Quantcast
PplWare Mobile

Os robôs estão a começar a invadir a Terra

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Filipe says:

    Skynet never forgets 😀

  2. Ass a SSins says:

    Falta dizer que a Boston Dynamics é uma empresa com patrocínio da DARPA, CIA e do governo americano e a desenvolver equipamento militar com objectivos militares.

    Aliás objectivos unicamente militares. OK?!

    Não vejo aqui nada de bom apenas mais uma maneira covarde de matar o fellow human.

    E muito maléfica por sinal uma vez que todo o projecto é criado com essa intenção de supremacia militar.

  3. jp says:

    Isto até arrepia… a sério. A humanidade a extinguir-se a si própria.

    • Croky says:

      Isso é muita ficção científica… Um robô é PROGRAMADO. Isso significa que as suas acções se cingem a aquilo que é mandado para fazer pelo Homem. Outra coisa seria criar um código em que o robô toma decisões sobre situações abstractas ou pouco definidas, ou seja, ter consciência. Nesse sentido, estamos a anos luz de o concretizar. Nem em termos de hardware, nem em termos de software. De qualquer forma, e quando for alcançado – uma coisa muito diferente do que se vê agora – continuarão a ser PROGRAMADOS pelo Homem para ter uma “consciência”.

      • ZeMano says:

        Faço-te uma pergunta, já ouvista falar de IA (Inteligência Artificial)? Esta tecnologia irá permitir num futuro próximo o humanóide adquirir conhecimento e tomar a acção de acordo com a situação! Bem sei que terá sempre acção humana! Mas tu para seres a pessoa que és hoje, também tiveste de aprender e depois tomares a acção de acordo com o que te deparas! Aconselho-te vivamente a ver um filme EX Machina (não sei se já viste)… ilustra um pouco do que provavelmente daqui a uns anos poderá estar a acontecer… e não penses que são daqui a 50 anos… será muito mais breve do que isso, estou tentado a dizer menos de 20 anos…! A tecnologia ao dispor do homem tem o propósito de (normalmente) ajudar, nunca o oposto. Agora repara tecnologia desta ou outra… nas mãos erradas… pode significar algo muito malévolo, destruição massiva! Porque infelizmente o nosso mundo baseia-se unica e exclusivamente em $USD ou € ou outra moeda qualquer…! Basicamente dinheiro…! Senão vejamos aqueles grandessisimos filhos de uma p… o autoproclamado estadinhomerdoislamico como consegue financiamento para as suas acções? Quem compra as obras (quadros/estatuas) que eles pilham?! Já para não falar no petróleo que eles exportam (quem o compra?)! Portanto, basicamente é para te dizer que neste mundo só se gere por uma coisa… dinheiro. Tendo dinheiro tem acesso a tecnologia de ponta.

  4. Chamada à realidade says:

    Drones.

    Não são programáveis ou articulados no mesmo sentido mas têm o mesmo objectivo de destruição.

    O problema aqui não é a tecnologia mas sim o que vão fazer com ela e com que objectivo é que a desenvolvem. Um robot militar é programado com um objectivo militar e vai ser programado de forma a ser o mais eficaz naquilo que precisa fazer. Ponto.

    Já me pergunto quem são os verdadeiros terroristas. Se os inocentes, mulheres e crianças que são mortos à distancia ou se aqueles que há décadas lhes despejam bombas para cima e desenvolvem este tipo de tecnologia.

    Pergunto qual seria a nossa reacção se fossemos vitimas de bombardeamentos constantes há décadas e em que estado iria ficar a nossa sociedade.

    E mais já se perguntaram porque é que as imagens de destruição e bombardeamentos mesmo durante o dia são a preto e branco?

    Por dois motivos para esconder o poder destrutivo das explosões e o segundo para parecer uma coisa distante e pouco ligada com a realidade mascarada a preto e branco. Enquanto que as pessoas no terreno são devastadas e condenam assim gerações à miséria pessoal e social criando crises humanitárias que atravessam fronteiras.

    Se isto é evolução eu chamo-lhe miséria humana profunda.

    Continuem distraídos com os telefones…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.