter um PC bem melhor! Mas é claro, assim como o Windows, o PC, são só imitações dos produtos Apple… É só pessoal “fino” com a mania das grandezas, mas muito pobre de cabeça. Linux??? Também não me parece! Continuem lá com os “vossos” OS, que, como já tinha dito, presumo que sejam bem melhores, mas calados! Caso contrário, da maneira como “falam”, são pessoas cheias de ideias inovadoras e de grandes conhecimentos… e assim sendo, desenvolvam entre vocês o melhor OS de todos os tempos, e não façam o mais fácil, que é criticar à toa… mas assim, só um bocadinho à toa, para não dizer outra coisa.

    • cnavigator says:

      Nem mais. Faço minhas as suas palavras.

    • hhrocha says:

      Sabes que não precisas sequer de ter um “pc” apple para rodares OSX? O facto de tanta critica é pelo facto da microsoft só fazer asneira, não dar ouvidos a quem testa na fase de Beta test e lançar o que lhes bem apetece. só quando reparam que correu mal é que vão corrigir as coisas e de bonus olham para linux e OSX e copias e sim copiam cenas que existem já à bastante tempo nos mesmos para implementarem no windows (nada contra mas não é nada d+ para quem usa OS fora de windows).

      • JJ says:

        Mas as coisas que vão estar nativas, sempre estiveram disponíveis no Windows!

        A Microsoft originalmente deixa ou seu SO com poucos programas/serviços adicionais, dando a possibilidade a empresas/programadores poderem desenvolver software que presta-se esse tipo de funcionalidades.

        O facto da Microsoft estar implementar esses serviços de base, não quer dizer que o serviço já não existissem.

        Dou um exemplo muito simples… antigamente tinha de se ter um programa para gravar cds/dvds no Windows. Desde do XP que isso não é preciso. Antes era preciso um programa para abrir uma imagem virtual de um CD/DVD, com o 8 isso não é preciso. Antes era preciso ter um antivírus de terceiros, agora o Windows já traz um antivírus.

        Agora, vai ter possibilidade de múltiplos ecrãs… isso já era possível a muito tempo, mas com um software adicional.

        Se a Microsoft esta a imitar, não é outros SO, é incluir funcionalidades que já existem a anos no seu próprio sistema por software de terceiros.

        Que mania de achar que os outros SO são sempre os pioneiros de tudo!
        Talvez os verdadeiros pioneiros foram as empresas/programadores que fizeram o primeiro programa para essas funcionalidades.

        • Nunes says:

          Os ” múltiplos ecrãs” de que falas (com software adicional), ficam a milhas de distância dos desktops virtuais no Linux e no Mac, isto porque para a funcionalidade funcionar como deve ser é preciso fazer uma boa gestão de janelas entre desktops e para isso só com bom suporte do sistema e que os programas respeitem algumas regras!

      • KingDi says:

        Blá, blá, blá… Hackintosh??? VMware??? Queres-me ensinar algo de jeito? Queres agora falar-me das compatibilidades? Se não fosses “chico fino”, não sei o que gostavas de ser para dizer tanta porcaria junta! A apple quase que não inova nada no seu OS… icons??? A maior parte das vezes é a única coisa que vem de diferente… e fanboys ficam todos malucos. Palmas para vocês!
        É caso para dizer que no Windows a falta ou a não falta do menu clássico nunca foi um entravo para o meu trabalho como para o desempenho dele, e os ambientes virtuais não é nada de mais num OS, quando se pode minimizar as coisas, daí não ver grande diferença… ou sou o único que não trabalha com “mil e uma” aplicações abertas?

  30. João Reis says:

    O digno update do Windows 7, tarda mas acaba por chegar.

    MS faz das empresas e do utilizador os beta testers ideias e ainda recebe dinheiro por isso.

    A 2 versões acerca, precisamente porque usa a anterior para testar e receber criticas.
    Pode dar se a esse luxo, o OSX nao esta para ser vendido a retalho nem se quer compatibilizar com tudo e todos.

    • cnavigator says:

      O Windows 8 foi o início da tentativa da Microsoft de conciliar um ambiente mobile com um ambiente tradicional e obviamente, não agradou os utilizadores convencionais. Mas a Microsoft nunca obrigou ao upgrade do Windows 7, muito menos para clientes empresariais, dado que para o Windows 7 ainda lhe resta 5 anos de suporte estendido. Daí que as novidades apresentadas ontem são destinadas, em primeiro lugar, a providenciar a experiência tradicional de um PC aos utilizadores que estão confortáveis no Windows 7. Mas ver o novo Windows como apenas um Windows 7 melhorado é bastante redutor, razão pela qual o chamaram Windows 10 e não Windows 9, precisamente para não dar a sensação que o próximo Windows seria apenas introduzir as melhorias tão desejadas pelos haters do Windows 8.

