PplWare Mobile

RFID, sabe o que é?


Autor: Pedro Pinto


  1. francisco says:

    Obrigado pelo tópico.

    Aqui na minha empresa estamos a implementar o controlo por RFID e temos duas propostas. Com este tópico fiquei a saber da existência da Throttleman e vou entrar em contacto com eles para lhes pedir proposta tb. Obrigado

  2. francisco says:

    ups, afinal isto é apenas a marca de roupa!!!
    podes explicar melhor pedro?

  3. Pedro says:

    Já se utiliza RFID em Portugal à pelo menos 10 Anos.
    Neste momento, é uma tecnologia que ficou mais acessivel por isso é mais divulgada.

    Desenvolvo trabalhos nesta area para Controlo de Pessoas e Bens à pelo menos 8-9 anos.
    Por exemplo sabiam que é um projecto Português a identificação de pessoas por Impressão Digital, onde a template é guardada num cartão/etiqueta RFID para que desta forma a limitação, em termos de armazenamento de templates, dos sistemas biometricos deixe de existir? E que essa ideia foi posteriormente copiada e adaptada por varias empresas…

    @francisco: A sua empresa localiza-se onde? Se for na zona norte do país contacte info@bioiprox.com, fabricam equipamentos e software de controlo de Assiduidade e Acessos, é uma empresa 100% nacional, onde tudo é desenvolvido e fabricado em Portugal.

  4. Carlos says:

    “Fruto de uma parceria entre três empresas nacionais eis que surge, finalmente, um projecto que utiliza RFID (UHF Class1Gen2) aplicado a um processo logístico na indústria de retalho. A Throttleman aposta na inovação e optimização dos seus processos e espera, com isso, colher frutos ao nível da sua cadeia de fornecimento.

    As empresas responsáveis pelo desenvolvimento desta solução inovadora foram a Creativesystems, Paxar e Sybase. A sinergia obtida com esta parceria é de um valor indiscutível, visto cada uma das empresas envolvidas possuir conhecimento muito específico em áreas específicas, pelo que as competências estiveram sempre bem delineadas. Desta união resultou ainda o enriquecimento de todas as partes no que concerne ao conhecimento e aplicabilidade da tecnologia.”

  5. francisco says:

    Obrigado Carlos.

  6. Tiago says:

    Já tinha ouvido falar desta tecnologia, mas apenas assim por alto. É realmente uma tecnologia muito interessante.

  7. Filipe says:

    Mas afinal… para que serve?
    Desculpem a ignorancia =S

  8. Paulo Filipe says:

    O Instituto de Engenharia de Coimbra abordou esta tecnologia na recente realizada FENGE de Coimbra, com uma série de palestras.

    Muito interessante e de facto uma tecnologia a ter em conta para a optimização de alguns serviços (como é a contagem de peças seja no armazém ou na própria loja)

    Saudações académicas

  9. Mauro Gentile says:

    Muitas vantagens, sem duvida.
    E as potencialidades de controlo? IMENSAS
    Empresas, Governos….com esta tecnologia o controlo é quase total e automatico.
    Maravilha! Ainda ha quem os queira implantar no corpo.
    lol Boa sorte!

  10. Miguel says:

    Boa, Big Brother a toda a população …

    ________________
    http://www.otal.pt.vu

  11. jouze says:

    @Filipe
    Esta tecnologia já é de facto conhecida cá em Portugal, a UTAD (Universidade de Trás-os-Monte e Alto Douro) por exemplo possui no seu departamento de engenharia controlo de pessoal por RFID.
    Espera-se bastante desta tecnologia que pode ser potenciada a várias áreas de acção.
    Apenas um exemplo pode ser o controlo de entrada de pessoal em certos edifícios, pois não é necessário um contacto físico com o a porta para ela se abrir perante o código que lhe é comunicado por rádio-frequência pela tag. Pode por exemplo substituir os tradicionais cartões magnéticos.
    Espero ter contribuído.
    Cumps

  12. luis encarnação says:

    Excelente tecnologia e com uma grande quantidade de aplicações!
    Mas veremos isto de outra prespectiva… e se um dia todos fossemos controlados por um chip que nem sequer conseguimos ver? o famoso cartão unico (CU) que o nosso governo tanto fala… conheçem? não vos diz nada? duas palavras chegam, Big Brother? esperemos que não 🙂
    Não quero com isto pôr em causa as potencialidades desta tecnologia, espero é que seja usada da melhor maneira possível!
    É a primeira que faço um post neste blog que consulto todos os dias e deixo desde já os parabéns pelo excelente trabalho!

