Será que os YouTubers podem dizer tudo o que querem?


Destaques PPLWARE

75 Respostas

  1. Miguel says:

    Quanto maior a audiência maior cuidado se tem que ter com o que se diz… sem dúvida.

      • Carlos Gomes says:

        Mentira.

        Porque razão algo se pode dizer a uma pessoa e não a 1 milhão?

        É menos verdade?

        • Vítor M. says:

          Porque há formas diferente de interpretar, porque há culturas diferentes, suscetibilidades diferentes, porque há regras que regulam as sociedades e essa suposta verdade (que depois é mentira, mas era a brincar) restringem a liberdade das pessoas afectadas por essa mentira, ou verdade a brincar.

          Alguns exemplos para entenderes que as verdades a brincar podem ter reações culturais adversas e a tua liberdade termina quando começa a do próximo, e por aí em diante.

          No fundo, nunca se agrada a todos, mas é fácil desagradar a muitos.

          • jorge says:

            50 Milhões de subritores e 2 ou 3 milhões de visualizadores diários dizem que ele deve continuar a fazer os videos como o faz.
            Quam não gosta não vê, fácil. Para mim essas tretas são para os canais de televisão. Internet é a internet, por isso é que a televisão está a perder e muito, por isso é que a BBC tenta distorcer o que aconteceu.

          • Vítor M. says:

            O tal poder dos subscritores que falei. Agora, mesmo tendo esses subscritores e essas visualizações, não quer dizer que possa dizer e fazer o que lhe apetece… ainda para mais com determinada linguagem (apoio da Disney???) e atitudes. É como disse, hoje a Internet tem falta de regulamentação e quem o deveria fazer, o YouTube, está refém.

          • Miguel says:

            A Internet funciona quando há anonimato, neste caso sabes quem é, consegues identificar perfeitamente quem fez o sketch e quem emite a informação, pelo que é equiparado a um canal de televisão. Aliás, isso de ser pela internet não tem justificativa até porque os canais de tv tradicionais também são emitidos pela internet… aliás, até podia ser panfletos atirados para o ar de um prédio que a questão mantém-se.

          • Miguel says:

            Jorge, já agora deixa-me colocar a seguinte questão:

            – Deveria continuar-se a incentivar o ódio aos Judeus já que os Nazis também tinham uma grande base de apoiantes da ideia?
            – Deve um clube de futebol incentivar ódio ao rival já que tem uma grande base de apoiantes da ideia?

          • K says:

            @Miguel

            Incentivar o ódio e fazer uma piada é completamente diferente. As pessoas têm de diferenciar isso!

          • jorge says:

            Só quem não viu o vídeo ou quem está mal intencionado é que pode dizer que o Pewdiepie tem conteúdos Nazi ou que incentiva ao ódio, ou como pode retirar do meu comentário a ideia de que quem tem uma base de seguidores grande pode fazer algo que seja errado. Este foi o tipo de mensagem que ele escolheu fazer para fazer chegar uma ideia á sua plateia, e esta continua a gostar da maneira como ele o faz.

            É como o Humor negro, muita gente não gosta, mas passa na televisão, bolinha vermelha ? Talvez, mas o youtube também pode colocar “bolinha vermelha”.

            Eu como subscritor, nem sabia que ele era apoiado pela Disney, mas se ele tem esse apoio concerteza terá algumas regras pelas quais ele terá que seguir, e se isto é uma delas problema dele.

            Quantos programas na televisão fazem coisas semelhantes para chegar uma mensagem á plateia ? Já viram de certeza e coisas ainda piores. Mas, novamente, para mim a televisão está cada vez pior e tem cada vez menos qualidade face á internet.

          • Sara says:

            Claramente, o YouTube é uma empresa e não podemos ter agora cada um a dizer o que quer. Se queria dar um exemplo que fosse algo parvo e inofensivo, como dizer “hello mom” ou algo assim.
            Ele claramente tinha más intencões, até porque quem conhece o seus videos sabe que são bastante estupidos e muitas vezes goza com outros youtubers que não lhe fizeram nada de mal.

          • PauloM says:

            Sem quere ofender ninguem, da mesma forma que prontamente publicaram este artigo de jornais de origem duvidosa,… da mesma forma deveriam ter publicado a resposta dele ao artigo,…

            https://www.youtube.com/watch?v=lwk1DogcPmU

          • Miguel says:

            @K Quando sabes que determinada classe/pessoa tem uma susceptibilidade maior perante um tema se tocares nele estar a provocar o conflito… Os casos dos atentados àquele jornal francês é caso disso.

