Quantcast
PplWare Mobile

Apple decepciona na venda de iPhones e perde na Bolsa

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. wishmaster says:

    Normal. E mesmo na gama alta, os concorrentes batem um iphone a brincar. LG G2, S4, One, Sony, etc etc…

    • pedro says:

      E são mais baratos! Um iphone já é como se fosse uma peça de joalharia. Só falta aparecer nas publicidades da art gallery com o gajo a dizer “pode conseguir este aparelho por muito menos do que imagina. ligue XXX -472-3000”.

    • Nelson says:

      Pois, falta a parte que o iPhone, iPad e Mac tiveram vendas recordes.

      Se calhar, é porque esses aí são muito bons…

    • Pedro says:

      Vocês ainda fazem essas comparações? Passem à frente…
      Mais uma vez: são smartphones completamente diferentes.
      Não existem uns que batem claramente os outros, mas sim necessidades que precisam ser colmatadas…
      Há muita mais complexidade na comparação de aparelhos como estes do que simplesmente dizer: “este é melhor que aquele”. Se pensam dessa forma, então ainda precisam se informar mais sobre o mundo da tecnologia.
      Mas enfim. Parece que o pessoal continua a pensar que estamos a falar de batatas.

      • wishmaster says:

        pedro: muito bom lol

        Pedro: Não sei que necessidades tem um utilizador de iphone que eu não tenho. Eu ou outros utilizadores de Android…
        Mas, para bem do debate, podes elucidar-me sobre essa questão.

        Quanto à situação da Apple. Cada vez mais está a colocar-se no lugar direccionado para legião de fãs. Aqueles fãs incondicionais. É que, mesmo dentro dos smartphones de topo, começa a definhar…
        Até no design já não tem a vantagem que tinha. As pessoas ficam impressionadas com o HTC One…
        e no resto também podemos afirmar que a vantagem é cada vez menor.

        • Pedro says:

          Podia fazê-lo, mas teria que encher este tópico de questões que cada pessoa tem em conta antes de adquirir um smartphone. Dizendo só algumas mais evidentes como a qualidade de construção que para alguns pode ser um critério importante; O tamanho do ecrã; A duração da bateria; etc.
          Há gente que opta por um iPhone pelo software ou por causa do ecossistema e outros que optam porque é um objecto de moda. Há quem opte por um Note 3 pelas funcionalidades que este proporciona ou pela tecnologia do ecrã.
          Há quem compre um Lumia porque gosta de Nokia ou quem compre um telemóvel normal porque não faz absolutamente nada para além de chamadas e mensagens.
          Digam a uma pessoa que comprou um telemóvel de 30€ que não é bom… Para essa pessoa é bom sim, porque colmata as suas necessidades.
          Uma pessoa que quer comprar um equipamento, ou vai com uma ideia fixa daquilo que pretende, ou então ao perguntar a um vendedor qual aparelho deverá adquirir, este terá de lhe fazer perguntas básicas sobre qual será a melhor escolha, de acordo com as suas necessidades. Tal como acontece num carro, num computador, num electrodoméstico, etc.
          Wishmaster, se achas que por teres X requisitos aquando da aquisição de um telemóvel todos também deverão ter os mesmos requisitos, então estás a pensar de modo errado…

        • Nelson says:

          Enfim…

          Por exemplo,meu tenho app’s de qualidade que comprei para o iPad, e agora também já as posso ter no iphone.

          Tens algumas coisas que o android não consegue fazer como VPN’s em condições, sincronização com o exchange como deve ser, estabilidade e segurança, etc.

          Mas para a maioria das pessoas, não é preciso ser objectivamente melhor um ou outro.

          Há pessoas que gostam de android, compram android, há pessoas que preferem iOS, ou WP ou BB, ou etc…

          Para que é que hão-de comprar android? Para tu ficares contente?

