Quantcast
PplWare Mobile

Primeira viagem transoceânica com navegação autónoma foi um sucesso

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. jc says:

    Ora… Até me parece impossível no século XXI não haver um país com administração autónoma sem políticos e governantes… Aí sim tirava o chapéu…

    • B@rão Vermelho says:

      Desculpe descordar de si, mas a mim parece-me ainda mais inacreditável é ainda em pleno século XXI haver pessoas que acreditam que tal coisa pode ser possível.
      Se morar num prédio basta ver que mesmo com regras é uma carga de trabalhos para que as mesmas serem cumpridas, agora imagina deixar as coisas ao livre arbítrio de cada um.

      • Test User says:

        inacreditável em pleno século XXI haver pessoas acreditarem que não é possível.
        Belgica esteve 541 dias sem governo 2010–2011.
        Espanha 10 meses em 2016
        Somalia 15 anos
        etc

        • Mr. Y says:

          Sem governo?!?!
          Continua a haver governo mas com limitação de poderes aka governo de gestão.

          Mesmo este tipo de governo não tem grande futuro porque não permite que haja alternância. Não faz sentido haver o ‘mesmo’ governo ad eternum

          • Test User says:

            Sim, sem governo. Estas fazer suposições baseadas na realidade portuguesa. Belgica funciona totalmente diferente, é um estado federal.

          • B@rão Vermelho says:

            Por essa ordem de ideias Portugal também está sem orçamento de estado ainda hoje, portanto não paga nada a ninguém.
            Estas a confundir alhos com bugalhos a Bélgica estava sem governo, mas tem um governo de transição, mas deste um fantástico exemplo, Somália todas sabemos que é um dos melhores lugares para se viver, e tudo graças a não ter um governo 🙂

          • Test User says:

            B@rão Vermelho
            1- Dizes que não é possível países sem governantes. Existem vários exemplos, dei alguns.
            Se funciona ou não isso é outra discussão. Sabes muito bem que Somália não funciona. Belgica continuar funcionar normalmente.
            Tambem existem estados chamados falhados mesmo com governantes.

            2- Por acaso um governo interino , gestão , transição ou queiras chamar tem os mesmos poderes que governo eleito . Não conseguem aprovar orçamentos,etc

            3- Orçamento em duodécimos já que não sabes, pesquisa. Não dizias: Portugal também está sem orçamento de estado ainda hoje, portanto não paga nada a ninguém.

  2. B@rão Vermelho says:

    Em tom de brincadeira, tomar não havia a bordo a testemunhar quantos barcos foram mandados ao fundo 🙂

  3. :-) geek ??? says:

    a meu ver, e tal como sucede com os automóveis, é uma iniciativa que precisa de mais testes para se poder realmente verificar se funciona correctamente

  4. Óla says:

    Salta à vista que falta qualquer coisa na notícia, existia tripulação no barco ou não, claro que existia (digo eu) não fosse a navegação autónoma falhar.

  5. Grunho says:

    Quando isto se generalizar até os navios dos piratas vão poder ser autónomos. Capitain Phillips, you’re fired!

  6. lucas says:

    São os maiores é um sucesso até acontecer a 1º merd….. e passar a ser um barco pirateado .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.