        • Miguel says:

          Com uma pessoa não incentivas uma guerra civil, fazes um pequeno desentendimento… é tudo uma questão de números.

      • jorge says:

        Mas isso é porque a quantidade de gente idiota a ver o video aumenta proporcionalmente

  2. PauloM says:

    Trump precisa-se no mundo para acabar de vez com SJW. com a mania da cultura PC.

    • Guiomar says:

      Trump? Trump não serve de exemplo para ninguém, ele apregoa-se contra o politicamente correcto mas depois reclama quando falam mal dele. Há pessoas bem mais coerentes, honestas e inteligentes no politicamente correcto/incorrecto, que conseguem ter decência no que dizem e não jogam e alimentam os ódios das pessoas.
      Há muitos excessos, mas uma cultura em que ninguém se importa com as consequências do que diz publicamente é bem pior.

      • PauloM says:

        Ja me subescrevi ao canal do PewDiePie,… Facebook tb,…

      • PauloM says:

        E prontos la estao os SJW a fazer das suas, triste a cultura PC e das coisas mais repugnantes que surgiram nestes ultimos anos, tudo criado por liberais da esquerda sem vida propria,…. no qual o unico objectivo e criarem conflitos sociais e beneficiarem com isso. Para nao falar que o cancelamenteo do seu canal e facismo puro.

        • Guiomar says:

          :S não dizes coisa com coisa! Falam-te alhos e tu falas em bugalhos. Onde é que está o exemplo do Trump?
          Segundo ponto, quem é que te diz que foram os liberais de esquerda que criaram isto? Se bem me lembro naquele país os conservadores insurgem-se sempre que alguém diz algo de mal sobre determinadas religiões, ou atitudes que vão contra os “valores familiares”, etc, etc, etc! Que mania de achar que o politicamente correcto é algo de agora ou exclusivo de determinada tendência política… Sou capaz de te mostrar pessoas com muito mais cabeça e integridade para serem politicamente incorrectos e que são liberais assumidos!

          O canal dele não foi cancelado!

          • PauloM says:

            Tu nao compreendes-te o que escrevi,…
            E o meu primeiro comentario foi censurado, pq??? nao sei.
            “Depois foi o próprio YouTube que cancelou a série Scare PewDiePie” esta no texto.

            Humor ja alguem ouviu falar nisso??? Se o individuo fosse de outra cor que nao a branca, de certeza que nao haveria problemas, seria considerado humor.

            Esta tb e engracada:
            “Há demasiado ódio nos comentários das redes sociais”

            hehehe,… criado pelos liberais da esquerda estes tipos fazem qualquer coisa para obterem poder, criam e geram odio, o mais engracado e que a pop esta a acordar para a realidade que sao estes tipos.

            Servicos secretos Franceses “hehehe”se Le Pen ganhar foi por causa de influencia Russa,… hehehe wtf…. la esta a esquerdalhada a tentar meter medo a pop.

          • Guiomar says:

            PauloM, e tu compreendeste que nenhuma das tuas respostas esclarece sobre o “teu Trump”?
            O que está no texto é cancelamento duma série que o Youtube tinha contratado, não é cancelamento do canal dele!
            Outra vez a esquerda? O PewDiePie acusou o WallStreet Journal de estar por detrás da polémica, muito longe de ser um jornal da esquerda, sendo o dono do jornal bastante conservador!

          • Vítor M. says:

            Nem há nada dele censurado… enfim…

    • Ana says:

      o trump mais cedo ou mais tarde acaba como o JFK… se não sabes quem é googla para fazeres algo de jeito para variar.

  3. Victor F. says:

    Cá está, saudades que eu tenho quando o YouTube era apenas uma plataforma para qualquer anónimo partilhar o seu vídeo familiar, situações caricatas, curiosidades, descobertas e experiências…
    Agora está inundado de pseudo-estrelas com os seus pseudo-shows numa pseudo-plataforma-televisiva.

    • Bruh says:

      Ele começou como anónimo no youtube sabes? Ele não virou estrela e depois entrou no youtube. Foi ganhando público aos poucos e chegou ao que é hoje por mérito próprio. Mas a inveja é algo lixado.