  2. int3 says:

    no steve, no jobs 😀

  3. Manuel says:

    A bolsa está errada, a apple é que é bom…

    PS – not an apple fan boy

    PS – death to mocosoft and death to appel :p

    • António says:

      O teu comentário indica claramente que és uma pessoa com uma visão empresarial acima da média. Permite-me que te sugira, de forma a aproveitares essas capacidades, 1) envia o teu currículo para a “mocosoft” e para a “appel”, serás CEO das duas empresas em menos de uma semana; 2) cria a tua própria empresa de tecnologia. Em qualquer um dos casos poderás revolucionar claramente o mundo!

      • wishmaster says:

        António, o Manuel tem razão.

        Sabe que são os mercados que mandam…A Apple não tem um boom nas suas acções há demasiado tempo e em cada apresentação ou notícia, praticamente sempre levam um trambolhão, ou seja, os investidores não estão a gostar da brincadeira…..E li num artigo algures um analista a dizer que o Cook tem de apresentar algo este ano pois tem os investidores à perna…inclusive que o seu lugar está em risco, atenção…A Apple não está a corresponder às expectactivas, isso é claro.

  4. João Pereira says:

    Não entendo, à dias tinha aí um tópico a dizer que surpreenderam as vendas a apple em 2013. No entanto apenas li na diagonal essa noticia.

  5. Sergio J says:

    As vendas subiram, o problema é a especulação, pois previam uma maior subida e lucros maiores. Os investidores querem apenas saber quanto recebem de dividendos, o resto sao conversas de fanboys e geeks no geral

    • Carlos says:

      “Os investidores querem apenas saber quanto recebem de dividendos”

      Nem isso.

      Os “investidores” querem é “boas” notícias para vender as ações logo a seguir e ganhar uma pipa de massa.

      E isso quando os “investidores” são pessoas, o que não é o caso para cerca de 70% das transações (em valor) na NYSE.

      • Sergio J says:

        Sim concordo contigo. Eu quando dizia dividendos não me referia apenas aos dividendos anuais. Referia-me também aos dividendos da compra-venda de açoes. Mas atenção que esta é uma franja dos investidores especuladores, os outros procuram os dividendos da receita das empresas.
        Obviamente que se poderá olhar para o investimento versos dividendos e quando ganho não é o esperado face ao investido se salte para um investimento mais rentável.
        Eu acho que a maior parte das pessoas vem os investimentos em bolsa como meramente especulativos

    • Nelson says:

      Eu também se tivesse acções da Apple, no farte market, vendia-as todas.

      Já se sabe que esses gajos são como são… Ao menos vendia-as e ficava com um bom lucro, especialmente se as tivesse comprado quando estavam a 450, nem há 3 meses…

      E ainda muito possivelmente vai descer mais.

      Seja de que forma for, sou consumidor, para mim, prefiro ver a empresa a tirar menos lucro que a servir os interesses dos accionistas, o Tim já disse que a Apple é para quem procura um investimento seguro, e está aí o investimento seguro, o stock, obviamente vai recuperar, 2013 foi o iPad air, este ano vai ser o iPhone 6, talvez mais qualquer produto… nunca há de fugir muito disto…

  6. Mike says:

    Já não entendo nada, noutro blog de tecnologia escrevem isto:

    “Neste último trimestre fiscal, a Apple vendeu 51 milhões de iPhones e 26 milhões de iPads, facturando um valor recorde de $57.6 mil milhões de dólares e um lucro de $13.1 mil milhões. O lançamento do iPhone 5S e 5C serviu para que, pela primeira vez, a Apple superar a venda de 50 milhões de unidades num trimestre, embora a grande maioria seja atribuída aos iPhone 5S – com relatos de que o 5C está a vender muito abaixo do esperado (sem grandes surpresas).”

    E aqui falam em decepção?

    • Pedro Pinto says:

      O correcto é “quebra na bolsa” = decepção

      • Francisco Pinto says:

        O correto é
        Dececiona especuladores= “quebra na bolsa”

        • kekes says:

          E o valor da Apple não é maioritariamente especulativo? A Apple vive de especulação para vender tudo até acções. A uns tempos atrás estava nos 1000 dólares cada acção, eu dizia que o valor da Apple não devia ultrapassar os 500, e parece que eu estava mais ou menos correcto, neste último ano tem estado mais ou menos estável aí. A Apple comprou milhões de acções próprias para estabilizar o mercado, procurou ajuda de especuladores muito conhecidos para ajudar no trabalho, assim manteve o valor de 500 dólares caso contrário estaria ainda mais baixo. Isso não é mau, pois depois deste bummmm ela tem que encontrar um lugar estável no mercado bolsista. E o seu lugar estável creio que é mais baixo que os 500 dólares, atingindo valores semelhantes a concorrência.

