Quantcast
PplWare Mobile

WattUp – Carregamento sem fios à distância está mesmo a chegar

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Daniel Jesus


  1. Luis says:

    Tanta tecnologia, vai ser isso que nos vai matar… vamos estar expostos a radiações emitidas por esses aparelhos, depois aparecem doenças…. já não chega as que estamos expostos no dia a dia… ainda inventam mais… é redes 5G blá blá blá.. mas isto sou eu que não percebo nada disto a falar. abraço

    • Nuno says:

      “mas isto sou eu que não percebo nada disto a falar.” – Exacto

      • Silvio says:

        Oh Nuno, experimente você pesquisar também, já que parece um “expert”, já ouviu falar em poluição electromagnética (electromagnetic pollution)? Por vezes também se usa o termo electro smog. E os efeitos no sistema nervoso central? Eu já li e há documentos e estudos científicos em pdf, na web, em sites credíveis de ciência.

        Aqui neste artigo da revista “FORBES” podemos ver um estudo feito pela IRIC: International Agency for Research on Cancer (Agência Internacional para investigação do cancro).
        https://tinyurl.com/ya3dyaex

  2. jabfg says:

    E estar em contacto com essa radiação no dia a dia, não aumentará a probabilidade de aparecimento de tumores?

    • Helena says:

      Julgo que são ondas rádio…
      Já está em contacto com elas desde que foi concebido … (atravessam o nosso corpo).
      A nossa biologia concebeu-nos para resistir a todas as radiações abaixo do U.V. desde que a intensidade não seja excessiva.
      As ondas rádio, micro-ondas e I.V. não transportam energia suficiente para interferir com as nossas moléculas e são facilmente absorvidas pela água do nosso corpo e convertidas em calor (não nos causam problemas).
      Os tumores estão relacionados com radiação de alta energia, (UVb UVc e superiores) que partem as ligações das nossas moléculas e formam radicais livres (sub. elementares).
      Como são extremamente reactivos, vão reagir com o que estiver mais perto, (outra molécula), o resultado dessa reacção, na maior parte das vezes é algo inútil que corpo isola e descarta, mas uma vez por outra, dá sarilho …
      Altera o mecanismo replicador da célula e ela começa a replicar-se sem controlo …. (gera um tumor … )
      Um fumador inala milhões de radicais livres todos os dias …. não dá conta, mas 20 anos depois é só procura-lo, que ele está lá (o tumor ).
      É uma questão de sorte e de tempo…. mas a probabilidade de ter um tumor depois e fumar 7000 dias é de 100%
      Um “fuminho” , é bem mais perigoso que umas ondas de rádio.

      • João Ferreira says:

        Muito informativo, obrigado!

      • iSheepNot says:

        Assim é que se comenta. Informndo. Já agora, pode indicar-me as suas fontes? Fiquei curioso e gostaria de aprender mais sobre esta matéria. Claro que posso sempre pesquisar. Mas nunca é demais uma fonte recomendação.

        Sobre o artigo, desde que seguro para os seres vivos, plantas incluídas, é muito boa notícia. Ideal até seria se as antenas nas operadoras permitissem carregar também o telemóvel. Assim passaríamos a ter também uma assinatura mensal para o carregamento remoto das baterias, para além do acesso à rede e do pacote de dados.

      • Outkast says:

        Top! Obrigado.

    • PɅTЯICK says:

      Sim sinhor! É destes comentários que só deveriam ser autorizados aqui no blog! Parabéns e obrigado pela informação.

  3. pedro says:

    Claro que sim, só que ninguém parece preocupar-se com isso.
    Daqui a uns anos logo de vê.
    A medicina e a lei andam muito devagar comparando com a tecnologia. Depois da nisto.

  4. Osvander says:

    Não esquecer que, TUDO em excesso é prejudicial, até onda de rádio!!

  5. Altamente says:

    Teslaaaaa.

  6. Luis says:

    Então quando é que chega?

  7. CMatomic says:

    Eu já cozinho de forma wireless , tenho um fogão de indução , ou seja o que aquece é o tacho e não a base , mas ainda se tem que ligar o fogão a tomada .
    A verdadeira solução seria ter no quadro elétrico um emissor de eletricidade .

  8. sakura says:

    quero ver se isso “passa” a lei…….
    e sim existe por alguma razão.
    https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/107963496/details/maximized

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.