      Peço-lhe que leia o ponto 3. do meu comentário abaixo.

      3. A designação Windows 10 em detrimento de Windows 9 visa precisamente, de forma plenamente intencional, criar um fosso em relação ao seu antecessor, uma vez que pretende designar um começo novo, ou seja, o Windows 10 é um sistema operativo redesenhado de fresco com uma base nova e não se trata apenas de um pacote de actualizações e correcções para o Windows 8 para agradar aos utilizadores do Windows 7 e os convencer a mudar. Não, irá ser muito mais do que isso.

  31. cnavigator says:

    Bem, eu li com atenção os comentários feitos até agora e não consigo compreender a razão pela qual, nesta altura tão prévia do campeonato, em que ainda só se apresentou o novo Windows para o segmento empresarial e nem sequer houve menção à vertente do consumidor doméstico, já há críticas negativas a apontar visões de “derrota” e “extinção” para a Microsoft com o desenvolvimento do Windows 10.

    Será que as pessoas fazem destes comentários apenas um passatempo de ódio de estimação contra a Microsoft? Ou será apenas por desconhecimento de causa? Apesar de eu achar que as pessoas já deviam ter aprendido que só se deve comentar com conhecimento de causa, ainda assim vou assumir que estes comentários surgem por ignorância, e visto que a ignorância (ainda) não é pecado mortal, eu, que tive oportunidade de assistir ao vídeo da apresentação do Windows 10, presente no link a seguir disponibilizado, deixo aqui a minha resposta ISENTA a alguns dos comentários menos construtivos aqui presentes.

    Eis o vídeo da apresentação
    https://www.youtube.com/watch?v=NfveyXCsiA8

    Para aqueles que se queixam que esta lista de novidades não constitui nada de significante o que Windows 10 não passa de uma actualização para agradar aos utilizadores que detestam o Windows 8 e que todas estas funcionalidades já estavam presentes em outros sistemas operativos, eu tenho a dizer o seguinte:

    1. Já aquando do lançamento do Windows 8, perante a má recepção dos utilizadores mais conservadores que se deixaram ficar pelo Windows 7, um responsável da Microsoft tinha explicado que o ponto de partida para o Windows 8 foi apostar primeiro no consumidor com a implementação da interface moderna, para depois numa versão posterior do SO partir então para a implementação de funcionalidades mais viradas para utilizadores avançados e que interagem com o computador maioritariamente com rato e teclado, como é o caso das novidades apresentadas ontem.

    2. Este evento destinava-se a apresentar as mudanças que estão a ser efectuadas no Windows para o segmento empresarial. Tanto é que a Microsoft fez questão de permitir apenas uma pequena audiência no seu auditório e não transmitir o evento em directo, além de que a versão preview disponibilizada a partir de hoje nem sequer é recomendada para a grande maioria dos utilizadores. Portanto quem estaria à espera de outra coisa senão aquilo que foi apresentado ontem, não andou atento às informações da Microsoft durante as últimas semanas. O primeiro orador deixou bem claro, logo no início da apresentação, que o objectivo da mesma era simplesmente anunciar que a partir de Outubro, a Microsoft irá trabalhar de perto com os seus parceiros o futuro do Windows e não apresentar um Windows 10 perto da sua concretização.

    3. A designação Windows 10 em detrimento de Windows 9 visa precisamente, de forma plenamente intencional, criar um fosso em relação ao seu antecessor, uma vez que pretende designar um começo novo, ou seja, o Windows 10 é um sistema operativo redesenhado de fresco com uma base nova e não apenas um pacote de actualizações e correcções para o Windows 8 para agradar aos utilizadores do Windows 7 e os convencer a mudar. Não, irá ser muito mais do que isso.

    4. Na própria apresentação do Windows 10, o responsável pela divisão do Windows, Joe Belfiore, fez questão de ser ele mesmo a realçar que as funcionalidades demonstradas para o ambiente de trabalho tradicional, elencadas neste artigo do Pplware, não são de todo inovadoras ou grandes novidades, são apenas pequenas mas importantes melhorias! Por isso, a Microsoft, mais do que ninguém, sabe que funcionalidade X ou Y existia noutro sistema e não está a tentar ganhar o crédito pela sua “invenção”, como acontece com uma certa empresa da Maçã. Favor assistir ao vídeo a partir do minuto 23:50 para confirmar esta declaração.