  7. Abílio says:

    Especulação, desvalorizar para comprar mais barato…

  8. David Ferreira says:

    a apple não está tão baixa desde outobro do ano passado. Mas acredito que é momentâneo

  9. Dlencastre says:

    É notório que o Steve Jobs era o motor da Apple. Ele sim era um visionário impar. Agora podemos olhar para o que a Apple era há pouco mais de 4 anos e ver o que está agora a ser.
    Mas isto não é nada de mais, também a Microsoft e Yahoo perdem neste campo.

    Neste momento não há quem nós possamos dizer, este gajo é genial!

  10. JM says:

    É natural, porque em tempos difíceis as compras têm menos de emoção e mais de razão. Se, no mínimo, encontro no mercado o mesmo ou superior por menos dinheiro por que motivo devo gastar mais?
    Vejam o 5C, a nobreza dos materiais está muito aquém do que a apple normalmente costuma ofecerer. Por aquele preço arranja-se melhor a nível de qualidade de construção e de hardware. Já nem entro no IOS vs Android, porque isso depende das preferências de cada um.

    • Nelson says:

      Para tua informação, então, a Apple nunca vendeu tantos iphones como nos últimos 3 meses…

      Por isso, não sei se será problemas de ter um iphone em plástico.

  11. Hugo Soares says:

    Nunca se venderam tantos iPhones como no ano passado e este artigo diz o contrário.

    • Vítor M. says:

      Não diz, atenção que este é um artigo que refere que venderam-se menos iPhones do que aqueles que os analistas, a especulação, queria que se vendessem. Isto tem tudo a ver com o que o mercado bolsista acha que a Apple pode vender, faz parte de um jogo que mostra claramente uma necessidade de baixar os valores em bolso para a compra ser mais barata.

      Com esta “especulação” os títulos baixaram e transaccionaram-se milhões logo de imediato.

      • Mike says:

        Aqui no pplware escreveram isto:

        “O mercado estimou que a Apple no segundo trimestre de 2014 arrecadaria cerca de 46,1 milhões de dólares, contudo a empresa de Cupertino indicou que as vendas nesse trimestre fiscal serão entre 42 mil milhões e 44 mil milhões de dólares.”

        Noutro blog escreveram isto:

        “Neste último trimestre fiscal, a Apple vendeu 51 milhões de iPhones e 26 milhões de iPads, facturando um valor recorde de $57.6 mil milhões de dólares e um lucro de $13.1 mil milhões.”

        São números completamente diferentes, afinal quais são os números reais? isto assim é uma palhaçada, não se sabe em quem “acreditar”

  12. Zefra says:

    O pessoal não e por nada mas esta noticia fica bem num jornal qualquer de negócios. O que importa agora as vendas quando os “donos” estão sempre a dizer que andam a vender aos milhões.

  13. Jonathan Fitzgerald says:

    É triste ver uma empresa bater recordes de vendas, estar dentro dos valores que ela própria tinha projectado, e depois ver a ganância dos especuladores a fazer as acções descer…até porque a intenção é baixar para comprar mais barato e lucrar mais tarde…mas conhecendo estas acções como as conheço, não tarda muito voltam a onde estavam.

  14. RP says:

    Tudo jogadas de bolsa pró bolso!
    Avizinha-se a entrada em cena do iphone 6, e para que haja maiores lucros (para accionistas), convém até lá baixar o valor das acções o máximo possível. Compra-se mais barato, para vender mais caro no dia da apresentação do novo produto.
    Também se pode arriscar vender depois da sua apresentação, mas atenção que poderá vir mais do mesmo e a reacção dos mercados ser outra (queda).

