Quantcast
PplWare Mobile

Apple prepara foco na saúde e exercício com o iOS 8 e o iWatch

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. ANDROID +1 says:

    A samsung já teve ideia destas, e já está a produzir uma também… basta vermos o s4, já tem coisas parecidas

    • Diogo Pereira says:

      Discordo do que disseste. Sem querer tirar o mérito, a Samsung teve a ideia do Gear e lançou precipitadamente, na minha opinião. O device não tem grandes funcionalidades e pelo que li tinha demasiados erros. A Apple, segundo diz aqui, vai levar a ideia para outro patamar, atribuindo novas utilidades neste dispositivo. Acho que é uma excelente ideia e só vem facilitar o dia-a-dia das pessoas. Vamos aguardar…

    • Nunes says:

      aplicações da área da saúde e desporto já existem há muito tempo, a Samsung não serve de referência! Aliás só é preciso recordar um dos lançamentos do iPhone com o Steve Jobs a demonstrar a ligação a alguns aparelhos na área de medicina, a parceria que a Apple tem com a Nike… A Apple já há alguns anos que tem bom suporte para este tipo de coisas, havendo muitas aplicações e aparelhos para iPhone aprovadas pela FDA!
      Se se vê agora estes rumores é porque a Apple provavelmente terá no iWatch um conjunto de sensores “biomédicos”, e quererá agregar esse tipo de informação num único “local”!

      • Marcelo Barros says:

        A Samsung não pode ser uma referencia, mas a Apple sim?

        Sabes o que vos digo, quem me dera a mim ter empresas como Samsung, Apple, HTC, Asus em Portugal.

        Cumprimentos

        • Nunes says:

          E eu disse que a Apple era referência? apenas limitei-me a constatar que há muito que há soluções/aplicações destas, e que a Apple já há muito tempo promove essas soluções feitas para a sua plataforma! A Samsung é apenas mais uma…

  2. Carlos André says:

    O tão falado iwatch que ia sair há não sei quanto tempo e que ia ter uma utilidade imensa quando comparado com os outros que já ai andam e não tem utilidade nenhuma segundo alguns.

  3. Benchmark do iPhone 5 says:

    Falta a referência ao co-processador M7 para o movimento. Com uma combinação com o iWatch é capaz de dar uma coisa de jeito.

    Uma das coisas mais simples em termos de exercício físico e com melhores resultados, para quem não é propriamente um atleta, é andar 1/2 hora seguida sem parar – o que pode ser difícil numa cidade por causa dos semáforos 🙂

  4. EXP001 says:

    Inclusive ouvi dizer que a apple vai fazer uma parceria com o Toni Carreira para inculir a musica iDestino

  5. Cap says:

    Primeiro, o próprio Tim Cook já disse que estão a trabalhar em produtos de novas categorias e que iriam apostar em algo para usar no pulso.
    Segundo, não se trata se ter a ideia primeiro, trata-se de fazer um produto que seja funcional com um nível de fiabilidade que pessoas normais usem, não só os geeks, que sonham com gadgets. Trata-se de fazer algo que não tenha problemas graves que façam as pessoas desistir de usar passado uns dias, como acontece tantas vezes com outros produtos. Neste caso, será importante a bateria, como a tecnologia das baterias não evolui tanto como gostaríamos, vão ter que encontrar formas inteligentes de estender ao máximo o tempo de uso.
    Mas enfim, quando todos começarem a perceber que o iwatch está por todo o lado, vão dizer que é caro e que as pessoas só compram porque tem design e o marketing da Apple faz milagres etc etc.

    • Nelson says:

      O Tim Cook NUNCA falou de relógios, nem coisas que se podem usar no pulso.

      O Tim Cook disse que estão a pesquisar em tecnologia “wearable”, e quando confrontando se a apple estava a fazer um relógio, ele respondeu a gozar que estava a fazer um anel.

