PplWare Mobile

Tecnologia de carregamento sem fios permite que drones permaneçam no ar indefinidamente


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Nuno says:

    Não me surpreende que daqui a 100 anos o avião tradicional seja parcialmente substituído por drones com tecnologia secalhar semelhante.

    • Vítor M. says:

      Sem duvida, mas nem iremos esperar 100 anos, nem metade provavelmente.

      • Nuno says:

        Duvido, a dificuldade neste assunto não é a tecnologia pois esta já esta praticamente criada e com um bocado de esforço iria lá rapidamente, o problema está na capitalização.. Teria que ser uma empresa estilo “tesla” que tenta-se remodelar sem medo o mercado. mas são riscos enormes

        • Miguel says:

          Não… O problema está mesmo na tecnologia! O mundo da aviação não se muda ou desenvolve radicalmente da noite para o dia com um estalar de dedos. E a prova disso está na frota de aviões atual que ainda usam tecnologias desde há 15/20 e até mesmo 50 anos atrás!

          • Miguel says:

            Complemento: e muita dessa tecnologia já se considera obsoleta noutras áreas. Para além de que, um avião pilotado automaticamente, possui um risco maior de falha que por um ser humano.

    • Paulo Matias says:

      Concordo com o Vítor, a espera será muito inferior a 100 anos, ou mesmo a 50. Eu diria que daqui a 20-30 anos isto será uma realidade bastante comum, tanto para transporte comercial como pessoal.

      Para aplicação em voos comerciais isto será do melhor. Imaginem o “avidrone” a pairar no ar a carregar enquanto os passageiros saem e entram para nova viagem…

  2. Luis T. says:

    Imaginem esta tecnologia aplicada aos carros eléctricos.

    • Vítor M. says:

      Exatamente. Não devemos estar a muitos anos desta tecnologia estar disponível nas vias. Aliás, já há vários estudos nesta área: http://bit.ly/2AAf5l0

      Até estradas já equipadas com tecnologia de carregamento sem fios para carregar enquanto os veículos circulam a uma baixa velocidade.

      • Rafael says:

        “Até estradas já equipadas com tecnologia de carregamento sem fios para carregar enquanto os veículos circulam a uma baixa velocidade.”

        Estar vivo para ver o conceito que River Raid usava para carregar a aeronave nos carros? Isso seria uma benção.

  3. Migueldias says:

    More cancer…

  4. Nuno V says:

    O que a GET fez não é algo novo. É mais um vídeo promocional para promover a sua empresa que não passam de uns charlatães, em que tentam vender uma ideia de transmissão de energia, que para além de perigosas violam as leis da física.

    • Nuno says:

      Desde quando criar um campo electromagnético desafia as leis da física ?

      • Nuno V says:

        E eu por acaso disse em parte alguma que este vídeo desafiava as leis da física? Lê, se faz o favor, novamente o que disse. Disse sim que o objectivo da empresa GET de transmissão de energia sem fios da central para o resto da população de forma segura sem matar todos os habitantes viola as leis da física. Para a próxima em vez de leres na diagonal perde um bocado de tempo a perceber o que as pessoas estão a dizer. Passa bem.

  5. Devsys says:

    Para a malta que deixou mensagens acima https://en.m.wikipedia.org/wiki/Inverse-square_law

    Portanto, tretas.

  6. Allez says:

    Hello Nikolas Testa?!

  7. Jose Simoes says:

    Uma coisa que vai gastar imensa energia, irradiada em quase todas as direcções, os drones têm de descer e ficar a pairar 10 minutos perto para serem “reabastecidos”e funcionar durante OUTROS 10 minutos antes de terem de regressar. Interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.