    • Nelson says:

      Nem mais…

      Os ANAListas inteligentes vendem as suas acções a demonstrar desconfiança quanto ao futuro das acções.

      Recebem o dinheiro que já fizeram nelas quando as compraram até por menos de $450.

      Os ANAListas burros, fazem o que os “grandes” fazem, e vendem também as suas acções, o preço fica ainda mais baixo.

      Depois os inteligentes vêm que está baixo demais, e volta a comprar, começa a subir outra vez.

      E volta tudo ao mesmo.

  15. MAC-nista says:

    Sinceramente acho que este último iPhone desiludiu pelo aspecto, a cores todo ele coberto com aquelas cores sem o alumínio polido, nem um bocadinho, para mim deixou de ser um telemóvel sério, pelo menos esta gama…, parece tipo “o meu 1.º iPhone” quando andava na Primária, enfim melhores dias viram,… digo eu!!

  16. wishmaster says:

    Claro que transaccionaram milhões. Isso são os traders que aproveitam as oscilações (o sobe e desce). Mas eu falo da tendância do valor da acção. Toda a gente sabe que a tendência é descer e basta ver a evolução nos últimos 3 anos. Mas esta descida nunca é a pique nem é constante. É com sucessivos desce e sobe. Como umas escadas…e os traders sabem isso.
    Agora façam o seguinte: vejam a tendência do valor das acções da Google nos últimos 5 anos. É completamente diferente.
    A Apple, nos últimos 10 anos, teve uma primeira parte de tendência para a subida. Quando disparou com o ipad para valores altíssimos mais tarde toda a gente sabia que não iria conseguir manter-se nesses valores. Aqui a tendência de baixar era previsível, mas esperava-se uma retoma. Depois, com a morte do Jobs, todos ficaram na expectativa: o que vai acontecer? E o iphone 5S veio dar a resposta. A tendência é para o valor afundar para valores anteriores a 2010 ou antes…A não ser que a Apple mexa com o mercado outra vez, o que não me parece muito provável….

  17. CC says:

    É cool ter um iphone, deve ser esse o valor acrescentado!

  18. Nelson says:

    Btw, pplware, não postam notícias sobre a praxadela que a Apple deu à samsung no Japão?

  19. klyze says:

    Este site volta e meia tresanda de fanboyismo.. que guerrinhas da treta.

    Nem venho aqui assim tantas vezes, dá logo para perceber só a ler os cabeçalhos do meu RSS feed.

    – Android lidera isolado na Europa com 68%
    – 1,7 mil milhões de dispositivos móveis vendidos em 2013
    – Apple apresenta recordes de vendas em 2013
    – Smartphones: Samsung vendeu o dobro da Apple em 2013
    – Apple decepciona na venda de iPhones e perde na Bolsa
    – Apple dominou claramente o segmento dos tablets em 2013

    Desculpem lá mas estas guerrinhas já me irritam e não é só por aqui.

  20. Prodígio says:

    Comparar o iPhone ao Android não é justo. Se quiserem, comparem o iPhone 5s com um modelo específico.

    E depois, os iPhone têm um mercado específico, endinheirado e da cagança.

    A Apple tentou, como qualquer empresa enveradar pelo caminho mais lógico, making sh**tloads of $$$! Mas o mercado “barato” não é a praia deles, por isso o 5c é um fiasco.

    Mas também quem não arrisca, não petisca. É um risco, foi assumido. O resultado está à vista. Siga para a próxima. É ciclico, já se nota que a Samsung está a perder gás ,a Sony a recuperar, a Motorola fez um ano fenomenal e foi vendida (!), a HTC anda pelas ruas da amrgura e dizem que a Nokia vai recuperar se lançar um Android. A ver vamos.

    Com um mercado tão volátil, é fácil para blogs como este, terem material para escrever!

  21. pedro says:

    A Apple cometeu um erro estratégico …. devia ter posicionado o 5C na gama media, tipo 300 euros, e tinha vendido aquilo como “bolinhos” e teria se afirmado neste segmento e conseguido tirar quota de mercado aos androids … fizeram asneira !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.