    • Nelson says:

      Quanto ao resto, concordo contigo.

      E para primeira, a Samsung nunca há-de ser… já há muito tempo que existe uma coisa chamada “pebble”.

      • Cap says:

        Não sei se consigo encontrar o link do video, mas não é esse que saiu esta semana e que ele goza com o iRing, foi um outro o ano passado quando o questionavam sobre as acções estarem a ser castigadas e ele cedeu à pressão e deu a dica do pulso, mas não disse o nome obviamente, apenas disse que não achava interessante os óculos da google, mas que via muito mais viável usar um dispositivo no pulso, depois explicou que no público já ninguém usava relógio e que se quisessemos convencer as pessoas a voltar a usar relógio teriam que oferecer muito mais do que simplesmente ver as horas, teriam que haver outras vantagens. O entrevistador perguntou quais e ele respondeu que não queria dar ideias à concorrência para além das que eles já tivessem.

        • Nunes says:

          Mas ele nunca disse que iam lançar um produto desses,, apenas achou uma área interessante e até deu exemplos de produtos que gostava, como o FuelBand. E isso foi quando questionaram sobre a área… não cedeu a pressão, aliás nesse tipo de entrevistas já se sabe de antemão os assuntos a abordar!
          Agora, a Apple apenas manteve o que já tinha dito, que estava a trabalhar para entrar em novas áreas, que não especificou!

        • Marcelo Barros says:

          Já ninguém usa relógio se este não oferecer mais do que ver as horas.

          Confesso que tenho relógios e talvez não seja para ver as horas, confesso porque para mim é um acessório de moda.
          Sou capaz de dar 800 euros por um relógio com classe, tissot, seiko… porque gosto do relógio… Normalmente escolho o relógios simples, não gosto daqueles com “30 ponteiros”, 30 cores, formatos todos estúpidos… mas claro que é questão de gosto

          Cumprimentos.

        • Nelson says:

          Esse foi numa entrevista a walt mossberg, acho eu…

          O do iRing (supostamente piada) foi numa entrevista recente para o 30o aniversário do Macintosh.

  6. Benchmark do iPhone 5 says:

    De facto a única coisa concreta, vinda da Apple, é o registo em vários países da marca comercial iWatch. Só que isso não quer dizer muito. Uma vez vi uma lista de marcas comerciais que a Microsoft registou e eram para cima de uma infinidade – nomes de produtos existentes e de outros inexistentes, uns que talvez podem vir a existir mas outros nunca.

    A Apple pode ter registado o nome apenas para não vir alguém que registe um produto com esse nome.

    E no entanto … Os rumores são mais que muitos. Espera-se um iWatch da Apple. Alguns conceitos que apareceram até são bem interessantes, como este:

    http://www.techradar.com/news/portable-devices/apple-iwatch-release-date-news-and-rumours-1131043

  7. Marcelo Barros says:

    Já agora por ter falado em relógios, que gosto de marcas tipo Tissot, Seiko.

    Vai ser engraçado quando alguém chegar a minha beira com um relógio Apple de 500/600 euros (seja o que for) valor idênticos aos que tenho, e perguntar:

    – O que faz o teu relógio
    – O meu Seiko apenas da horas, e tem uns rubis dentro xD
    – O meu é o iWatch faz mil coisas…

    Só que passado dois anos os meus relógios continuaram a valar o mesmo € ou quase o mesmo o iWatch ou outro Smart Watch já terão desvalorizado… Engraçado um bom relogio de uma boa marca que apenas da horas desvalorizara muito menos que esses iWatch
    – Só que passado 2 anos o meu relogio que

    • Benchmark do iPhone 5 says:

      Pois eu há vários anos que não uso relógio. Não lhes vejo utilidade. Para ver as horas vejo no telemóvel.

      Se a Apple sair com um, mais ao estilo do Pebble e menos do Galaxy Gear, e que tenha utilidade, talvez compre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.