PplWare Mobile

Adobe actualiza Flash depois do bloqueio do Firefox


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. int3 says:

    Não me parece.
    Enquanto lhes derem lucro…. nunca vão mudar.

  2. José says:

    eu também penso

  3. jedi says:

    Enquanto houver websites a utilizar flash player para correr video entre outro conteúdos multimédia, o Flash infelizmente não acabará. A iniciativa tem de partir das empresas, responsáveis de altos cargos, developers, etc. 😉

    • JJ says:

      Nem mais! São as empresas que desenvolvem conteúdos para Internet é que tem de deixar de utilizar o Flash.
      Só a publicidade da Internet, usa o Flash em quase todos os seus anúncios animados.

      Alem disso, a Adobe deixar de suportar o Flash, não garante que as empresas alterem o conteúdo dos seus sites/publicidades. No meio disto tudo, ainda bem que a Adobe ainda dá suporte, porque se não nem os erros que vão sendo encontrados eram corrigidos e o problema era muito maior.

  4. Jose says:

    “Pode ser que a Adobe aproveite todo este empenho e que anuncie finalmente o fim do Flash, sempre para um futuro próximo, mas com uma data definitiva para o seu fim!”

    Rídiculo, acho que é demasiado óbvio.

    Mesmo com todos a reclamar, mais de metade da Internet ainda usa o Flash.

  5. luis lopes says:

    existe problemas no linux?

  6. NMMA says:

    A Mozilla confirma essa tendência com o lançamento da última versão do Firefox Nightly, que não precisa mais do famigerado plugin para rodar vídeos em Flash.

    Em vez disso, incluiu um novo complemento chamado “Shumway”. Agora, é possível executar vídeos hospedados em qualquer site da web que estejam em Flash sem nunca instalar o tal plugin no navegador. O Shumway já vem incluído na versão de testes do Firefox e, em breve, deve ser lançado também na versão estável do software.

    Limitações:
    Apesar da boa notícia, elementos em Flash que não são vídeos — como animações e outros enfeitos não serão suportados pelo novo complemento do Firefox Nightly. Sendo assim, se ainda existirem sites na web completamente feitos em Flash, eles continuarão requerendo o plugin oficial da Adobe para funcionar.

  7. Benchmark do iPhone 6 says:

    Quem assaltou a Hacking Team fez muito pela segurança informática. Também no IE 11 foram corrigidas vulnerabilidades que só foram conhecidas dessa maneira.

    P.S. Quando estiverem com conversas a tentar distinguir hackers (os “bons”) de crackers (“os maus”) lembrem-se que quase todos “exercem a actividade” para ganhar dinheiro. O que propõe um deles à Hacking Team: “Are you by any chance interested in a PoC (DEP violation) last update to IE11, running on Win7 and Win 8.1? Let me know.”

    http://arstechnica.com/security/2015/07/ms-kills-critical-ie-11-bug-after-exploit-was-shopped-to-hacking-team/

  8. Mega says:

    Não é a Adobe que tem de acabar com o Flash Player, mas sim quem desenvolve os sites.

  9. raul leal says:

    A minha questão e: e o HTML5 e inexpugnável em termos de segurança? ou ser apenas uma questão de tempo quando for o mais utilizado que o flash para os hackers se virarem para ele?

    É que isto tudo e muito bonito, dizer que o flash e uma porcaria e tal e que ja não tem lugar na net, mas esta situação parece a mesma de ha uns anos atrás dizerem que o OSX era super seguro e afinal sempre começaram a a aparecer bugs, falhas de segurança e vírus. bastou ser mais popular para ter atenção do hackers.

    No fundo a minha opinião e a que não interessa qual o software, se for muito popular(e alguém poder lucrar com isso) vai ser alvo de ataques e acabará por haver problemas de segurança.

    • João Reis says:

      Flash é mau por todo, consome mais recursos e é aberto a exploits, sim muito pior que a alternativa actual que felizmente já temos.
      A Apple provou isso a 5/6 anos e é o numero de anos que vai sempre a frente a nivel de segurança e performance, antecipou o que agora começa a ser extinto.

      É mau mesmo como pintam agora, e era ainda pior a 6 anos. No fundo manteve os hackers contentes porque o flash abriu portas a muito dinheiro roubado online.

  10. José da Silva Sauro says:

    As alternativas para linux como o Fresh conseguem fazer bem o papel? Ou são tão ruins como o flash.

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Experimenta o que diz este fabricante de PCs com Ubuntu (nem sabia que havia) – purgar (desinstalar) o flash e andar uns dias. Ele garante que não é preciso o flash. Steve Jobs disse o mesmo em 2010. O tiroteio que entretanto houve sobre o flash tornaram-no mais dispensável 🙂

      Comando: sudo apt-get purge flashplugin-installer

      http://arstechnica.com/information-technology/2015/07/ubuntu-pc-maker-system76-abandons-flash-says-its-too-dangerous/

      • José da Silva Sauro says:

        E a questão dos vídeos, como fica?

        Vou testar aqui e depois ponho minhas impressões.

        • Claudio says:

          Se tiver player em html5 fica igual, senão… não fica.
          O fresh é um wrapper para utilizar flash do chrome (pepper, mais atualizado) em browsers NPAPI, continua a ser flash na mesma.
          O melhor mesmo a fazer é boicotar o flash na integra. Os browsers reportam os plugins que tem, e se uma quantidade significativa de utilizadores não reportarem terem flash instalado, garantidamente que se para de fazer conteudo flash mais cedo ou mais tarde.

          • José da Silva Sauro says:

            Valeu Claudio!

            Eu sempre bloqueio aqui com a extensão FlashBlock, mas como uso muito sites com vídeos, e alguns não suportam o html5 tenho eventualmente que liberar o uso do flash para determinados sites. Por isso tava atrás de algum substituto.

  11. Felippe says:

    melhor coisa a se fazer é bloquear esse flash

  12. Ronaldo says:

    Demorou… Passou da hora de evoluir e abandonar estas tranqueiras de flash e etc… Tomara que acabe de uma vez por todas….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.