      • Victor F. says:

        Esse comentário demonstra que para além de fã não fazes minimamente ideia do que me quis referir pelo que a tua faixa etária é fácil de adivinhar.

        Sim, começou como anónimo a gravar jogos do Battlefield e até Minecraft antes de descobrir que andar aos berros enquanto se filmava era muito mais rentável.
        O YouTube não era nada disto, nada a ver com inveja, já de ti tem muito a ver com ignorância.

        Boa semana!

    • Grubmasz says:

      Sobretudo ha alguns que tem alguma atencao e que se consideram celebridades. Quando a megalomania é tanta parece que podemos tudo mas na verdade nao podemos tudo apenas temos mais responsabilidade. A ver se o gajo acorda. Não por ter atencao na internet que o permite a tudo

  4. João Costa says:

    Notícia muito enganosa, que refere apenas o que tem sido dito por muitos sites noticiosos e que não corresponde á verdade. Os comentários feitos foram apenas usados para fazer uma piada sobre outras pessoas serem racistas, e completamente fora do contexto, foram reproduzidos como sendo sérios.

  5. Redin says:

    Acabou por ser dada publicidade a este conteúdo que desconhecia e fui visitar.
    Acabei por ver 3 episódios e embora não tivesse ainda assistido aquele que levou a este desfecho, gostei.
    Deu para passar um bom bocado de diversão.

    • Helena says:

      Ainda bem que deu para vazares as bolas, mas como ninguem te perguntou nada estavas bem era calado. Amanhâs podes voltar ao canal para nova sessão. Se pedires com jeitinho ele até tira a camisola para teres uma experiencia ainda mais intima.

  6. César E. says:

    Boas pessoal… não estava à espera desta noticia vossa…
    vejam este video que explica bem a situação https://www.youtube.com/watch?v=JLNSiFrS3n4
    Abraço!

  7. luislelis says:

    A democracia é isso mesmo. Saber que há limites.
    No caso, preferiu a ofensa como forma de publicidade…… Os publicitários conhecem os limites da liberdade de expressão.
    Não sou moralista nem minimamente concordo com qualquer tipo de religião ou magia das massas.
    Estamos a cruzar uma década em Q estamos a testar esses limites. Vamos ver no que isto dá

  8. daiquiri says:

    afinal qual foi o video polemico? link?

  9. Poyta says:

    O mundo não sorri mais, tudo é problema.
    O cara simplesmente utilizou um site na qual você paga pra uma pessoa fazer basicamente qualquer coisa para você, ele fez o teste fazendo varias propostas toscas para testar o serviço, a grande maioria recusou, exceto uns indianos que fizeram o que ninguém faria que era mostrar uma placa morte a todos os judeus. Pewdiepie não gostou que fizeram, mas quis mostrar que as pessoas estavam fazendo tudo por dinheiro.
    As pessoas estão muito hipócritas na parte que toca as piadas.

    • Guiomar says:

      Percebo o que estás a dizer e a ideia de se querer mostrar como há quem faça qualquer coisa por dinheiro sem objeções morais poderia ser algo louvável para elucidar as pessoas, o problema creio é na forma como ele construiu todo o enredo, montou o video e na forma como falou (ou até o título), o que mostra uma grande falta de tacto para abordar uma questão destas, e parece mais para show (audiências) do que para abordagem séria do tema. Não vejo onde é que estaria a piada, é que não fez nada para tentar ser uma piada, foi mais para chocar as pessoas!
      Convém recordar que aquilo foi gravado e montado…

      • jorge says:

        O título ele tem de o escrever de maneira a cativar o espectador para chegar a mais pessoas.
        Para mim foi hilariante, e continuo a acha-lo.

        • Guiomar says:

          És capaz de dizer em que parte quando mostram o cartaz ou da reacção dele é que te riste? É que nem ele se riu, nem tentou dizer uma piada, nem preparou o momento para algo de hilariante… foi apenas para chocar pessoas. Quanto ao título, não estou a pôr em causa que o hábito é dizer algo que chame pessoas, mas o facto é que o título põe completamente em causa o tom que ele tenta dar para a cena que conclui o video, assim como põe em causa a justificação para o que faz no video!