    5. Também durante a sua apresentação, Joe Belfiore fez questão de realçar que cada vez mais, o Windows pretende ser um sistema operativo que agrade ao espectro mais abrangente possível de dispositivos e de utilizadores, desde os mais novatos até aos mais avançados, razão pela qual apenas agora algumas funcionalidades já existentes em outros SO’s estão a ser implementadas nativamente (convém relembrar que o Windows já permite desktops virtuais desde o Windows XP, mas foi considerada uma ferramenta avançada para utilizadores comuns, pelo que nunca foi integrada de forma nativa)

    6. Entretanto, enquanto o destaque vai todo para estas implementações no ambiente de trabalho, o que leva alguns comentadores a afirmar que não houve quaisquer novidades, as pessoas parecem ignorar que foram apresentadas pelo menos 3 novidades originais e não imitadas de nenhum outro SO.

    6.1. A previsão de uma funcionalidade completamente nova em desenvolvimento (e esta não podem dizer que já existia), denominada “Continuum”, que irá permitir escalar a interface do Windows a qualquer tipo de ecrã em qualquer tipo de dispositivo, de modo a adaptar-se de forma perfeita aos diferentes tipos de interacção com o dispositivo (touch, pen ou rato e teclado).

    6.2 O anúncio das aplicações universais, que serão um grande passo quer para os developers, que terão a oportunidade de desenvolver e manter apenas uma app para correr transversalmente em toda a família de dispositivos Windows, desde smartphones até PC’s e XBOX, quer para os consumidores, que muito provavelmente, devido a este modelo atractivo de desenvolvimento, irão ver o número de apps para o sistema mobile da Microsoft, crescer exponencialmente.

    6.3 O anúncio de que será possível configurar de forma particular loja do Windows pelos clientes empresariais, de modo a limitar o acesso apenas às apps que interessam.

    6.4 O próprio modelo de convergência é pela primeira vez confirmado pela Microsoft, com a designação de Windows Phone 10, o que se significa que o mesmo sistema irá correr em todos os dispositivos de forma universal, mas com uma UI que se adapta ao ecrã em questão.

    6.5 A ferramenta de gestão de dispositivos MDM será utilizada não só para gerir smartphones e tablets mas também PC’s e dispositivos da “internet das coisas”.

    6.6 A funcionalidade de snap assistido no ambiente de trabalho, que concilia de forma perfeita a divisão do ecrã entre aplicações modernas e aplicações clássicas.

    Se este rol de novidades descritas na apresentação ainda não é o suficiente, as novidades para o consumidor geral serão anunciadas no início do próximo ano e aí sim podem esperar por outro tipo de novidades originais, como por exemplo a integração da Cortana no desktop.

    • EduT says:

      Sabes, eu normalmente leio os comentários que por aqui escrevem e passo adiante porque não há paciência para argumentar com as tolices que por vezes escrevem online e tenho usos melhores do meu tempo. É incrível como muita gente andou a criticar o Windows 8 por retirar o menu Iniciar e por não ter uma experiência confortável para rato e teclado e agora que a Microsoft resolve esse problema, encontram outras coisas para criticar. Vai haver sempre pessoas assim.

      Mas no fundo, ainda bem que outros como tu que se dedicam a escrever um comentário com conhecimento das coisas para reestabelecer um pouco de sanidade nestes espaços de comentário, felizmente.

      +100

    • djizus says:

      +1

      Eles falam mal, mas depois todos usam 🙂

    • Mark says:

      Comentários desses não vale.

      As regras são: Falar mal e deitar abaixo tudo que nao seja Apple ou Linux.

      Caso tenhas conseguido correr Linux nem que seja em Live CD és pro e adoras Linux.

      Caso tenhas escrito 1 artigo num Blog és o maior especialista da Web.

      se leste 1 artigo de programação és o maior programador do mundo e por ai por diante.

      Se é para ouvir comentários serios mais vale nao voltar cá mais.

      Para isso vou voltar a trabalhar com as plataformas e ferramentas que todos dizem serem más mas que no fim sao as melhores.

      Bom se é para fazer cenas serias estou no ir.

  32. djizus says:

    A diferença de um artigo (bem escrito) sobre a microsoft e os artigos fanáticos da apple nesta página…. É como água e vinho.

  33. Tc says:

    Está a chegar o momento de viragem e não estou a falar do Windows 😀

  34. EU says:

    TROLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

  35. Manel says:

    Só copiam GNU/Linux.

  36. Miguel says:

    Não vi nada que já não tivesse no OS X há anos…

  37. tdty jvttc says:

    O Windows 10 é um patchwork de Windows 7 e 8. É incoerente a nível gráfico e nos menús.
    Tem ideias boas mas não inovadoras e, na tentativa de agradar a todos, desagrada a muitos.
    O caminho que a Microsoft quis trilhar com o Windows 8 ainda não está maduro.

  38. Waldomiro says:

    Boas, eu tinha o Windows 10 normalmente, com o botão Vista de Tarefas, porem não sei oque fiz ele desapareceu, alguém sabe como reativar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.