    Luis

  13. Jonblue says:

    Já agora p/ gestão de stocks…
    Grandes superfícies já usam 😀

  14. João says:

    a empresa que implementou foi a sybase o caso da Throttleman , sendo um caso de sucesso conforme mencionado.entre outras coisas o RFID será o substitudo do codigo de barras…
    podem encontrar mais informação sobre rfid no portalrfid portugal

    abraço

  15. Luís Sá says:

    Primeira livraria RFID do mundo em Portugal feita por Portugueses com tecnologia Portuguesa, empresa: Creativesystems:

    https://www.youtube.com/watch?v=LEJc3KVHyus&feature

  16. R00KIE says:

    Para quem andar de metro e conhecer os belos dos cartões sem contacto … RFID

  17. Diogo Alves says:

    Isto já é usado há….

    Como e q são controlados os roubos nas grandes lojas?? aqueles sensores giros á porta??

    O passe e senhas de autocarro e metro em lisboa, porto e coimbra (pelo menos em coimbra a 5 anos)….

    Dezenas de empresas usam este sistema para controlar as movimentações de stock, para não ser necessário andar com um leitor de codigo de barras atras, atraves de sensores fixos….

    No fundo não e novidade nenhuma… pode-se ter desenvolvido mais ultimamente, mas é uma tecnologia com muitos anos…

  18. Pedro Pinto says:

    @Luís Sá

    Esse exemplo não podia encaixar melhor neste post… 🙂
    Obrigado pela dica

    Pedro Pinto

  19. Rodrigo says:

    A tecnologia RFID começou a ser usada na década de 40 para fins militares (identificação dos aviões aliados). A mesma começa a ser cada vez mais divulgada e aplicada nas mais diversas áreas, tb devido à sua evolução e descida de preços.
    Na Europa temos 3 frequências para o RFID ~125kHz (LF), ~13,56 MHz e ~865 MHz (UHF) cada uma delas para aplicações especificas, sendo que o UHF começa a ser o mais utilizado. Um dos projectos pioneiros de RFID em Portugal foi a Via Verde, onde o que temos nos carros não é mais que uma tag activa ( tb há tags passivas e semi-activas)que é identificada cada vez que passa num ponto de controlo.

    Há muito para dizer sobre esta tecnologia e muito também para avançar, as aplicações? Atrevo-me a dizer que o RFID pode ser uma mais valia em quase todas as áreas.

    Na feira que o Sr. Paulo referiu (FENGE) esteve uma empresa de Coimbra (LogicPulse Technologies) com um stand dedicado à tecnologia RFID (e biometria) onde eram apresentadas algumas possíveis aplicações práticas da tecnologia, mas de facto os chips RFID já são usados por nós todos os dias, mesmo que não se dê por isso….

    Abraço
    RB

  20. Lápis Azul says:

    O avanço tecnológico é sempre bem recebido por todos… Lendo os comentários já feitos, reparo que o “controlo de pessoas” aparece várias vezes.
    Pura coincidência, naturalmente…

  21. HDMaeiro says:

    Boas malta para quem pensa linux dê uma vista de olhos pelo BACKTRACK 2 pois eles abordão este RFID de uma maneira interesante inte ..

  22. Rodrigo says:

    O avanço tecnológico bem recebido por todos? Nem sempre. No caso do RFID tem levantado inúmeros problemas no que diz respeito à privacidade…E isso leva que muitas vozes se levantem contra o RFID.

  23. Lápis Azul says:

    @Rodrigo
    Amigo, estava a ser irónico! 😉
    O meu “Pura coincidência, naturalmente…” refere-se exactamente aquilo que tu dizes no teu comentário, mas que muitos ignoram ou preferem ignorar…

  24. asselema says:

    A nivel da gestão de sotcks, ou controlo de produtos p.ex: em alfandegas é muito utilizado, rapidamente se obtem a resposta e é muito rapido.

    cumps

  25. Luís Sá says:

    O RFID não levanta problemas de privacidade, se a tecnologia, especificamente a junção de software e hardware for feita como deve ser.
    Não é por eu andar com 1 tag RFID no bolso que vão invadir a minha privacidade.

    cumps

  26. pedrog2k says:

    posso estar enganado mas acho q e’ este sistema q usam nos bilhetes de STCP e metro no Porto 🙂

  27. Mauro Gentile says:

    @Luís Sá
    Talvez precises de um pco de imaginação :p
    As potencialidades são mtas…
    No próprio video tens um exemplo: Saber a tua posição geografica para vez k passas por um leitor.