          • jorge says:

            Já vi o video ha algum tempo mas sim quando eles mostram o cartaz com a mensagem é quando me rio 🙂

            O resto, tenho que rever o video de novo, mas ele nunca me pareceu do tipo racista ou coisa parecida

          • Guiomar says:

            Ris-te quando o cartaz é mostrado? uau, é que nem ele se ri, e sinceramente nem vejo nada na cena que dependa do que está escrito no cartaz para criar uma piada!
            Não disse que o tipo é racista, mas falta-lhe muito “chá”! E para dizer a verdade, ele até mostra alguma hipocrisia, pois não só o seu choque soa a falso, como ele não tem propriamente muita autoridade para falar sobre o que os outros fazem por dinheiro, quando é ele que instiga tudo aquilo para ganhar dinheiro com um video no youtube! Daí que ele tinha a responsabilidade de ter tido muito mais cuidado na forma como editou o video e na forma como falou no video!

          • jorge says:

            Boa noite Guiomar
            Se entende inglês veja este vídeo https://www.youtube.com/watch?v=JLNSiFrS3n4 .
            Revi as partes que falou, e as piadas de que o acusam.

            O Pewdiepie retira muita atenção dos media retrógados que não sabem inovar, e o pplware.sapo faz parte dessa cadeia controlada por alguém com muito dinheiro. Estão lixados, porque se há gente dedicada neste mundo pelas coisas que gostam são os internautas da minha geração e anteriores.
            A internet é um sítio com liberdade completamente diferente e é formada á volta de certos valores que muita gente não compreende.
            O que o Wall Street Journal está a fazer é tentar controlar o que está a fugir deles. Os media estão a bater muito no fundo e talvez seja para o melhor, para que surja alguém que se eleve e faça bem melhor e que acabe com este controlo todo dos que têm mais e querem ainda mais.

          • Guiomar says:

            jorge, se entender inglês? Por acaso não reparaste na parte em que afirmo que não disse que ele é racista, e depois descrevo no que ele errou!? Para que é que insiste em ir para esse lado!? Não é preciso ser racista para se errar, ou para se ser insensível na forma como se apresentam as coisas.
            Valores da internet são diferentes!? Desculpa, mas os valores sociais são supostos ser os mesmos, não é por estar na internet que passa a ser mais aceitável dizer ou fazer algo, e se reparares bem é até esse o ponto que o Pewdiepie tenta levantar, que deve haver limites ao que é possível fazer na internet.

    • Analisa says:

      Cara, tem de escrever em português que a galera não percebe nada do que vc escreve.
      Isto nâo é brasiu não…

  10. David says:

    Inês discordo em absoluto o teu comentário quando afirmas que alguém que post videos no youtube e é pago está a trabalhar para eles.

    Sem entrar um promenores, se achas que trabalhar completamente de borla para alguém é um trabalho … Deus.

    Tu só gamhas por mérito próprio e isso requer muitas visualizações. Eles exploram ao máximo o potencial de todos sem obrigações.

    As regras que definem são regras que passam pelas leis da américa, dos bons costumes e dos paises onde aparece o video. Outras que possam existir só vêm projudicar o próprio negócio.

    No maximo podemos considerar uma prestação de serviços em que o utilizador não tem o vinculo nem as obrigações que um trabalhador da google tem pela empresa.

    E o que chamas falar mal eu chamo-lhe de liberdade de expressão.

  11. Henrique says:

    Por muito que ache piada ao conteúdo dele, concordo com a atitude do youtube e da Disney

  12. Xell0 says:

    Este personagem tem muita fama. E quem já o segue a algum tempo sabe que ele não faz com intenção de magoar ninguém… Houve um vídeo polémico sobre um site que as pessoas fazem o que tu quiseres por 5USD ele pensava que seria natural recusarem os seus pedidos malucos (como aconteceus), mas outros fizeram o que ele disse como o caso de uns rapazes que acabaram por fazer um vídeo a dizer “morte aos judeus”. Ele inclusivamente quiz dar 500USD a cada conta que foi cancelada por culpa dele, e chegou a fazer a um deles.
    Ele deve medir as palavras/conteudo, claro. Quem já não fez uma coisa a pensar “É claro que não vai acontecer, é imposiivel.” mas depois acontece? mas pronto… O mais interessante é que ele quando fez contrato com essas empresas Disney e afins, ele já era assim. Então foi isto que contrataram…

  13. Valter Russo says:

    falam mal de gays, heteros, mulheres, homens , arabes etc etc, mas se falam mal de judeus, ui ui, cuidado.

  14. qwerty says:

    O problema de hoje em dia é que as pessoas se ofendem por tudo e por nada.
    O que ele faz é entretenimento/humor, quem gosta vê, quem não gosta tem bom remédio.

    • luislelis says:

      Pois aí é que está o problema. As pessoas também têm o direito de se ofender.
      Quanto ao humor….. Na realidade não me fez rir ou sorrir. Não devo ter entendido a piada.
      Quem não gosta……. Reclama e por vezes processa.
      Quem não gosta, Disney e Google, puxa o tapete.

    • K says:

      O problema de hoje em dia na internet dos que não gostam, automaticamente, odeiam e daí vem as criticas e inveja!

    • Miguel says:

      Também é verdade! Ofende-se muito com facilidade, mas também não deixa de ser verdade que há ofensas que são admissíveis e ofensas inadmissíveis, brincadeiras que são toleradas e brincadeiras que nunca deveriam existir…

    • Analisa says:

      O problema de hoje em dia é as pessoas mandarem postas sem pensarem.
      Ele tinha contratos e como tal era responsavel pela imagem de ambas as empresas.
      As empresas não gostaram da piada (que aqui entre nós, não tinha piada alguma, nem graca nem nada) e cancelaram os contratos…. O resto é apenas meia duzia de fanboys a defenderem a sua menina que até já reconheceu que fez porcaria e agora tem de sofrer as consequencias.

  15. Joao says:

    Foi uma piada os vídeos dele giram em torno de humor negro a muito s youtubers piores mas não importa pq são mais pequeno, mentirosos do merda o pewds nao pode dizer nada mas o YouTube pode permitir pornografia na sua plataforma….Fds deixei no criar os vídeos que quiser….

  16. J here! says:

    Considero que a atitude tanto da Disney como do próprio Youtube é no minimo ingrata, eles simplesmente abandonaram o rapaz, principalmente o Youtube! Depois de a plataforma ter sido levada para a frente graças ao trabalho dele e de tantos outros como ele, por causa de um vídeo, que nem se dignaram a tentar esclarecer-se junto dele o pq de o ter feito (foi preciso ir à BBC para esclarecer tudo!), cancelam uma série que sería um sucesso dada a quantidade de publico que ele tem, e o no fundo o mesmo se aplica à Disney, pq vejamos, ele tem mais de 50M de seguidores, se todos vissem pelo menos um episódio da série do youtube, seriam 50M de visualizações.
    Agora pergunto eu, sería mesmo necessária tanta confusão, parece-me um assunto fácil de resolver, é sentar com ele e conversar. Além disso, concordo com o objectivo do vídeo, hoje em dia, fazem-se coisas estupidas por dinheiro, algumas delas absurdas, como foi o caso.

    • Tatiana says:

      Sim? Olha, aprendi hoje que o tipo salvou a YouTube… não fazia ideia.
      Foi ele que tirou a empresa da crise e salvou aquilo tudo…. e durante a hora de almoco ainda descubriu a cura para o Cancro.

    • Guiomar says:

      é verdade, fazem-se coisas estúpidas por dinheiro, que é exactamente o que ele fez, uma coisa estúpida para ganhar dinheiro no youtube! O objectivo poderia ser interessante, mas para o alcançar era preciso muito, mas muito mais cuidado do que o que ele fez no video, sendo que para todos os efeitos ele é um autor moral consciente do que o que foi mostrado, enquanto que os indianos nem se sabe se tinham bem consciência do significado do cartaz!

  17. Joao says:

    Ele podia não ter publicado o video com a mensagem racista… Mas fê-lo para provar que há pessoas que fazem tudo por dinheiro ( Incluindo ele, que é pago por publicar videos no youtube… ).

    • Guiomar says:

      ele também podia ter feito uma introdução à mensagem que escreveu, mas preferiu cortar do video a parte em que escrevia aquela mensagem… por que será?

  18. LDi says:

    Pode-se dizer tudo o que se quer porque há gente suficiente para seguir qualquer anormal….basta ver os seguidores de youtubers, qualquer trabalha que abra a boca tem seguidores….a falta que me fazem, num durmo sem isso lol

  19. Xico Twokx says:

    Aqui está a resposta do PewDiePie a esta polémica:
    https://www.youtube.com/watch?v=lwk1DogcPmU

  20. João says:

    Disney a terminar contrato por comentários anti semitas?!?? Ah, a ironia…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.