  28. Luís Sá says:

    @Mauro Gentile
    Saber a posição geográfica dentro daquele recinto, fora dele deixa de ter qualquer efeito.
    Quando passas num leitor, no caso concreto do video sabe-se que alguem passou com aquele livro naquele ponto, não se sabe quem exactamente.
    Se falarmos por exemplo de controlo de acessos e pessoas tipo Via Verde, aí já podemos por questões acerca da privacidade.

  29. João Neves says:

    Já houviram falar do Viva Viagem e do 7 Colinas :). O suporte tem um pouco mais de memoria interna é claro.

  30. Rui Peixeiro says:

    Isto até já é usado há uns bons anos em vacas, nuns selos nas suas orelhas!!!

    O Bill Gates já em 1995 usava RFID para controlar quase tudo na sua casa. Ele e todas as pessoas que andem na casa dele, recebem um pequeno “clip” com um chip RFID que liga e apaga luzes conforme as pessoas se movimentam pela casa, mete música ambiente, aquecimento, …, … tudo com uma gestão de prioridades, conforme a hierarquia das pessoas que estejam numa determinada divisão.

    No Politécnico de Castelo Branco, já um colega meu há uns anos fez o seu trabalho prático de fim de curso com RFID.

    Com os preços a baixar, qualquer dia todos os productos, … poderão trazer um RFID, tal como trazem código de barras. Já imaginaram, a despensa avisar-nos que já se acabou o arroz, assim que deitamos o pacote vazio fora!
    E isto seria só uma das milhares de aplicações que os baixos preços do sistema poderiam resultar…

  31. Só uma achega para acrescentar de forma explícita que uma das grandes vantagens das tags RFID face a outros meios de identificação, como os códigos de barras, é a possibilidade que algumas tags têm de ser ‘reescritas’, ou seja, não só é possível inquirir o ID de uma tag, como lá guardar informação adicional.

  32. Este video mostra o uso que a Throttleman está a dar ao RFID: http://www.throttleman.com/rfid.aspx

  33. Marise says:

    Achei muito interessante esse chip, principalmente para o controlo de stock e também para ajudar os clientes na compra do produto. Essa etiqueta também pode ter algum comando de voz?

  34. Tiago says:

    Bons dias.
    Gostaria de saber onde poderei adquirir uma tag destas, estou ineterssado em aplicar este sistemas no meu stock.

    Que tipos de tags existem, e quais as dimensões, podem-me ajudar?
    Obrigado

  35. mayara souza says:

    Alguem pode citar exemplo de empresas no Brasil que utiliza RFID?

  36. Dr. Orly says:

    Quem for este ano ao Imagine Cup 2011, no IST, vai ver isto numa grande aplicação… serão os sérios candidatos a vitoria. 🙂

  37. Liliana says:

    Ola 🙂
    Gostei de ver todos esses comentarios, foram me muito uteis.
    Eu estou a frequentar um curso de organização e gestao industrial e uma das disciplinas que tenho é logistica. Entao, estou a realizar um trabalho sobre as etiquetas RFID na Vicaima, a maior industria a nível nacional de fabrico de portas, aros e componentes. As etiquetas estao a ser utilizadas la, mas eu gostava de saber ao certo que informaçao dao essas etiquetas. Eu ja percebi para que servem, mas gostava de saber em contexto da Vicaima.
    Se alguem me soubesse explicar agradecia…

  38. andresbraga says:

    A ANA,sa – Aeroportos de Portugal e a Sata, já vão desde há mais ou menos 5 anos para cá a instalar este sistema para o controlo de bagagem, obtendo o percurso detalhado da mesma. Já saí faz dois anos mas segundo informações o resultado tem sido bastante positivo.

  39. Gil says:

    O video ja não existe 🙁

  40. rodrigo says:

    é possivel 2 cartões terem o mesmo código. ou seja alterar um deles para que fique igual ao outro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.